quinta-feira, 23 de maio de 2013

Nada acontece nas prisões que não passe pela intermediação do PCC, diz socióloga

Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/2013-05-23/nada-acontece-nas-prisoes-que-nao-passe-pela-intermediacao-do-pcc-diz-sociologa.html

 

Nada acontece nas prisões que não passe pela intermediação do PCC, diz socióloga

Autora de livro conta como facção que nasceu em presídios se espalhou pelo País. ‘Não somos uma organização criminosa. Somos uma organização de criminosos", diz integrante

Vasconcelo Quadros - iG São Paulo | - Atualizada às

Escrito depois de quatro anos e meio de pesquisa, o livro PCC - Hegemonia nas Prisões e Monopólio da Violência (Editora Saraiva, 415 páginas, R$ 118,00), da socióloga Camila Caldeira Nunes Dias, da USP, mostra que o governo de São Paulo vem sendo derrotado pelo crime organizado. Consolidado depois de 20 anos de atuação, o PCC domina as prisões como força paralela ao Estado, controla a economia subterrânea alimentada pelo tráfico de drogas e está se expandindo para outras regiões do País.
AE
Inscrições do PCC pichadas em um cômodo de uma casa incendiada na Grande São Paulo

“Nada acontece nas prisões paulistas que não passe pela intermediação do PCC”, sustenta Camila, que entrevistou 32 detentos e ouviu dezenas de funcionários e dirigentes do sistema prisional paulista. Ela situa a trajetória da organização em três fases distintas para se firmar como contraponto à política prisional paulista e força econômica organizada a partir das atividades criminosas.

A primeira fase, que ela chama de conquistas, vai de 1993 a 2001, quando o PCC, voltado para os problemas carcerários, transformou as prisões numa espécie de QG do crime, promovendo a onda de violência, com rebeliões e mortes; a segunda é a da publicização, entre 2001 e 2006, marcada por ações de impacto e que chamaram a atenção para a existência da organização; e, por último, a consolidação, entre 2006 e 2013, que representa o controle efetivo das prisões e sua expansão para fora dos muros do sistema prisional, com penetração na economia informal da cidade através de atividades criminosas.
Divulgação
Capa do livro PCC - Hegemonia nas Prisões e Monopólio da Violência

Camila sustenta que o PCC exerce o controle sobre 90% da massa carcerária paulista, de cerca de 200 mil detentos, e é gerido por uma cúpula formada por dez presos, todos eles confinados na Penitenciária de Presidente Wenceslau. Esse grupo funciona como uma espécie de conselho deliberativo, repassando às unidades prisionais as diretrizes para a solução de conflitos comuns no sistema, executadas por integrantes que se esparramam pelas 150 unidades prisionais.

O poder de fogo da organização está na aliança e compromisso com bandidos em liberdade que, segundo ela, controlam a distribuição de drogas (cocaína, crack e maconha) e executam as ordens emitidas de dentro das prisões. Geograficamente, a estrutura segue os moldes da administração pública, com um representante, chamado na gíria criminal de “Sintonia”, responsável por cada área da cidade. O código é definido por “DDD”, seguido de um número correspondente à região de domínio de cada grupo.



Em fase de crescimento no País, a organização já tem ramificações em Estados como Paraná, Sergipe, Bahia, Pernambuco, Ceará, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, este último, de vital importância por se localizar na fronteira com Paraguai e Bolívia, passagem do grosso da cocaína que chega a capital paulista. Camila diz que parte dos lucros do tráfico é lavada em atividades como transporte alternativo, postos de gasolina e revenda de automóveis, uma clara proximidade com atividades formais que pode evoluir para relacionamento com grupos políticos através do financiamento de campanhas eleitorais.

“O perfil do PCC não tem paralelo. É uma organização sui generis: não é um cartel, não se parece com a máfia e nem tem as características das gangues americanas tradicionais. Perguntei a um deles o que é o PCC e ele respondeu: ‘Não somos uma organização criminosa. Somos uma organização de criminosos. Nossa finalidade é social, mas o meio é o crime. É assim que a gente ajuda os mano’, disse ele. Isso quer dizer que o crime e a economia do crime não são suficientes para explicar o que é o PCC”, alerta a socióloga.

Embora a constatação contrarie frontalmente o governo, que sequer reconhece a sigla da quadrilha, o PCC tem um apelo ideológico e uma aura de insurgência contra o estado. “O apelo dá ‘liga’. O trabalho social e ideológico é responsável pela união da massa carcerária contra o estado”, alerta. No plano da violência, o confronto armado se reflete no enfrentamento com a Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), o grupamento de choque da PM, numa relação de ódio recíproco cujo resultado são as baixas do ano passado em ambos os lados: 93 policiais militares e dezenas de criminosos, a maioria sem vínculo com a linha de frente de nenhum dos grupos, mas mortos nas recorrentes retaliações.


Segundo a socióloga, a decisão do governo em colocar a Rota para com bater o PCC foi desastrosa. Os episódios do ano passado mostraram, segundo ela, que a organização não mistura sua atuação dentro das cadeias com ações de rua.

Dentro das prisões, por exemplo, há cinco anos reina uma paz negociada, mantida pelo poder de força da organização e sob o olhar cômodo do aparato estatal. Uma das últimas rebeliões que se tem notícia ocorreu em Iaras, em 2008. E assim mesmo foi autorizada porque o comando do PCC, diante a reivindicação pelo motim, “reconheceu” que a direção da cadeia estava agindo com arbitrariedade contra alguns presos.

“A guerra do PCC contra a PM em 2012 foi fora do sistema prisional. Os presídios vivem atualmente uma fase de acomodação, sem a violência de outros períodos. É um equilíbrio precário, mas significa que o PCC tem o controle e o exerce plenamente na mediação dos conflitos internos. É como se o estado a ele tivesse delegado essa função”, afirma Camila.

29 comentários:

  1. NÃO PRECISA SER SOCIOLOGO PRA VER ISSO NÃO, PARA QUEM NÃO TRABALHA DENTRO DE UMA UNIDADE PRISONAL,É SÓ ASSISTIR UM POUCO MAIS DE JORNAL E ACESSAR MAIS A INTERNET, QUE TODOS VÃO VER A VERGONHA QUE É ISSO, E MUITOS AINDAM PENSAM QUE O PCC, ESTA APENAS NÃO CADEIAS PAULISTAS OU ESTA RESTRITO AOS GRANDES CENTROS URBANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO,AS FRONTEIRAS DA FACÇÃO VÃO MUITO ALEM,E O GOVERNO VEM TENTANDO ESCONDER O MONSTRO QUE ELE MESMO CRIOU, E QUE LOGO LOGO NÃO VAI ENGOLIR ELE E TODA A SOCIEDADE, E ISSO AINDA DA TEMPO DE ACABAR, BASTA TER CORAGEM E ENFRENTAR O PROBLEMA DE FRENTE, MAIS ISSO TEM QUE PARTIR DE NOIS QUE TRABALHAMOS NO DIA A DIA COM ESSA ESCÓRIA DA SOCIEDADE, A COMECARMOS A PRESSIONAR OS SINDICATOS, PORQUE TODOS BATEM NO NO PEITO QUE ESTÃO DEFENDENDO SEUS FIADOS, QUANDO NA VERDADE ESTÃO FAZENDO ACORDO POR DE BAIXO DOS PANOS PARA NINGUEM VER, PORQUE PARA O GOVERNO O TEMPO DELE TEM PRAZO DE VALIDADE, 1 ANO E MEIO + OU -, ENTÃO PARA A CUPULA DO GOVERNO TANTO FAZ TANTO FEZ. SOMOS APENAS NUMEROS E MAIS NADA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PEDE P/ ESSA SOCIOLOGA FICAR UM DIA SÓ DENTRO DE UMA UNIDADE, AI ELA VAI VER O QUE É CADEIA!!!!!!!!!!!!!!!!!! e assim mudara a sua opinião!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    2. Meus amigos, me corrijam se eu estiver enganado. Isso seria uma sociedade?

      Excluir
  2. Esse ultimo paragrafo fala tudo do que acontece dentro das prisões;resumindo estamos sob o comando dos "MARGINAIS",quando digo marginais me refiro a "AMBOS"

    ResponderExcluir
  3. e aí Janis, não me lembro se fez aqui em se blog alguma crítica ao governo por não ter transferido ninguém da cúpula do pcc à presídios federais, pô se são só 10, é fácil demais né, aproveita a oportunidade já q tudo dito aí é verdade msm e flae algo para nós...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi comentado no blog sim... várias vezes postei comentários sobre esse assunto.

      Excluir
    2. BOM DIA!!!!! JENIS SOU ASP AQUI NA P II DE SERRA AZUL E ESTAMOS TODOS MUITO SURPRESOS COM A RETIRADA DAS POSTAGENS SOBRE O NOSSO COMPANHEIRO DE LUTA QUE FOI AGREDIDO AQUI, PEÇO QUE POSSA NOS DAR UMA SATISFAÇÃO SOBRE ESSE FATO, POIS DEPOSITAMOS EM TI O MAIOR RESPEITO E CONSIDERAÇÃO ATÉ O MOMENTO, ESTAMOS TODOS AGUARDANDO SUA RESPOSTAS, E DESDE JÁ O MEU MUITO OBRIGADO!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    3. jenis sou funça da p2 de serra azul aonde esta semana um funça foi agredido tinha post sobre o assunto todos aqui que confiam em vc queria saber por que vc o tirou de sua pagina ....muito estranho esta situaçao estamos esperando sua resposta agradeço asp amigo !!

      Excluir
    4. Amigos de Serra Azul, acredito que já conseguiram o efeito que queriam com a postagem, se tiverem mais noticias me enviam por email, assim como postei, será postado qualquer outro assunto, só que eu não estava conseguindo moderar a quantidade de comentários, muitos estavam usando o blog para fazer um desabafo anônimo, sou contra esse tipo de atitude, vejam que tudo que publico assino com nome e sobrenome, alguns estavam inclusive ofendendo a honra e a moral de algumas pessoas da unidade, essas não foram postadas... A postagem foi guardada no arquivo do blog... Abraços, estou e estarei sempre a disposição.

      Excluir
  4. Parte dos direitos autorais, vão para a facção?
    Duvido que não!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A facção quer aparecer, ser glamourizada pela mídia, meter medo nos cidadãos, despertar principalmente nas mulheres a vontade de conhecer presos, pois é pequena a quantidade de visitas de presos na unidade, numa unidade com 1500 presos as visitas femininas não passam de 200. A facção quer aparecer isto dá status e cabeças de bagres usuários abraçam a causa. Poh, observação é tudo, observar amplamente, gente!!!!!

      Excluir
  5. boa tarde colegas infelizmente e assim que funciona pois o estado abandonou nos que e o estado nos mesmo pois eu tou bem voce que se dane assim que funciona o detento vendo isso ajudo o asp no dia dia e o colega que ferra lo desculpe mais assim que funciona espero comentarios asp 3 .abraço pelo desabafo

    ResponderExcluir
  6. Só não passa na mão dos ASPS que dão um couro que eles levam quando vão pra P 1 de Venceslau, quando são são recepcionados lá ! Aí eu Racho o Bico, aí eles não tem força!

    ResponderExcluir
  7. Sou Agente Aqui na Grande São Paulo...

    Vamos lah, Que existe trafico de drogas e controle das movimentações nos presídios não temos duvida quanto a isso, mas muita gente que ta de fora de um CDP, Penita ou qual seja o regime, fala muita besteira sobre o assunto...

    No crime tem varios oportunistas se passando de "malandro do comando" (pcc), mas quem tem um pouco de conhecimento sabe que "irmãos" mesmo do comando dentro e fora das unidades prisionais não chegam a 10 mil, dirá isso...

    Muita Gente usa o nome do comando e a mídia prega que existem 200 mil "irmãos", Pelo amor de Deus, santa paciência...

    Que o Comando PCC trabalha em pró de si, nas cadeias ou não é fato... O estado de SP necessita sim de melhoras no sistema penitenciário, mas comparando com todo o país tenho certeza que é o melhor, não por salario, e sim por todo contexto geral.

    Concluindo, Vejo pessoas com comentários, Livros, Artigos e diversas publicações, que não tem o minimo de conhecimento como funciona um cadeia de dentro... Imaginam que todo agente é corrupto, que o ladrão da ordem para o funcionario....

    Quem manda nas Cadeias são os Agentes que estão na linha de frente nas "Ideias" com os malandros e os AEVPS nas muralhas....

    Sempre teremos Unidades com maior disciplina e outras não... Umas mais rígidas e outras não....


    Agora afirmar que o PCC está na frente de tudo?
    na minha opinião não....

    Comentem por gentileza, se possível com coerência...



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vem trabalhar aqui em araraquara que vc vai ver quem esta na frente de tudo kkkkkkkkkkkkkkk socorro... vc nem raio deve pegar seu seguro do caramba; que respaldo temos pra combater as irregularidades de um raio com duzentos presidiários ao seu redor?-sê vc tiver me avise ; vou seguir passo a passo suas orientações,do contrário é tudo areia seu seguro. vc deve ser algum diretor de núcleo que da até a vida pra se manter no cargo por um salário de fome passa fome .rsrsrsrs zelador faca na caveira!!! pcc tem maior respeito dentro das unidades- basta não atrapalhar a caminhada deles que sabemos qual são: tráfico de drogas,aluguel da quadra de futebol,aluguel da cama para não dormir no chão,venda de rol de visitas e várias outras caminhadas se eu ficar falando tenho que escrever um livro...

      Excluir
    2. Como vimos vc que é comedia... Unidade aqui 2600, então nem vo fala qual a minha unidade pesquisa lah site sap qual que ta com essa capacidade... e comedia é vc... pq se vc deixa a bandidagem toma conta do seu raio, tenho alguns algumentos pra vc... choque, comedia, patoral...

      todos esses comentarios de venda e comercio, até um RO sabe que existe, e nao ver ser sabixão, pois essa caminhadinha sua, tem varios por aqui... Paga de monstrão e é comedia....


      mas faz assim, segue essa caminhada sua ai que vc vai se dar bem ......

      só p te lembrar aqui os raios são p 96 e cada um na media aqui, tem 325..... COmédia e segura é tu...


      Forte abraço, ASP, Grande SP...

      Excluir
    3. nem o chamei de comédia e vc já se intitulou...agora sê vc toma conta de um raio que é para 96 presidiários e tem 325 vc não é comédia não é um retardado. no meu caso eu não assumiria o raio e deixaria os diretores resolverem da maneira deles. isso é um absurdo; não pode acontecer, 325 presidiários e um guarda só pra manter a ordem e a disciplina.agora vc passa longe de ficar em um raio com esses números de presidiários.deve ser mesmo esses diretores de núcleo que querem dar uma de líder só para aparecer e os demais diretores cagar em cima da sua cabeça e na dos demais guardas que abraçar essas ideias!!!araraquara é nóis!!! rsrsrsrs

      Excluir
    4. não tenho raio, quem tem é o estado de são paulo!!!

      Excluir
  8. Sabe do que os marginais mais adoram? é serem engrandecidos, e é isso que ela esta fazendo, nossa mídia contaminada prega sempre e exalta o crime organizado, como que se o governo teria que tirar os mesmos como exemplo...

    Acorda ai, Quem conhece cadeia sabe que existem posicionamentos corretos, mas que a maioria da sociedade só sabe e fala asneira sobre o sistema prisional paulista...

    Abraço, Agente na Grande SP

    ResponderExcluir
  9. E o livro cobras e lagartos, apologia direta ao crime, todos sabem que o PCC está atras do autor Caveirinha. Infelizmente muita gente quer é aparecer, o agente penitenciário sabe que tem muito laranja no meios dos PCCs que são manipulados, este livro é mais um que não reflete a realidade dos presidios, tem muito agente com medo de represalias isso sim,assim como muitos presos, muitos são obrigados a ficarem quietos, muitos querem ser cidadãos, mas são ameaçados de morte, eu ouvi de um preso que em uma cela 2 presos eram PCC mas dominam uma cela com 11 detentos. Isso demonstra que nem sempre pessoas que não estão do lado de dentro que convivem sabem realmente o que acontece numa unidade prisional.

    ResponderExcluir
  10. hOJE EU PRESENCIEI UMA DESTAS SITUAÇÕES, NOSSA COZINHA FOI REORGANIZADA POR FALHA TÉCNICA SE ASSIM É A PALAVRA A USAR, PARA QUE NELA NÃO VÁ PREJUDICAR A ALIMENTAÇÃO DOS ALI "FUNCIONARIOS E SENTENCIADOS", DIRETORIA TEM QUE RECORRER AO PARTIDO, OU OS "PILOTOS DE RAIO" PARA QUEM IRÁ ASSUMIR O CARGO... tUDO É DETERMINADO NA MAIORIA OU A PARTIR DE CONCILIAÇÃO COM ELES"
    .
    .
    eEE PENITENCIÁRIA DE RIBEIRÃO!

    ResponderExcluir
  11. A "organização criminosa" PCC tem aproximadamente 6000 integrantes em sua totalidade, cerca de 3800 reclusos em Unidades de São Paulo e outras de outros estados e 2200 a 2500 em liberdade, divididos em vários estados e até mesmo países limitrofes, em virtude do monopólio da distribuição de entorpecentes. Para um trabalho coerente e controle da Unidade Prisional é necessário um trabalho sério de identificação dessas "lideranças negativas" e isolá-las, para isso é necessário que os agentes e diretores captem informações e façam uma filtragem, trabalhando de forma preventiva e não corretiva. A autoridade na Unidade é do agente, aqueles presos que não se adequam a Disciplina devem receber as punições previstas no regimento e normas legiferantes. Um dos maiores erros é retirar os agentes de dentro dos pavilhões, pois desta forma o poder público deixa de se fazer presente e organizações criminosas podem ocupar esse espaço. Trabalhei em todos os setores no interior de U.P. tais como zelador de pavilhão, zelador de cozinha, Gaiola Central,muitas vezes colocávamos uma cadeira no fundo do pavilhão para evitar que presos subissem no telhado, a partir do momento que o ASP se faz presente a população carcerária tende a se acostumar com isso (doutrinada) e transforma-se em rotina, essa é minha opinião.

    ResponderExcluir
  12. BOA NOITE, GOSTARIA DE FALAR COM O ANONIMO SÁBADO, MAIO 25,2013 1:28:00 PM, CARA VC DEVERIA MONTAR UMA CADEIA VIRTUAL NO SEU COMPUTADOR E IR IMPLANTANDO SUA FILOSOFIA COM SEUS DETENTOS VIRTUAIS, ACORDA AI CARA!!!, VC DEVE TRABALHAR NA ATALIBA LEONEL NA SEDE DA SAP, COM UM CRACHAZINHO PENDURADO NO PESCOÇO E ROUPINHA SOCIAL, DORMINDO EMBAIXO DAQUELAS ARVORES CENTENARIAS E CONVERSANDO COM AS PLANTAS SEU ANIMAL, NÃO É POSSIVEL UM ASP QUE JA VIROU CHAVE PENSAR ASSIM, VIRA ZELADOR DE UM RAIO EM ALGUM CDP DA CAPITAL PRA VC VER, E TENTA IMPLANTAR SUA FILOSOFIA SEU COMÉDIA, VC DEVE SER ASP AFASTADO E PUXA SACO DO PRESIDENTE DO SINDICATO "PELEGO DO GOVERNO".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É colega, procura se informar melhor, essa Unidade "VIRTUAL" existe, e situa-se na capital, e sim, pra se obter resultados é necessário implantar uma filosofia de trabalho, mas pelo que observei em seus comentários você prefere agredir os colegas de trabalho a tentar encontrar formas de melhorar o serviço. Boa sorte.

      Excluir
  13. Jênis e demais colegas, fico feliz em ver o debate provocado pelo livro. Espero que gostem e os que não gostarem também quero ouvir as críticas, acho que elas sempre são bem-vindas, sobretudo, vindas de vocês que lidam com isso no dia-a-dia. Minha pesquisa e o livro dela resultante é uma intepretação, portanto, não é a única visão possível sobre o fato.
    Há um relato detalhado no 2o capítulo do livro sobre a forma pela qual a pesquisa foi feita e posso garantir que não tive não haverá direitos autorais pagos ao PCC, nem qualquer tipo de vínculo ou de apologia ao crime. Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Pela minha visão de trabalho a 20 anos no sistema, o PCC nunca foi maioria, eles intimidam os outros sentenciados, ameaçam de morte fisicamente e toda família do sentenciado, e como todos sabem o Estado não separa o preso recuperável do preso irrecuperável, e que estão chegando pra nós os FEBEMs já com maior idade ( AQUELES QUE FAZIAM REBELIÕES, APARECIAM NA MIDIA MALTRATANDO OS MONITORES, NO TETO DAS UNIDADES), são mais arredios e sem comportamentos que norteiem a visão que serão recuperados, e presas fáceis para o PCC, pois são jovens sem nenhuma noção de valores humanos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ´VC ESTÁ QUERENDO DIZER QUE O SISTEMA CARCERÁRIO TEM JEITO COM ESSAS CONDIÇÕES PRECÁRIAS E COM ESSE EFETIVO DE UM GUARDA PARA 300 PRESOS? NÃO FALA BOBAGEM QUERENDO COLOCAR A CULPA NOS PRESOS DA FEBEM.OS PRESÍDIOS PAULISTAS ESTÃO NA MÃO DOS CRIMINOSOS. PELO JEITO ESSES 20 ANOS DE AGENTE PENITENCIÁRIO NÃO SERVIU PRA MUITA COISA . EM QUE ESTADO VC VIVE VEGETATIVO... RSRSRSRS

      Excluir
  15. Eu não falei que os presídios tem uma solução, eu expus minha visão, sem de modo algum querer aparecer ou dizer que sou o sabe-tudo, e ainda também, colhi informações dos próprios presos que são acuados e ameaçados pelo PCC, por minha educação, não responderei de forma grosseira como o colega, uma vez que acredito que este blog merece meu respeito, assim como também todos que aqui interagem.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.