quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Ag. penitenciário assassinado com 10 tiros ontem, 07, em Campinas, era diretor de portaria.


O agente penitenciário assassinado ontem a noite em Campinas era diretor de portaria no CPP Atalíba Nogueira, esse assassinato ocorreu há apenas 45 dias após o assassinato do diretor de segurança do CDP de Praia Grande, segundo informações de colegas servidores penitenciários do Atalíba Nogueira,  os agentes penitenciários do Atalíba  estão em peso na coordenadoria reivindicando atitudes da SAP, inclusive a saída temporária nessa unidade será semana que vem, essa situação pode até piorar se ocorrer essa saída temporária, o CPP tem cerca de 1.900 presos.

Como já postei outras vezes, precisamos que a polícia federal investigue toda morte de servidor penitenciário do estado de São Paulo, pois a polícia civil do estado se mostra incompetente para solucionar esses crimes e descobrirem os culpados, já que a polícia civil também sofre com a falta de estrutura e servidores.

Conheço os servidores penitenciários do Atalíba(trabalhei 10 anos nessa unidade), sei que estão sofrendo com esse assassinato e irão se mobilizarem contra essa falta de interesse do desgoverno de São Paulo, de solucionar e prender os culpados por esses assassinatos contra servidores penitenciários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.