quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Ministério da Justiça cria 'força nacional' de agentes penitenciários.


Fonte:G1

Ministério da Justiça cria 'força nacional' de agentes penitenciários
Por G1, Brasília 18/01/2017 18h00


Segundo governo, Grupo de Intervenção Penitenciária será composto por cerca de 100 agentes e atuará em "situações pontuais", a pedido dos governadores


O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes (segundo da esquerda para a direita), durante reunião com servidores penitenciários, em Brasília

Ministério da Justiça anunciou nesta quarta-feira (18) a criação de uma "força nacional" formada por cerca de 100 agentes penitenciários cedidos pelos estados para atuar dentro dos presídios.

Segundo o ministério, o Grupo Nacional de Intervenção Penitenciária atuará em "situações pontuais", a pedido dos governadores, e será responsável pela "contenção e solução de problemas".

A criação do grupo ocorre diante da crise nos presídios brasileiros, com uma série de rebeliões e mortes desde as últimas semanas em razão da disputa entre facções.

Somente nos primeiros 15 dias do ano, motins em complexos penitenciários nos estados de Amazonas, Roraima e Rio Grande do Norte resultaram no massacre de mais de 120 pessoas.

"Em reunião na manhã desta quarta-feira (18) com representantes da Federação Sindical Nacional dos Servidores Penitenciários (Fenaspen), o ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, anunciou a criação de um Grupo Nacional de Intervenção Penitenciária, que atuará dentro dos presídios em conjunto com os estados", diz a nota do ministério.

Ainda segundo a pasta, o governo também decidiu criar um curso de capacitação para agentes penitenciários no Departamento Nacional Penitenciário (Depen). O objetivo, informou a assessoria, é estabelecer uma espécie de protocolo único para a atuação nos presídios.

Mais cedo, nesta quarta, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, informou que o governo prevê, inicialmente, a mobilização de mil militares das Forças Armadas nas operações em presídios. Ele afirmou, também, que esse número poderá aumentar, conforme pedidos de governadores.

Temer com governadores

Também nesta quarta, o presidente Michel Temer recebeu, no Palácio do Planalto, governadores de oito estados das regiões Norte e Centro-Oeste para discutir a crise no sistema carcerário. Os estados estão entre as unidades da federação que pediram ajuda federal para restabelecer a ordem nos presídios.

Durante a reunião, o presidente afirmou que a presença das Forças Armandas nos presídios será um fator de "atemorização".

Mortes e rebeliões

Há cerca de duas semanas, uma rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus (AM), resultou na morte de 56 presos e, há pouco mais de dez dias, outro motim, na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, em Roraima, deixou 31 mortos.

Além desses massacres, somente nesta semana, 26 presos morreram após uma rebelião na Penitenciária de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte; nove pessoas ficaram feridas durante motim no Presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves (MG); e 28 detentos fugiram da Penitenciária Estadual de Piraquara I, em Curitiba (PR).

Diante desse cenário, a Procuradoria Geral da República (PGR) a abrir quatro processos para investigar os sistemas carcerários dos estados de Amazonas, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Rondônia. Dependendo da avaliação, o órgão informou que pode até pedir intervenção federal ao STF.

38 comentários:

  1. Ta virando palhaçada, agora estão criando um grupo de intervenção com asp .estão camuflando a pec .isso não vai sair do papel infelizmente.

    ResponderExcluir
  2. Então foi pra isso que esse tal sindicato fez reunião? Pra matar a vontade de alguns agentes frustados que nunca conseguiram ser Polícia . e o salário? kkkkk melhor vestir uma roupa toda invocada do que melhorar o salário.

    ResponderExcluir
  3. KKKKKForça Nacional com quantos homens??Seriam 100 mesmo??Piada esse Ministro está em outro mundo!

    ResponderExcluir
  4. O pior que tem um monte de FDP que vai pra essa merda em vez de lutar para a PEC virar lei.

    ResponderExcluir
  5. Piada... Precisamos de dignidade e estrutura para trabalhar...

    ResponderExcluir
  6. É pra isso que existe sindicato irmão. Pra jogar com os poderosos e encher os bolsos dos diretores, e para os trouxas que contribuem mensalmente só areia, e espera que vai chegar acredita que chega, ah espera só mais um pouquinho ta chegando!!!!!! e o bolso dos patifes só enchendo e o nosso quem sabe mês que consigo uma margem nem que for numa portabilidade né isso para os que são honestos, porque os que não são tão pouco se fodendo e o pior é que a inteligencia da SAP sabe quem são da PM tambem e niguem faz nada e a gente é obrigado a fingir tambem que não sabe porque quem tem que agir não age imagina nois. Ai resumindo depois temos que ouvir que a classe de agente é corrupta e ficar quietinhos.

    ResponderExcluir
  7. Jenis ajuda ai! !! Vamos fazer uma campanha pra asp não aderirem a essa palhaçada .ministro paga pau de bandido 100 asp nacional .só pra rir meamo cada vez mais deixa claro que somos tapa buraco .metemos a cara com o mala e o que ganhamos é isso .vamos nos unir contra isso .se conseguirmos .infelizmente alguém vai aceitar acreditando que é policia .

    ResponderExcluir
  8. Tá....tá bom...dai quando tiver a necessidade de reunir esse tal "GIR nacional" só a despesa e o tempo necessario para reunião o "q.r.u" ja tera sido resolvido . Deu medo ver em um site que os "sindicatos" irão indicar os funcionarios. Quais os criterios? Na unidade em que trabalho no gir foram escolhidos somente a "nata" ( um manco , um loco que ouve vozes ,um que nunca aparecia para trabalhar e um super heroi , etc...) . Que fique claro que sou totalmente a favor do gir e presenciei a atuação do grupo por diversas vezes sempre de maneira exemplar, mas tudo começa errado quando o funcionario tem que comprar o "enxoval" e uma necessidade em satisfazer o ego que muitos tem em fazer parte da "Elite da Sap" leva o cara que tem o salario ja defasado a gastar 2 conto quase. O Gir é util , é necessario , é competente ! Tem que ser expandido sim mas com criterios propios e com qualidade , tendo uma prova de seleção aberta a todos não apenas aos convidados , T.a.f periodico ( "pela mor" tem um "chefe" do Gir que se precisar correr num guente 50 mts) , etc..etc. E para finalizar o Estado que compre o "enxoval".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um dos comentários mais sensatos que ouvi nessa secretaria em todos os tempos... parabéns!!!

      Excluir
  9. Esquenta.nao o gir começou assim em 2006 em uma sala improvisada no Cdp do Belém....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade começou em Sorocaba, mas a primeira viatura do GIR da capital (cdp belem I) foi uma Veraneio, rodas de blazer, preta com a escrita GIR em dourado. Parabens ao Sr. Vanderley pela iniciativa e tambem ao Diretor da época que deu todo o apoio. O inicio é dificil, mas os frutos foram sendo colhidos aos poucos.

      Excluir
    2. Vc está mal informado caro colega, o GIR surgiu em 2001 no CDP Sorocaba!

      Excluir
    3. Surgiu em Sorocaba. Mas, em 2002 ou 2003, iniciou-se o "GIR" da capital de uma forma bem simples e humilde, que na verdade nada mais era do que alguns Agentes do CDP Belem I, comandados pelo Vanderlei, que era D.S.D, que sempre iam nas Unidades rebeladas para ajudar em revistas e etc. Hj estou na região de Mirandopolis e trabalhei no CDP Belem I naquela época e entre nós havia muita união e vontade de ajudar. Sempre que havia alguma "novidade" em outras Unidades, o nosso diretor geral, reunia alguns Asps e iamos todos juntos para ajudar, inclusive ele. Tempos bons, mas estou feliz aqui perto da familia. Parabens aos guerreiros daquela época.

      Excluir
  10. Vamos pressionar, por enquanto, pelo que está mais fácil que é o adicional de periculosidade, porque PEC, condições de trabalho, aumento, contratação...pode esquecer, daqui a pouco tudo se acalma e voltaremos ao esquecimento. Infelizmente.

    ResponderExcluir
  11. Já estou até vendo os puxa sacos brigando para serem indicados para essa "força nacional de asps"kkkkkkk.

    ResponderExcluir
  12. Que se dane...Eu aceito...ganho mal, e se brotar pra mim essas diárias ( bem altas) seram de grande valia. Então amigo, se.a farinha é pouca meu porão primeiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica tranquilo, ninguém vai contratar você é nenhum asp de são Paulo, porque aqui só tem cortador de cana como você kkkkk.

      Excluir
    2. E o que vc tem contra os cortadores de cana? Aliás é uma profissão digna e HONESTA como outra qualquer, assim como coletores de lixo e outros. Se quiser criticar alguém, critique pelo caráter e não pela profissão que alguns possuem. Você deve ser um frustrado na vida e fica criticando os outros pela profissão. Sou de SP com muito orgulho e corro junto com meus companheiros e me solidarizo com todos os asps do Brasil, mas não com você.

      Excluir
    3. O que vc tem contra cortador de cana? É uma profissão digna como outra qualquer, assim como coletor de lixo. Quando for criticar alguém, não o faça pela profissão e sim pelo caráter ok?

      Excluir
    4. Infelizmente enquanto cada um pensar de uma maneira e achar que seu pensamento é o correto, e continuarmos sendo nossos próprios inimigos falando e criticando o colega nunca conseguiremos nos unir de verdade para tentarmos buscar melhorais para nossa classe.

      Excluir
  13. FUNDO PENITENCIÁRIO BAJULA BANDIDO E IGNORA VÍTIMA
    A lei que criou o Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), há 23 anos, prevê no inciso IX do seu artigo 3º um “programa de assistência às vítimas de crime” que jamais foi criado e no qual nunca se aplicou um centavo. No site do Ministério da Justiça, o Departamento Penitenciário Nacional informa que o Funpen existe para aprimorar o sistema prisional e não faz qualquer referência a iniciativas de apoio às vítimas do crime.
    Extraído da edição de 19 de janeiro de 2017 do jornal "Diário do Poder"

    ResponderExcluir
  14. Pessoal....vamos nos concentrar em salário!!
    Algo que se aprove agora já!!...E não caiam em nenhuma promessa futura...pq assim que parar de passar na TV, voltaremos ao esquecimento de sempre....os agentes do Rio e de Brasília perceberam isso e logo levantaram as bandeiras.....se vão conseguir, eu não sei!!...mas pelo menos tentaram...

    ResponderExcluir
  15. Eu não sou asp ainda mas se DEUS quiser em breve serei. Mas já vejo de fora que a desunião e a falta de respeito domina a classe. Onde já se viu dizer que o companheiro é cortador de cana, se bem que muitos destes cortadores de cana do interior tem muito mais índole do que os caras de SP- Capital.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cidadão sou asp. e sou da Capital quando for falar de ÍNDOLE, faça por onde !!!! coloque seu nome e foto como eu !!!!!

      Excluir
    2. parabens carlos, um monte de gente nesse site, criticando tudo e todos, falando mal de sindicatos , sem nunca ter contribuido em nada para a categoria, se o janis quiser melhorar o nivel do bloc dele, devera tornar obrigatorio a identificaçã, talvez assim este espaço se torne mais serio, e contribua com mais que jogar pedras...

      Excluir
    3. Eu nasci no interior, ja trabalhei na capital e novamente estou no interior. Indole, cada um tem a sua. Tem corrupto na capital, como tem corrupto no interior. Tem corrupto nascido na capital, mas tem corrupto nascido no interior. Enfim, não devemos julgar da forma que o colega o fez, pois não podemos "fritar" a todos no mesmo caldeirão. Eu respeito o ASP que é bom, não importa de qual região seja.

      Excluir
  16. Vejo cada comentário ridículo, que demonstra a real desunião dessa categoria sofrida.
    Deixa quem quiser ir pra força nacional prisional ganhar diária. Deixa quem quer ser diarista na cadeia. Parem com esse cuida de mim. Cada um faz sua caminhada no sistema. Mas nunca perdendo o preceitos do coletivo, que são melhores salários, melhores condições de trabalho... Aumento das dejep's... Etc.
    A união faz a força.

    ResponderExcluir
  17. em resposta principalmente ao comentário 8:22: Jenis respeito e acompanho o seu blog mais penso que deveria selecionar melhor esses comentarios e excluir esses maus elementos que não respeitam seus semelhantes, se achando os donos da verdade, e que com arrogância truculência e total falta de respeito ainda usam palavras de baixo calão pra impor suas personalidades doentias, se não querem ser denominados "policia" por que entâo o nome policia penal e não outro? ahh só pra complementar sou do gir e se chamado irei com muita honra a esse valoroso grupo que finalmente de alguma forma será reconhecido. abraço.

    ResponderExcluir
  18. De tudo isso só tiro uma conclusão, estamos avançados à anos luz na frente do estado maior, temos GIR criado por Asp's que se mantem com seus próprios recursos, nosso grupo de elite está de parabéns, QRU...GIR na porta, mais nossos avanços e organização teria que contar muito nesta balança, pois o governo estadual não nos valoriza, e essa será a grande chance de cobrar o diferencial, vamos partir pra cima, do sindicato e desgoverno,,,já....greve geral,,,já

    ResponderExcluir
  19. Por que não chamam os concursados pra suprir todas as defasagens de pessoal no brasil. brincadeira isso, criam cargos pra aumentar os gastos com dinheiro alheio.

    ResponderExcluir
  20. A Verdade é uma só irá fazer parte de tal "os peixinhos" de plantão , ou você acha que algum agente de fundo de cadeia será lembrado ? todavia, eu, e os que conheço que realmente batem de frente com o crime , não põe o pé nem f... em uma dessas !!!

    ResponderExcluir
  21. Esses indivíduos(pra não dizer "elementos") que de forma pejorativa e discriminatória costumam chamar nós ASPs do interior de cortadores de cana são na verdade pessoas frustradas por ser o que são e estarem na profissão errada uma vez que sendo os mesmos da capital(se é que são)e sentindo-se seres superiores deveriam ser profissionais bem sucedidos indo para seus grandes empreendimentos em seus carros blindados com seguranças e até mesmo com seus helicópteros, tomando os melhores vinhos, wiskies, etc... ao contrário por conta de suas frustrações passam suas folgas e até dia de plantões nos butecos nas quebradas onde "sub vivem" se embebedando com cachaça que esses mesmos cortadores de cana a que se referem um dia trabalharam na produção e que hoje após se empenharem em concurso público conseguiram superar outros candidatos e hoje ao contrário de vcs ébrios frustrados ás vezes mesmo longe de seus familiares sentem orgulho de sí e de suas conquistas. Caiam na real porque esses humildes cortadores de cana interioranos com certeza tem mais brio valor e caráter do que vcs cérebros de ameba.

    ResponderExcluir
  22. Eu vejo uma classe tão desunida com uma força pra ficar apontando os defeitos e opções do colega .ninguém gosta de ver os governadores criando formulas de não querer reconhecer os asp como segurança pública .mais se vão criar esses 100 que sejam . Parabéns aos que forem .mais todos nois sabemoa que só isso não resolve .vamos nos concentrar e usar essa mesma força em que nos insultamos e vamos lutar e brigar para pressionar esse sindicato e os deputados envolvidos .cadê os caras vamos cobrar! !! Parar de brigar entre nois o inimigo outro

    ResponderExcluir
  23. 20/01/2017 14h07 - Atualizado em 20/01/2017 14h07
    Após motim em presídio de Lages, 11 ficam feridos e 80 são transferidos
    Apenas um preso continuava internado até o fim da manhã desta sexta (20).
    Presos protestaram contra superlotação; Com 267, capacidade é de 130.
    Extraído do G1, sexta-feira, 20 de janeiro de 2017.

    ResponderExcluir
  24. ‘FORÇA-TAREFA’ PARA PRESÍDIOS É NOVA EMBROMAÇÃO
    O ministro Alexandre de Moraes (Justiça) gostou da lorota da Força Nacional de Segurança Pública, que agentes e delegados da Polícia Federal chamam de “farsa nacional”, e criou um grupo semelhante para atuar em presídios. Vai estrear na penitenciária potiguar de Alcaçuz, para onde foram enviados... 30 policiais e agentes. Noves fora, nada. Não fará diferença diante dos 6.000 policiais militares do Estado.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo. Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.