segunda-feira, 27 de junho de 2016

Agente penitenciário é agredido por detentos em Capela do Alto, matéria do G1.

Desejo melhores ao colega Serafim.
Essa é uma das unidades que não são automatizadas ainda.
Se tiver maiores informações sobre a condição física e psicológica do colega, nos informe abaixo.



Leia a matéria do G1
Fonte: G1
Agente penitenciário é agredido por detentos em Capela do Alto

Funcionário apanhou durante procedimento de fechamento de celas.
Servidor teve foi socorrido com ferimentos leves, diz SAP.
Do G1 Sorocaba e Jundiaí

Um agente penitenciário foi agredido por detentos no domingo (26) dentro do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Capela do Alto (SP). De acordo com informações da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), o funcionário apanhou durante o procedimento de tranca, momento onde os servidores fazem o fechamento da porta das celas, por volta das 16h.
saiba mais

Ainda segundo a SAP, o funcionário foi levado com ferimentos leves para o pronto-atendimento da cidade e, após ser liberado, foi encaminhado ao Hospital Regional de Itapetininga (SP), onde passou por exames complementares.

O Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (SIFUSPESP) informou que o servidor teve ferimentos na cabeça, nas mãos e nos braços.

A SAP informou ainda que os presos envolvidos na agressão serão objeto de apuração disciplinar. O CDP vai solicitar ao Poder Judiciário a internação no Regime Disciplinar Diferenciado pelo prazo de 360 dias.

16 comentários:

  1. O vagabundo tem que ir para o RDD, por um ano, e a justiça deveria socar mais cadeia no r.... do fdp, pena tipo mais 3 anos de cadeia direito sem direito a beneficio algum nesta condenação.
    Imagina uma agressão dessa em um presidio no EUA, o ladrão seria executado imediatamente a tiros pelos guardas, que ainda iriam receber condecorações.

    ResponderExcluir
  2. FERIMENTOS LEVES ? EU ESTAVA LA , AJUDEI A SOCORRER O FELIPE, MENINO TAVA QUASE INCONSIENTE, TODO MACHUCADO, APARENTAVA ESTAR COM BRAÇO QUEBRADO, ESSA SAP DIZ QUE TEVE FERIMENTOS LEVES....PS DE CAPELA ENCAMINHOU DIRETO PRA ITAPE DEVIDO AO ESTADO DO GUARDA...PORQUE ESSA IMPRENSA NAO FOI LA PRA VER ?FICAM PERGUNTANDO PRA SAP O QUE ACONTECEU...

    ResponderExcluir
  3. Reprovável a atitude de alguns agentes (alterados ) que ofenderam o GRUPO ( GIR ) que esteve na unidade para realizar a tranca do Raio 8.,pois eles queriam agredirem os presos algemados que seriam removidos da unidade. Esqueceram que poderiam ser enquadrados na LEI DE TORTURA .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ta sabendo bem!
      Raio 07 amigão!

      Excluir
    2. O que nossos companheiros do sistema prisional talvez não saibam que você deve de ser um dos que falou que apanhar de preso é rotina de cadeia ou talvez é aquele que ameaçou jogar gas de pimenta ou talvez aquele que apontou uma calibre doze. Não senhores não para o preso tudo foi para os companheiros de trabalho, isso sim é reprovavel

      Excluir
    3. Seu comentário não deve ser levado em consideração, primeiramente pelo seu português sofrível.

      Excluir
  4. Estamos sendo agredido direta e indiretamente ja a muito tempo, greve geral para melhores condições de trabalho e segurança para os ASPs no sistema penitenciário de São Paulo.

    ResponderExcluir
  5. e quem vai la defender o funcionário? por favor né categoria que está abandonada

    ResponderExcluir
  6. reprovável?? ah fala sério! quem esta defendendo? nâo tenho nada contra aos ASP's do GIR, porém, trabalhar com o rabo preso é humilhante. "Ah não pode por a mão nos "meninos" por que vai dar pad... firmeza! manda o bambambam colar la dentro e trancar os presos. Essa porra ta para explodir! o pessoal já esta no limite viu, vai ter uma hora que nem; p.a.d., nem cortar dejep nem o caramba a quatro vai segurar os guardas. ai eu quero ver o circo pegar fogo! Forças ao colega que foi agredido pelo vagaba.... fosse na rua, era pokas ideia...

    ResponderExcluir
  7. NOSSO COMPANHEIRO ESTA BEM GRAÇAS A DEUS!

    ResponderExcluir
  8. A situação que vivemos é muito delicada nos dias de hoje no sistema prisional paulista, é óbvio que quando um colega é agredido por presos, a vontade é cobrar a altura, mas nesses 22 anos de trabalho, vi vários colegas assinarem B.O. por tortura, principalmente após o ano de 1.997, que foi criado o crime de tortura, vi mais de 100 colegas entre membros do GIR e funcionários da PII de Potim serem indiciados por tortura, muitos ficaram muito preocupados
    Nesse longo tempo entre 1997 até agora conversei com alguns amigos que acreditam até que serão exonerados ou presos por processos de tortura que respondem, portanto é muito delicado tecer comentários sobre o ocorrido em Capela, só quem estava lá no momento sabe o que realmente aconteceu.
    Me desculpem os colegas de Capela, mas não vou fomentar essa briga e essa divisão, principalmente se for de forma anônima...
    Espero notícias sobre o colega Serafim que foi agredido pelos presos.

    ResponderExcluir
  9. Sei que houve exaltação em Capela, ouvi as duas partes e percebi que esse stress foi causado pelo stress da própria situação, que é natural pela vontade de fazer justiça e cobrar na mesma altura, já que existe dificuldade até para enviar um vagabundo para o RDD, além do que vivemos em um ambiente muito extressante, portanto temos que ponderar, fazer uma reflexão e não tentar achar culpados ou ficar acusando um ao outro, o inimigo é outro.

    ResponderExcluir
  10. É meus irmãos, temos que ter cautela pois hoje em dia temos mais a perde do que a ganhar com cobrança a altura, temos que agir conforme a lei, pra nós respaudar , pois o vagabundo não tem nada a perder, mas nós sim!, pois todos temos uma família para cuidar e criar. Não vamos nos agredis, mas sim nos fortalecer por que o os ladrão são unidos entre eles. Não vamos deixar os nossos superiores falar ou pensa que somos ignorantes e que só agimos na força, vamos sim dentro da legalidade mostrarmos o quanto somos capazes de agir e da uma resposta para os reeducado que não querem comprir a sua pena e respeitar os guardas e as regras do sistema do direito penal. Temos que fazer uma caneta pesar na vida do reeducando.

    ResponderExcluir
  11. trabalho no cdp e estou no sistema a 15 anos pois quando sofremos algum tipo de agressão permanecemos com nosso orgulho ferido, e pouco fazem por nos, precisamos nos unir solicitar para as autoridades uma atenção a mais para nossa profissão e não permanecer sendo espancados pelos presos.

    ResponderExcluir
  12. CADÊ O SINDICATO??????????O DESCONTO VEM TODO MÊS NÉ.VAMOS MORRER FAZENDO DEJEP ACORDO COM DESGOVERNO ....E AGORA APANHAR CALADO É POUCO..... VAGABUNDO PROTEGIDO POR LEI ...E TRABALHADOR PAI DE FAMILIA NA MAIORIA DAS VEZES SEM SEGURANÇA ALGUMA....VAMOS NOS UNIR É A HORA .... GIR TBM É ASP....ESTAMOS DO MSM LADO....

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.