sábado, 22 de março de 2014

Sobre a entrada de visitas nos presídios nesse final de semana. Por Jenis de Andrade.

No início da greve, o sindicato que após saber das propostas que o governo iria oferecer a categoria, por ter informações privilegiadas, por ser amigo do governo, anunciou greve fazendo a "cena do louco", "metendo o louco", "brincando de faz de conta", "sendo marionete na mão do governo",  mas após as propostas do governo amigo do sindicato ter sido recusado pela categoria, após a revolta da categoria, após a categoria ter percebido a tentativa de manipulação do movimento, esse sindicato se juntou aos outros sindicatos tardiamente(reivindiquei essa união de sindicatos em 7 de março, antes da greve começar), tudo bem... antes tarde do que nunca... mas lembro que o próprio sindicato dizia na semana de 10 a 15 de março, que se o governo não negociasse com a categoria, esse final de semana, 22 e 23/03 não entraria visitas nos presídios paulistas, agora a tal "Coordenação de Mobilização e Negociação dos Servidores do Sistema Prisional do Estado de São Paulo"(acho que essa coordenação não é dos servidores como diz o nome, e sim dos sindicatos que estão desesperados, digo que não é dos servidores, porque não tem nenhum servidor nessa coordenação que não seja diretor de sindicato) decidiram sem ser discutido em assembleias, que esse final de semana terá visitas normalmente.
É... mudaram de idéia...
É... percebo que essa tal "Coordenação de Mobilização e Negociação dos Servidores do Sistema Prisional do Estado de São Paulo" NÃO REPRESENTA os AGENTES PENITENCIÁRIOS GUERREIROS que fizeram essa GREVE tomar um rumo que nunca houve no sistema prisional paulista e que a cada dia me dá mais orgulho de ser AGENTE DE SEGURANÇA PENITENCIÁRIA do estado de São Paulo.
Eu... como muitos(as) companheiros(as) acreditamos que não deveria ter visitas nesse final de semana, porque aí o governo iria sentir os efeitos da nossa GREVE.

15 comentários:

  1. Caros Colegas do sistema, observando e participando de tudo o que esta acontecendo durante essas duas semanas de greve, percebe-se claramente o fato de que ambos os sindicatos nao esperavam tal rumo que o movimento tomou. O sifuspesp não esperava que haveria adesão da categoria ao movimento iniciado pelo sindasp, e o proprio sindasp, na figura de seu presidente Daniel Grnadolfo achou que poderia fazer a greve acabar a hora que ele quisesse, que faria descer "garganta a baixo a proposta ridicula e despresivel" a qual foi nos oferecida por esse governo tirano. Partindo desce ponto o que esta sendo coloca e proposto até agora por ambos os sindicatos é que nós simplesmente sejamos escudos humanos em frente as unidades, impedindo somente transferencia de presos, será que essa postura esta tendo efeito esperado? Já chegou a hora de partirmos pra uma linha um pouco mais radical, deixarmos de ser manipulados, por essa greve só chegou até aqui por inicialmente quebramos o cordão umbilical que tinhamos com os sindicatos, quebramos correntes que nos prendiam ao medo de represaria, de perseguição, mostramos nessa duas semanas acima de tudo solidariedade, companheirismo, união, amor proprio por que estamos finalmente lutando por algo que partiu de dentro de nós. Então companheiros, colegas e amigos, vamos decidir por nós, vamos endurecer nossa linha de negociação, o governo nos ensinou isso. SEM VISITA JÁ AVISANDO DESDE O INICIO DA SEMANA E PROXIMO PASSO SEM BANHO DE SOL APARTIR DA QUINTA FEIRA, tudo trancado, caso necessario for preciso sacar algum sentenciado pra ps de emergencia, junta todo mundo vai lá e saca. Vamos radicalizar, chega de sermos direcionado pelos sindicatos, por que será que eles não querem impedir a visita de entrar, o fato de da legalidade da greve alegado por eles? Não apresentar sentenciado a audiencia, já é considerado ilegal pelo judiciario, e nós estamos fazendo isso a duas semana. Observando o fato de uma greve longa, perceberemos que aos pouco irão aparecer companheiros desiludidos, cansados, desacreditados, que não acreditarão que conseguiremos algo real e concreto, e aos poucos a greve vai enfraquecendo, assim como numa guerra perederemos combatentes, muitos ficaram pelo caminho, desistiram. E pra que isso nao aconteça temos que radicalizar, fazer o que o sindicatos não quer. Opinião particular minha o sindicatos são marionetes desse governo, e eles precisam acabar com essa greve, o governo está cobrando isso deles, e essa forma é cansando a categoria com uma longa greve, sem efeito. Vamos dar um basta a isso e tomar novamente o leme desse navio, a categoria tem condições de decidir o rumo da greve, precisamos causar impacto. Só lembrando infelismente sou filiado de um desses sincatos. Caso alguem pense contrariamente ou tenha outra visão, ficarei grato de ler. Jenis o que você acha?

    ResponderExcluir
  2. Jenis temos que agir com inteligencia,a partir de segunda-feira,decretar a TRANCA GERAL em todas unidades do ESTADO,sem sol,com isso evitaremos possíveis motins e rebeliões,com isso preservaremos a estrutura de unidades que poderão a vir se rebeliões,até que se atendidas nossa reivindicações,caso não formos atendidos até o próximo fim de semana sem VISITA GERAL,estamos fazendo isso que fique bem claro pra preservarmos as visitas pq não queremos ninguem da sociedade de refém,pois a unica integridade em risco continue sendo como sempre foi a da nossa classe ou seja nos ASPs....

    ResponderExcluir
  3. É jenis concordo com você .pois é aquela historia ajudaram a acordar o gigante,mas agora não tem mais controle sobre ele,não colocaram a questão da visita em pauta porque sabiam muito bem que a categoria iria ser unanime contra a realização da visita .e justificaram dizendo que isso seria um risco para os asps porque iriamos nos opor contra o crime organizado .pergunto a todos quantos foram os guardas mortos pelo o crime sem nunca ter proibido a visita o plano é esse so vao colocar em pauta o que for conviniente a esses sindicatos .mas digo eles tem que se decidir ou estão com deus ou com o diabo com os dois eles não vão ficar .guarda não e trocha e a chapa vai esquentar pra eles semana que vem promete .que deus nos abençoe

    ResponderExcluir
  4. Boa Tarde Jenis;
    GREVE! é o único meio que o Funcionalismo Público tem para reivindicar aumento salarial neste País, os Governantes na sua maioria estão preocupados com a Copa do Mundo, más os funcionários são lembrados apenas em período de campanha politica, pois a maioria do políticos deste país gostam de vangloriar números de contratações e usam falsos bordões, "SOU MÉDICO E COMO MÉDICO CUIDO DE GENTE", depois de eleitos mostram o que verdadeiramente são," Mete" a Policia Militar contra a Polícia Civil, "Mete" a Policia Militar contra Professores e no momento contra os ASP; na verdade ele quer dar mais trabalho para os médicos, porque porrada só serve para machucar e aumentar a indignação. será que estamos voltando para o período do Militarismo? onde tudo era na porrada! o que nos indigna mais é o fato de sermos colocados abaixo dos detentos, pois basta um detento em especifico requerer uma audiência que o governo, que de pronto é atendido e nós só através de GREVE e levando porrada.

    ResponderExcluir
  5. para mim, que trabalho no raio, ñ ter visita vai ser um pé - no - saco, alem de muito perigoso, aguentar perréco de ladrão e correr o risco de ser aguentado na hora da tranca, tô fora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se vc tem medo de ser aguentado esta na carreira errada meu irmão. pede pra sair.

      Excluir
    2. A idéia, pelo que vi nos comentários dos colegas, não é essa. Se não houver visitas, automaticamente não haveá sol... vc não vai ficar de refem, não vai abrir nada! Creio que essa sim é a ideia!Abç!

      Excluir
    3. Oi Thainá, gosto de pessoas aguerridas como vc, que não amarelam diante de situações como as quais estamos enfrentando com muita coragem, diga-se de passagem. Compreendo perfeitamente tanto vc como o caro amigo shikamaru.Fiquei 3 dias refem aqui em Martinópolis na rebelião de 2006, não é uma situação nenhum pouco agradável. Se soubermos fazer direito, ninguem vai ser feito refem. Pelo que entendi dos companheiros, a idéia é que, se não houver visitas,(o motim vai ser certo, não tenha dúvidas disso), não se abrirá nenhuma cela. Não haverá banho de sol. Creio que o medo faz parte do ser humano, uma dose dele é necessária pra nossa própria preservação, abçs!

      Excluir
    4. Oi Thainá, gosto de pessoas aguerridas como vc, que não amarelam diante de situações como as quais estamos enfrentando com muita coragem, diga-se de passagem. Compreendo perfeitamente tanto vc como o caro amigo shikamaru.Fiquei 3 dias refem aqui em Martinópolis na rebelião de 2006, não é uma situação nenhum pouco agradável. Se soubermos fazer direito, ninguem vai ser feito refem. Pelo que entendi dos companheiros, a idéia é que, se não houver visitas,(o motim vai ser certo, não tenha dúvidas disso), não se abrirá nenhuma cela. Não haverá banho de sol. Creio que o medo faz parte do ser humano, uma dose dele é necessária pra nossa própria preservação, abçs!

      Excluir
  6. Boa tarde Jenis respeito sua opinião qto a não ter visita mas o Governo tenta distorcer nossa reivindicação perante a sociedade e o fato de deixar a visirta entrar prova para a sociedade inclusive para o Governo que nossa briga neste momento é com o Governo e não com os sentenciados e inclusive está repercutindo com os presos pois estão vendo que estão buscando o que nos é de direito uma vez que não estão sendo oprimidos ainda que devemos lembrar que o preso que está cumprindo pena e não sua família que deve ser respeitada só nos que estamos direto com os apenados sabemos como o clima la dentro ta pesado onde trabalho agente tem 2065 presos onde atuamos diretamente com eles, onde até eles tem consciência das condições de trabalho que vivemos onde um dos líderes deles falou p nós ontem SENHOR NOS ESTAMOS AQUI POIS ESCOLHEMOS ISSO E O FATOS DE VCS NÃO BARRAREM NOSSAS VISITAS SÓ PROVAM O QUANTO VCS SÃO CORAJOSOS E ESTÃO LUTANDO PELOS DIREITOS DE VCS

    ResponderExcluir
  7. Algumas considerações:

    1º - A greve poderia ter sido melhor conduzida se realmente tivéssemos um líder à altura, bem como um (isso mesmo, só um) sindicato sério. Porém, temos sindicalistas que "mamam" com o dinheiro do filiado e, além de outros motivos escusos, buscam se eleger em algum cargo político.

    2º - Uma greve pode ser realizada de várias formas e, de modo geral, essa, na medida do possível, está ocorrendo de uma maneira nunca vista no sistema prisional nos últimos 20 anos. Ponto para os servidores prisionais.

    3º - Se as visitas aos presos estão sendo liberadas, então deveríamos aproveitar para informá-las, por meio de panfletos ou cartazes, que a nossa luta não está restrita à busca pelo aumento de salário. A condição de trabalho imposta aos Agentes Prisionais, reflete, DE MODO DIRETO, nas condições carcerárias impostas aos presos, tais como saúde, excesso de presos, higiene local e etc. Seria a utilização da expressão: "Se a vida lhe dá um limão, então faça uma limonada"

    4º - É notório que o governo do PSDB utiliza a Polícia Militar como sua guarda provinciana a tempos. Os chamados "cães fardados", por conta do militarismo, salvo raras exceções, não pensam, não tem vida própria e, portanto, obedece fielmente às ordens do seu dono. Como lido no "Blog Flit Paralisante", à Polícia Militar "não basta o uso de focinheira, tem que lhes arrancar os caninos". Eles são tão subservientes, que quando almejam algo do governo, tem que por suas respectivas esposas (e suas panelas) para efetuarem os protestos.

    5º - A greve não atingiu uma proporção maior ainda, pq tem servidores que mesmo diante do descaso do governo, estão preocupados com seus cargos e seu prolabore minguado (menos os DG, que ganham bem, mas não tem utilidade alguma nas cadeias). Alguns não detém nenhum cargo, porém estão em alguma posição mais confortável dentro do presídio, então, por conta disso, não se movimentam. É algo do tipo: "tá todo mundo na merda, mas a merda que eu tô, tá mais sequinha".

    Está na hora de alguns seres mitológicos da SAP (Guilhermes, Samueis, Willos, Hebers, Lisboas, Sabariegos, Portelas, Guarnieris, Hugos, Baronesas, Elios, entre outros) sairem dos seus respectivos comandos e o Secretário de Estado lotear alguns cargos utilizando a meritocracia e não a bajulação como forma de escolher quem comanda as cadeias e algumas Diretorias Regionais.

    Mas aí ficam as perguntas: Há interesse nisso? Há interesse que a SAP melhore? Ou o interesse (muitas vezes financeiro) está restrito a poucos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou acrescentar o 6º item ____ Não precisa se envolver pra fazer greve é só os guardas ,alguns ,deixarem de ser cupinxas dos "mesas" e unirem e irem todos para dentro da cadeia e largar frota,cimic,manutenção,canil,enfermaria...afinal nestes postos não é obrigado o asp a prestar serviço afinal lugar de asp é na s.e.g.u.r.a.n.ç.a. E sem frota e cimic e manutenção nada anda.

      Excluir
  8. Boa Noite Amigo Jenis!
    Li vários comentários sobre qual caminho tomar em relação a postura adotada pelo governo. Deixo aqui minha opinião e gostaria muito que vc colocasse isso em votação ja que os sindicatos que dizem representar nossa categoria não tem coragem. "DIAS 29 E 30 SEM VISITAS" e consequentemente sem banho de sol, ja que não é prudente arriscar nossas vidas mediante uma possível represaria dos presos. Fica aqui minha opinião e gostaria que todos colegas opinassem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo AAF e Jenis, a idéia é corajosa e aguerrida! Contudo, penso eu que a Greve não pode chegar até dia 29, acredito que podemos por fim nela antes... As visitas é "carta" desnecessária, acho que devemos dar o ultimato ao governo,(neste momento temos o poder da massa a nosso favor, quem tem o poder,PODE! E podemos dar o ultimato. Depois é só abandonar o prédio, até que o gov. sente e converse e nos dê o que estamos pedindo!

      Excluir
  9. Saudações companheiros de luta contra os tucanos fascistas
    Percebo que nas discussões muitos opinam para brecar a visita e não soltar o sol.
    Aí vai minha pergunta:
    Como faremos não soltando o sol, iremos ficar parados escutando “perreco” de preso e a população “chacoalhando a capa” das celas?
    Para quem trabalha em penitenciária, iremos soltar os presos da cozinha ou vamos pagar pão para a população pessoalmente? Pois também não vamos poder soltar a cela da faxina, não é?
    Se acontecer uma rebelião vamos chamar os “irmãos policiais militares” para conter a rebelião com o mesmo afinco que agrediram nossos colegas de serviço na tentativa de entrar com presos na marra nos CDP´s?
    No meu entender se acontecer um motim ou uma rebelião isolada ou geral, perdemos o movimento, pois o Geraldo vai utilizar-se politicamente dessa situação (ele é inescrupuloso a esse ponto) e irá arrotar isso pra sempre que "ele colocou a ordem depois dessa bagunça causada por vocês agentes de segurança penitenciária”, fora as vidas de servidores que colocaremos em risco...
    Se conseguirmos o que estamos reivindicando a custa da vida de algum colega de serviço pra mim não vai valer a pena essa greve.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.