segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

São Paulo gasta R$ 65 mil por mês apenas com dois criminosos, segundo O Globo.

Champinha é mantido em unidade da qual a própria secretaria de Saúde quer a extinção

05/02/2017 - 13H01 - POR AGÊNCIA O GLOBO


Unidade Experimental de Saúde, em São Paulo, onde apenas dois dois internos estão presos (Foto: Fernando Donasci/Agência O Globo)
UNIDADE EXPERIMENTAL DE SAÚDE, EM SÃO PAULO, ONDE APENAS DOIS DOIS INTERNOS ESTÃO PRESOS (FOTO: FERNANDO DONASCI/AGÊNCIA O GLOBO)
Autor de um dos crimes que chocou o país, quando em 2003 matou com requintes de crueldade um casal de namorados em São Paulo, Roberto Aparecido Alves Cardoso, o Champinha, passou longe do caos penitenciário que vive o país. Ele permanece numa Unidade Experimental de Saúde. Com capacidade para 40 pessoas e instalações que contam com TV, geladeira e uma horta, o local abriga hoje apenas Champinha e mais um criminoso. Mesmo com apenas dois internos, o governo investiu R$ 2,5 milhões na construção da unidade, que tem custo de R$ 65 mil ao mês.
Recomendado para você

A própria secretaria estadual de Saúde defende sua extinção. Em nota, apenas não explica quais os prejuízos de se manter uma a unidade para apenas duas pessoas.

"Os internos são enviados para lá por decisão da Justiça. Se houver decisão pelo seu fechamento, a secretaria irá atender imediatamente, pois a pasta também é favorável ao fechamento do serviço", informou a secretaria, por e-mail.

A UES foi construída em 2006 para abrigar jovens infratores da Fundação Casa diagnosticados com distúrbios psicológicos graves, onde Champinha ficou antes de seguir para a unidade. Nesses casos, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) prevê tratamento em ambiente especializado. Eles não podem ir para um manicômio judicial, com adultos, já que cometeram crimes antes dos 18 anos.

Por lá, os internos têm ainda à disposição uma quadra poliesportiva, academia, salas de computação, além de biblioteca. As visitas de parentes acontecem aos fins de semana, como num presídio. Tudo vigiado por 16 agentes penitenciários, numa média de oito para cada um. Nos presídios de São Paulo, a média é de nove presos para um profissional de segurança. No Rio, esse número chega a 15 sentenciados para um agente.

De 2013, quando a UES tinha seis internos, até abril de 2016, data em que já tinha dois no local, os gastos foram de cerca de R$ 3 milhões. As informações só foram possíveis através de Lei de Acesso à Informação.

O defensor público Flávio Frasseto, que acompanhou toda a criação da unidade e representou Champinha, explica as ilegalidades do local.

"É um espaço de privação de liberdade, não psiquiátrico. Se você está preso, sua pena vai ser revista. Como não existe estatuto para revisão de privação de liberdade desses sujeitos, eles estão com perspectiva de prisão perpétua."

A decisão de enviar os infratores para a unidade é tomada após avaliação médica. O coordenador do Programa de Psiquiatria e Psicologia Forense do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP, Antônio de Pádua Serafim, lembra quando a Justiça solicitou que se fizesse um estudo aprofundado em Champinha.

"No caso de Champinha, não encontramos nenhum transtorno mental que justificasse o comportamento dele. Mas a Justiça insistiu, e outro profissional da área médica deu um diagnóstico que é usado até hoje", diz Serafim.

"Como a casa é de saúde, ela não poderia ter caráter penitenciário. Até os psiquiatras dizem que é inadequado para a patologia deles", diz o promotor Arthur Pinto Filho, da Promotoria de Justiça de Direitos Humanos.

16 comentários:

  1. Não foi um casal que esse lixo do Champinha matou com requintes de crueldade, foram dois adolescentes indefesos que namoravam, e gostavam dá vida. Pagamos 65 mil para manter apenas dois lixos na unidade experimental... Mas pagamos. Milhões para manter as mordomias de políticos corruptos... Soltar estes lixos só se for no açougue de Alcaçuz RN com camisetas escritas no peito PCC.

    ResponderExcluir
  2. SÃO 16 ASPs todos do CDP Belem I para cuidar de 02 presos, e no proprio CDP Belem I não tem esta quantidade por plantão para cuidar de 2.046 fechado e 320 no semi-aberto, descaso total e nem as DEJEP vai suprir e fora os que estão no Centro Hospitalar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente, se aumentar o número de guardas, sabe o que vai acontecer? Vão aumentar o serviço! Apenas isso! A solução é cada um fazer o seu serviço com extrema atenção e zelando por todos os princípios básicos de segurança, conforme manda a lei. Nosso país é tão ridículo que chamam isso, que é fazer apenas oq é o correto, de operação tartaruga!!!!! Pois que seja feita a operação tartaruga! Somos pagos para fazer isso e não correr e nos desgastar fisicamente e psicologicamente correndo para diretorzinho!

      Excluir
    2. Pessoal a falta de funcionario, creio eu esta na maioria das unidades prisionais, ja dificil mesmo com o quadro completo pq as unidades estao com a capacidade bem acima do limite, tem cdp que tem capacidade de 768 vagas e hj opera acima de 2.000 presos, quem e do meio sabe disto. Mas citando a realidade dos funcionarios da unidade experimental, nao e bem assim, isto e conversa de quem nao conhece a realidade de la. Os 16 agentes sao distribuidos nos quatro plantoes, entao sao 4 por plantao e se contar com folgas e ferias, etc.. sempre acaba ficando com 3 efetivamente no plantao, nao entro nas discussoes dos gastos e razao da unidade existir ou nao, mas quero somente fazer este registro para as pessoas ficarem ciente.

      Excluir
  3. AGORA ESTOU COMEÇANDO A ENTENDER A POLÍTICA SAP QUE INICIOU SE A PARTIR DA REMOTA GESTÃO DO NAGASHI FURUKAWA COM A CONSTRUÇÃO DE CADEIAS ESPECÍFICAS PARA ESTUPRADORES E PEDÓFILOS.DEVE SER POR ISSO QUE O FUNCIONÁRIO DE PRACINHA QUE MORA EM ADAMANTINA E FOI PRESO EM FLAGRANTE POR PEDOFILIA NA OPERAÇÃO PETER PAN ESTÁ CURTINDO SUAS FÉRIAS NO CR DE PRUDENTE,HAJA VISTA QUE O MESMO CHEGOU A FAZER A INCLUSÃO NO CDP DE CAIUA E EM MENOS DE 5 MINUTOS FOI REMANEJADO PRO CR.

    ResponderExcluir
  4. Que vergonha para as pessoas do bem,ou para população em geral a Secretaria que fechar a Unidade e soltar esses montros, em vez de colocar mais psicopatas que nem ele lá, que igual a ele não tem pois é o pior de todos é totalmente influenciável para cometer crimes principalmente o estupro, sabe o que isso é que não foi com família deles, que vergonha do governo admitir o fechamento e por esses tipos que nem qualificação na rua.

    ResponderExcluir
  5. São três um e serial killer solta tudo a população que enfrente

    ResponderExcluir
  6. Caro Jenis, verifica se vc puder essa inversão de valores nesse hospital experimenta 02 preso , 16 ASPs , no CDP Belem I não tem nem isso para cuidar de 2046 fechado e 330 semi-aberto, nota e todos que estão na experimental são lotados no BelemI , que entra na contagem de funcionarios do belem I

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que adianta ter muitos funcionários em uma Unidade Prisional se muitos ficam voando durante o plantão, isso ninguém fala, os perdidos que muitos dão ficam por conta de quem, temos é que ser unidos e trabalharmos em conjunto, não fica pesado prá ninguém, ou vc fica atrás de uma mesa dando opiniões também ?

      Excluir
  7. Parabéns aos funcionários do CDP do Belém I, por ter emprestado seus funcionários à Fundação Casa, é sinal que dentro do presidio e da ala de progressão, vc estão cheios de funcionários, sobrando pela janela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é fundação Casa e um convenio SAP e Secretaria de Saúde, solicita ao seu Diretor ou diretamente ao Coordenador para trabalhar nesta Unidade, simples assim.

      Excluir
  8. Só esclarecendo não são 16 agentes Penitenciarios , são 20 cinco pra cada Plantão e todos pertencentes ao CDP do Belem I desfalcando assim o quadro de servidores da unidade e tem mais nas unidades da SAP é 01 agente pra 300 á 400 presos e não nove como esta descrito na matéria acima ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mai uma mentira, que eu saiba são 15 agentes divido em quatro plantões, e todos com um a menos por motivo de ferias problemas de saúde e licença prêmio. Esse outros cincos devem estar no Belém I. Se estão achando ruim o convenio coloca a ROTA para tomar conta, como já foi, pois o Champinha é psicopata e estuprador.

      Excluir
  9. SÓ NÃO SEI AONDE QUE A ROTA TOMAVA CONTA DA UNIDADE EXPERIMENTAL DE SAÚDE PELO QUE SEI DURANTE 10 ANOS 20 ASPS TODOS LOTADOS NO INTERIOR E MORANDO NO ALOJAMENTO QUE TEM AO LADO DA UNIDADE , ENTRE """"" GANHAVAM A DIARIA MAXIMA DE SÃO PAULO, MAS NA VERDADE RECEBIAM O ESPELHO DO HOLERITE , FICANDO O RESTANTE DOS VALORES SOBRE OS CUIDADOS DO "GESTOR " QUE ESSE COMPANHEIRO ACIMA DEVE SABER BEM QUEM É !!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Agora são 04 psicopatas nesta Unidade o Governo esta usando pelo certo a estrutura, tirando das ruas, esses monstros teria que colocar muito mais, psicopatas tem aos montes, na Fundação Casa e Penitenciárias, CDPS.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.