quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Detento passa mal e morre após tentar fugir de presídio em Potim, SP


Fonte: http://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/2014/11/detento-passa-mal-e-morre-apos-tentar-fugir-de-presidio-em-potim-sp.html

Detento passa mal e morre após tentar fugir de presídio em Potim, SP
Ele foi achado em matagal perto da unidade e alegou sofrer crise de asma.
Outros dois detentos também participaram da ação e foram recapturados.
Do G1 Vale do Paraíba e Região

Penitenciária 2 de Potim (Foto: Reprodução/ TV Vanguarda)
Fuga na P2 aconteceu na tarde desta segunda (10).
(Foto: Reprodução/ TV Vanguarda)
Um detento da Penitenciária 2 de Potim, no interior de São Paulo, morreu após tentar fugir da unidade na tarde desta segunda-feira (10). Segundo a Polícia Civil, ele foi encontrado em matagal próximo ao presídio pedindo socorro e alegou sofrer uma crise de asma. Outros dois homens também tentaram fugir do local, mas foram recapturados.
De acordo com o boletim de ocorrência, o jovem, de 26 anos, saiu da ala de progressão e foi encontrado caído em um matagal próximo à unidade. Aos agentes penitenciários, ele informou que estava passando mal e que era asmático. Ele foi socorrido a Santa Casa de Aparecida, onde faleceu.
O hospital não informou as causas da morte até às 12h. O Instituto Médico Legal (IML) de Guaratinguetá, para onde o homem deveria ser encaminhado, não confirmou o recebimento do corpo.
Os outros dois detentos que saíram em fuga da penitenciária foram encontrados perto da unidade e encaminhados para a delegacia de Aparecida. Após prestarem depoimento, eles foram reconduzidos para a P2.
SAP
A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) informou, por meio de nota, que o reenducando encontrado no mato foi socorrido e encaminhado para o Pronto Socorro, onde morreu. Em pesquisa ao prontuário médico dele foi constatado que o interno fazia uso contínuo do medicamento Sabultamol Spray, indicado para asma e bronquite.
O boletim de ocorrência foi registrado e, segundo a SAP, a Corregedoria Administrativa do Sistema Penitenciário vai apurar o fato.
A nota destaca ainda que a permanência do preso o regime semiaberto, caso do preso que morreu, se caracteriza muito mais pelo senso de auto-disciplina e auto-responsabilidade, que por mecanismos de contenção contra evasão. Os presos desse regime, além de poderem trabalhar, têm permissão judicial para usufruírem de cinco saídas temporárias por ano, onde se dirigem para a residência de seus familiares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.