terça-feira, 18 de outubro de 2016

Presos fazem rebelião e fogem de presídio em Franco da Rocha




Veja:

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/10/presos-fazem-rebeliao-e-fogem-de-presidio-em-franco-da-rocha.html

28 comentários:

  1. Graças a Deus nenhum funcionário refém, agora tá na hora de acabar com este autoritarismo imposto pelo senhor secretário, tá na hora dele descansar, a secretária está precisando disso,sangue novo.

    ResponderExcluir
  2. Muito estranho ... em 15 dias mais ou menos, duas grandes rebeliões com fuga de sentenciados. Alguem tem palpite?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ta tranquilo ta favorável. pro ladrão.

      Excluir
    2. reprise de 2006,meeeega.

      Excluir
  3. De acordo com a rádio ASP, foram recapturados quase todos, tendo apenas 1 foragido, o restante foi encaminhado para a Penitenciaria III de Franco da Rocha pois o prédio do HCTP está condenado.

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. estou esperando a mais de 28 anos essa CPI, tenho esse gosto na garganta, quero ver esse pessoal dessa secretária pagar por muitas coisa, inclusive por coisas que eu respondi sem dever, falsificaram a minha assinatura, tive 13 anos na minha vida na lama.......
      quero presenciar o sr. hugo merna neto, o sr. lourival, amador donizete valerio, esses pago para o diabo vir busca los..

      Excluir
  5. Isso é um tapa na cara do governo, CHAMAAAA NÓIS ALCKIMIN AEVPPP 2013... FORÇA E HONRA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O anônimo das 11:18 AM pedindo pra chamar os remanescentes de 2013,os AEVPs nem participou de nada,se não fosse a PM a SAP estaria desmoralizado,mostrou na mídia dois vigilantes patrimoniais em uma moto azul recapturando dois detentos,só não mostrou os AEVPs

      Excluir
  6. Tá começando ficar bom....kkk secretaria fajuta.

    ResponderExcluir
  7. É aí Jenis ainda não chegou ao conhecimento que ontem o Diretor de Produção e Substituto do Geral foi flagrado tentando entrar na unidade com vários aparelhos de telefone e vários carregadores.Isto aconteceu no CPP de Mongaguá.

    ResponderExcluir
  8. E sobre essa noticia que esta saindo em todos os jornais, sobre o rompimento do pcc e do cv? Seria de se preocupar?

    ResponderExcluir
  9. Vamos ter mais show da bandidagem, os cpps, serão os primeiros a explodir, depois os fechados,o Pcc rachou e cada cabeça de bagre faz o que quer, os Dg, não recusam chegar mais, só que quando quebra, se tem 2000, vai ficar 4000, pra raça vai piorar mais ainda......

    ResponderExcluir
  10. não sei não;a panela de pressão vai estourar? acho que não; ta tranquilo ta favoravel sr governo do psdb.

    ResponderExcluir
  11. se estourar mais uma cadeia este mes;já era.

    ResponderExcluir
  12. será 10 anos depois uma nova mega; na situação atual do brasil é só oque faltava.

    ResponderExcluir
  13. aí, alguem tem alguma novidade,comentario,ou algum passarinho para passar alguma caminhada sobre a situações dos presídios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. querido, a situação esta propença a uma mega, pois estamos trabalhando com 07 a 12 funcionário por plantão, e isso o malas já sabem, e como todos devem saber, a secretária esta linchando por nos, que eu ouvi, todos estão com o pé de meia feito e com o o burro na sombra, o mais pobre e o hugo merdi neto, não errei não no merdi, esse lixo que tivemos na coord. em são paulo, o dono da quentinhas.

      Excluir
  14. Realmente está estranho, houve um aumento nos casos de fuga e fuga tentada, estas que não são noticiadas.
    O jenis poderia abrir um canal neste blog, com um título tipo " ocorrências " e nos passaríamos a informar todos os fatos de nossas unidades, como desrespeito, apreensões, Fugas e etc, acredito que se fizéssemos isso, conseguiríamos mapear melhor o sistema.
    É claro que não sei a dimensão deste blog, se for poucas pessoas que acessam aí não adiantaria, mas fica a idéia.
    Abraços a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. boa idéia meu companheiro, retifico ainda se houver repassar ou ter contato com ministério público estadual seria melhor o federal, pois são menos corruptos. SÉRA QUE A POSSÍBILIDADE DE TERMOS PARCERIA COM O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAK??????????????????????????????

      Excluir
  15. Secretaria esta largada, diretoria em choque total, preso ameaça e o DG libera geral!!! Não sei onde vai parar mas não vou mais colocar minha vida em risco por um sistema falido e carcomido...
    Os agentes sempre estão no ultimo plano!!

    ResponderExcluir
  16. se quebrar mais um presídio no estado de são paulo,já era é sinal de alerta. ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O sistema tá operando no vermelho faz muito tempo. No momento em que tomei posse descobri isso e sempre trabalhei alerta.
      Guarda fica moscando, fala muito, quer só tirar as 12...depois reclama.

      Excluir
    2. alerta todo guarda tem que trabalhar,porque o bagulho é cadeia; agora a cadeia é quebrada na hora que o ladrão quizer é só chegar o salve.o ALERTA é no sentido de não ficar de refem se chegar o salve.

      Excluir
  17. Esse Desgoverno do PSDB é uma piada KKKKKK
    Ainda quer ser Presidente desse nosso Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O PIOR QUE O POVO VE ESSE CRETINO DE GORVERNO COMO BOM, ESSE E UM PROBLEMA, OUTRO É QUE ELE MANDA A FAMÍLIA DOS VAGABUNDOS VOTAREM NELE POIS SE ELE NÃO GANHAR, ELE ACUSA OUTRO GOVERNO QUE VAI TIRAR AS REGALIAS DO VAGABUNDOS, E AI???????
      A FAMÍLIA SEGUEA A ORIENTAÇÃO DO SECRETÁRIO, QUE MANDA PARA OS DGS, ORIENTAREM OS SEUS DISCIPLINA REPASSAR PARA OS LIDERES DOS RAIS.....

      Excluir
  18. SIFUSPESP presta auxílio a ASPs após rebelião no HC de Franco da Rocha PDF Imprimir E-mail
    Ter, 18 de Outubro de 2016 12:08
    14797292 976186199154092 1403947664 n 2
    Diretor de Formação do SIFUSPESP vai até HC alvo de rebelião

    O SIFUSPESP orienta os funcionários e acompanha de perto as consequências da rebelião que atingiu o Hospital de Custódia de Tratamento Psiquiátrico I "Prof. André Teixeira Lima", em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, nesta segunda-feira. No total, 55 presos fugiram durante o motim, sendo que cinco continuam foragidos.

    O diretor de formação do SIFUSPESP, Fábio Jabá, esteve na unidade na manhã desta terça-feira, 18/10, e foi informado pelo diretor do HC que não houve reféns entre os agentes de segurança penitenciária lotados na unidade. Para conseguir entrar no Hospital de Custódia, o SIFUSPESP teve de esperar pelo menos duas horas até a liberação por parte da Secretaria de Administração Penitenciária(SAP).

    A unidade ficou completamente destruída, e todos os detentos já recapturados foram levados para a Penitenciária III de Franco da Rocha. Eles permanecerão na P3 por tempo indeterminado, até que seja autorizada a reforma do HC ou mesmo a transferência para outras unidades.

    Os ASPs que trabalham no Hospital de Custódia também foram transferidos para a P3 e o SIFUSPESP estará ainda hoje no local para conversar e orientar os servidores sobre o caso.

    Segundo informações da SAP, o déficit de funcionários no Hospital de Custódia é de 42 ASPs. Ainda de acordo com a pasta, a população da unidade é de 375 detentos, abaixo da capacidade de 454 pessoas.

    Fábio Jabá ainda informou que uma das motivações da rebelião pode estar ligada ao fato de que cerca de 80% dos detentos do HC não possuem transtornos mentais e estão em medida de segurança. A maioria são sentenciados que estão passando por um período de avaliação de um ano na unidade, e alguns seriam transferidos ainda nesta semana.

    A rebelião em Franco da Rocha é a segunda de grandes proporções ocorrida no sistema prisional paulista em menos de um mês. Em 29 de setembro, mais de 500 presos fugiram do Centro de Progressão Penitenciária(CPP) de Jardinópolis, na região de Ribeirão Preto.


    ResponderExcluir
  19. União de servidores foi decisiva para evitar fuga mais ampla em Franco da Rocha PDF Imprimir E-mail
    Qua, 19 de Outubro de 2016 18:50
    presidio-franco-da-rocha

    O SIFUSPESP apurou que o número de fugitivos do Hospital de Custódia de Tratamento Psiquiátrico I "Prof. André Teixeira Lima", em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, só não foi maior devido à atuação decisiva de agentes de segurança penitenciária do Centro de Progressão Penitenciária(CPP) do mesmo município, deslocados para conter a rebelião que atingiu a unidade na última segunda-feira, 17/10.

    No total, 55 detentos conseguiram escapar do HC de Franco da Rocha, mas quatro continuam foragidos. A unidade tem capacidade para 454 presos e conta atualmente com 357.

    Segundo funcionários ouvidos pelo diretor de formação do SIFUSPESP, Fábio Jabá, que esteve em Franco da Rocha, servidores de folga e funcionários de unidades vizinhas compareceram de livre e espontânea vontade ao HC para ajudara evitar uma fuga ainda maior de presos.

    Alguns ASPs e AEVPs, inclusive, participaram da recaptura de presos e resgataram outros que deixaram a unidade fugindo do fogo que tomou conta do local devido ao motim.

    P3 volta a receber presos com transtornos mentais
    A Penitenciária III de Franco da Rocha foi o destino de todos os detentos que cumpriam pena no HC. Essa não é a primeira ocasião em que isso ocorre, e a decisão acontece sem que os funcionários lotados na P3 recebam uma gratificação chamada de GEES(Gratificação Especial de Suporte à Saúde), por ter de lidar com os detentos provenientes do hospital.

    O SIFUSPESP critica a decisão da SAP, e vai exigir uma resposta rápida quanto à situação do HC, já que não foi informado se a unidade será reconstruída e quanto tempo vai demorar essa obra depois de o hospital ficar totalmente destruído.

    O sindicato continuará acompanhando os desdobramentos de mais essa rebelião seguida de fuga em massa, a segunda registrada em menos de um mês registrada no sistema prisional paulista.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo. Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.