sábado, 22 de fevereiro de 2014

Servidora aposentada do estado de SP chega às 09:00hs no HSPE e até às 16:00hs não consegue atendimento.

HSPE é o hospital do servidor público do estado de São Paulo.

Veja matéria na fonte:
http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/2014-02-21/superlotacao-no-hospital-do-servidor-se-mantem-1-ano-apos-promessa-de-reforma.html

Um comentário:

  1. Caro Jenis, sobre a reportagem do HSPE tenho uma estoria mais grotesca ainda para contar. Na semana que antecedeu o carnaval de 2013, tive deslocamento da retina do olho esquerdo. Procurei então uma clinica conveniada ao dito hospital. O médico então me disse que deveria operar imediatamente pois se não acabaria pedendo a vista, porem como ele iria viajar não poderia efetuar a operação. Procurei a segunda clinica ligada ao nosso hospital, o medico da o mesmo diagnostico, porem mesmo tendo condições na clinica ele não poderia faze-la, pois o referido hospital proibia, cabendo a ele somente atendimento basico, porem e pela urgência da situação caso fosse do meu "interesse" ele faria a operação m carater "particular". Preço: R$ 15.000,00. Fui então até o próprio hospital. Sabia que havia necessidade da brevidade e sabia também que indo direto ao hospital o agendamento iria demorar alem do que o olho poderia esperar. Dito e feito. Passei pelo pronto socorro, fui encaminhado para agendamento, com determinação do medico do PS de urgência. Fui finalmente atendido, me fizeram uma série de exames, e prognostico: operação a lazer imediata, pois o risco de perder a vista era grande. Só que me comunicaram na hora que o referido hospital não tina o "kit" para realizar a mesma. Me deram então um monte de laudos para que me dirigisse ao prédio anexo, e numa sala especifica do setor de oftamologia pedisse que marcassem operação numa clinica ligada ao hospital. Recebido grosseiramente por uma funcionária a mesma confiscou todos os documentos e disse que eu esperasse um telefonema dela. ATÉ HOJE, UM ANO DEPOIS ESTE TELEFONEMA NÃO VEIO. Fui então até a ouvidoria, apresentei a denuncia do descaso. Pediram 20 dias para uma resposta e esclarecimento. ATE HOJE, QUASE UM ANO DEPOIS ESTOU AGUARDANDO ESTE TELEFONEMA. Resumo da estoria: Perdi a vista esqueda graças ao descaso do Hospital do Servidor e seus médicos. Hoje faço tratamento da vista direita que esta enfraquecendo, isto noutro hospital e não no Servidor. Trabalho no CDP de Mauá e se tive algum apoio foi somente dos meus enteados, da pessoa qcom quem vivo e de minha Diretora Ana Paula, a quem devo todo o respeito tanto profissional, como ser humano. E ai Janis o que faço processo a Autarquia de araque que dirige aquela casa de abandono que é o Hospital do Servidor? E se pedisse a aposentadoria. Sera que me dariam.? Duvido. É isso amigo, eu sou uma das vitimas desse hospital. Quantas mais não havera? Abraços. MARTIN BARBIERI -

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.