sexta-feira, 21 de março de 2014

Presos fazem rebelião e tomam carcereiro como refém em Santos, SP


Fonte: http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2014/03/presos-fazem-rebeliao-e-tomam-carcereiro-como-refem-em-santos-sp.html
Presos fazem rebelião e tomam carcereiro como refém em Santos, SP

Local tem capacidade para 24 presos, porém abriga 70.
Polícia Militar foi acionada e negocia com os presos.





LG Rodrigues e Rodrigo Martins Do G1 Santos



70 presos se rebeliaram no 5° Distrito Policial de Santos, no litoral de SP (Foto: Rodrigo Martins / G1)70 presos se rebeliaram no 5° Distrito Policial de Santos, no litoral de SP (Foto: Rodrigo Martins / G1)

Os presos do 5º Distrito Policial de Santos, no litoral de São Paulo, iniciaram uma rebelião no início da noite desta quinta-feira (20). Por volta das 18h30, um carcereiro foi feito refém no local, que fica na Zona Noroeste.

A Polícia Militar já foi acionada e está tentando negociar com os presos que dominaram o funcionário e é mantido com uma faca apontada para o pescoço. O 5º DP de Santos tem capacidade para abrigar 24 presos mas, atualmente, abriga 70 detentos.

Juiz foi designado para conversar com presidiários em Santos, SP (Foto: Rodrigo Martins / G1)Juiz foi designado para conversar com presidiários
em Santos, SP (Foto: Rodrigo Martins / G1)

Os presos pediram a presença da imprensa e de um juiz corregedor no local. "Eles estão fazendo terror psicológico, mas nossa equipe está bem preparada. A cadeia está com 70 presos, 46 a mais do que o possível. Todo o quarteirão foi cercado pela Polícia Militar para evitar uma possível fuga", afirma o Delegado Auxiliar João Otávio de Melo.

Por volta das 20h20, o juiz corregedor, Antonio Álvaro Castello, chegou no distrito para conversar com os presidiários. O chefe dos investifadores, José Roxo, conversou por meio de um rádio com o presidiário que rendeu o carcereiro. Segundo informações iniciais, o refém não está ferido.

Por volta das 23h, após os prisioneiros terem conversado com jornalistas eles decidiram libertar o carcereiro. Identificado como Natael Gales da Silva, a vítima não quis falar sobre o ocorrido, mas passa bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.