sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Secretaria de administração penitenciária de SP disse em 2009 que iria construir 49 presídios até o final de 2011.



Estamos no final de 2.012 e foram construídos menos de 10 unidades prisionais no estado de São Paulo.



A culpa geralmente cai em cima das cidades que não querem presídios, mas tem um monte de cidade que quer.
O argumento também é que precisa regionalizar os presídios, se fosse assim a maioria dos presídios seriam na capital e grande SP, pois 60% dos presos do estado são da grande SP.

Veja matéria da revista SAP de 2.009 e matéria dos jornais e tvs naquele ano.

Fonte: http://www.sap.sp.gov.br/download_files/pdf_files/revista/2sem_2009.pdf

É pública e notória a superlotação das unidades
prisionais em São Paulo e por isso, o governo
tem se empenhado para solucionar o
problema, com a construção de novas penitenciárias
masculinas e femininas, centros de detenção provisória
(CDPs) e de progressão penitenciária (CPPs). O
pacote de obras é ambicioso e até 2011 serão edificados
49 novos prédios em todo o Estado.
Os primeiros municípios a serem beneficiados serão
Jundiaí e Franca. Ambos terão seus CDPs inaugurados
já em 2010 e abrigarão presos que aguardam
julgamento, os chamados “provisórios”. O processo
de conclusão da obra em Franca está mais adiantado,
o que deve possibilitar a inauguração logo no início
do ano. O período de chuvas foi fator agravante na região
de Jundiaí e as obras do novo centro de detenção
devem ser concluídas no final do primeiro trimestre.
As unidades são anseios antigos nas cidades que
sofrem com a proximidade de carceragens localizadas
junto a centros urbanos. Os novos CDPs estão instalados
em áreas afastadas de residências e do comércio.
Quando entrarem em funcionamento possibilitarão
o esvaziamento das cadeias públicas e distritos policiais,
hoje instalados em perímetro urbano. Devem
também eliminar o atual problema de superlotação
das unidades prisionais.
Outra unidade também em construção é o Centro de Progressão Penitenciária
(CPP) de São José do Rio Preto, para presos em regime semiaberto.
Sua inauguração está prevista para 15/5/2010 e após inaugurado
possibilitará a desativação do atual Instituto Penal Agrícola (IPA),
que está instalado em perímetro urbano na mesma cidade.
Benefícios à sociedade
Um aspecto importante a ser destacado é a regionalização das novas
49 unidades, pois com o número de presídios que serão construídos,
haverá a possibilidade de aproximar o preso da família e proporcionar o
cumprimento da pena, de maneira mais digna e humana.
O projeto prevê também, redução nos procedimentos de escolta para
apresentação judicial; maior segurança para o servidor penitenciário,
na medida em que a unidade passa a operar dentro da capacidade de
lotação; redução na ocorrência de rebeliões e maior eficácia para coibir
a entrada de celulares.
Novas Unidades
Na reta final
Jorge de Souza.

http://noticias.r7.com/brasil/noticias/sao-paulo-lidera-prisoes-e-governo-preve-pacotao-de-49-presidios-ate-2011-20091012.html

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,governo-de-sp-retoma-construcao-de-presidios,468153,0.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.