quinta-feira, 15 de maio de 2014

Penitenciária Feminina de Votorantim tem 5ª data para conclusão da obra. Agora é julho/2014.

Essa matéria jornalística diz que esse modelo de unidade é uma medida inédita e que a SAP já prometeu cinco datas de conclusão da obra.
 
Medida inédita!!!Pasmem com a INCOMPETÊNCIA  da SAP e construtoras, que sempre atrasam as inaugurações dos presídios deixando os trabalhadores que queiram transferências para essas novas unidades sem saber quando serão transferidos para próximos de seus familiares.
 
Segundo esse jornal ainda, a SAP diz que essa será a primeira penitenciária nesse modelo,  se esqueceram que já existem a Penitenciária Feminina II de Tremembé, a Penitenciária Feminina de Tupi e a Penitenciária Feminina de Pirajuí  que foram inauguradas com a mesma ladainha, essas unidades femininas apresentam falhas em estruturas físicas, falta de agentes penitenciárias e profissionais qualificados, como já vimos em diversas denúncias ao MP que essas unidades não contam com Pediatras, Ginecologistas e Clínicos em tempo integral e ainda a SAP diz que é adaptada a presa mulher, só que quem está na "ponta da faca" e passando como mentirosas são as agentes penitenciárias que estão soltando e trancando as presas nos raios. Não creio que ainda acreditam nas "ESTÓRIAS" que esse desgoverno conta. Será que só está buscando iludir as ASPs criando uma ideia de Penitenciária perfeita...um sonho de se trabalhar...onde não faltará nada...cuidado...estamos em ANO ELEITORAL...Não se iludam!!!!


Fonte: http://www.gazetadevotorantim.com.br/noticia/9162/obra-da-penitenciaria-feminina-de--votorantim-deve-ficar-pronta-em-julho.html




Obra da penitenciária feminina de Votorantim deve ficar pronta em julho

Penitenciária está localizada no Km 105 da SP-79



Katelyn Caldeiras
(programa de estágio)

A Penitenciária Feminina de Votorantim, que está sendo construída no quilômetro 105 da SP-79, entre Votorantim e Piedade, desde agosto de 2010, tem agora um novo prazo previsto para ficar pronta: julho de 2014. Inicialmente a obra deveria ser entregue em outubro de 2011, porém desde então já foram quatro datas estipuladas pelo Governo do Estado de São Paulo que não foram cumpridas.
Dentre os motivos que teriam atrasado a obra, está o fato da primeira construtora contratada, a MVG Engenharia e Construção Ltda, não ter cumprido as regras contratuais junto aos seus funcionários, desencadeando greves dos operários, o que ocasionou, quase dois anos após o início das obras, o rompimento do contrato firmado com a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (SAP).
Após o rompimento do contrato, a obra ficou parada por cerca de oito meses, e em dezembro de 2012 a Construtora RV Ltda assumiu a construção e deu continuidade aos serviços. Segundo a SAP, inicialmente a obra iria custar ao Governo do Estado de São Paulo o valor de R$ 49.693.238,67. O contrato com a atual construtora foi de R$ 40.498.859,00. Deve-se levar em consideração que a RV assumiu a obra já iniciada.
A SAP informou que a penitenciária feminina terá capacidade para atender 826 detentas, sendo 718 vagas para o regime fechado e 108 vagas no semiaberto. Nossa reportagem questionou se no local também haverá Centro de Detenção Provisória (CDP), mas não obteve resposta. O CDP é o local onde as mulheres ficariam enquanto aguardam o julgamento. Da mesma forma, a SAP não informou para quando está prevista a inauguração da unidade prisional.
De acordo com a SAP, a unidade foi projetada respeitando as particularidades e necessidades das mulheres, principalmente ligadas à saúde. A medida é inédita, tendo em vista que as unidades femininas do Estado são masculinas adaptadas. A obra de 19 mil m² abriga celas, administração, área de saúde, amamentação, creche, playground, biblioteca, oficina de trabalho, pátios e oito celas para deficientes.

Cadeia Pública
Sobre o encaminhamento que será dado ao prédio da Cadeia Pública Feminina de Votorantim, que está anexada à Delegacia Central, o delegado Julio Gustavo Vieira Guebert, diretor do Departamento de Polícia Judiciária de Sorocaba (Deinter – 7), declarou por meio de nota, que aguarda a inauguração do Centro de Detenção Provisória de Votorantim. Segundo o diretor, é prematuro falar sobre qualquer providência referente à Cadeia Pública Feminina do município antes disso.
A declaração do delegado Guebert reforça a expectativa de que o novo prédio possua um CDP.
A Cadeia Pública Feminina de Votorantim, localizada no Centro da cidade, tem capacidade para 48 presas, porém atualmente há 94 detentas no espaço. O local já chegou a abrigar 230 mulheres.
Em 2011, a Associação Cultura Votorantim iniciou uma campanha a fim de sensibilizar políticos e autoridades competentes para transformar o local em uma Escola Livre de Artes. (Supervisão: Luciana Lopez)




publicado na edição n° 67 de 10 a 16 de maio de 2014 do Jornal Gazeta de Votorantim, na página 05


Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.