sábado, 20 de fevereiro de 2016

Agente penitenciário mata sargento e é morto em seguida


Veja no link abaixo:

http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2016/02/sargento-da-pm-e-agente-penitenciario-trocam-tiros-e-morrem-em-itirapina-sp.html

21 comentários:

  1. pra mim é muito claro. Esta com problema psicologico e é afastado? Deve-se imediatamente entregar as suas armas e ter o seu porte suspenso.

    ResponderExcluir
  2. está de chapéu..se estava afastado, é bem claro quem seu porte foi recolhido e sua arma também. porém, sabe-se que ele era colecionador de armas, e para tanto tem autorização do exército. o exército faz esse tipo de verificação? recolhe armas? consulta periodicamente as pessoas que ele dá autorização para porte? então não fale o que não sabe! nem agente deve ser para falar essa asneira!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recolhido o porte sim, a arma não! Procedimento é somente o porte, a arma é dele.

      Excluir
  3. aliás Jenis, por favor corrija a chamada da notícia. eles não trocaram tiros. o agente atirou no policial. depois trocou tiros com uma guarnição que chegou depois, aí sim, foi alvejado mortalmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, fui fiel ao título do G1, copiei e colei o título, mas ao ler a matéria é isso mesmo que o amigo escreveu...

      Excluir
  4. Entregar a arma pra quem, se a arma é particular? Pra federal, vai perder a arma, pra unidade, além de não ter logística adequada, não pode reter bens particulares, na polícia Militar o PM entrega a arma de carga cedida pelo Estado, a particular acredito que não, qual seria a solução adequada????

    ResponderExcluir
  5. A gepezada de Itirapina vai ter que andar na linha, depois dessa prezepada...Se a PM pegar GP bêbado e com arma, vai ser sem massagem...

    ResponderExcluir
  6. Colecionador foi o título da matéria, o que ele tinha era uma de pressão. O exagero da matéria é coisa de jornalista

    ResponderExcluir
  7. Uma coisa eu falo....o ASP estava afastado por problema psicológicos, logo com esse parecer do Estado nem recebendo seu salário estava o q agravou a situação, deixando de comprir seus compromissos.O culpado dessa tragédia e o próprio sistema...pq o ASP ou Aevp,não acompanhamento psicológico... O engraçado q na cadeia tem psicólogo, assistente social mas e só pra o ladrão

    ResponderExcluir
  8. e o aumento alguem ta sabendo de algo?

    ResponderExcluir
  9. o pm não usou as técnicas de negociação corretas, ele jamais deveria ter saído da proteção do escudo balístico, se tivesse seguido o protocolo nem ele nem o GP 13 estariam mortos.

    ResponderExcluir
  10. a verdade é que ASP não deveria usar arma nenhuma, policial que faz um ano de curso só tá fazendo besteira na rua, imagina ASP que faz um cursinho meia boca. Vamos brigar por salário e condições melhores de trabalho e não por porte de arma. Na unidade onde trabalho os que usam arma parecem que são "O CARA"...Caiam na real

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se vc não quer ou não tem arma, isso é problema seu. Mas não critique que a tem, pois cada um sabe da sua necessidade.

      Excluir
  11. Muita coisa tem sido dita, porém na grande maioria delas besteiras. O Agente Penitenciário que trabalhava na Penitenciária II de Itirapina, Marcos José da Silva, estava de férias e não de licença para tratamento de doença como fora veiculado pela TV. Ocorre que tal agente já teve sim histórico de tratamento psiquiátrico, onde seu porte de arma fora retido pela Unidade e, logo após, o mesmo vendeu sua pistola calibre 380, a qual era devidamente legalizada. O armamento encontrado em sua residência se tratava de uma garrucha calibre 22 e uma carabina calibre 36, ambas sem registro, além de uma espingarda de pressão. Infelizmente, Marcos vivia comentando que tinha o desejo de tirar a própria vida, sobretudo por se tratar de um dependente químico, fazendo mal a ele próprio. Após a briga com sua esposa, onde a mesma fora levada ao hospital da cidade, a policia militar fora acionada, se dirigindo até a residência do Agente, onde durante uma negociação no mínimo questionável, um policial militar fora alvejado no rosto, morrendo no próprio local. Por que questionável? Ao que todos comentam na cidade, não havia nenhuma outra pessoa na residência a qual poderia ser refém do Agente, bem como, inicialmente, a ocorrência fora registrada como lesão corporal "lei Maria da Penha", portanto, se tratando de uma pessoa desequilibrada, deveriam os PMs terem agido com mais cautela, e jamais terem tentado adentrar na casa de um "ser acoado", causando tal reação inesperada por todos. Foi uma fatalidade, pois ninguém jamais esperava que algo do tipo pudesse ocorrer com nosso colega, uma vez que até então não se tratava de um fato envolvendo polícia vs ladrão.

    ResponderExcluir
  12. Jenis, saiu convocação de ASP,s e AEVP,s hoje achei estranho você não colocar esse tópico que sempre acompanho por aqui, sei que o tópico que estou fazendo esse comentário não é próprio para isso, um forte abraço jenis

    ResponderExcluir
  13. Ao colega que falou que Asp nem deveria usar arma, faz o seguinte então, quando estiver chegando em casa e for abordado por um vagabundo você fala que é borracheiro, padeiro ou seja lá qualquer outra profissão, porque se ele souber que você é Asp e desarmado, você pode ter certeza que ele vai te meter uma bala na cabeça no mesmo instante, então nobre colega, fica quietinho e torce pra não ter que enfrentar uma situação dessas ok.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Asp recebe algum treinamento básico de manuseio de arma de fogo??????????????

      Excluir
  14. muita cocaina na cabeça do guarda

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.