terça-feira, 21 de março de 2017

Quanto ao Temer retirar servidores da reforma da Previdência.

Hoje, 21/03/17, foi divulgado pela imprensa que o Governo Temer retirou do projeto de reforma da previdência os servidores municipais e estaduais, isso é um engodo, só para desmobilizar os movimentos contra a reforma, já que os servidores públicos por mais que não acreditamos, são as classes mais organizadas.


Por que é um engodo?
Como se trata de uma PEC (Projeto de Emenda a Constituição), todos estados e municípios terão que se adequar a reforma através de leis complementares após a aprovação dessa Emenda Constitucional da reforma da Previdência, assim como o estado de São Paulo e todos os outros seguem a emenda constitucional nº 41, de 19.12.2003.

Não acredite nessa falácia!!!



Veja matéria jornalística sobre o assunto:


Temer retira servidores estaduais e municipais da reforma da Previdência
Governo Temer

GUSTAVO URIBE
LAÍS ALEGRETTI
DANIEL CARVALHO
DE BRASÍLIA

21/03/2017 20h16 - Atualizado às 20h25

Na tentativa de diminuir a pressão contra a reforma previdenciária, o presidente Michel Temer anunciou nesta terça-feira (21) que irá retirar servidores públicos estaduais e municipais da proposta enviada pelo governo peemedebista.

A decisão foi tomada com objetivo de enfraquecer o poder de mobilização contra a iniciativa, já que professores públicos e policiais civis são duas categorias numerosas que têm se posicionado publicamente contra o texto da reforma fechado pela equipe econômica.

Em pronunciamento, o peemedebista disse que a proposta respeita a autonomia estadual e fortalece o princípio federativo. "Estados já providenciaram a sua reformulação previdenciária e, seria assim, uma relativa invasão de competência que não queremos levar adiante", disse.

Segundo ele, caberá agora aos governos estaduais e municipais elaborar as suas próprias reformas estaduais. Segundo a Folha apurou, contudo, a proposta que vinha sendo discutida há semanas pelo Palácio do Planalto não agrada governadores e prefeitos.

Nas palavras de um governador, com a decisão, o ônus da reforma previdenciária que antes era do governo federal agora recai sobre as gestões estaduais e municipais e poderes legislativos locais, o que poderá causar um desgaste às administrações locais.

Para anunciar a decisão, o presidente convocou um pronunciamento surpresa no início da noite desta terça-feira (21). A intenção foi tentar impor uma pauta positiva diante de um dia de notícias negativas para o Palácio do Planalto.

Nesta terça-feira (21), mais governos estrangeiros decidiram interromper a compra de carne brasileira e o gabinete do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato, recebeu os 320 pedidos de investigação feitos pela PGR (Procuradoria-Geral da Republica).

Conforme antecipado pela coluna Painel, deputados federais buscavam empurrar a tarefa de definir as regras para a categoria para as Assembleias Legislativas.

Segundo os parlamentares, a manobra facilitaria a aprovação do projeto de reforma da Previdência ao aliviar a pressão de categorias numerosas.

Reforma da Previdência e os principais pontos

10 comentários:

  1. Apesar de acostumado, mas fico muito triste em ver sindicalistas de servidores públicos comemorando, principalmente o que recebe o imposto sindical, muito triste porque ele sabe que não resolve a retirada dos servidores municipais e estaduais da reforma, se a PEC da reforma passar todos os estados e municípios terão obrigatoriamente que por lei se adequarem a PEC.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roubadinha" depois os estados vão passar o rolo compressor no funcionalismo se adequando a PEC e estaremos ferrados dá mesma forma sem direito a espernear... Miserável...

      Excluir
  2. É só para enganar os trouxas q não se informam, vai nos fuder do mesmo jeito!!!!

    ResponderExcluir
  3. Mais uma vez seremos atropelados pela reforma da previdência, pois os estados irão se adequar à lei Federal. Só mudará quem irá ferrar com o funcionalismo público.

    ResponderExcluir
  4. Como dizia o legião urbana,,,,,QUE PAÍS É ESTE!!!!!!!(o meu neto com 06 anos já sabe responder! A merda do Brasil!) Não é fácil ser PRATRIOTA nessa pátria que nos pariu.

    ResponderExcluir
  5. Então tá, vou acreditar que servidores estaduais e municipais ficarão de fora da reforma da previdência e os servidores federais não, esses estão incluído. Nem o mais otimista deve acreditar nisto...pura "jogada".

    ResponderExcluir
  6. Jenis, que merda é essa que recebi no whatsapp, de que em abril vou ter que contribuir com esse maldito Imposto Sindical para essa corja do SINDASP???? O que esses malditos fizeram pela categoria até agora, além de lamber as botas do PSDB? O Paulinho da força está por trás disso e o marionete do Ratolfo aceita tudo de bom grado. Que saco! tira dinheiro da boca dos filhos dos agentes para quê? uma promessa de uma porcaria de colônia de férias? Desânimo total! e o mais difícil é ver companheiros apoiando esses canalhas, que nunca viraram chave ou tocaram um raio na vida! pronto desabafei!

    ResponderExcluir
  7. E garanto que tem um monte de ASP FDP apoiando esses sindicatos ratos e nem pensam em desfiliar.

    ResponderExcluir
  8. Desfiliação, eu já fiz isso.

    ResponderExcluir
  9. Quero justiça... Não somos palhaço ratolfo...

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.