sábado, 8 de novembro de 2014

Promotor denuncia GIR por ação no CDP de Taubaté. Querem exterminar o GIR, assim como o crime organizado quer nos exterminar.


Todos que trabalhamos dentro dos presídios paulistas sabemos da importância do GIR, que na maioria dos presídios é mais temido que a polícia militar, mas além do desgoverno de São Paulo achar cômodo esses trabalhadores "adaptados" no trabalho de intervenção, além de não dar condições de trabalho e formação adequada para esses trabalhadores, que muitas vezes treinam de forma improvisada, fazem cursos e compram materiais de trabalho com dinheiro do próprio bolso, agora a justiça está caçando esses trabalhadores da mesma forma que somos caçados pelo crime organizado.
 
Fica parecendo que a intenção da justiça é exterminar esses grupamentos, assim como o crime organizado quer nos exterminar e  coincidentemente ou não,  o número 111 é citado por duas vezes após ações do GIR da região de Taubaté, assim foi em Potim, que a mesma juíza que recebeu a denúncia dessa e daquela vez e afastou os diretores da PII de Potim,  mas em seguida esses diretores ganharam o direito de retorno em uma instância superior.
 
Citando o número de 111 agredidos nessas duas ações, queria a justiça ligar a ação do GIR com a intervenção ocorrida na Casa de Detenção do Carandiru ou é apenas coincidência?
 
 
O que fazer?
Se o desgoverno de São Paulo acha que os  presos tem ainda um pouco de receio da ação desses    gru
pamentos,  dê a  atenção devida para esses grupamentos improvisados e mantidos pelo voluntarismo desses trabalhadores,  que não ganham nada a mais para estarem a disposição a qualquer hora do dia para uma intervenção, contrate profissionais de alto nível e não use ex militares ou ex  lutadores para instruírem esses trabalhadores, compre matérias de última tecnologia também, pois vejo o fim do GIR em poucos meses com esses processos que respondem e certamente responderão futuramente, sugiro também criar um concurso interno para participar desses grupamentos que poderá ser preenchido apenas por ASPs e AEVPs, acredito que esse candidato tenha que ter trabalhado pelo menos três anos em um presídio, também acho que após esse candidato passar nesse concurso interno, ele deve fazer parte de outro cargo, para que não seja contado no quadro como ASP ou AEVP nas unidades, não aumentando ainda mais os déficits de ASPs e AEVPs nas unidades.





Assista matéria da Globo local sobre o assunto no link abaixo:
http://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/2014/11/agentes-sao-denunciados-por-suposta-agressao-presos-no-cdp.html




Agentes vão responder por tortura em suposta agressão a presos no CDP

Agentes do GIR vão responder por tortura contra presos de Taubaté.
Laudos do IML comprovaram ferimentos em 65 presos.

Do G1 Vale do Paraíba e Região


A Justiça acolheu a denúncia do Ministério Público contra 33 agentes do Grupo de Intervenção Rapida (GIR), o diretor do Centro de Detenção Provisória (CDP) e o coordenador regional dos presídios por supostas agressões que teriam acontecido dentro de uma unidade prisional em Taubaté, no último mês janeiro. Eles vão responder a um processo pelos crimes de tortura e lesão corporal

Durante a revista do GIR, teriam sido agredidos 111 presos. Laudos do IML comprovaram ferimentos em 65 presos após ação do grupo. "Não há necessidade de se valer de violência física, principalmente por serem agentes do Estado cuja principal função é garantir a integridade do preso e nçao praticar lesão corporal contra o indivíduo que está sob tutela do Estado", disse a juíza corregedora Sueli Zeraik Armani.

O promotor Alexandre Mafetano, apresentou a denúncia à justiça. O processo vai correr na Vara Criminal de Taubaté.

Segundo ele, há indícios de uso excessivo de força contra os presos do CDP. "Além do relato dos presos e o que consta no autos é que se formou uma convicação que houve um abuso no uso da força e motivou a denúncia", disse.

saiba maisJustiça pede ao MP investigação de violência no CDP de Taubaté, SP

Enquanto o caso não é julgado, os agentes continuam em suas funções.

A Vara de Execuções Criminais de Taubaté apurou que o mesmo tipo de agressão aconteceu na penitenciária de Potim. Presos contaram que foram agredidos por agentes do GIR em maio deste ano.

A denúncia foi encaminhada ao Ministério Público de Aparecida, que informou que também ofereceu denúncia contra os agentes nesta semana. Em Potim, 74 detentos teriam sido agredidos pelo mesmo grupo de agentes em maio. A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) foi procurada, mas não comentou os casos.


50 comentários:

  1. promotor leve esses bandidos pra sua casa coitadinho deles eles precisam de carinho.

    ResponderExcluir
  2. Sou um agente que tem extrema consideração pelo GIR, mas uma coisa é certa. Intervenções tem que ser feitas de forma tática e não de forma desordenada, ao bel prazer de cada operacional. Fizeram cagada, agora vão responder. Tomara que não dê nada ao final.

    ResponderExcluir
  3. Jenis, sabe informar sobre uma tentativa de fuga que ocorreu no H.R. de P. Prudente por parte de um preso de Marabá Paulista?

    ResponderExcluir
  4. e QUANTO as vidas dos agentes que estão sendo seifadas pelo crime organizado, pergunta p/ esse PROMOTOR é essa juiza o que acha, pareçe que o vagabundo tem mais valor que o trabalhador como aconteceu agrediu tranca geral, depois chama o promotor p/ cuidar do vagabundo enquanto tiver na tranca..

    ResponderExcluir
  5. Uma vez fiz apreensão de drogas na unidade de guarulhos e no dia da audiência o PROMOTOR me perguntou nervoso quanto custava a droga na cadeia do lado dos presos presentes, eu olhei para cara dele não entendendo a pergunta respondi..." como vou saber, eu fiz apreensão pergunta para eles ai! A VEC vai direto na minha unidade e nunca interdita, so ficam no CAFEZINHO com o DG, quase 3000 presos em CDP com a maioria condenado e não fazem nada!!!Agora querem engessar nossos braços, acabando com quem sempre nos socorre em situações diversas...hipocrisia nojenta!!!

    ResponderExcluir
  6. AEVP na cadeia da conta nao precisa de GIR e´só nos acionar , ladrao respeita autoridade com arma na mao e nao com molho de chave , pegando remedinho , roupinha , e que constantemente leva uns pedalos , fala serio , AEVP e´mais do que suficiente .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que comentário infeliz este realizado certamente por Vossa IGNORANCIA. Grande autoridade é você com uma arma na mão, é até cômico.
      Pararei por aqui para não desrespeitar um colega de trabalho tão inexperiente como você que ainda não sabe o que é o Sistema Prisional do Estado de São Paulo.
      Boa sorte com essa sua filosofia de trabalho... que acredito que não irá muito longe... ficará para sempre trabalhando 6 horas a cada 48.

      Excluir
    2. Cara, eu respeito os AEVP pelo excelente trabalho que estão desenvolvendo nas escoltas e na muralha. Agora vc perdeu a oportunidade de ficar calado, vc não sabe o que é cadeia, é por causa de comédia que nem vc que existe essas ideia torta, duvido que vc tem coragem de entrar no raio só com caneta e chave, vc é um sem moral, não sabe o que é etica profissional, mal remunerado, inveja é foda!

      Excluir
    3. E vc acha que o GIR trabalha com estilingue? AEVP serve para ficar no muro e fazer escolta, trocar ideia com o vagabundo tem q ser ASP, pq vc´s não entende as gírias e não sabe nem o que tem dentro da cadeia, não conhece os setores, e nem tem respeitos pelos funcionários.

      Excluir
    4. Bom dia.......... você ai de cima que fez esse comentário infeliz, é por causa de pessoas como vc que a desunião está em alta, jogamos no mesmo time ou será que não!!!!!! ou será alguém que faz CORRE PRA LADRÃO ou é alguém que invés de estar cumprindo o seu turno está tirando um QZZ se não sabe oque significa vai estudar e se aprimorar invés de ficar falando besteiras,colocando uns contra os outros ainda mais anônimo já que você é tão machão vem tirar serviço aqui em Praia Grande q você não vai durar um Mês ou é zerado ou pede pra sair babaca..

      Excluir
    5. Também sou da Praia Grande e concordo plenamente com o amigo aqui acima, o trouxa lá de cima perdeu uma excelente oportunidade de ficar quieto.

      Excluir
    6. Cara com ctz os AEVP fazem um otimo trabalho, mais cada um no seu posto, vc nao sabe o que é cadeia. Entra no raio pra vc ver como funciona, depois vem fazer comentario, opa vc nao entra no raio, vc nem sabe o que é cadeia.

      Excluir
    7. Caraca que sujeitosemproceder esse AEVP que comentou !Ja citei aqui e vou citar de novo porque acho que ele não le QUERO VER QUANDO O CALDO ENTORNA NA ESCOLTA DOS MENINOS DOS OLHOS DA SAP SE VÃO TER AMORAL QUE A PM TINHA E TEM A TE HOJE PRA SOLICITAR REFORÇO OU SEJA CHANA O AGUIA CHAMA OPELICANO O TUCANO OCONDORE TODOS BAIXAM NO VOO RASANTE QUE RO VER QUEM O "GENERICO" VAI CHAMAR !!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    8. Menos PROTEGE menos que vc ñ chega nem perto do q pensa q é

      Excluir
    9. coitado desse idiota ganha uma miséria e se acha o CHARLES BROSON !!! que idiota

      Excluir
    10. É seu idiota, já vi que você é daqueles que fica escondidinho "a" na torre só esperando o tempo passar. Queria ver você dentro do Raio com 300 presos e seu 38 na cintura e uma 12 na mão. Tenho certeza que nunca nem entrou na área dos Raios de sua unidade e se fosse entrar ei dizer "posse entrar armada tenho meda".....

      Excluir
  7. Lembrem-se que a poucos dias tentaram impedir a policia militar de usar bala de borracha nas ações, revista intima não pode mais e agora essa do GIR. Será que já tem Promotor, Juiz e Ministério publico envolvido com o crime organizado? Pois estão sempre contra os meios de segurança.

    ResponderExcluir
  8. Hipocrisia maldita, engraçado que não saiu nem teve repercursão a morte dos nossos colegas , em rede nacional. É incrível como a mídia e os direitos dos MANOS dão valor a esses vermes que aterrorizam a sociedade. Os valores estão mesmo invertidos. Esse promotor deve ir mais a uma UP pra ver como funciona a realidade de um dia de trabalho dos ASPs. é um brincalhão.Ficar atras de uma mesa cagando ordens é facil,quero ver ir la na linha de frente cumpri-las. forte abraço a todos

    ResponderExcluir
  9. É SIMPLES, GREVE GERAL JÁ E PARA A CADEIA ANDAR A GENTE MANDA OS SRs. MAGESTRADOS, GOVERNADOR DE SP, IMPRENSA, MIDIA E TODO MUNDO QUE METE O PAU NA GENTE TOCAR A CADEIA COM OS PARCOS RECURSOS QUE TEMOS E COM UMA LEGIAO DE INCOMPETENTES QUE TEMOS ,TAIS COMO : CHEFES, DIRETORES E PUXA-SACOS DANDO PALPITE EM TUDO. AÍ SIM EU QUERO VER .
    TA COM DÓ LEVA PRA CASA .
    TA NERVOSO ??? TOCA O RAIO.
    TA COM MEDO ?? CAI NA LICENÇA
    GUARDAS....PRESTEM ATENÇAO. DAQUI 3 OU 4 ANOS VAMOS DAR O CHAVAO PRO VAGABUNDO TOCAR A CADEIA E ISSO NAO PODE ACONTECER , ENTAO É GREVE, GREVE ,GREVE, GREVE, GREVE,

    ResponderExcluir
  10. se essa JUIZINHA e o PROMOTORZINHO passarem 1 semana na cadeia fazendo um estágio em sede de execução penal a opinião muda da água para o vinho...são togados da JUSTIÇA COMUM??? Porque se foram da Vara das Execuções Criminais é CULPA EXCLUSIVA DO DIRETOR DA UNIDADE QUE NÃO TRANSMITE A REALIDADE DO SISTEMA CARCERÁRIO PAULISTA. Ou teve tanto excesso assim???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, se aceitarem essa sua proposta, aí que que tamos ferrados mesmo. Vai de Diretor Geral a ASP geral preso kkkkk

      Excluir
  11. Realmente é ridículo isso. Não podem acabar com o GIR. Quando tiver uma rebelião??? Chama o promotor ou essa juíza para conter a rebelião??? Lamentável.
    Agora tb é lamentável que os colegas não recebam o devido treinamento, principalmente de gerenciamento de crises e contenção de rebeliões. É impensável um grupo de elite ser tão despreparado quanto o GIR. Não estou generalizando, conheci integrantes que são bem preparados, porém são poucos. Enquanto não investirmos em treinamento adequado aos colegas, situações como essas e outras continuarão sempre acontecendo!

    ResponderExcluir
  12. Jenis de Andrade,faço parte deste grupamento a 2 anos, neste curto espaço de tempo aprendi bastante coisa e já passamos por poucas e boas. Já tive que acordar de madrugada várias vezes para passar horas de baixo de chuva ou sol, inclusive este calor insuportável que ta ai, para defender a honra de colegas de trabalho que na maioria deles nem conhecemos, fazemos este trabalho porque gostamos, como você falou acima, não ganhamos nada a mais para isso, e respondemos por vários processos, e agora este processo criminal, por algo que não fizemos, pois somos profissionais, por várias ocasiões, já vi colegas de trabalho nos chamando de "comédia" pois eles queriam linchar os detentos e nos os impedimos, pois estamos ali para fazer o nosso trabalho que é contê-los e não espancá-los (apesar de às vezes eles pedirem) mas somos profissionais, já fiz intervenção em cadeia onde estava preso o reeducando que foi na porta da minha casa (onde resido com mulher e filhos) para me matar, que se não fosse uma escuta da policia civil eu já era. E nem por isso eu jamais o agredi durante uma intervenção. Pois como já disse e repito, somos profissionais,e apesar de nossa área de treino ser improvisada, somos bem treinados ,somos super capazes de exercer está função. E acho um absurdo alguém que está ai aparentemente do lado do bem, estar defendendo e aceitando acusações infundadas de marginais que mataram, roubaram, traficaram, tudo de ruim eles fazem contra o povo de bem, trabalhadores que ralam para ter seu dinheiro suado para vir o marginal e acabar com o sonho, o desejo de um trabalhador, e quem vem defender este trabalhador? Isso não pode ficar assim, muita impunidade para o mal e só ferrando o bem.

    ResponderExcluir
  13. Lamentável. O GIR é o único respaldo que nós agentes temos dentro dos presídios. Será que a juíza está preocupada com os agentes agredidos e mortos em todo o Estado? Enquanto isso continuamos abandonados.

    ResponderExcluir
  14. Ponto pro crime outra vez! Infelizmente. É cada vez mais escuro o caminho que estamos percorrendo. Profissionais de bem, famílias de bem sendo cada vez mais oprimidos e desvalorizados. Inversão total de valores cada vez mais tomando conta.

    ResponderExcluir
  15. Por essas e por outras, que esta carreira tá virando uma m.... Esses juristas corruptos, amigos de bandidos e defensores de um "sistema de ressocialização" que NÃO FUNCIONA por MUITOS motivos, querem a todo custo, imprimir na mente da sociedade que o não cumprimento de tais políticas de "valorização humana" são uma infração, um pecado e um crime que pertence e deve ser imputado apenas aos ASPs. Juristas hipócritas, defensores de bandidos irrecuperáveis por pura inoperância do ESTADO, dos quais eles mesmos são FUNCIONÁRIOS! Por que Vossas Senhorias não lutam por mudanças nas Leis do CP, da LEP, batalhem por uma estrutura melhor para se cumprir as penas adequadamente, etc...ou então levem um desses bandidos intocáveis que tanto defendem pra morar na casinha do cachorro no quintal de suas mansões! Será que lá, eles terão o respeito e a consideração que deveriam ter pelos Senhores que tanto os protegem?

    ResponderExcluir
  16. Não esquenta, o GIR é menina dos olhos da SAP e ela, se não for covarde, irá defende-los. Eu acho ... sera?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como gostaria que fosse verdade parceiro. Infelizmente se existe duas coisas que a SAP (Sr. Secretário atual) engole atravessado é o GIR e o nosso porte de arma. Essas duas conquistas só existem porque depois das megas se tornou inviável para a PM atuar nos presídios e com a morte de colegas conseguimos com muita luta o nosso porte. O que nos falta de verdade numa situação como essa é um CHEFE de verdade e não um politiqueiro que humilha seus subordinados.

      Excluir
  17. Enquanto o auto escalão do crime continuar no congresso nada irá mudar, pois seria ruim para eles fazerem uma lei ou altera-la quando os principais prejudicados serão eles mesmo!!!
    No caso do promotor será que o mesmo não esta sendo ameaçado ou sofrendo algum tipo de pressão por parte de alguém maior do que ele, prefiro acreditar nisso do que pensar que o CRIME esta conseguindo de fato controlar nosso legislativo e executivo!!!

    ResponderExcluir
  18. E quando o caldo entornar, vão chamar quem ? O BATMAN?

    ResponderExcluir
  19. Infelizmente os valores estão totalmente alterados. O GIR entra para nos ajudar sempre, se os " Reeducandos" ou Vagabundos respeitassem, não precisaria fazer a contenção com o GIR. O GIR é extremamente necessário, é um Grupo muito bem treinado, aqui na Capital são Agentes com diversos cursos, pessoas que gostam do que fazem, gostam tanto que tiram QSJ do próprio bolso para comprar materiais táticos, tudo para que o Trabalho se torne mais eficiente.
    GIR aqui na Capital vocês sempre terão nosso apoio, parabéns Guerreiros.

    ResponderExcluir
  20. O sr. Lourival tinha que vir a publico e defender as ações do seu e nosso braço armado (GIR) que entra junto com o A.S.P quando a cadeia vira. Aevp é do muro pra fora. Onde esta ele agora...

    ResponderExcluir
  21. Sou ASP não vamos dar ouvidos a estes comentarios sem sem noção, vamos analizar um meio de dar respostas a estas ondas de ataques que vem tirandos vidas de funcionarios, onde aqueles q ja se foram com certeza aguardam repostas principalmente seus familiares que ainda choram!!!Vamos nos unir se comunicar entre os blogs e na unidade, não podemos esperar para acontecer, o crime esta dando risada de nós não podemos deixar esses amigos q c foram em vão muito menos sem dar uma resposta aos seus familiares, vamos fazer a nossa parte pois DEUS sempre esta do lado certo e os resultados virão cabe nos organizar sem esperar por aqueles q só pensam em politica e cargos!Abraços.

    ResponderExcluir
  22. E amigos se todo asp ao fazer o concurso de admissao ao tomar posse. aceitasse so suas atribuiiçoes e parasse de correr da chave. Para se jogar para frotas da vida escritorio maintençao e com todo respeito ao GIR acho que muitas coisas seriam melhores para toda carreira poren enquanto tiverem os espertos que querem ganhar como asp terem direito a aposentadoruia especial e grau maximo de insalubrudafe mas nao serem o que fixeram concurso para fazerem nos so perdetemis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como você mesmo disse, com todo o respeito, quem disse pra você que quem é do GIR corre da chave? Sou do GIR e trabalho no raio. Analisando friamente, corro mais risco do que você parceiro. Temos que nos valorizar e mudar a nossa cultura de achar que A é mais importante que B. Parar de se preocupar que se não está bom é culpa do C ou do D. Só iremos acordar na hora em que o governo ver realmente a nossa força e colocarmos esse secretário pra pedalar.

      Excluir
  23. Existe um grande diferença entre o ideal e o possível. Ideal seria ter o apoio do estado com treinamento, reestruturação da classe, valorização salarial e profissional, acesso a novas tecnologias entre outras coisas... Contudo o que temos é: um profissão já dividida e com possibilidades de novas fragmentações com a instituição da escolta; é uma desvalorização sistemática; falta de apoio e premiação ao puxa-saquismo e aos não contestadores. A cada dia há uma abertura maior do sistema penitenciário para a mundo e infelizmente não estamos sabendo aproveitar e mudança como o crime organizado esta fazendo. A quem interessa o olhos fechado dos promotores, o empurrar com a barriga das autoridades, o medo dos que temem a mudança? O crime organizada cada vez mais usa a sua suposta fraqueza e sua ambição de dominação e controle para diminuir cada vez mais as formas de controle e dominação que sempre foram submetidos. Estão acabando com a violência que moralmente é discutível, contudo sempre foi uma ferramenta eficaz na administração dos detentos. Acabam com a nossa autoestima e valorização de classe, ao inverterem a lógica e passando a usar a violência como forma de intimidação funcional com a leniência do Estado e da sociedade. E no vazio da falta de ferramentas adequadas de administração da disciplina, com leis e interpretações da lei cada vez menos favoráveis aos representantes do estado. E acabam com o nosso sonho de contribuir com a mudança ou melhoria do sistema penitenciário. Com o tempo vemos que nossos esforços são em vão, que somos apenas um números substituível. Que o que nos resta é apenas administrar nossas horas da melhor maneira possível sem responder nenhuma sindicância. Mas mesmo cansado, desanimado, sem perspectivas... ESTAMOS EM GUERRA. O crime vem a muito tempo ganhando e se continuar assim no final do jogo (seja daqui dois anos, um pouco mais ou um pouco menos) entregaremos totalmente o controle em suas mãos e seremos só uma marionete, ou licenciado ou mais um corpo estendido no asfalto sem lágrimas ou mesmo indignações da classe . O que mais precisa acontecer para fazermos algo? Quantos mais precisarão morrer? Quantos mais continuaram com sua dignidade e honra diminuída a cada dia de trabalho? Quantas mais derrotas o crime organizado nos imporá até nos engessar de uma vez? Talvez alguns pensem em greves. Mas acredito que a Greve por sempre estar associada a disputa salarial, não teria o efeito que necessitamos. Acredito em paralisações sistemáticas com aviso a mídia. Tipo campanhas de marketing com slogan, frase de efeitos e um pedido simples que toque as feridas ocultadas da sociedade. Exemplo: camisetas com estampadas, faixas ou cartazes, divulgação para a mídia, ASP de folga algemados ao portão principal: CONTRA A CEGUEIRA DA SOCIEDADE! ( E diante do questionamento da sociedade-mídia-estado, exporíamos os problemas: superlotação, agressões, mortes, falta de treinamento, fortalecimento do crime organizado, etc). Alguém tem mais alguma ideia, ou deixaremos a inação e a paralisia continuar reinante na nossa classe? Somos homens ou ratos?

    ResponderExcluir
  24. Senhores amigos muito cuidado, pois enquanto esta dando certo surgem os aplausos, mas se for ao contrário, virão as criticas e td mais. Poucos Dgs colocam a "cara a tapa" em caso de algo sair errado e Coordenador? Menos ainda. Lá na oeste houve um Coordenador que até atuou junto ao GIR em algumas ocasiões, mas isso é caso rarissimo na SAP. Não se iludam com a hipocrisia de hoje, pois a falsidade impera e tapinha nas costas não te defenderam de nada, a não ser das moscas que poderão estar sobre seus ombros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bons tempos deste coordenador! Apesar da casinha que fizeram pra ele, merece todo o meu respeito!

      Excluir
  25. Sou aevp, e tenho sido bem tratado pelos colegas de trabalho(asp) lógico tem os caras diferenciados que realmente não tem jeito, mas quando não se tem o que falar ou escrever é melhor ficar quieto do que escrever besteira e só causar mais desunião, temos que nos unir e começar a fazer igual a mike, acho que não é necessário escrever o resto, para um bom entendedor meia palavra basta, já que as autoridades não estão nem ai para nos agentes penitenciários. E não causando polêmica, mas tem muito aevp no Gir também, é agente penitenciário do mesmo jeito, já os da muralha tem que ficar na muralha mesmo e assim por diante. No b.o tem que unir todos e partir pro arrebento pra cima doas vagabundos.

    ResponderExcluir
  26. Jenis, parece que cada dia está aumentando o número de visualizações e a quantidade de comentarios nas postagens!!!!!!!

    ResponderExcluir
  27. porque esse promotor, não tama providencia refente os funcionários que estão sendo agredidos por presos nos CDPs. e Penitenciarias., eles só corre por uma lado.

    ResponderExcluir
  28. Como integrante do GIR, enfrentei O MAIOR CHOQUE CULTURAL DE MINHA VIDA, ao ter de argumentar com todo tipo preso, do ladrão de galinha ao sequestrador, entrar em todo tipo de ambiente. Como integrante do GIR, fui psicólogo, quando um colega discutia com a esposa, diante da incompreensão dela, às vezes, com a profissão do marido; Como integrante do GIR, fui assistente social, quando tinha de confortar A MÃE DE ALGUMA VÍTIMA por não possuir algo de valor que o assaltante pudesse levar; Como integrante do GIR, fui borracheiro e mecânico, ao socorrer vtrs e bondes com pneus furados; Como integrante do GIR, fui pedreiro, ao participar de mutirões para reconstruir cadeias destruídas em rebeliões; Como integrante do GIR, fui paramédico fracassado, AO VER UM PRESO QUEIMADO IR A ÓBITO A BORDO DA VIATURA; Como integrante do GIR, fui paramédico realizado, ao socorrer um irmão agredido; Como integrante do GIR, fui apedrejado por presos e seus visitantes; Como integrante do GIR, fui obrigado a me tornar gladiador em arenas repletas de terroristas, que são os membros de facções criminosas; Como integrante do GIR, fui juiz apaziguando ânimos de presos e Agentes exaltados; Como integrante do GIR, arrisquei-me a contrair vários tipos de doenças, ao banhar-me com o suor de presos; como integrante do GIR, arrisquei contaminar toda a minha família com os mesmos tipos de doenças, pois ao chegar em casa, minha esposa era a primeira a me abraçar, nunca se importando com o cheiro acre de sangue alheio, nem com as manchas que tinha de lavar do uniforme; Como integrante do GIR, fui advogado, separando, na hora da condução, os verdadeiros delinquentes dos “LARANJAS”, quando poderia tê-los posto no mesmo barco; Como integrante do GIR, fiquei revoltado, ao necessitar de um leito para minha esposa PARIR, e ao chegar NO HOSPITAL, deparei-me com um traficante sendo operado por um médico particular; Como integrante do GIR, fui o cara que mudou TODOS os hábitos para sempre, andando em estado de alerta 25 horas/dia, sempre com um olho no peixe e outro no gato, confiando desconfiado. Como integrante do GIR, fui xingado, agredido, discriminado, vaiado, humilhado, espancado, rejeitado, incompreendido. Na hora do bônus, ESQUECIDO; Na hora do ônus, CONVOCADO. Tive de tomar, em frações de segundo, decisões que os julgadores, no conforto de seus gabinetes, tiveram meses para analisar e julgar. E mesmo hoje, calejado, ainda me deparo com coisas que me surpreendem, pois afinal AINDA sou humano.. Não queria passar pelo que passei, mas fui VOLUNTÁRIO, ninguém me laçou e me enfiou dentro de uma farda, né? Observando-se por essa ótica, é fácil ser dito por quem está “DE FORA”, que minha opinião NÃO IMPORTA, ou que simplesmente, não existe. AMO O QUE FAÇO E O FAÇO PORQUE AMO. Tanto que insisto em levar essa vida; sei que terei de passar por tudo de novo, a qualquer hora, em qualquer dia e em qualquer lugar. E O FAREI, SEM RECLAMAR, NEM RECUAR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo que eu estava pensando só que não conseguiria por em palavras tão poeticamente como o colega, VIDA LONGA AOS CAVEIRAS!

      Excluir
    2. Caro colega vc foi e é do GIR porque foi vantajoso para vc correu da chave fez como vc mesmo disse o que gosta nao o que vc deveria fazer por que foi contratado e ganhou ainda muita diaria em cima dessa condiçao agora. Que os padres tao fritando vcs na verdade ta chorando as magoas va rodar chave cono nos e deixe que o desgoverno se vire com o resto

      Excluir
  29. Sou AEVP de Diadema (Magrão) e vai minha opinião.

    Tinha que começar do ZERO.
    Primeiramente teriam que Legalizar o GIR, pois o mesmo nao ha uma Lei que Cria esse cargo ou grupamento. Ai puxo o Gancho no que o Jenis falou, Concurso interno para Asp e Aevps que no minimo tenham Atuado 3 anos dentro de cadeia. Para Formar a Base do GIR.
    Depois disso, Cursos atras de Cursos para esse Grupo,Equipamentos de qualidade e tecnologia avançada,teriam tambem que dar uma atenção ao Canil da SAP, pois ladrão tem medo de cachorro (Presenciei isso em Lucelia, alias excelente Canil aquela unidade possui) para depois sim, começarem a entrar em Cadeia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você já conseguiu ver alguma atuação do GIR?

      Excluir
    2. O Gir não pode entrar em cadeia então?

      Excluir
  30. É com imenso orgulho e honra que sou integrante desse valoroso grupamento em que , a cada missão, e não são poucas, tiramos preciosas experiências para podermos atuar da melhor maneira possível em respaldo aos companheiros(as) de profissão, e apesar de percebermos em alguns certa aversão, ironia, críticas, descrédito etc....O fato é que para quem está no sistema antes do surgimento do GIR deve lembrar como ocorriam simples inspeções;ofensas, ameaças, pressões psicológicas, até mesmo agressões, motins , rebeliões e o apoio da PM chegava sempre tardiamente. .Temos que nos unir e aproveitar os fatos para reivindicar melhorias de um modo geral para que tenhamos um GIR forte, com credibilidade, para que não nos exponhamos a essas campanhas desmoralizadoras, destrutivas, até mesmo em nosso meio. A propósito, parabéns ao comentário do parceiro, companheiro de farda anonimo 5:30Hs, esse somos nós.GIR SEMPRE.

    ResponderExcluir
  31. BOA NOITE À TODOS, INFELIZMENTE TEM UNS CARAS POR AI QUE RASGAM O CU DE INVEJA DOS OPERACIONAIS DO GIR, MAS NÃO TEM CONDIÇÕES E NEM APTIDÃO, MUITO MENOS CORAGEM DE FAZER PARTE, PORQUE A FARDA PRETA É DEMAIS PRÁ VC. SÃO PESSOAS DO SEU TIPINHO QUE FAZEM NOSSA CLASSE SER DESUNIDA COMO É. OU VOCÊ É DO TIPO QUE VIVE COM O PÉ NA MESA RODANDO O CLICK OU É UM CARA QUE NUNCA ENTROU NUMA RADIAL E SÓ OBSERVA DE LONGE. SÓ LHE DIGO UMA COISA: NUNCA, JAMAIS SERÁ!!!! AQUI SIM É ATITUDE, CORAGEM, TREINAMENTO E DISPOSIÇÃO PRO QUE DER E VIER, AQUI É CAVEIRA E A FARDA É PRETA. ENGULA SUA INVEJA, RECALCADO, COMÉDIA

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.