sábado, 16 de agosto de 2014

No presídio que você trabalha entrou visita sem revista íntima a partir de hoje?


A lei da entrada de visitantes nos presídios paulistas sem revista íntima não foi regulamentada ainda, mas estão nos informando que a SAP determinou que a partir de hoje não tem revista íntima nos presídios paulistas.
 

Temos informações que em algumas unidades os diretores estão deixando visitantes adentrar nas unidades sem revista íntima, antes mesmo da lei ser regulamentada, mesmo essa unidade não possuindo o SCANNER CORPORAL.
 
Se você trabalha em uma unidade prisional que está acontecendo isso, sugiro ir até uma delegacia de polícia e elaborar um B.O. por preservação de direitos, já que a lei ainda não foi regulamentada.
 

Sabemos que o primeiro a ser sumariamente condenado antes mesmo de ser julgado é o ASP que está na "ponta da faca", pois na hora que o "chicote estralar" muitos diretores dirão que a responsabilidade é de quem revistou.

Sou da opinião de que sem SCANNER CORPORAL ou sem revista íntima, visita não entra, mas vamos avaliar a atitude da categoria para tomar decisões.
 
Vamos analisar qual unidade deixou visitantes entrar sem revista íntima a partir de hoje.
 
No presídio que você trabalha, foi autorizado a entrada de visitantes sem a revista íntima hoje?
 
Se foi autorizado, nos informe aqui e nos diga qual presídio.
 
 
 A lei do famigerado bico precisa ser regulamentada, mas a discrepância que é essa mudança não precisa???




Se você não viu ainda a lei que impede a revista íntima, veja no link abaixo:
http://jenisandrade.blogspot.com.br/2014/08/alckmin-sanciona-fim-da-revista-intima.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.