sábado, 25 de maio de 2013

Diretora de centro de ressocialização é presa em flagrante, segundo o G1


Fonte: http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2013/05/diretora-de-centro-de-ressocializacao-e-presa-em-flagrante-em-jau-sp.html
Diretora de centro de ressocialização é presa em flagrante em Jaú, SP

Reeducandos estariam prestando serviços particulares à suspeita.
Outros dois funcionários foram detidos; todos prestaram depoimento.


Do G1 Bauru e Marília


A Polícia Civil prendeu em flagrante a diretora do Centro de Ressocialização de Jaú e dois funcionários da Secretaria da Administração Penitenciária pelo crime peculato. Eles prestaram depoimento na noite desta sexta-feira (24).

Segundo a polícia, reeducandos prestariam serviços particulares aos funcionários do estado. Em nota a Secretaria de Administração Penitenciária informou que a diretora foi destituída do cargo. O delegado responsável pelo caso não informou se os suspeitos serão liberados ou encaminhados para alguma cadeia da região.


Veja matéria do site JAUMAIS com mais informações:
Fonte da matéria abaixo: http://www.jaumais.com.br/?pg=not%EDcia&id=6983

Presa em flagrante diretora do CR de Jaú
Dois agentes penitenciários, que acompanhavam detentos do Centro de Ressocialização, também foram presos ontem


A diretora do Centro de Ressocialização (CR) “Dr. João Eduardo Franco Perlati“ de Jaú, Maria de Lourdes Kerche do Amaral, foi presa em flagrante pela Polícia Civil, ontem de manhã, acusada de utilizar uma viatura e quatro reeducandos da unidade para fazer mudança particular. Dois agentes penitenciários que acompanhavam os detentos também foram presos. Eles vão responder por peculato (quando o servidor público usa o cargo para conseguir algo em benefício próprio). A pena, em caso de condenação, varia de 2 a 12 anos de reclusão.
O delegado seccional de Jaú, Carlos Alberto Gomes da Rocha Silva, revela que a prisão dos três ocorreu após denúncia. “Eu recebi de manhã uma denúncia de que ela (diretora) estava utilizando uma viatura do Estado para fazer a remoção de presos para a casa dela para fazer mudança”, conta. “E ela está de licença-prêmio, ela está de licença do Estado. Ela não poderia nem utilizar presos, nem usar funcionários e, muito menos, usar a viatura”.
Após a constatação da irregularidade, segundo o delegado, Maria de Lourdes e os agentes penitenciários Marcos Antônio dos Santos, 39 anos, e Alexandro Alves de Oliveira, 37 anos, foram presos e levados à delegacia para prestar depoimento. A viatura do CR foi apreendida. “Ela disse que iria pagar para os presos fazerem o serviço, mas não tinha autorização judicial. Para você utilizar preso para fazer qualquer serviço, você precisa de autorização do juiz”, explica.
De acordo com Silva, os quatro reeducandos cumpriam pena no regime semiaberto e foram conduzidos de volta ao CR. Os agentes penitenciários, que seriam encaminhados à Penitenciária Tremembé II, conseguiram alvará de soltura no final da noite. A diretora do CR passou mal enquanto prestava depoimento e foi levada à Santa Casa de Jaú com a pressão alta. No final da noite, o advogado dela também conseguiu seu alvará de soltura.
Em nota, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou que já acionou a Corregedoria Administrativa do Sistema Penitenciário para rigorosa apuração dos fatos. “Se procederem as afirmações, a diretora será destituída da função que atualmente exerce, além do que será instaurado Procedimento Administrativo Disciplinar, por procedimento irregular de natureza grave, ou seja, além de responder criminalmente, também responderá administrativamente”, diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.