terça-feira, 8 de janeiro de 2013

ASP paulista com enfisema pulmonar, sofre com falta de remédios do SUS.(vídeo)




Enquanto isso, vamos pagando 2% do nosso salário bruto para o IAMSPE.
Os remédios são fornecidos pelo SUS, mas como nós servidores públicos do estado de São Paulo(cerca de um milhão de servidores) pagamos 2% do nosso salário bruto ao IAMSPE, o governo de São Paulo deveria ter um programa para os seus servidores nessas situações.

Veja no link abaixo, a matéria da Globo sobre o ASP a partir de 1 min e 2 segundos do vídeo.
http://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2013/01/falta-de-medicamentos-prejudica-pacientes-de-rio-preto-sp.html

Trecho da matéria:
Também é o caso do agente penitenciário Luiz Carlos Bardari. Afastado do trabalho há dois anos por causa da saúde debilitada, ele tem enfisema pulmonar e problemas de circulação sanguínea. Este mês, tentou retirar um dos remédios para o coração, que também é fornecido pelo SUS, mas voltou para casa com a cartela vazia. “A falta de remédios é sistemática. Quando acontece, um dos remédios é essencial. Por causa disso, estou com formigamento nos dedos. Obras que todo mundo passa e vê, acha lindo o rio... mas onde vou caminhar? Adianta ter uma passarela linda e não ter saúde para caminhar? Eu tenho medo de enfartar”, reclamou Bardari.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.