terça-feira, 18 de outubro de 2016

Diretor de presídio paulista tenta entrar com celulares para os presos e é flagrado


Infelizmente, se for verdade, é mais um que vai para o outro lado, trabalhei no mesmo presídio (CPP Mongaguá) de 2004 a 2006 que esse diretor, nunca desconfiei do mesmo e acredito que ninguém desconfiava, lembro que ele era diretor de núcleo, agora estava como diretor de centro de educação e trabalho.

Se ele sempre fez se, mpre isso, deve estar milionário nem vai ligar para exoneração e sempre colocou nossa vida em risco, por isso, repito se for verdade tem que mofar na cadeia.

Como muitos colegas que trabalham nessa unidade me disseram que é verdade, acabo de desfazer a "amizade" que tenho com o mesmo no facebook.,

Nunca foi meu amigo, apenas colega de trabalho...Mas se fosse, seria postado da mesma forma.


Fonte:
http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2016/10/diretor-de-semiaberto-tenta-entrar-com-celulares-para-os-presos-e-e-flagrado.html




18/10/2016 14h18 - Atualizado em 18/10/2016 15h38
Diretor de presídio tenta entrar com celulares para os presos e é flagrado
Ele alegou que foi ameaçado por um dos presos.
Segundo a SAP, caso será investigado e servidor está sujeito à demissão.
Do G1 Santos



Penintenciária de Mongaguá, SP (Foto: Reprodução / TV Tribuna)
Penitenciária de Mongaguá, SP
(Foto: Reprodução / TV Tribuna)
O diretor do Centro de Trabalho e Educação do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Mongaguá, no litoral de São Paulo, tentou entrar no presídio com aparelhos celulares e carregadores nesta segunda-feira (17). Ele alegou que foi ameaçado pelos presos.
Segundo informações obtidas pelo G1, o diretor Sérgio Henrique Bolant Martins da Cunha tentou entrar no local com três celulares e 24 carregadores em uma pasta, por volta das 6h50.

De acordo com a Secretaria da Administração Penitenciária, o funcionário alegou que teria sido ameaçado por um preso e, por isso, tentou entrar no local com os objetos.
Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Mongaguá, e foi instaurado Procedimento Apuratório Disciplinar e Preliminar para averiguação dos fatos. O servidor está sujeito à pena de demissão do serviço público.
O CPP de Mongaguá fica no Balneário Arara Vermelha e tem uma capacidade para receber 1.640 presos - atualmente, tem 2.594. A penitenciária funciona no regime semiaberto, onde os presos podem trabalhar durante o dia e voltar a unidade prisional para dormir na cela durante a noite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.