quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Lourival Gomes não foi localizado pela Globo para comentar se permanece no cargo.



Trecho da matéria que o G1 tentou localizá-lo:
O G1 não localizou o secretário da Secretária da Administração Penitenciária (SAP), Lourival Gomes, para perguntar se ele será mantido pelo governo, já que a pasta trabalha em conjunto com a SSP na troca de informações sobre o sistema prisional.

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2012/11/crime-organizado-nao-trabalha-com-banco-diz-ex-secretario-em-sp.html
Veja matéria na íntegra:

'Crime organizado não trabalha com banco', diz ex-secretário em SP

Antonio Ferreira Pinto disse que confiou na tropa de elite da PM em SP.
Ele negou, no entanto, que retirou as investigações dos policiais civis.






Kleber TomazDo G1 São Paulo




O ex-secretário da Segurança Pública Antonio Ferreira Pinto disse, nesta quinta-feira (22), que o crime organizado trabalha com dinheiro vivo e usou como exemplo a quantia de cerca de R$ 16 milhões apreendida pela Rota em dois anos em São Paulo. "Nós precisamos entender que crime organizado, aqui fora, trabalha não com banco, não com transações bancárias, mas com lavagem de dinheiro, e com o dinheiro vivo", disse durante discurso de despedida.

O secretário deixou o comando da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo nesta quinta. A mudança ocorre no momento em que o estado passa por uma alta em índices de criminalidade. Desde o início do ano, 93 policiais foram mortos em São Paulo. Além disso, a região metropolitana vem registrando média de assassinatos por dia maior que no ano passado.

Ferreira Pinto também se envolveu em polêmicas com o ministro da Justiça a respeito da oferta de ajuda para conter a onda da violência. Após intervenção do governador Geraldo Alckmin e da presidente Dilma Rousseff, foi firmado acordo de cooperação que prevê, como um dos pontos de destaque, serviço de inteligência em parceria com órgãos fazendários para promover a asfixia financeira do crime organizado.



Em seu discurso, Ferreira Pinto declarou que prestigiou a Rota, tropa de elite da Polícia Militar, para “diminuir a sensação de insegurança que assola todos nós”. Ele também negou que a Polícia Civil tenha sido afastada das investigações. O acesso das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) a interceptações telefônicas de criminosos e a rusga com policiais civis foi duramente criticada por representantes da categoria durante a onda de violência que atinge o estado de São Paulo.

“A Rota nunca atuou retirando as investigações de ninguém. Nunca a Polícia Civil foi afastada da investigação do crime organizado. Mas é verdade que eu prestigiei e senti orgulho disso: de prestigiar a Rota para melhorar, ou diminuir a sensação de insegurança que assola a todos nós", comentou Ferreira Pinto, nesta manhã, no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual, durante a cerimônia de posse do seu sucessor: o ex-procurador-geral de Justiça Fernando Grella Vieira.

"Ou seja, a parte de investigação continua, sim, sendo feita pela Polícia Civil. É uma falsa verdade dizer que a polícia civil foi afastada da investigação policial”, afirmou Ferreira Pinto.


A Rota apreendeu essa quantia expressiva para mostrar aos senhores que o crime organizado trabalha muito com dinheiro vivo. E nós precisamos entender que crime organizado aqui fora trabalha, não com banco, não com transações bancárias, mas com lavagem de dinheiro e com o dinheiro vivo"

Antonio Ferreira Pinto,
ex-secretário da Segurança Pública

O desligamento de Ferreira Pinto e a nomeação de Grella haviam sido anunciados pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) na quarta-feira (21), quando também foram divulgados os dados dos índices de criminalidade de outubro, o que deveria ocorrer somente no dia 25. O número de ocorrências de assassinato na capital quase dobrou em relação ao mesmo mês em 2011: 150 contra 78.

A Rota
Ainda na quarta, Alckmin deu coletiva dizendo que Ferreira Pinto havia pedido para sair, mas interlocutores ligados ao ex-secretário afirmaram nesta quinta ao G1 que foi o governador quem o demitiu. Nem Ferreira Pinto, nem Alckmin e muito menos Grella informaram os motivos da troca de comando em seus discursos nesta manhã.

Ferreira Pinto e Alckmin não concederam entrevistas e Grella falou rapidamente após a posse que ações contra o crime e respeito aos direitos humanos podem ser conciliados.

Durante sua fala, Ferreira Pinto, que ficou na pasta da segurança de 2009 a 2012, foi bastante aplaudido por policias e políticos presentes. Ele enalteceu a escolha em prestigiar a Rota, principalmente nos últimos anos, quando ela apreendeu mais de 8 toneladas de drogas e milhões de reais em dinheiro de criminosos.

“Acabando com um mito de que dinheiro de bandido não tem dono. A Rota apreendeu essa quantia expressiva para mostrar aos senhores que o crime organizado trabalha muito com dinheiro vivo. (...) E essa é a grande marca da Rota a quantia impressionante de R$ 16,3 milhões apreendidos, apresentados à autoridade policial em dinheiro vivo”, falou o ex-secretário.


Ferreira Pinto também lembrou de problemas enfrentados à frente da pasta, como as ondas de arrastões a condomínios, e roubos a joalherias de shoppings, bares e restaurantes, ataques com explosivos a caixas eletrônicos e os assaltos a motoristas nas marginais Pinheiros e Tietê, na capital. “Todos esses desafios, senhor governador, foram vencidos graças à atuação da Polícia Civil e da Polícia Militar”, disse ele.

Antes de deixar o saguão do Palácio sem querer falar com a imprensa, Ferreira Pinto ainda escutou uma frase de apoio de um colega, que disse: “O senhor fez um excelente trabalho. Agora poderá voltar à Promotoria e descansar e ver o jogo do Corinthians no Japão”. Ferreira Pinto é promotor de Justiça e corintiano. Tem o escudo do time tatuado no peito. A equipe irá disputar o Mundial de Clubes da Fifa em dezembro.

A queda
Para pessoas ligadas à cúpula da Segurança, os principais motivos para a queda de Ferreira Pinto foram o aumento da violência no estado, principalmente neste ano, e a troca de farpas com o governo federal, quando o então secretário bateu boca com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, por meio da imprensa ao recusar a ajuda para combater a criminalidade em São Paulo.

Após isso, as duas partes firmaram um acordo para conter os crimes no estado. A parceria prevê a troca de informações dos serviços de inteligência, combate às finanças da facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios paulistas, e transferência das lideranças do grupo criminoso, de prisões paulistas para unidades federais.

Além da saída de Ferreira Pinto da SSP, também deixa a pasta o seu então secretário adjunto, Jair Burgue Manzano. Ele foi representante da Segurança Pública na agência de ação integrada, criada após acordo com a União para tentar combater o levante de crimes em São Paulo neste ano. O substituto não foi anunciado, segundo a assessoria da secretaria.

O delegado-geral da Polícia Civil do estado, Marcos Carneiro Lima, reafirmou nesta quinta que colocou o cargo à disposição do governador. Questionado se continuaria na função, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Roberval Ferreira França, afirmou que sua permanência depende do convite de Alckmin. Nesta tarde, Grella irá se reunir com os chefes da PM e Polícia Civil para discutir prováveis mudanças nos comandos desses setores.

O G1 não localizou o secretário da Secretária da Administração Penitenciária (SAP), Lourival Gomes, para perguntar se ele será mantido pelo governo, já que a pasta trabalha em conjunto com a SSP na troca de informações sobre o sistema prisional.

Todas essas mudanças na cúpula da Segurança ocorrem no momento em que o estado passa por uma alta em índices de criminalidade. Desde o início do ano, 93 policiais militares foram mortos em São Paulo. Além disso, a região metropolitana vem registrando média de assassinatos por dia maior que no ano passado.

Segundo promotores que investigam os crimes, um dos motivos para explicar a onda de violência no estado é a guerra entre criminosos de uma facção criminosa e policiais. Os bandidos ordenaram a execução dos agentes da lei após seus comparsas serem mortos em ações policiais. Em contrapartida, PMs estão organizando grupos de extermínio para matar os criminosos e vingar a morte dos colegas.

13 comentários:

  1. Nem adianta procurar o Dr. ele não vai dar entrevistas, esta esperando passar esta onda de violência...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DR ??????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????
      DR EM QUÊ???

      Excluir
  2. O Lourival tá sumido, não abre a boca pra nada ( macaco velho!!)
    MAS NÃO VAI SER ESQUECIDO!!!!
    só pela matéria exibida pela rede bandeirantes sobre o domínio do PCC sobre uma das unidades prisionais de pinheiros, já era pra ele ter sido exonerado.
    OS GOVERNANTES DE SÃO PAULO SÃO OS MAIORES PARCEIROS DO CRIME ORGANIZADO!!
    TUDO FUNCIONA NA BASE DO ACORDO, "NÃO PODE COM SEU INIMIGO JUNTE-SE A ELE"
    INFELIZMENTE ESTE É O LEMA DO "ATUAL" GOVERNO.
    "ATUAL"- 18 ANOS CONSECUTIVOS...
    CADA POVO TEM OS GOVERNANTES QUE MERECEM!
    VAMOS VER EM 2014!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele fugiu pra Cuba; Guantânamo.

      Excluir
    2. realmente é lá o lugar dos terroristas!!

      Excluir
    3. Ele foi reeleito várias vezes pelo voto do povo, nós funcionários públicos somos menoria, vamos fazer campanhas mostrando a verdadeira cara desse PSDB, que vem fudendo nós funcionários públicos e conivente e aliado dos criminosos, aí vai uma pergunta, "Porque não entregam os líderes da facção criminosa PCC que se encontra hoje na Penitenciária II de Pres. Venceslau para os Federais?" Esses dois que puzeram a culpa neles, foi tudo laranja arranjado pelo Alckimim, quem está no comando ainda é o Marcola como sempre foi.

      Excluir
  3. O LORIVAL É ASP VELHO ,ELE QUER TIRAR AS 12 E NÃO SE ENVOLVER COM NADA ,DEIXA OS CARAS RESOLVEREM ESSA QUESTÃO O MELHOR É NÃO SE ENVOLVER É OQUE ELE PENSA .SOH QUE DEVERIA SER AO CONTRARIO ,HJ O PCC MANDA E DESMANDA DENTRO DAS CADEIAS DO ESTADO ATÉ A POPULAÇÃO SABE !!!!!

    ResponderExcluir
  4. SAIU O PINTO , TÁ ENTRANDO O GRELA, SÓ FALTA SAIR O LORO.....

    ResponderExcluir
  5. Será que o G1 marcou com as secretárias dele pra essa entrevista, por que quando qualquer asp se quiser dar uma palivrinha com ele é só com as secretárias que ele fala!!!
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  6. Este secretario tá de brincadeira, é asp das antigas, e desconhece tudo que ocorre no sistema, ou não quer abrir os olhos pra realidade presente. Tudo indica que vai cair na próxima semana!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. amigo, o lorival nunca foi asp......adiministrativo sim.

      Excluir
  7. Coitado do Lorival, nem que quisesse conseguiria resolver o problema da SAP pois só o governador pode colocar a SAP nos trilhos, Digo GOVERNADOR não esse bunda que está ai que goza da cara do servidor publico, exemplo, fiz uma simulação para compra da casa própria pelo programa de subsidio do governo do estado e vejam só, para um imóvel de R$80.000 reais o governo subsidia R$11.000 mil e eu entro com R$69.000 mil!!! COMO VOU AJUNTAR R$69.000 mil ganhando pouco mais de 2mil por mês com mulher e filho pagando aluguel??? Acho que com esse governo não temos a menor chance de resolver nada em nenhum sentido!!!

    ResponderExcluir
  8. COMO DIZEMOS DENTRO DA CADEIAS... QUEM NÃO É VISTO NÃO É LEMBRADO !!! O SENHOR SECRETARIO ESTA AGINDO DESSA FORMA QUE É PARA EVITAR A TAL DE PERSEGUIÇÃO QUE NÓS ASPS TEMEMOS POR MORARMOS LONGE DA FAMILIA E DEPENDER DE DIRETORES PARA CONSEGUIR NOSSAS TROCAS , PQ AFINAL É NOSSO INTERESSE E QUE POR ALGUMA OPNIAO CONTRARIA AO DA DIRETORIA SOFREMOS .TENHO 10 ANOS DE SISTEMA E TENHO QUE CONCORDAR COM MEU COLEGA AI EM CIMA ELE QUER TIRAR AS 12 DELE SEM NINGUEM ENCHER O SACO DELE .

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.