sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Presidente da Associação dos delegados diz que incorporação do ALE é "presente de grego".


Diz ainda sobre a proposta do governo: "É subestimar a nossa inteligência".

Para nós servidores penitenciários, fiz alguns comentários no link abaixo.
http://jenisandrade.blogspot.com.br/2012/12/publicado-no-site-oficial-do-governo.html

19/12/2012 - Proposta que deverá ser anunciada pelo Governo não atende aos interesses dos Delegados

A Diretoria da Adpesp foi convidada, nesta quarta-feira (19/12), a comparecer no Palácio dos Bandeirantes para tomar conhecimento da proposta a ser apresentada pelo Governo do Estado para a “recomposição salarial” a todos os integrantes da Segurança Pública, incluindo-se os Delegados de Polícia. Ao tomar conhecimento do conteúdo da proposta, anteriormente apresentada como “presente de final de ano”, a presidente da Associação, Marilda Pansonato Pinheiro, mostrou seu descontentamento e não entrou mérito da questão. Para ela, a proposta não atende os interesses dos Delegados. “É subestimar a nossa inteligência”, declarou.

Pinheiro explica que os “benefícios” anunciados se tratam de direitos, objeto de ações já finalizadas ou em trâmite, inclusive com reconhecimento pelo Poder Judiciário do direito apresentado pelo governo do Estado como uma grande conquista. Na ocasião, um novo convite foi feito à Diretoria para que participasse do anuncio oficial, que será realizado nesta quinta-feira (20/12) no Palácio dos Bandeirantes, mas a presidente declinou e não irá participar.

A Associação classifica a proposta como “presente de grego”. Por isso, reitera a importância da participação de todos os seus associados na reunião marcada para o dia 8 de janeiro, a partir das 19h30, no auditório da sede. Neste dia, serão finalizadas as estratégias para a campanha publicitária que deve iniciar-se no dia 14 de janeiro, conforme decidido em AGE. O mote será: a verdadeira situação da Segurança Pública no Estado e o caos vivido pela sociedade.

Conheça as propostas que deverão ser anunciadas:

- A partir de março de 2013, existirá apenas um Adicional de Local de Exercício, ou seja, apenas o nível II – nos valores hoje pagos, beneficiando os policiais que trabalham em cidades com menos de 500000 habitantes.

- O Governo antecipará o Adicional de Local de Exercício na totalidade em março de 2013. “Ou seja, antecipa-se uma parcela, beneficiando os aposentados, pois a última parcela seria incorporada apenas em 2014”

- O Governo irá incorporar o Adicional de local de Exercício, na seguinte forma: 50% (cinqüenta por cento no salário base) e 50% no RETP, o que beneficiaria os policiais com mais adicionais e sexta-parte.
Fonte: http://adpesp.org.br/noticias_exibe.php?id=5082

8 comentários:

  1. Houve apenas parte de reconhecimento de um direito do servidor, e mais nada. O mais triste de tudo, é que ainda tem guarda que vota nesse Governo....

    ResponderExcluir
  2. Na realidade o que o governo fez foi para retirar o ticket de novo em 2013, pois com o aumento da ufesp muitos voltariam a receber o ticket de novo e com essa trapaça do governo não vamos receber de novo, e o sindicato acha que ta muito bom, porque todos os sindicalistas da categoria tem varios quinquenios e recebem sexta parte , então para eles ta bom demais, é isso ai é são nossos representantes , valeu.

    ResponderExcluir
  3. Atitude digna da Dra. Marilda, ao contrário dos Presidentes do SINDASP, SINDCOP e SIFUSPESP que foram pegar as migalhas jogadas ao chão pelo governador. Uma vergonha os nossos sindicatos. Todos. Sem excessão.

    ResponderExcluir
  4. desse governo não se pode esperar nada, em março todos vão falar de imcorporação, e com isso ficaremos sem aumento de salário, ele só dá alguma coisa qdo não tem mais onde recorrer.

    ResponderExcluir
  5. PELO VISTO O SALARIO CONTINUARA O MESMO ATÉ AS PROXIMAS ELEIÇOES. POIS ESSA FOI UMA JOGADA MTO ESPERTA DO PSDB. E OS SINDICATOS ABRAÇARAM. COM ISSO O GOVERNO DEVE ENCERRAR AS NEGOCIAÇOES EIS Q PARA ELES JA FIZERAM MTO PELOS FUNCIONARIOS. A INCORPORAÇÃO É UM BOM COMEÇO MAS SOMENTE ISSO NÃO RESOLVE O PROBLEMA. PELO VISTO OS POLICIAIS E ASP AINDA TERÃO Q COMPLEMENTAR SUA RENDA NOS BICOS, EIS Q, COMO JA DISSE, O SALARIO FICARA NA MESMA.
    VAMOS ACORDAR PESSOAL.

    ResponderExcluir
  6. Muita gente não percebeu... mas essa incorporação veio pra ferrar com a classe. Pensem no congelamento do salário? Quando haverá reajuste se, o governo conseguirá provar que houve reajuste, incorporando a ALE? Mas isso muitos não querem ver dessa forma, e sim que conseguiu uma luta em prol de aposentados, inativos, quem está de licença. Agora os ativos que não tem quinquênio nem sexta parte, ficará com o salário engessado por vários anos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PELO VISTO O SALARIO CONTINUARA O MESMO PARA QUEM TRABALHA, SÓ VAI MELHORAR PARA QUEM VIVE DE LICENÇA SAUDE,PEÇO DESCULPAS AO COLEGAS QUE REALMENTE ESTA DE LICENÇA COM PROBLEMAS DE SAÚDE, POIS A MAIORIA DOS AFASTAMENTOS POR LICENÇA É PORQUE ALGUNS COLEGAS NÃO QUEREM TRABALHAR, O QUE O GOVERNO PRECISA É CRIAR UMA GRATIFICAÇÃO PARA VALORIZAR OS FUNCIONÁRIOS ASSIDUO, PELO QUE EU ENTENDI O PROJETO DO GOVERNO É UM TIRO NO PÉ,PODERÁ ENCENTIVAR MAIS FUNCIONÁRIOS A SE AFASTAR POR LICENÇA SAÚDE JA QUE NÃO HAVERA PERDA SALARIAL, POIS MESMO DE LICENÇA RECEBERA O MESMO SALARIO DE QUEM TRABALHAR.

      Excluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.