quinta-feira, 14 de abril de 2016

Agente penitenciário agredido em Capela do Alto-SP continua internado.


Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Agente penitenciário agredido permanece internado no CHS

14/04/16 | Adriane Mendes - adriane.mendes@jcruzeiro.com.br


O agente de segurança penitenciária da unidade de Capela do Alto, agredido por detentos no início da tarde desta quarta-feira (13) quando providenciava a transferência de um deles para uma cela de castigo, permanece internado, mas seu estado de saúde não gera risco de morte. A informação foi passada pelo diretor do Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária de Sorocaba e Região, Adriano Rodrigues dos Santos, que avalia como "preocupante" o clima dentro do presídio.

Inaugurado em fevereiro de 2013, com capacidade é para 847 homens, a unidade conta atualmente conta com 1.860 homens, de acordo com o site oficial da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). O sindicalista estima, no entanto, que a população carcerária deve passar de dois mil presos. Motim A agressão aconteceu num dos oito pavilhões habitacionais por volta das 13h, quando, no momento em que retirava um preso para ser levado à uma cela de castigo, os demais homens partiram para cima do funcionário, que mesmo muito agredido conseguiu escapar. Ele foi levado para o Hospital Regional na quarta-feira (13), e até na manhã desta quinta (14) permanecia em observação, mas sem riscos aparentes.

De acordo com o sindicalista Adriano, a situação foi normalizada ainda na data de quarta (13), mas nesta quinta (14) os 32 presos, os mesmos que teriam se envolvido na agressão, seriam transferidos para a Penitenciária de Presidente Wenceslau. Mas, para garantir a segurança interna, o Grupo de Ação Rápida (GIR) foi chamado e hoje participa de uma revista geral nas 96 celas distribuídas entre os oito pavilhões. Ainda de acordo com o diretor sindical, a preocupação e o clima tenso se instala devido às agressões que ao seu ver têm sido constantes, citando que semana passada uma visitante teria agredido uma agente de segurança: "está fugindo da normalidade", avaliou.

Por causa dessa preocupação, Adriano e outros diretores representantes dos trabalhadores devem se reunir, ainda na tarde desta quinta-feira (14), com a direção prisional. A reportagem questionou a SAP sobre a situação na penitenciária de Capela do Alto, mas ainda não teve retorno por parte da assessoria de imprensa da pasta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.