quarta-feira, 8 de março de 2017

Agentes penitenciários do Paraná são presos por porte ilegal de armas, mas DEPEN PR é solidário aos agentes.




Se fosse em SP, você acha que teria solidariedade ou a SAP mandaria "fritar" os agentes.


POLICIAIS PRENDEM AGENTES DE CADEIA POR PORTE ILEGAL DE ARMA DENTRO DO 1.º DP
Por Raquel Derevecki 08/03/2017 06:00




Os dois agentes presos trabalham no Centro de Triagem 1 e prestavam apoio aos policiais do 1.º Distrito Policial, que fica ao lado. Foto: Átila Alberti
Três delegacias de Curitiba passaram a terça-feira (7) sem nenhum agente de cadeia para supervisionar as carceragens superlotadas. No 8.º Distrito Policial, 70 detentos ficaram sem o devido cuidado, além de outros 70 no 5.º e no 1.º DP.

A ordem foi dada pelo Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) com o objetivo de valorizar o trabalho dos agentes, pois dois deles foram presos por policiais civis enquanto trabalhavam durante a madrugada, fato que indignou os demais servidores.

De acordo com um agente, que preferiu não se identificar, a situação começou por volta das 21h30 de segunda-feira (6), quando investigadores do 1.º Distrito, no Centro de Curitiba, pediram auxílio do Centro de Triagem (CT-1) em uma transferência de presos.

Como o CT-1 fica ao lado do distrito policial, os agentes foram ao local. “Com autorização do delegado, eles se dispuseram a ajudar, mas não foi necessário, então voltaram ao CT”, explicou um colega dos agentes.


Prisão
No entanto, eles receberam outra ligação, às 22h30, dos policiais solicitando apoio novamente. “Os agentes saíram com uma arma calibre 12 e, quando chegaram lá, foram presos. Pareceu uma emboscada”, disse outro agente de cadeia.

Os dois trabalhadores teriam sido conduzidos até uma cela separada, onde dois prisioneiros estariam afastados dos demais por suspeita de meningite.

“A situação foi tão grave que, quando o diretor-geral do Depen, Luiz Alberto Cartaxo, ficou sabendo, foi pessoalmente até a delegacia, ficou até 5h30 tentando resolver o problema. Pagou as duas fianças no valor de um salário mínimo cada”, afirmou um funcionário do 1.º Distrito.

Procurado pela equipe da Tribuna, Cartaxo confirmou as informações e adiantou que agora tomará todas as providências no âmbito administrativo e judicial. Entretanto, informou que o Depen ainda não irá se pronunciar oficialmente a respeito do caso. A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária (Sesp) também foi procurada pela reportagem, mas não quis se pronunciar.

Porte de Arma
Em nota, a Polícia Civil confirmou que os dois agentes de cadeia que trabalham no Centro de Triagem foram autuados por posse ilegal de arma após serem chamados para apoio em um cumprimento de alvará de soltura.

“Os servidores receberam voz de prisão depois que o investigador e o delegado de plantão flagraram os dois em posse de arma de fogo. Os envolvidos foram liberados na sequência, após o pagamento da fiança arbitrada pela autoridade policial, e não houve exposição dos autuados com qualquer outro detento com meningite”, informou.

De acordo com um dos agentes entrevistados pela Tribuna, a classe luta há anos pelo porte de arma de fogo devido ao risco que correm diariamente dentro das carceragens. Porém, ainda não conseguiram esse direito.

“Estamos buscando isso judicialmente, mas como não tem pessoal suficiente, somos obrigados a pegar armamento dentro das delegacias mesmo sem porte. Isso é algo comum no nosso trabalho porque corremos muito risco aqui dentro”, declarou um dos agentes.

35 comentários:

  1. Oha........ sem comentários!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Em Avaré 2 tem asp do gir e a e v p fazendo escolta . vamos ver quando precisar usar as armas quem vai segurar o rojão .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso que não vai para frente, qualquer coisa cagueta, deixa os caras fazerem a escolta,cada um goza com o próprio cacete, ou vc quer gozar com o deles.
      Na SAP tem essa mania de ficarem caguetando tudo como se estivessem fazendo uma boa ação. Alguns caguetando rindo como se estivessem brincando.

      Excluir
    2. Verdade negócio é coloca roupa preta e paga de Polícia kkk só não pode postar chorando depois que foi o diretor que o mandou .

      Excluir
    3. Vê lá que vou comprar roupa preta, vou comprar roupa da tiazinha, enfermeira, oncinha, professorinha pra mulher que deita comigo. Fazê o que uns sentem tesão desse modo outros sentem vestindo parafernália do GIR

      Excluir
    4. Vc deveria ter feito concurso para costureira!!!! Vc é agente de segurançaaaaa, até o segurança dá rua gosta de vestir uniforme preto.
      Vc deve ser aqueles q não passam no concurso para escrevente, e fica achando que garçom de preso tem q andar de sapato social e camisa de botão.

      Excluir
    5. Eu uso farda kkk você usa roupa preta e calcinha kkk

      Excluir
    6. no parana agente de cadeia contratado nem funcional tem que trabalha nas delegacias e penitenciaria,usar armas nem pensar mas a classe desunida porque est minas gerais la agente temp tem porte de arma registro temporario

      Excluir
  3. Se fosse em são Paulo a SAP iria meter um P. A. D. Com punição máxima.

    ResponderExcluir
  4. Essa história ta meio sem pé nem cabeça, o Agente Penitenciário efetivo tem desde 2014 o porte de arma fora de serviço, meio esquisito essa história

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eles tivessem com a arma deles acho que não tinha dado novidade, o problema é que eles foram com uma 12..

      Excluir
    2. Eles são agentes de Cadeia PSS, não tem porte. Mas mesmo os efetivos não podem portar armas em serviço, somente Dos. Casinha com certeza, é uma classe muito desunida, tem muita richa entre efetivos, PSS, PM e civil.

      Excluir
    3. Ué que tipo de apoio os policiais civis queriam no cumprimento ao Alvará? Queria só que os colegas do PR ficassem olhando e se tivesse algum problema gritassem pelo Chapolim Colorado? Parabéns ao diretor-geral do Depen pela atitude até aqui.

      Excluir
  5. parabéns ,assim q começa a mudar as coisas,ai se fosse aqui...

    ResponderExcluir
  6. que safadagem.....maior casinha

    ResponderExcluir
  7. canalhas esses policiais civis, vai prender bandido seus otários

    ResponderExcluir
  8. Bem feito para esses agentes tontos!!! kkkk vai querer brincar de puliça com arminha... estejam presos pela autoridade policial... viu que nem o SECRETÁRIO deles resolveu... teve que pagar a fiança à autoridade de verdade, kkkk. Mas não aprendem, hj de novo já vão lá puxar o saco dos policiais... kkk. Ô racinha sem vergonha e sem dignidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara nao sei que raçinha vc e ou pertençe,mais a raça dos agentes penitenciarios tem muito valor, pra entrar num raio com 400 ladrao nao e qualquer racinha que entra,raça de covarde que fazer traiaragen com colegas isso tem em qualquer lugar, agora o delegado roda a chave

      Excluir
    2. Vc deve ser um guarda que pediu seguro no administrativo, exonera e vai vender Mix lar. Vc não vale nada. Pra ser GP e enfrentar 400 ou 500 presos no raio, é preciso coragem e honestidade. Enfrentar esse desafio desarmado é para guerreiro de verdade. Tenho orgulho de ser Guarda e não puliça como vc deve pensar ser. Não deve ter rodado uma chave sequer. Tonto.

      Excluir
  9. Jenis, por acaso vc sabe o que está acontecendo no CPP I de Bauru? Comentários dizem que um grupo de promotores de justiça baixou lá e toda diretoria foi tirada. O que é que está acontecendo?

    ResponderExcluir
  10. Nossa... nem o secretario resolveu,só sairam da tranca sob fiança,ainda tem otário que acha q somos POLÍCIA..TEMOS Q CAIR NA REAL "SOMOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS COMUNS Q APENAS CUIDAMOS DE PRESO" e só.

    ResponderExcluir
  11. Também não entende este caso, agente efetivo tem porte nacional ,inclusive fora do serviço, aqui no Maranhão temos armas cautelados e tudo é de todos os calibre possíveis, creio que o caso acima de trata de servidores temporários ou terceirizados neste caso os policiais estão certos, e o governo tem mais é que fazer concurso e moralizar a coisa

    ResponderExcluir
  12. António vc é um sem futuro... a ideia e todos contra o crime mas vejo que vc é um ignorante... É o mesmo que dizer que vc não pode prender se um indivíduo na rua disser isso a vc, vc vai ficar brabinho e querer bater nele.

    ResponderExcluir
  13. Isso que dá ficar pagando madeira pra PC ou PM. Enquanto eles precisaram dos agentes tava de boa,quando se cansaram...toma. Que sirva de lição pra nós. Cada macaco no seu galho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mane não é questão de pagar pau os cara são profissional cumpriram ordem . Agora você deve ser desses que a hora que não precisa dá uma de traíra.

      Excluir
  14. TINHAM QUE SER VALENTES E CUMPRIR MANDADOS DE PRISAO, CONTRA BANDIDOS E TRAFICANTES, QUANDO PASSAR PRA VISITAR FILHOS DROGADOS NA CADEIA VAO QUERER DAR CARTEIRADA...

    ResponderExcluir
  15. Sem algo de muito estranho nessa postagem visto que o agente penitenciário efetivo desde o ano de 2014 com a alteração dá lei 10826 estatuto do desarmamento possui porte de arma em todo o território nacional, inclusive com autorização para porte e aquisição de armamento de calibre restrito, acredito que no caso em questão os agentes citados não sejam efetivos, nesse caso infelizmente os policiais civis estão corretos na autuação, porém não justifica o Ardio além de que o crime foi provocado pela própria polícia civil o que tem efeito de nulidade, provávelmente nem o ministério público ofereça a denúncia,no mais parabéns a categoria que se mostrou unida na defesa dos companheiros.

    ResponderExcluir
  16. se essa racinha e sem vergonha porque vc não pede exoneração ....seu prego esquema de ladrão do caraio.....sem dignidade e vc....

    ResponderExcluir
  17. Nao sao Agentes Penitenciários Concursados.
    Sao Agentes de cadeia pública temporários. Logo sem porte.

    ResponderExcluir
  18. espero que depois que esses promotores sairem do cpp de bauru , deem uma passadinha no cpp de jardinopolis que la ta muito zoado
    alguem precisa tomar uma providencia

    ResponderExcluir
  19. Esses polícias não têm o que fazer, por isso fica fazendo isso. Não existe porte de arma para espingarda calibre 12, o porte é apenas em serviço, logo se os agentes estavam de serviço na cadeia, o porte deles existe. Se não existisse então os vigilantes que trabalham em carros forte deveriam ser presos,.. será que esses polícias têm coragem de prender algum.

    ResponderExcluir
  20. No inicio da decada de 2000, eu trabalhava no CDP I do Belem e no retorno de um "bonde" para o interior (a escolta militar ja havia ido embora, paramos para almoçar num posto de gasolina de uma cidadezinha e fomos enquadrados e levados a Depol. O Delegado ligou para o DG da época e esse, ficou uma meia hora no telefone e disse ao Delegado, se fosse o caso ele buscaria os Agentes com o seu carro. Mas, ao final o Delegado liberou todo mundo. Sem puxa saquismo, num caso raro, mas o Dg "trincou".

    ResponderExcluir
  21. pode mudar para policia penal a hora que quiser, mas sempre seremos os famosos CARCEREIROS kkkk

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.