quinta-feira, 17 de julho de 2014

Agente Penitenciário agredido em Penitenciária paulista.

Segundo o SIFUSPESP essa agressão ocorreu na Penitenciária Masculina de Tupi Paulista, segundo o mesmo sindicato, esse é o terceiro caso registrado nessa penitenciária.

Fonte: Sifuspesp.


Outra agressão em Tupi Paulista



É o terceiro caso registrado na Penitenciária Masculina de Tupi



Em pleno processo de automação, a Penitenciária Masculina de Tupi Paulista foi hoje palco de mais uma agressão contra servidor público do sistema prisional paulista. A violência aconteceu durante a tranca dos presos. O zelador do raio 3 foi trancar os presos no final do banho de sol da tarde, quando de repente, sem motivo aparente, um preso passou a agredi-lo com chutes.

O Coordenador do SIFUSPESP em Presidente Venceslau, Gilberto Antonio, foi visitar o agente agredido. As primeiras informações que ele obteve são de que assim que aconteceu a agressão imediatamente a chefia foi acionada e todas as providências foram tomadas. “E, por mais difícil de dizer e de acreditar, após retirar o preso do pavilhão o funcionário insistiu para terminar o serviço, retornando para o pátio, e terminou a tranca da população”, narra Gilberto Antonio.

O dirigente sindical informa ainda que este é o terceiro caso de agressão a funcionários somente nesta unidade – Presídio Masculino de Tupi Paulista. Na regional, há menos de 30 dias ocorreu outra agressão a servidor, desta vez em unidade de Lucélia.

18 comentários:

  1. manda esses cara para o presidio de oposiçao.. ai sim eles vao aprender a nao mexer com funcionarios..

    ResponderExcluir
  2. Ouvimos boatos que essa semana foi agredida uma funcionaria na Penitenciária Feminina da Capital, mas não conseguimos confirmar, algumas agressões ainda são abafadas pelas diretorias! :/

    ResponderExcluir
  3. Creio que o vocábulo "zelador" está ultrapassado, quem foi agredido foi um agente de segurança penitenciária . A utilização imprópria dos agentes contribui para o anonimato do nosso trabalho e vejo inúmeros diretores que se dirigem aos agentes chamando os de guarda, GP entre outros vocábulos ridículos para designar o agente. É importante que todos que se predispõem a ajudar a categoria que digam corretamente agente de segurança para designar o profissional especializado no trabalho com o preso. Ao colega agredido desejo que se recupere totalmente, mas não se esqueça quem tem que lutar inicialmente pelos seus direitos e você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom seu comentário parceiro e anida tem aquele q é muito usado ainda FUNCIONÁRIO .E sobre o ocorrido em Tupi parece q o GIR esteve por lá.

      Excluir
  4. Realmente e uma coisa horrível estas agressões aos asps dentro das unidade prisionais do estado fato que tem virado rotina no nosso dia a dia.
    Mais gostaria de usar esta pagina para relatar que na noite de sábado dia 12/07 o asp Alfredo José Matheus que trabalhava no CDP II de Guarulhos foi covardemente alvejado na cabeça após ter parado em um semáforo na avenida imperador na zona leste de São Paulo o fato se deu durante uma tentativa de assalto quando encontraram a arma e documentos que o identificava como ASP mandaram que retira-se o capacete e então atiraram na cabeça socorrido ao hospital Ermelino foi operado mais no dia 15/07 foi constatada a morte cerebral vindo o coração a para no dia 16 o enterro se deu na tarde de hoje no cemitério 4ª Parada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lamentavel o q aconteceu com esse irmao Metheus, realmente a cruel realidade de q nao podemos ser surpreendidos com assalto,pq a consequencia é a pior,mto dificil aver uma destracao p sentar o dedo nesses fdp, e o pior acontece.
      Deus de forças p familia.

      Excluir
  5. Em cada caso tem q se analizar se esses vagabundos tem algum intuito ao agredirem um funça, e se tiver ,q nao seja jamais concretizado, e sim castigo total p raio bem dado para q cobrem diciplina entre si.ja q as leis nao cobrao nd,so incentivao.

    ResponderExcluir
  6. Foi nobre a atitude do coléga e mostra que nem sempre, uma agressão é motivo de afastamento. Porém,temos que ressaltar a impunidade desses vagabundos que nada acontece com eles, digo uma punição mais severa, tranca dura de no mínimo 4 meses sem nada, no osso puro,ai queria ver se ia ter agressão a funça forte abraço nobre colega e parabens por sua atitude.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fuça é nariz, mas funça é funcionário

      Excluir
  7. "ACERCA DISSO AÍ FICA A SAP COM A PALAVRA":CRI...CRI....CRI....CRI....CRI.........CRI.......................CRI..........
    "FALA SR. SECRETÁRIO!! DÁ SEU PARECER AÍ DE COMO A SAP ESTÁ COMBATENDO ISSO":...................CRI................................CRI................

    ResponderExcluir
  8. Essa SAP -> Serviço de dimento ao Preso,nunca se manifesta pra nada,e esse Secretario que ja passou da hora de ser convidado a se retirar do cargo,não sabe nem o que está fazendo....fica o funcionário,agente de Segurança Penitenciária,a mercê desses vagabundos,que encontram apoio em tantos outros orgãos com Pastoral e D.Humanos,direitos pra BANDIDO???????? temos que nos unir e cobrar nossos direitos,de uma vez por todas......

    ResponderExcluir
  9. Agora, me respondao uma coisa:
    Uma curiosidade, pq estou entrando p sistema.
    Na hr q o asp recebe uma sequencia de socos de um detento,ou q seje um so golpe:
    Geralmente o asp è obrigado a nao reagir devido a quantidade de detentos ainda soltos ou devido algum procedimento interno q o impessa?
    Ou o asp tem a chance de relutar tbm?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vindo parceiro já houve alguns casos q o Agente reagiu a altura e se deu bem , mas houve casos em que os outro presos compraram a briga ,ou seja nunca se sabe o que esta por trás daquela agressão, aprenda uma coisa no sistema as coisas tem q acontecer na melhor hora.(melhor hora p vc conversar c o preso depois)

      Excluir
    2. Hummm qsl.
      Bem colocada suas palavras.
      Realmente as sircunstancias nao sao favoraveis na hr.
      Ja imaginava, obrigado pelo esclarecimento.

      Excluir
  10. Caro colega normalmente qdo acontece uma agressao é ato isolado, ou seja os outros presos nao se envolvem mais vc esta sozinho no meio de mais de 400 ladrões a melhor coisa a se fazer e tentar sair de la de dentro depois moer o vagabundo......

    ResponderExcluir
  11. Jenis , agente penitenciaria foi agredida em Santana com dois socos no sabado...ate qdo isso vai acontecer? A agente é novo e esta em estado de choque.

    ResponderExcluir
  12. Quem tá dentro das unidades sabe que essas agressões sempre estão ocultando algum desejo do preso. Alguns, são seguros "desbaratinados", outros se enchem de dívidas dentro do raio e "faz uma" pra ir pro castigo, outros fazem para conseguir "bonde"....na minha ótica, tem que chegar na motivação e fazer o oposto....quer seguro?? Volta pro raio! Quer bonde, fica na unidade! Tá devendo?? Se vira. O que não dá mais é pra ver o preso conseguir o que quer agredindo servidores, pais de família...na base da covardia (se bem que covardia é o lema de qualquer criminoso). Sou contra essa palhaçada de separação de facção, isso só fortalece essa corja, até porque nossa categoria não tem metade da união que esses caras tem....estamos evoluindo, mas no "passinho do siri cansado", falta muito...somente quando alcançarmos o mínimo de união, as mazelas do Estado deixarão de refletir no lado mais fraco dessa corda.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.