sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Advogado é detido ao tentar entrar em presídio com peças de celular no sapato, segundo o Ifronteira.

Parabéns aos ASPs de IRAPURU!

 

 

Fonte:http://www.ifronteira.com/noticia-regiao-54261

Advogado é detido ao tentar entrar em presídio com peças de celular no sapato

Ao ser acionado em Irapuru, aparelho de raios-x constatou que havia escondidos dois visores e duas baterias enroladas em algodão


Do iFronteira
Um advogado de São José do Rio Preto foi detido na tarde desta sexta-feira (22) ao tentar entrar na penitenciária de regime fechado de Irapuru com peças de telefone celular escondidas dentro do sapato.
Segundo a direção da unidade, o advogado faria o atendimento a três detentos.  Quando passou pelo detector de metais, o alarme foi acionado, por volta das 14h15. Ao passar pelo aparelho de raios-x, o equipamento constatou que havia alguns objetos escondidos dentro da sola do sapato. Foram localizados dois visores e duas baterias enroladas em algodão.
O advogado foi levado para a Delegacia da Polícia Civil da cidade para prestar esclarecimentos. O delegado Aécio Fajardo Nunes, titular de Irapuru, informou que o advogado, de 37 anos, se negou a prestar depoimento. Disse apenas que iria responder em juízo. A pesquisa de antecedentes policiais constatou que o acusado já respondeu a outros processos, como estelionato e tráfico de drogas.
Por força da lei, foi elaborado um termo circunstanciado e, em seguida, o advogado foi liberado. Ele vai responder ao crime em liberdade. A pena por entrar com aparelho telefônico em estabelecimento prisional varia de três meses a um ano de prisão.
A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de São José do Rio Preto informou que o registro profissional do advogado está ativo. Não há, até o momento, nenhum registro de investigação de atuação profissional contra ele na Comissão de Ética local.
Colaboração de Rogério Pires, de Dracena.

10 comentários:

  1. celular ainda tem portal para pegar, já drogas... se o cara quiser, entra com um colete com 10kg de cocaína. a lei roga que todos são iguais perante a lei, só que não. nos "dotô" não pode por a mão. nem nos "irmão" da igreja, esses mais correrias ainda

    ResponderExcluir
  2. pois é , vamos ver agora se vão divulgar , como fazem quando acontece com um agente se for flagrado levando celular. Até hoje não entendi, em pouco mais de 23 anos de serviço, porque advogado tem que ter atendimento semanal com os presos, se os processos dos mesmos encontram-se já definidos, se não tem nenhuma novidade, por quê?. Somente pra levar recados, levar celular, levar drogas, a famosa correria etc... O que mais me deixa besta é que um sujeito se venda , depois de 5 anos de faculdade, seja esquema na mão do crime .

    ResponderExcluir
  3. Interessante a reportagem e muito oportuna pra lembrar que em todo nicho profissional de classe, tais como o CRECI, o CRM, o CREA e até mesmo a OAB, existe um cobertor de corporativismo. A Ordem dos Advogados de Rio Preto talvez possa até atenuar a grave infração do seu nobre associado com uma simples punição administrativa,o que, não obstante pelo primor da ética e do caráter, mostra que rixosa mesmo e dividida é a classe dos Agentes Penitenciários que tem muitos sindicatos representativos, mas que na hora "H" não representam ninguém.

    ResponderExcluir
  4. cadê a foto do safado? ao menos no sistema deveria ser divulgada!

    ResponderExcluir
  5. não tem foto nem nome dele, e sabe o por quê? porque ele não é ladrão, vagabundo, correria, infrator, contraventor, nada disso. ele é "dotô adevogado"

    tem carta branca para ir e vir para onde bem entender, sem que ninguém rele a mão nele. está acima do bem e do mal, e, inclusive, do "funça"

    vai BRASIL!

    ResponderExcluir
  6. Para quem não sabia o nome do advogado:



    Advogado é surpreendido com peças de celular no sapato em visita no presídio
    23/11/2013 - 06h10

    DA REDAÇÃO

    O sapato com a sola alterada e os componentes dos celulares que estavam escondidos
    O sapato com a sola alterada e os componentes dos celulares que estavam escondidos


    O advogado Anderson Rossignoli Ribeiro, 37, foi flagrado por agentes penitenciários, ontem, 22, à tarde, na Penitenciária de Irapuru transportando componentes de aparelhos celulares alojados em uma sola de seu sapato. Segundo informações da Polícia Civil, o advogado tinha visitas agendadas a três presos.

    Os agentes desconfiaram da atitude de Ribeiro durante a revista. Demonstrando nervosismo, ele foi convidado a passar pelo raio-x. “Durante a revista no raio-x, os agentes detectaram algo estranho no sapato e constataram que a sola havia sido modificada para acondicionar as peças”, informa o delegado de polícia de Irapuru, Aécio Fajardo Nunes.
    Conforme o delegado, a sola do sapato tinha aparência comum, com a mesma espessura de um normal. “Mas foram embutidos dois pinos na parte de trás do sapato, ao serem puxados, a sola dobrou e os agentes encontraram duas baterias e dois visores para celulares.
    A Polícia foi acionada e o advogado surpreendido, encaminhado para a Delegacia de Polícia de Irapuru, por tentar entrar em presídio transportando material de comunicação ilegal. Foi elaborado o termo circunstanciado (TC), por ser um crime de menor potencial ofensivo e em seguida, o advogado foi liberado sem o pagamento de fiança.
    Mesmo assim, segundo o delegado, Ribeiro vai responder o processo em liberdade e estará sujeito a uma pena de três meses a um ano de prisão. “Não se configura flagrante para crimes com penas de menos de dois anos de prisão”, explica Nunes.
    Nos documentos, constam que o acusado é de São José do Rio Preto, porém para a Polícia, ele afirmou que reside em Ribeirão Preto.

    ResponderExcluir
  7. Foi elaborado o termo circunstanciado (TC), por ser um crime de menor potencial ofensivo e em seguida, o advogado foi liberado sem o pagamento de fiança.

    Um telefone celular dentro de uma cadeia, tem sim um grande pode ofensivo, é de ligações de telefones celulares como esses que ASP,AEVP, PM e até mesmo JUÍZES são executados.

    Justiça fraca sistema Falido.

    ResponderExcluir
  8. Olha o perfil no Facebook do safado

    https://www.facebook.com/anderson.rossignoliribeiro?fref=ts

    ResponderExcluir
  9. Parabéns aos funcionários da Penitenciária de Irapuru! Aos poucos vamos pegando esses pilantras!

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.