segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Fundação Casa vive mês atípico com fuga de mais de 80 internos em SP

Eu pensei que estava tudo sobre controle!!!

Fomos enganados outras vez!?!?!?

Ontem, fugiram 43 da Fundação Casa de Ferraz de Vasconcellos. Apenas 15 foram recapturados.




Fonte: http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/11/26/fundacao-casa-em-sp-vive-mes-atipico-com-fuga-de-mais-de-80-internos.htm

Fundação Casa vive mês atípico com fuga de mais de 80 internos em SP 

Do UOL, em São Paulo

  • Orlando Júnior/Futura Press
    Área externa da Fundação Casa de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, onde internos iniciaram na tarde do último dia 21 um tumulto generalizado após uma tentativa frustrada de fugaÁrea externa da Fundação Casa de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, onde internos iniciaram na tarde do último dia 21 um tumulto generalizado após uma tentativa frustrada de fuga
Em pouco mais de uma semana, três unidades da Fundação Casa na Grande São Paulo apresentaram tumultos e fugas. Ao todo, 89 menores conseguiram fugir, dos quais 34 foram recapturados, segundo a assessoria de imprensa do órgão.
Ainda se acordo com a assessoria, o alto número de fugas neste mês é “uma situação atípica” comparado ao resto do ano na fundação, e que pode ter relação com a proximidade do final do ano, quando muitos adolescentes querem estar em casa.
A última fuga em massa ocorreu no domingo (25), quando 43 menores conseguiram fugir da unidade de Ferraz de Vasconcelos, na região metropolitana da capital. O tumulto começou com uma briga entre menores e terminou com a fuga. Dos foragidos, 15 foram recapturados. Um deles foi levado de volta para unidade pela própria família.
O centro tem capacidade para atender 56 adolescentes, mas no momento da fuga abrigava 61 jovens. A assessoria informou que o Tribunal de Justiça autoriza o funcionamento da unidade com a capacidade estendida em 15%.
Antes, no dia 13, 45 jovens fugiram da Fundação Casa localizada no Itaim Paulista. A fuga em massa aconteceu por volta das 19 horas, após os internos renderem funcionários da unidade. A polícia conseguiu recapturar 19, e 26 ainda continuam foragidos.
Em fevereiro, houve uma rebelião na mesma unidade. Durante aproximadamente quatro horas, os menores fizeram três funcionários de reféns e queimaram colchões. O tumulto começou depois que os detidos tiveram uma fuga em massa frustrada. Um dos funcionários ficou ferido e precisou ser levado para uma unidade de saúde da região.
No último dia 21, uma rebelião na unidade Franco da Rocha que terminou com a fuga de um menor, ainda foragido. O motim iniciou-se por volta das 15h35 e chegou ao fim às 19h30 diante de negociação realizada pelos próprios funcionários do local. A Polícia Militar e o Batalhão de Choque foram chamados como medida de apoio, mas não precisaram entrar em ação.
Não houve reféns, mas dois funcionários da fundação ficaram levemente feridos. A unidade de Franco da Rocha abriga atualmente 68 adolescentes, sua capacidade máxima.
Procurada pelo UOL, a assessoria de imprensa da secretaria de Segurança Pública do Estado ainda não informou se há alguma operação especial de busca pelos foragidos por parte da Polícia Militar nem se há ligação entre as fugas e a onda de violência atual na capital e na Grande São Paulo.

Um comentário:

  1. Trabalho na P3 de Franco da Rocha, ao lado da Fundação Casa que teve esse auê. Ali é um lugar onde abriga os menores problemáticos. Teve que vir o grupo de operações para conter a situação. Com relação a Fundação Casa, essa p.... tá falida há muito tempo. O que tem de gente de desiste de tomar posse nesse troço não é brincadeira, fora os pedidos de exoneração (quem já passou por esse lugar acha brincadeira trabalhar em um presídio, porque o negócio da Fundação Casa é terrível. Aquilo tá cheio de diretor pilantra, omisso e incompetente). Aquilo não recupera ninguém e os moleques que saem dessa p.... saem graduados no crime (penitenciária é a pós graduação).

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.