segunda-feira, 4 de julho de 2016

Agressão a Agente Penitenciário no CPP de Franco da Rocha-SP.


Melhoras ao colega.

Se alguém tiver notícia do colega, nos informe abaixo:

Veja email que recebi:

Bom Dia!
Na tarde de ontem(02/07),  mais uma agressão no semi- aberto de Franco da Rocha, o C.P.P.de Franco da Rocha, 02 funcionários foram até a cela comunicar a mudança de um preso quando se depararam com 02 presos falando ao celular, os presos não queriam entrega-los, porém os 02 funcionários comunicaram aos presos que não sairiam dali sem os aparelhos, resultado, 42 presos foram para cima deles com socos e pontapés.

34 comentários:

  1. que absurdo ate quando seremos saco de pancada, e ninguem toma providencias, ASPs VAOS POR UM BASTA NISSO, GREVE JA VAMOS LUTAR TODOS JUNTOS POR ( VALORIZAÇÃO ) PROFICIONAL , NAO VAMOS NOS OMITIR EM FICAR SO ASSISTINOD ESSE ABSURDO TEMOS QUE IR A LUTAR POR NOSSO OBJETIVOS......

    ResponderExcluir
  2. Melhoras aos companheiros guerreiros que tentam fazer o trabalho certinho sem da axé e sem prevaricação meus parabéns mesmo, vou contar para vc's esse CPP de Franco "castelinho" e problemático faz tempo eu estava no curso da EAP ai fomos fazer uma aula na prática nesse QTH, então chegando lá o professor falou que iríamos fazer uma blitz rapidinho os ladrão td resmungando em fim encontramos vários celular uns 70 eu encontrei 3 NEXTEL fiquei aterrorizado pensei putz será que para a unidade onde vou vai ser assim graças a Deus aonde estou não mas ficamos com uma má empressao desse castelinho.

    ResponderExcluir
  3. Inocência demais tbem né, não vai entregar, o certo é comunica o chefe de plantão, fecha tudo, e faz comunicado de evento...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VC NÃO CONHECE A UNIDADE 2,300 PRESOS SOLTOS, NÃO TEM TRANCA NAS CELAS SOMENTE NAS GALERIAS, UNIDADE COM DOIS ANDARES E MURALHA, TREMENDO BARRIL DE M..., DIGO POLVORA

      Excluir
    2. Se viu o drão com celular e pediu que entregasse, até aí postura correta.
      Se o drão se negou a entregar: " -- beleza drão, até agora é só o seu, se for depois, a responsabilidade pelos dos outros será sua... Dito isso é fim de conversa e sair do alojamento o mais rápido possível, relatar tudo bem discriminado no comunicado de evento (o nome do preso que estava com o celular, e o nome de todos os demais da cela, data e horários certinhos, asp testemunha, etc, escrever também que:
      "não pude apreender o celular pelo fato de que, mesmo flagrado falando ao celular, e tendo ordenado ao preso que me entregasse, o mesmo desobedeceu, dizendo em postura de enfrentamento que: "Ô sinhô, o sinhô num viu radinho nenhum não". Diante da situação (flagrante por posse de celular e desobediência por parte do preso em entrega-lo e postura de enfrentamento em local com xx presos) eu e o ASP Fulano nos retiramos do local com as cautelas de praxe a fim de se evitar maiores consequências à ordem e à disciplina, à nossa integridade física e à integridade do patrimônio público". Na sequencia, verificado que todas as portas estavam trancadas, e avisado o Diretor de Serviço do ocorrido, permanecemos em vigilância e em alerta para as posteriores providências”. Obs: Para punir os que foram flagrados usando celular, basta o testemunho dos funcionários AFIRMANDO que VIRAM o preso xxx falando ao celular, AFIRMANDO que DIALOGARAM COM O PRESO ORDENANDO QUE ENTREGASSE O CELULAR. Não é preciso a apreensão do celular para punir o preso.

      Diretor de Serviço avisa o resto do turno do ocorrido, por cautela. E avisa ao DCSD para as providencias pertinentes o mais rápido possível (acionar o gir ou os cir’s mais próximos para isolamento em celas forte de tosos os presos da cela - daí a importância de se relacionar todos os presos da cela no comunicado de evento - e revista geral). Sindicância vai ouvir todos os presos, e alguns, para não perderem o semiaberto vão indicar o “dono” do celular. No final da sindicância, tudo correndo normal, os que foram flagrados inicialmente vão ser punidos por uso de celular e/ou desobediência por não entregá-lo, um ou outro lagarto vai ser punido por ser o dono, e o restante vão ser absolvidos... mas mesmo esses absolvidos já vão ter sido removidos à uma penitenciária de regime fechado... ou seja, na próximo “milho” do ladrão, quando o ASP ordenar “dá cá esse radinho malandro, eu vi, e vc viu que eu vi, já era” o drão vai obedecer, não por vc ser o asp fodão de aço, mas pelo medo dos demais presos... Deviam ensinar isso na escolinha de asp.

      Excluir
    3. escolinha é a do Professor Raimundo, vc. quis dizer curso de formação.

      Excluir
    4. Sua teoria está certinha, porém, na cela do qru habitavam 48 presos num espaço p 12 presos, todos com cabelo "Zeca Urubu" além do fato de que lá a tranca eh aberta e haviam presos de outras celas no local, por isso eh quase impossível de se reconhecer alguém na muvulca, se piscar o celular some e os presos se camuflam na multidão. Parabéns ao guerreiro que agil da melhor forma possível para executar seu trabalho com dignidade!!! Culpa da SAP que está lotando o CPP com 2700 presos e não reponhe os Asp's que se aposentam.

      Excluir
    5. Mas a Escolinha do Professor Raimundo é mais séria e com menos comediantes. "escolinha de asp" e tudo minúsculo mesmo é mais apropriado. E outra se a situação acima no CPP está como relatada pelo colega, mais cuidado e cautela ainda devem ser observados pelos ASPs, pois no fim somente o ASP sai machucado, prejudicado, sem vida, não vale nem um pouco se machucar, ter sequelas pro resto da vida, a gente ou nossa família, ou morrermos por esse governo. Cuidado pessoal! Somente vc pode cuidar de sua segurança, a SAP não está nem aí para nossa segurança, seja na rua, seja na Unidades. As ações que melhoram um pouco, cmo a automatização é devido às várias ações na Justiça por indenizações por agressões, mortes, danos morais que os servidores ganham e ficam muito mais caras que automatizar... Há muita propaganda disso ou daquilo no governo, sindicato, mas tudo não passa de hipocrisia.

      Excluir
  4. O QUE ESTAMOS ESPERANDO PARA DEFLAGAR A GREVE GERAL ???
    NOSSOS ¨SINDICATOS ¨???????

    ResponderExcluir
  5. o que fazer com o emi liante que se nega a cumprir a ordem heim, DIRETOS dos MANOS o que tem a dizer nesta situação?o companheiro estava executando sua função, coloca os 42 presos na solitaria sem direito de visita por 1 mes e outra manda para bem longe da familia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na Sap o único que tem a punição de ficar longe da família é o Guarda.Avee Alckmin

      Excluir
    2. O JET da cadeia vai trocar idéia com o Disciplina e vai ficar tudo as pampas.

      Excluir
  6. MAIS UMA AGRESSÃO ATÉ QUANDO VAI ISSO EU QUERO SABER SE OS DIREITOS HUMANOS VAI NA CASA DO ASP PARA AJUDA-LO NO QUE FOR POSSIVÉL.

    ResponderExcluir
  7. SOBRE O REAJUSTE SALARIAL DO ASP E AEVP SE A NOSSA DATA BASE É MARÇO ENTÃO SÃO 28 MESES SEM AUMENTO E NÃO OS 22 MESES ANUNCIADOS.

    ResponderExcluir
  8. Mais uma agressão dentro do sistema prisional PAULISTA , acho que a lei de execução tem de ter uma reforma e ser mais rigorosa , e TOLERÂNCIA ZERO DENTRO DAS UNIDADE PRISIONAL PAULISTA SEM VISITA EM TODO ESTADO DE SÃO PAULO POR TRINTA DIA CADA VEZ QUE ACONTECER ISSO EM TODAS UNIDADE JUNTA SEM SEDEX TAMBÉM. AI SIM UM POR TODOS E TODOS POR UM , e aonde está a qualidade de vida do SERVIDOR PUBLICO DA SAP , BLOQUEADOR DE CELULAR EM TODAS UNIDADE DO ESTADO, E SCANNERS CORPORAL , TAMBÉM...

    ResponderExcluir
  9. ta osso o cistema, agresão eh mato, diretoria comedia nas uindades só o prezo tem direitos e protessaum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TA OSSO PRA NÓS QUE ESTUDA TAMBÉM

      Excluir
  10. CPI NA SAP URGENTE.
    SÓ NÃO QUER QUEM TÁ DEVENDO.

    ResponderExcluir
  11. E VAI ROLAR MAIS FESTA, VAI ROLAR... AGORA QUE OS CPPs VÃO LOTAR... VEJA ISSO JENIS:

    Aprovada em 29/07/16 uma nova SÚMULA VINCULANTE, a SV 56: “A falta de estabelecimento penal adequado não autoriza a manutenção do condenado em regime prisional mais gravoso, devendo-se observar, nesta hipótese, os parâmetros fixados no Recurso Extraordinário (RE) 641320”.

    Plenário aprova súmula vinculante sobre regime prisional
    O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) aprovou, na sessão desta quarta-feira (29), Súmula Vinculante (SV) que trata da ausência de vagas no sistema prisional. O texto final aprovado seguiu alteração sugerida pelo ministro Luís Roberto Barroso à proposta original apresentada pelo defensor público-geral federal e terá a seguinte redação: “A falta de estabelecimento penal adequado não autoriza a manutenção do condenado em regime prisional mais gravoso, devendo-se observar, nesta hipótese, os parâmetros fixados no Recurso Extraordinário (RE) 641320”. O texto aprovado dará origem à SV 56, resultante da aprovação da Proposta de Súmula Vinculante (PSV) 57.
    Em 11 de maio deste ano, ao dar parcial provimento ao RE 641320, com repercussão geral, o Plenário seguiu o voto do relator, ministro Gilmar Mendes, e fixou a tese nos seguintes termos: a) a falta de estabelecimento penal adequado não autoriza a manutenção do condenado em regime prisional mais gravoso; b) os juízes da execução penal poderão avaliar os estabelecimentos destinados aos regimes semiaberto e aberto, para qualificação como adequados a tais regimes. São aceitáveis estabelecimentos que não se qualifiquem como “colônia agrícola, industrial” (regime semiaberto) ou “casa de albergado ou estabelecimento adequado” (regime aberto) (art. 33, parágrafo 1º, alíneas “b” e “c”); c) havendo déficit de vagas, deverá determinar-se: (i) a saída antecipada de sentenciado no regime com falta de vagas; (ii) a liberdade eletronicamente monitorada ao sentenciado que sai antecipadamente ou é posto em prisão domiciliar por falta de vagas; (iii) o cumprimento de penas restritivas de direito e/ou estudo ao sentenciado que progride ao regime aberto. Até que sejam estruturadas as medidas alternativas propostas, poderá ser deferida a prisão domiciliar ao sentenciado.
    Voto-vista
    O julgamento da PSV 57 teve início em março de 2015. Na ocasião, após sustentação oral do proponente, o ministro Roberto Barroso pediu vista para aguardar o julgamento do RE 641320. Na sessão de hoje, o ministro apresentou voto-vista e sugeriu a mudança do texto original para incluir nele a tese fixada pelo Plenário no julgamento do recurso extraordinário em maio deste ano.
    Considerando que a tese fixada pelo Tribunal é bastante analítica, o ministro propôs um texto mais sucinto, fazendo remissão ao RE, em vez de transcrever toda a tese. O ministro foi acompanhado pela maioria, vencido o ministro Marco Aurélio.
    Divergência
    O ministro Marco Aurélio divergiu da proposta do ministro Luís Roberto Barroso e votou pela manutenção do texto original da PSV 57: “O princípio constitucional da individualização da pena impõe seja esta cumprida pelo condenado, em regime mais benéfico, aberto ou domiciliar, inexistindo vaga em estabelecimento adequado, no local da execução”.
    Para o ministro, o texto da súmula vinculante não deve reportar-se a uma lei ou a uma decisão específica, mas deve estabelecer uma jurisprudência do tribunal, sem incluir dados que possam burocratizar a jurisdição. “Verbete vinculante deve, ante a própria finalidade, permitir uma compreensão imediata, sem ter-se que buscar precedente que teria sido formalizado pelo Supremo, sob pena de confundirmos ainda mais a observância do nosso direito positivo”, disse. http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=319993

    ResponderExcluir
  12. Será que o GIR foi lá ontem Domingo 03.07 ou hoje 04.07, alguém da unidade pode informar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não houve necessidade amigo, os presos envolvidos e todos 48 presos daquela cela foram para o castigo e a cadeia ficará duas semanas na tranca.

      Excluir
  13. Amigo Jenis vc saberia responder por que as Investigação Social do concurso para ASP de 2014 ainda não foi publicado no DO?
    Era pra ter saido o resultado dia 01/07/2016

    ResponderExcluir
  14. ESSES TURMA DE VAGABUNDO DO DIREITO HUMANOS SO PODE TRABALHAR PARA O pcc CONJA DE VAGABUNDOS(((DIREITO DOS MANOS))),QUE VERGONHA PAIZINHO DE MERDA TA ESSE BRASIL.

    ResponderExcluir
  15. DEPOIS QUE EU LI "CISTEMA" "AGRESÃO" E "PREZO", PAREI DE LER... DESANIMA QUALQUER UM...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que vc é asp então, presta concurso pra Secretaria da Educação e vire professor. Vc está no lugar errado amigo.

      Excluir
  16. DESFILIAÇÃO É A SOLUÇÃO!!!
    PARE DE RECLAMAR...
    PARE DE PAGAR...

    ResponderExcluir
  17. Pedidos de porte de arma está suspenso na sap

    ResponderExcluir
  18. Mais um acordo entre o crime e alguns diretores, quando de blitz com ou sem GIR ficou acordado que tem que ficar um ladrão na cela para fiscalizar a revista é o cu da cobra mesmo.Eta secretaria !!!!! Diretores de bosta abdiquem deste acordo vergonhoso, isso só desmotiva nós agentes.Colegas confirmem aqui no blog se é isso mesmo ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso acontece na unidade que atuo, fica 5 ou 6 ASPs. na cela fazendo o serviço e o vagabundo no meio inspecionando chegando às vezes a interferir quando se joga fora bonés, pererecas, camisas de times, baralhos, revistas pornográficas e outros ilícitos, é um incomodo trabalhar dessa maneira, o ASP fica muito e o DNSD faz a média.

      Excluir
    2. RSRSRS. Isso é praxe no sistema desde 1900. Lá pelos idos de 1999/2000, fora editado uma resolução da Coespe determinando esse procedimento nas revistas. No começo achamos ruim, mas depois concordei pois haviam muitos abusos... Essa determinação sempre existiu, foi inclusive renovada na gestão do Nagashi e do saudoso Ferreira Pinto, nosso melhor Secretário até hj. Sempre essa determinação foi criticada por novatos, mas para quem trabalha certo, não faz a menor diferença um preso fica na cela, acho até melhor, vários deles já me entregaram vários mocós e ilícitos...

      Excluir
    3. Amigão, está previsto na RIP

      Excluir
    4. Está previsto no RIP ficar um preso na cela em todas as revistas. Não ficar preso na cela que é uma exceção. Descumprida essa regra, se achar algo na cela, os presos serão absolvidos pelos Juízes de uma falta por objeto achado na cela. O preso fica lá não para fiscalizar o trampo dos guardas, mas sim para ver que os ilícitos foram achados naquela cela e no determinado mocó... Se ele ficar tentando interferir na revista, reclamando, inchuzando, manda "ficar em silencio" e se depois disso continuar, manda pro castigo por desobediência e depois chama outro preso para ficar na responsa da cela. Aqui onde trampo é assim, ao abrirmos a cela depois de esvaziadas pelo cir, os pcc que ficam de responsa na cela até ajudam na revista, tiram os colchoes para serem revistados, trazem de volta, et. Lógico quye toma uma pelada logo ao abrimos a cela e depois outra no fim.

      Excluir
    5. Colegas agradeço pelo esclarecimento, não sabia desta lei, vou ler o RIP.

      Excluir
  19. Esta mesmo previsto no Regimento Interno Padrão da SAP, instituído pela Resolução SAP 144 de 2010. Mas como bem disse o colega acima, já existia muito antes em outra Resolução. O RIP de 2010, além de sistematizar e formalizar melhor regras prisionais, juntou várias resoluções que já existiam. ô Jenis publica aí o RIP completo para nós, para vermos melhor, já ouvi falar muito desse tal de RIP, mas nunca consegui ele completo...

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.