quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Alckmin estende indenização por morte para policial de folga, além de dobrar para 200.000,00



E O DO SERVIDOR PENITENCIÁRIO? COMO FUNCIONA?



Leia a matéria e depois veja nesse link abaixo, que o do servidor penitenciário é de apenas R$50.000,00, além de não se estender para dias de folgas.  Inclusive se o servidor morrer de enfarte durante o trabalho, não tem direito ao seguro.

Veja uma das cláusulas do nosso seguro:

04- ÂMBITO/PERÍODO DE COBERTURA - RISCOS
PROFISSIONAIS:
As coberturas e garantias deverão ser aplicadas somente quando efetivamente comprovado que o segurado estava exercendo atribuições no seu horário de trabalho, incluindo-se também o percurso de ida e volta da residência ao trabalho, limitado ao tempo de 01 (uma) hora e 30 (trinta) minutos. O seguro somente cobrirá eventos decorrentes de Acidentes Pessoais, ou seja, não cobre eventos de causa natural como, por exemplo: Infarto, Derrame, etc.”
(g.n.)

Link sobre o nosso seguro de vida:
http://jenisandrade.blogspot.com.br/2012/05/seguro-de-vida-dos-servidores.html


Antes que você critique, lembre que uma das coisas mais importantes da nossa vida, são os nossos familiares...



Matéria sobre o valor do seguro de vida dos PMs está no site Terra, mas foi retirado do Portal do Governo do Estado de SP:
http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=224095&q=Governo+amplia+abrangência+e+dobra+valor+do+seguro+de+vida+de+policiais+do+Estado
08 de novembro de 2012

Hermano Freitas Direto de São Paulo



O governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou na manhã desta quinta-feira, em São Paulo, que o seguro para policiais mortos no exercício da função dobrará dos atuais R$ 100 mil para R$ 200 mil. Além disso, o benefício será estendido também a agentes que sofrerem atentados em horário de folga - até agora apenas a família de policiais em serviço podiam receber a indenização. "Será não só pelo trabalho, mas também pela condição de policial", declarou o governador.

Veja os ataques a PMs e ônibus incendiados em SP
Homicídios, estupros e roubos crescem em SP em 2012
Veja codinomes curiosos no mundo do crime

A indenização para policiais de folga era pleiteada pela categoria há muitos anos, especialmente depois das centenas de mortes ocorridas na última grande crise da Segurança Pública, em 2006. Muitas famílias de agentes de segurança mortos em horário de folga lutam na Justiça por indenização. Alckmin comunicou, junto com a medida, outras ações de "valorização" profissional dos policiais, como a compra de equipamentos novos, e a primeira transferência de um preso do Estado para um presídio federal.

Para o governador, a onda de violência que matou ao menos 90 PMs na região metropolitana de São Paulo e dezenas de outros cidadãos dá sinais de que retrocede. "(As mortes) estão em processo de queda, em um ritmo bem menor", afirmou. No entanto, disse que não há prazo para que ações como a presença das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) deixe a Baixada Santista. "Vamos para a terceira semana e não tem data para acabar", declarou.

Sobre a parceria com o governo federal na área da segurança, Alckmin disse que não tem "nenhuma preocupação político-partidária" por um possível sucesso da iniciativa e enumerou diversas ações que tem adotado junto ao governo Dilma Roussef (PT). Ele voltou a afirmar que muitas das ocorrências dos últimos dias não têm qualquer ligação com o crime organizado, citando em especial o caso de um ônibus queimado devido à revolta da população por um acidente de trânsito.

Saúde
Alckmin fez as considerações em Segurança Pública após o anúncio da nomeação de 82 novos médicos para a capital paulista. Segundo o governo do Estado, 27 deles trabalharão no Hospital de Vila Penteado enquanto os outros reforçarão outros seis hospitais.

Onda de violência


Desde o início do ano, ao menos 90 policiais foram assassinados no Estado. Desse total, 18 eram aposentados e três estavam em serviço. Além disso, o Estado continua a enfrentar um grande índice de violência. Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública, só na capital houve um crescimento de 102,82% no número de pessoas vítimas de homicídio no mês de setembro (o índice inclui também mortes no trânsito consideradas homicídio doloso), em comparação ao mesmo período do ano passado. Em todo o Estado, a alta foi de 26,71% no mesmo período.


Fonte: http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI6286835-EI5030,00-Alckmin+estende+indenizacao+por+morte+para+policial+de+folga.html


21 comentários:

  1. É só pra PM? E para o Agente Penitenciário? Com certeza não vamos ter nada e o nosso seguro de vida ainda vai ser essa merreca. Enquanto não nos unirmos essa m.... vai continuar do jeito que tá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para ASP e AEVP sobra um grande "QUE SE DANEM"!!!

      Excluir
    2. nois somos considerados um lixo mesmo..........vota no psdb

      Excluir
  2. sera estendido para agentes......LEIA NO INICIO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ''AGENTES'' NESTE TEXTO QUER DIZER PM.

      Excluir
    2. Com certeza, o "agente" a que se refere o texto, é apenas o policial, nós agentes penitenciários, que apesar de recebemos o RETP (regime especial de trabalho policial), não somos policiais.

      Excluir
  3. ... e ainda tem funcionário público que acredita do PSDB... como dizia o saudoso Mario Covas: " Não precisamos do funcionalismo público de São Paulo para nos eleger". Mesmo assim acredito na teoria de Charles Darwin (evolução das espécies).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pensando no seu texto, sobre evolução, nois so vamos evoluir quando deixamos de ser puxa-saco de diretores e caguetas de colegas de trampo ai sim estaremos evoluindo bastante....

      Excluir
    2. saudoso, este filho da puta graças a Deus esta no inferno.....foi ele que começou estes malditos pedagios e o pcc foi criado no seu govrno....

      Excluir
  4. Essa palavra AGENTES foi citada de forma genérica, não quer dizer agente penitenciário...

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente somos tratados com muito descaso pelas autoridades pricipalmente por nosso governador que nunca se quer fala sobre nosso trabalho arduo e critico contra o crime organizado dentro dos presidios paulista.
    Só tenho a lamentar, alguma coisa tem que ser feita !
    Alguém tem que lembrar de nós !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem dizia a minha mãe,: -Filho, estude!!! Agora com muitas dificuldades em matérias as quais deveria saber bem, só consegui passar no concurso para ASP. kkkkkk. Somente nós mesmos podemos mudar a situação, precisamos de união na categoria, vamos fazer uma greve geral pra ver se o governo não melhora nossas condições.

      Excluir
    2. união kkkkkkkkkkkkkk so passa no concurso de asp mesmo, onde viu união, a maioria não digo todos, fica bajulando os diretores atras de seguro...kkkkkkkk

      Excluir
  6. Aos Agente Penitenciários de SP, essa é uma parte do contrato da SAP.
    "PROFISSIONAIS:
    As coberturas e garantias deverão ser aplicadas somente quando efetivamente comprovado que o segurado estava exercendo atribuições no seu horário de trabalho, incluindo-se também o percurso de ida e volta da residência ao trabalho, limitado ao tempo de 01 (uma) hora e 30 (trinta) minutos. O seguro somente cobrirá eventos decorrentes de Acidentes Pessoais, ou seja, não cobre eventos de causa natural como, por exemplo: Infarto, Derrame, etc.
    05. SEGURADOS:
    O grupo de segurado é inicialmente constituído de aproximadamente 36.000 (trinta e seis mil) servidores.
    06. COBERTURA/GARANTIAS ASSEGURADAS:
    Morte por Acidente: R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais).
    Invalidez Permanente, total ou parcial por acidente: R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais).
    07. VIGÊNCIA:
    O contrato será celebrado com duração de 12 (doze) meses.
    O início do seguro a partir de 01/01/2013 e término em 31/12/2013. "

    ResponderExcluir
  7. Nesse site fala que é para agentes penitenciários e policiais civis :

    http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/2012-11-09/estado-dobra-indenizacao-por-pm-morto.html

    Se não for, temos que cobrar essa disigualdade!!!!

    ResponderExcluir
  8. Claro com diretores de sindicatos como esses de agora JOÃO RINALDE MACHADO SIFUSPESP e DANIEL GRANDOLFO SINDASP que parecem que sindicalizam para o Secretário! Chega dessa palhaçada senhores, queremos uma liderança sindical para protestar na rua na mídia em geral e não ser amiguinho do Secretário Lourival Gomes tirando foto do lado dele! Jenis acredito em vc e será que vou ter que fazer uma campanha para vc assumir a diretoria do SIFUSPES para esses protestos de verdade chegarem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. apoiado, Jenis para presidente!!!!!!!

      Excluir
    2. esses dois são duas marionetes do psdb

      Excluir
  9. Sr. Jenis de Andrade poderia por gentileza averiguar e nos informar a respeito dessa indenização de 200 mil reais se também é assegurada a nossa categoria de ASP e AEVP ?

    Contamos com vossa colaboração como sempre amigo

    Abrigado

    ResponderExcluir
  10. 200 mil depois de morto pra que? precisamos de segurança, independente do valor da indenização, garanto a todos que nossas familias querem nos verem retornando aos nossos lares com segurança

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é verdade. olhao que aconteceu com o quinquênio da pm. é pra matar mesmo. já basta a bandidagem matando os pm, agora vem o governo ajudar terminar de mata-los do coração.

      Excluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.