quarta-feira, 18 de outubro de 2017

SINDCOP convoca categoria a participar de ato contra o governo no dia 27

Veja matéria do Sindcop abaixo da publicidade.






17/10/2017SINDCOP convoca categoria a participar de ato contra o governo no dia 27
Ação protesta contra projeto de cortes de gastos do governador Geraldo Alckmin e a desvalorização do funcionalismo no estado






Por Lucas Mendes


Servidores públicos do estado de São Paulo decidiram realizar uma paralisação das atividades no próximo dia 27/10, sexta-feira, véspera do dia do funcionário público. Reunidos em audiência pública realizada nesta terça-feira, 17, na Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP), representantes de diversas categorias do funcionalismo público protestaram contra o governo Geraldo Alckmin (PSDB) e a desvalorização do setor público estadual.

O SINDCOP esteve presente representado pelo presidente, Gilson Pimentel Barreto, membros da diretoria e servidores. As falas dos trabalhadores na audiência foram unânimes em críticas contra a gestão do governo paulista, como a defasagem salarial, a falta de reconhecimento para os funcionários e a precarização do setor público no estado.

Além desses problemas, passou a tramitar na ALESP o projeto de lei (PL) 920/2017. De autoria do governador Alckmin, o PL propõe o congelamento dos gastos do estado por dois anos – engessando investimentos em todas as áreas sociais e na própria prestação de serviços públicos. A medida vai impactar também o reajuste salarial dos funcionários e outros benefícios.

Mobilização

Para pressionar o governo, os servidores convocaram o ato para o dia 27 de outubro em São Paulo, em frente ao escritório da Presidência da República na Avenida Paulista. Para fazer parte do dia de mobilização, o SINDCOP convoca a categoria dos agentes penitenciários que estiverem de plantão a realizarem a “operação tartaruga”.

Trata-se de uma forma de também pressionar o governo ao realizar apenas as funções que dizem respeito às atribuições dos ASPs, respeitando a legalidade e sem se preocupar em agilizar o serviço ou aceitar desvios de função.

Para os funcionários que estiverem de folga, o SINDCOP vai disponibilizar ônibus para ir até São Paulo na mobilização, sem qualquer custo ao filiado. Nos próximos dias serão divulgados mais detalhes sobre a viagem. Aos interessados em aderir à mobilização, basta entrar em contato com o sindicato informando os dados pessoais.

Servidores públicos unidos

A audiência pública realizada na ALESP contou com grande adesão dos servidores públicos do estado. Com o plenário Juscelino Kubitschek lotado, representantes de diversas categorias e líderes sindicais puderam falar na tribuna. Deputados estaduais do PT e do PSOL também estiveram presentes para prestar apoio aos servidores.

Essa união dos servidores públicos foi ressaltada pelos deputados, que reconheceram a importância da movimentação. A articulação do funcionalismo estadual vem no momento em que o PL 920/2017 tramita em regime de urgência na ALESP.

Durante a audiência as falas também lembraram a atuação do Governo Michel Temer (PMDB) na presidência da República, que visa enfraquecer o setor público com as propostas de privatizações, terceirizações e corte de gastos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.