quarta-feira, 13 de abril de 2016

Agente penitenciário é agredido por presos em presídio paulista em 13/04/2016

Fonte: G1

Agente penitenciário é agredido por presos em Capela do Alto
Agressão ocorreu quando funcionário fazia transferência de um detento.
SAP diz que seis presos participaram da ação; situação foi normalizada.
Do G1 Sorocaba e Jundiaí
Um agente penitenciário ficou ferido ao ser agredido por detentos da penitenciária de Capela do Alto (SP), nesta quarta-feira (13). Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), o funcionário fazia a transferência de um detento quando, por volta das 13h, foi rendido por um grupo.
O agente foi agredido com chutes e pontapés. Ele foi socorrido e levado para o Conjunto Hospitalar em Sorocaba (SP). De acordo com a SAP, o agente está consciente mas permanece hospitalizado para exames complementares.

Em nota, a secretaria informou que “a situação foi normalizada e a unidade opera dentro dos padrões de segurança e disciplina da SAP”.
Ainda conforme a pasta, um boletim de ocorrência foi registrado e seis detentos que participaram da agressão responderão processo administrativo disciplinar.
“A pasta também solicitará a internação deles no Regime Disciplinar Diferenciado por 360 dias. A Penitenciária de Capela do Alto terá em breve as portas de celas automatizadas, o que impedirá esse tipo de ocorrência. Com a automação das portas, evita-se o contato entre funcionários e presos na abertura e fechamento das celas, dando mais segurança ao trabalho dos agentes”, completa a nota.

11 comentários:

  1. estou dizendo que esta acontecendo em todas as unidades esse tipo de ato e o sistema ta de chapéu,quem ta querendo disciplinar o funcionario é o drão,e nós de maõs atadas pois a lei esta de olho não neles e sim em nós!

    ResponderExcluir
  2. O problema é que a internação destes sentenciados não mais está surtindo efeito, virou fato normal, neste País de Políticos corruptos,mafiosos, sindicatos divididos para lutar pelo interesse da classe em geral, vamos permanecer como alvos destes covardes. Precisamos é de gente verdadeiras, para mudar está Lei que fortalece o crime e desmerece o honesto.

    ResponderExcluir
  3. ESSE É O PAÍS ONDE O CRIMINOSO, ASSASSINO, VAGABUNDO ESTUPRADOR, SEQUESTRADOR, ETC, ECT, TEM TODOS OS DIREITOS E COMO SE SE NÃO BASTASSE, QUEREM PRENDER O JUIZ QUE COMBATE A CORRUPÇÃO!!!
    QUE PAÍS É ESSE?????????????
    É A P..............DO BRASIL.

    ResponderExcluir
  4. NA VERDADE FOI UM ESPANCAMENTO, FOI MUITO MAIS QUE 6 LADRÃO, FOI UMA CELA INTEIRA...POR DEUS O AGENTE CONSEGUIU SAIR VIVO DO PAVILHÃO...SEM CONTAR NO PRINCIPIO DE MOTIM...POIS APOS O AGENTE SAIR DO PAVILHÃO, OS VAGABUNDO PEGARAM A CHAVES E MIXARAM TODAS AS CELAS, TENTARAM QUEBRAR O VIDRO DA RADIAL E A GAIOLA DE ACESSO. VAMOS VER QUAL VAI SER A ATITUDE DA DIRETORIA E DA SAP.

    ResponderExcluir
  5. Se a gepezada fosse mais unida e menos xucros, a coisa melhorava.. é a velha receita dos interesses dos ASP: transferência, viola, puteiro e pinga.

    ResponderExcluir
  6. Será que eu li direito a nota ou estou enganado ,a nota acima diz que os presos envolvidos na agressão responderão processo administrativo. E acordão do GERALDÃO não acaba nunca...

    ResponderExcluir
  7. A CADA 24 HOORAS UMA AGRESSÃO ....NESSE RITIMO N VAI ESCAPAR NINGUEM....E O PICHULECO DIZ QUE AS CADEIAS ESTÃO SOBCONTROLE.

    ResponderExcluir
  8. Agente penitenciário agredido em Capela do Alto-SP, continua internado.

    Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

    Agente penitenciário agredido permanece internado no CHS

    14/04/16 | Adriane Mendes - adriane.mendes@jcruzeiro.com.br


    O agente de segurança penitenciária da unidade de Capela do Alto, agredido por detentos no início da tarde desta quarta-feira (13) quando providenciava a transferência de um deles para uma cela de castigo, permanece internado, mas seu estado de saúde não gera risco de morte. A informação foi passada pelo diretor do Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária de Sorocaba e Região, Adriano Rodrigues dos Santos, que avalia como "preocupante" o clima dentro do presídio.

    Inaugurado em fevereiro de 2013, com capacidade é para 847 homens, a unidade conta atualmente conta com 1.860 homens, de acordo com o site oficial da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). O sindicalista estima, no entanto, que a população carcerária deve passar de dois mil presos. Motim A agressão aconteceu num dos oito pavilhões habitacionais por volta das 13h, quando, no momento em que retirava um preso para ser levado à uma cela de castigo, os demais homens partiram para cima do funcionário, que mesmo muito agredido conseguiu escapar. Ele foi levado para o Hospital Regional na quarta-feira (13), e até na manhã desta quinta (14) permanecia em observação, mas sem riscos aparentes.

    De acordo com o sindicalista Adriano, a situação foi normalizada ainda na data de quarta (13), mas nesta quinta (14) os 32 presos, os mesmos que teriam se envolvido na agressão, seriam transferidos para a Penitenciária de Presidente Wenceslau. Mas, para garantir a segurança interna, o Grupo de Ação Rápida (GIR) foi chamado e hoje participa de uma revista geral nas 96 celas distribuídas entre os oito pavilhões. Ainda de acordo com o diretor sindical, a preocupação e o clima tenso se instala devido às agressões que ao seu ver têm sido constantes, citando que semana passada uma visitante teria agredido uma agente de segurança: "está fugindo da normalidade", avaliou.

    Por causa dessa preocupação, Adriano e outros diretores representantes dos trabalhadores devem se reunir, ainda na tarde desta quinta-feira (14), com a direção prisional. A reportagem questionou a SAP sobre a situação na penitenciária de Capela do Alto, mas ainda não teve retorno por parte da assessoria de imprensa da pasta.

    ResponderExcluir
  9. Agente penitenciário agredido em Capela do Alto-SP, continua internado.

    Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

    Agente penitenciário agredido permanece internado no CHS

    14/04/16 | Adriane Mendes - adriane.mendes@jcruzeiro.com.br


    O agente de segurança penitenciária da unidade de Capela do Alto, agredido por detentos no início da tarde desta quarta-feira (13) quando providenciava a transferência de um deles para uma cela de castigo, permanece internado, mas seu estado de saúde não gera risco de morte. A informação foi passada pelo diretor do Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária de Sorocaba e Região, Adriano Rodrigues dos Santos, que avalia como "preocupante" o clima dentro do presídio.

    Inaugurado em fevereiro de 2013, com capacidade é para 847 homens, a unidade conta atualmente conta com 1.860 homens, de acordo com o site oficial da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). O sindicalista estima, no entanto, que a população carcerária deve passar de dois mil presos. Motim A agressão aconteceu num dos oito pavilhões habitacionais por volta das 13h, quando, no momento em que retirava um preso para ser levado à uma cela de castigo, os demais homens partiram para cima do funcionário, que mesmo muito agredido conseguiu escapar. Ele foi levado para o Hospital Regional na quarta-feira (13), e até na manhã desta quinta (14) permanecia em observação, mas sem riscos aparentes.

    De acordo com o sindicalista Adriano, a situação foi normalizada ainda na data de quarta (13), mas nesta quinta (14) os 32 presos, os mesmos que teriam se envolvido na agressão, seriam transferidos para a Penitenciária de Presidente Wenceslau. Mas, para garantir a segurança interna, o Grupo de Ação Rápida (GIR) foi chamado e hoje participa de uma revista geral nas 96 celas distribuídas entre os oito pavilhões. Ainda de acordo com o diretor sindical, a preocupação e o clima tenso se instala devido às agressões que ao seu ver têm sido constantes, citando que semana passada uma visitante teria agredido uma agente de segurança: "está fugindo da normalidade", avaliou.

    Por causa dessa preocupação, Adriano e outros diretores representantes dos trabalhadores devem se reunir, ainda na tarde desta quinta-feira (14), com a direção prisional. A reportagem questionou a SAP sobre a situação na penitenciária de Capela do Alto, mas ainda não teve retorno por parte da assessoria de imprensa da pasta.

    ResponderExcluir
  10. ASP É IGUAL MULHER DE MALANDRO ADORA APANHAR !

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.