segunda-feira, 30 de junho de 2014

Blitz em presídios brasileiros é tortura? Veja como é na Argentina.


Certamente teríamos grandes problemas aqui no Brasil, se uma foto dessa fosse divulgada na imprensa, aqui presos ficam sentados em formação, lá pelo que vemos nessa foto,  da a impressão que o cão que faz uma inspeção mais minuciosa, mas eu acho que ninguém vai introduzir droga nos "fundilhos", vai ter que procurar outro orifício para introduzí-la.
 
 
Fonte da matéria abaixo:
 
Fotos revelam abusos durante revistas em penitenciária na Argentina
 
Clique na imagem para ampliar.

Despidos, em posição de reverência, com o rosto contra o chão e mãos atadas atrás das costas, numa revista coletiva ilegal no pavilhão de jovens do Serviço Penitenciário Provicial de San Luis, Argentina, presos são submetidos a tratamento desumano. Imagens de um desses momentos vieram a público recentemente e têm gerado repercussão no país.

Por Marcela Belchior, na Adital

SanLuis24
As fotografias foram realizadas em 22 de abril de 2013, durante revista no pátio de recreação do pavilhão dos adolescentes reclusos. As fotografias foram realizadas em 22 de abril de 2013, durante revista no pátio de recreação do pavilhão dos adolescentes reclusos. O procedimento respondia a investigação interna sobre uma briga ocorrida na noite anterior, que teve como saldo um jovem ferido com arma branca. O site SanLuis24 publicou as fotografias recentemente com exclusividade e não revela o autor dos registros.

De acordo com o SanLuis24, nas imagens é possível identificar o oficial principal Mariano Ibañez (de camisa azul), que ocuparia o cargo de diretor da Unidade de Menores atualmente, e José Vélez, que seria ajudante.

Diante das imagens, o diretor do serviço penitenciário, Inocencio Carpio, se disse constrangido pelos métodos utilizados pelos agentes penitenciários. "Fico com a cara no chão de vergonha, mas tenho que corrigir isso. Tomara que não volte a ocorrer, o fato eu não nego. Afronta-me como chefe do serviço. Aqui, são feitas muitas coisas, mas isso é coisa de um grupo minúsculo que não está de acordo com as novas políticas”, afirmou o funcionário, segundo SanLuis24.

De acordo com o site, Carpio disse não ter conhecimento do fato e que já ordenou investigação sumária do caso. "Não quero minimizar o tema, são práticas que estou mudando no serviço penitenciário. As revistas são feitas diariamente e são retiradas pílulas, lanças, de tudo, mas esse procedimento não eé permitido. O que me dói é que quem tirou isso [fotografias] é um agente penitenciário e não veio falar com a direção”, disse o diretor. Ele explica que as revistas em que os presos devem se despir é para serem realizadas na cela de cada interno, resguardando o pudor e a intimidade dos reclusos.

O site conta que integrantes da "Campanha contra a violência institucional na Argentina”, que funciona através de uma rede de advogados, estudantes de Direito, promotores e voluntários, visitaram a penitenciária e comprovaram que as torturas são parte de uma série de irregularidades sofridas pelos internos. "As fotos, que foram publicadas, não são as únicas que existem. Temos feito contato com familiares de presos para assisti-los”, afirmou o membro da campanha Daniel Sosa ao SanLuis24. Diante do caso, Sosa disse que é necessário refletir sobre os níveis de intolerância e fascismo que afloram em vários setores da sociedade.

Ana María Garraza, diretora de Direitos Humanos de San Luis, por sua vez, afirmou que o fato se situa num contexto de crise de magnitude institucional, que transcende os nomes dos envolvidos. "O problema não passa pela perversidade pessoal das pessoas do turno, isso é uma política de Estado. A responsabilidade é do governo da província, do governador e do ministro de Segurança”, assegurou ela a SanLuis24. O governador de San Luis, Claudio Poggi, pediu a renúncia do diretor da penitenciária e a instalação de processo administrativo para apurar o caso.

20 comentários:

  1. Ora porque a pastoral carcerário não vai lá para usar seu poder e punir os torturadores com dizem que assim é um funcionário do sistema prisional

    ResponderExcluir
  2. LEGAL VAMOS FAZER ISSO COM O PADRE VIADO ELE VAI ADORAR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso mesmo,e ao invès de usarmos um pastor alemão,como na foto vamos usar uma raça chamada basset(aquele cachorro salsicha da propaganda da cofap),ai sim o padre vai amarrrrrr!!!!!!!!

      Excluir
  3. Cada fato vislumbra de uma ação, ou consequência, deveríamos nos perguntar se lá nos Pais dos Hermanos, se há a superlotação das unidades prisionais que consegue-se abrigar 2.300 detentos num espaço construido para 768, se proliferou as vistas do Estado desde a década de 1990 facções criminosas no sistema penitenciário como o PCC, CRBC, CDL, S.S., recentemente uma dissidência da seita acreditem CEROL FINO, no Rio CV, 3° COMANDO, ADA, se lá os governantes respeitam os seus servidores que executam as políticas públicas de segurança, que cuidam da saúde, e da educação do seu povo, aqui nós já sabemos como faz o governo, principalmente o Sr. Governador Alkimin aqui no nosso amado estado, na nossa greve com anseios legítimos ouvimos ele explanar numa entrevista que para receber presos deveria a tropa do choque prender os agentes e internas os detentos, uma vergonha para nós brasileiros ver na televisão tal atuação de um governante, o mesmo deveria aprender com pequenos gestos com o Príncipe Inglês que em visita a Cracolândia ao ver um policial deu um abraço de irmão ao PM, já que no seu País além da Rainha o seu povo referencia, e respeita as forças de segurança do estado, os seus professores, e profissionais da saúde, por fim deveríamos nos perguntar se lá nos hermanos a única arma usada pelos agentes no cárcere para desempenhar suas tarefas é uma caneta que se põe no bolso no momento que estamos no pavilhão para efetuar a soltura do sol, da tranca das 16:00, do embate das blits. será? será que lá existe um lei onde trabalhadores servidores tem um teto delimitador para não receber auxilio alimentação como os servidores aqui do Estado de São Paulo, será?

    ResponderExcluir

  4. 30/06/2014 às 12:18
    Drone levaria 20 celulares para dentro da Penitenciária de Martinópolis

    http://www.ifronteira.com/noticia-regiao-58071

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooo fera!
      Deixa q o jenis posta as novidades viu, num fc misturando os assuntos.

      Excluir
  5. Respostas
    1. Sera q um dia o Brasil sera assim?
      Se o PT ferra de um lado,e o PSDB ferra d outro.
      Como diz a dona Florinda: quem podera nos defender?

      Excluir
    2. Filho, dona Florinda é do Seriado Chaves, essa frase é no seriado do Chapolin, fica misturando não pô

      Excluir
    3. Kkkkk vdd, mas nao esperava q alguem fosse da enfaze pra isso.
      Diferença msm ,nos temos q fzr nas urnas.flw

      Excluir
  6. Em outros países tudo funciona perfeitamente,já no BRASIL o preso é tratado como rei,e o agente de segurança no geral aos olhos do PSDB é que é o ladrão.

    ResponderExcluir
  7. Em Pais sério é assim, não existe a inversão de valores como no brasil terra da mãe joana....desculpas as joanas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se quis dizer: terra sem mae,melhor dizendo. Le

      Excluir
  8. Sou católico praticante, mais essa pastoral carceraria vai pra pqp viu!!!

    ResponderExcluir
  9. Um viva a Argentina,só no Brasil que bandido é tratado como heroi .

    ResponderExcluir
  10. EM NOSSAS UNIDADES PEDIR PARA OS PRESOS VIRAREM DE COSTAS E MOSTRAR A SOLA DOS PÉS JÁ ESTÁ DIFICIL, E NA MAIORIA DELAS ELES NÃO FAZEM ESTE PROCEDIMENTO. E SE FORÇARMOS ELES A FAZER E DERMOS UM CAMBAL NELES AINDA SOMOS PROCESSADOS, TINHA QUE DEIXAR ESTES PRESOS DAQUI FAZEREM UM ESTÁGIO COM O HERMANOS, PORQUE OS DIREITOS HUMANOS, ALIADOS A PASTORAL CARCERÁRIA, DEMAIS ONNGS E DEFENSORIA PÚBLICA SPÓ ENCHE O SACO E BAGAGERA VAGABUNDO!

    ResponderExcluir
  11. PORISSO QUE NA UP QUE EXERÇO O CARGO ESTÃO PAGANDO ATÉ PIPOQUINHA PROS LALAU!!!!!!!

    ResponderExcluir
  12. Agora,vai ver se na argentina tem tanto bandido reincidente como temos aq.

    ResponderExcluir
  13. Em Álvaro de Carvalho,conhecida como Álvaro de caramelo, é blitz pra inglês ver, com Barraqueiro, acompanhado e intimidando o guarda, pra não revistar direito.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.