sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Presos fazem rebelião na penitenciária 1 de Potim-SP, segundo o G1.


Fonte: G1

19/08/2016 12h20 - Atualizado em 19/08/2016 12h42

Presos fazem rebelião na penitenciária 1 de Potim, SP

Segundo a polícia, detentos reclamam das condições das celas.

Eles estão no pátio e atearam fogo em colchões; GIR está no local.
Do G1 Vale do Paraíba e Região

Presos colocaram fogo em colchões durante a rebelião nesta sexta (19) em Potim (Foto: Arquivo pessoal)

Presos da Penitenciária 1 de Potim, no interior de São Paulo, deram início a uma rebelião no fim da manhã desta sexta-feira (18). Os detentos estão no pátio da unidade e se recusam a voltar para as celas.

Segundo a polícia, eles reclamam das condições das celas e pedem melhorias. Os internos colocaram fogo em colchões. Não há informação sobre reféns ou feridos.

O G1 aguardava o retorno da Coordendoria das Unidades Prisionais do Vale do Paraíba e Região (Corevali) sobre o motim até a publicação desta reportagem. Viaturas da PM e agentes do Grupo de Intervenção Rápida (GIR) está no local para tentar conter o motim.

Superlotada
A penitenciária 1 de Potim tem capacidade para abrigar 844 presos, mas atualmente abriga 1.660 internos no regime fechado.

11 comentários:

  1. Terrinha do guarda (papai Smurf)...Eu vou dar uma idéia...

    ResponderExcluir
  2. CHEGOU UM BONDE AGORA POUCO AQUI, CDP III PINHEIROS, SEGUNDO INFORMAÇÃO DO ASP QUE VEIO, NÃO TEM REFÉNS, MAS CONTINUA O QRU....

    ResponderExcluir
  3. Jornal de Guaratinguetá:


    Rebelião na Penitenciária P1 do Potim
    ago 19, 2016
    p1
    Foto: Jornal de Guará
    Na manhã desta sexta-feira (19) por volta das 11h30min, começou uma rebelião na Penitenciária do Potim (P1), localizado na Estrada do Jacaré, Km 9,2 Bairro das Correias.

    A situação nas imediações está tensa, pois familiares dos detentos e dos agentes penitenciários estão na frente da unidade à espera de informações, o que se pode ouvir é tiros com bala de borracha, além de um rastro de fumaça no funda da unidade. Segundo as primeiras informações, até o momento não há reféns.

    P11
    Foto: Jornal de Guará
    A Polícia Militar itensificou o patrulhamento no lado de fora do complexo, além de fazer bloqueio nas ruas que dá acesso ao complexo penitenciário. Em breve nosso jornalismo dará informações atualizadas .Clique aqui e comente no Facebook do Jornal de Guará

    ResponderExcluir
  4. é o que o sr. geraldo alckimin quer, que o sistema entre em colapso, pra depois sair de herói, enquanto isso heróis pais de familia DE VERDADE aguardam a famigerada nomeação para AEVP REMANESCENTES 2013......QUE VERGONHA.

    ResponderExcluir
  5. Matéria do jornal O Vale atualizado às 16h50 de hoje.
    August 19, 2016 - 13:53
    Presos fazem rebelião na Penitenciária 1 de Potim

    *Atualizado às 16h50

    Daniela Santos
    São José dos Campos

    Presos da Penitenciária 1 de Potim deram início a uma rebelião na manhã desta sexta-feira (19). Não há informações sobre reféns ou feridos. A unidade tem capacidade para abrigar 844 presos, mas está acima da capacidade, com 1.660 internos --o dobro.

    Equipes da GIR (Grupo de Intervenção Rápida) e viaturas da Polícia Militar estão no local para tentar conter o motim e acalmar os familiares dos detentos, que estão próximos à penitenciária.

    Há poucos internos estão no pátio do presídio, onde atearam fogo em colchões.

    O local abriga alguns dos presos mais violentos da RMVale. A rebelião teve início por volta das 11h30. Os presos reclamam das condições das celas e na alimentação fornecida.

    Em nota, a SAP informou que dois presos que voltavam da enfermaria da unidade tentaram dominar o agente penitenciário. Os demais detentos manifestaram apoio aos dois e que após a equipe da GIR chegou ao local, os presos foram encaminhados para as celas. A assessoria ainda comunicou que o local passa por uma vistoria e que as visitas estão suspensas neste fim de semana.

    ResponderExcluir
  6. Segundo informações de alguns amigos, a rebelião na PI de Potim já está controlada, os presos já foram trancados pelo GIR e não houve reféns.
    Ou seja, drão trancado, guarda sossegado.

    ResponderExcluir
  7. Enquanto isso.... ladrões de "colarinho branco"estão presos em suas mansões,seguranca reforçada...tinha q prender eles em um desses presídios com superlotação... ladrão é ladrão....esse Brasil!!!!

    ResponderExcluir
  8. http://click.uol.com.br/?rf=homec-submanchete-noticias-modulo3&pos=mod-7;noticias&u=http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/08/1805104-presidios-no-interior-de-sao-paulo-lotam-logo-apos-inauguracao.shtml
    uma das situações de rebeliões nos presídios é justamente a superlotação. Matéria sobre a superlotação nos presídios, principalmente as recém inauguradas, publicada hoje de madrugada no UOL.

    ResponderExcluir
  9. Quando a P1 colocou o nome do AEVP, os presos se rebelaram. Era de se esperar

    ResponderExcluir
  10. E então, agentes da P1!!
    To falando com os que trabalham no fundão da cadeia, pq essa cadeia não sai da mídia? O que acontece aí?? Vcs sabem, pq não falam?

    ResponderExcluir
  11. Super lotada? Onde trabalho eh a mesma capacidade e tem 2500+. Detalhe, o deposito eh cdp e nao penita mamao

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.