sábado, 24 de novembro de 2012

Autorizado concurso para ASP FEDERAL, salário 4.650,04 mais 304,00 de auxílio alimentação.

Já que é para estar no inferno, que tal um inferno federal?

Fonte do texto: http://www.jsconcursos.com/2012/11/depen-100-vagas-de-agente-penitenciario.html

 "O prazo para a publicação do edital vai até maio de 2013, mas, em geral, os órgãos federais costumam publicá-los muito antes da data-limite."

O texto não deixa claro se é somente para ASP masculino, ou se terá vagas para ASP feminina. Mas acredito que uma porcentagem será para ASP feminina.
Alguns dirigentes de cursinhos preparatórios estão falando em mais de 690 vagas(não sei se é propaganda enganosa desses cursinhos, ou se eles tem informação privilegiada), foi autorizado apenas 100, mas muitos concursos nomeiam até 20 vezes o número de vagas que constam no edital.
ESSES PRESÍDIOS SÃO MARAVILHOSOS PARA TRABALHAR SE FIZERMOS A COMPARAÇÃO COM OS PRESÍDIOS PAULISTAS.
 EM CADA CELA TEM APENAS 1 PRESO, E CADA UM TEM CERCA DE 150 PRESOS APENAS.
INFELIZMENTE ESSES PRESÍDIOS SÃO APENAS MARQUETEIROS, SÓ PRA INGLÊS VER... SÃO APENAS 4 E TODOS ESTÃO ABAIXO DA CAPACIDADE...
 

Veja a matéria:

Depen: 100 vagas de agente penitenciário. Só 2º grau






Os interessados em ingressar no serviço público federal, na área de Segurança Pública, terão uma grande oportunidade no concurso autorizado no início deste mês para o Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Foram liberadas pelo Ministério do Planejamento 138 vagas, sendo 100 apenas para agente penitenciário federal. Com remuneração inicial de R$4.650,04 (incluindo auxílio-alimentação, de R$304), o cargo é aberto a quem possui o ensino médio completo. O prazo para a publicação do edital vai até maio de 2013, mas, em geral, os órgãos federais costumam publicá-los muito antes da data-limite.




Além das chances para agente penitenciário (que no último concurso, aberto em 2008, teve ainda como requisito a carteira de habilitação, na categoria B ou superior), serão oferecidas quatro vagas de técnico de apoio à assistência penitenciária (de nível médio/técnico, com iniciais de R$3.159,97, também com auxílio) e 34 para especialista em assistência penitenciária (superior; R$4.521). Os concursados serão contratados pelo regime estatutário, que proporciona estabilidade.


O Depen já informou que o próximo passo na preparação do concurso é a publicação, por parte da Secretaria Executiva do Ministério da Justiça, de uma portaria instituindo a comissão responsável pela seleção. Na última quarta-feira, dia 21, o ministério informou que ainda não há uma previsão de quando a publicação deverá ocorrer.


As vagas do concurso poderão ser distribuídas pelas quatro penitenciárias federais existentes (Mossoró/RN, Catanduvas/PR, Porto Velho/RO e Campo Grande/MS), e para a administração central do departamento, localizada em Brasília. Está prevista ainda a construção de uma quinta penitenciária, também na capital federal. Por decisão judicial, pelo menos duas vagas de especialista, nas especialidades de Clínica Médica e Psiquiatria, deverão ser destinadas à penitenciária federal de Porto Velho.


Graduados: mais dez vagas em breve


Nos próximo dias, o Depen deverá receber uma nova autorização de concurso, desta vez para os cargos de engenheiro, arquiteto e analista técnico-administrativo, todos de nível superior. O pedido feito ao Ministério do Planejamento foi de dez vagas, distribuídas pelos três cargos. Na última quarta-feira, dia 21, o departamento informou que as vagas serão para suprir a demanda de pessoal para apoio à execução do Programa Nacional de Apoio ao Sistema Prisional, conforme tratativas anteriores com o Planejamento, Ministério da Justiça e Casa Civil da Presidência da República.


Ainda de acordo com o Depen, o concurso será realizado pelo Ministério da Justiça. O Programa Nacional de Apoio ao Sistema Prisional prevê um repasse de R$1,1 bilhão aos estados nos próximos três anos, para a criação de 42 mil vagas em penitenciárias e cadeias públicas. Conforme a tabela de remuneração dos servidores públicos federais, a remuneração inicial para engenheiro e arquiteto é de R$5.138,22, e para analista técnico-administrativo, de R$4.018,22, incluindo o auxílio-alimentação, de R$304.


Fonte: Folha Dirigida

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.