segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Pomba carrega celular e pousa na cozinha de presídio paulista.

Fonte: http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2013/10/pomba-carrega-celular-e-pousa-na-cozinha-de-presidio-em-bauru.html

Pomba carrega celular e pousa na cozinha de presídio em Bauru

Aparelho foi localizado em uma pequena bolsa levada pela ave.
No ano passado, pombos levavam celulares para presídio em Pirajuí.

Do G1 Bauru e Marília
 
Pombo carregava um celular numa espécie de bolsinha  (Foto: Divulgação/SAP)
Pombo carregava um celular numa espécie de
bolsinha (Foto: Divulgação/SAP)
Agentes penitenciários do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) III de Bauru (SP), o antigo IPA, encontraram no domingo (6), um celular dentro da unidade que estava sendo transportado por uma pomba.
De acordo com informações da polícia, o animal pousou na cozinha da unidade prisional com uma pequena bolsa preta de pano presa no corpo com elásticos. Um dos agentes levou o celular para registrar a ocorrência no Plantão Policial, onde o aparelho foi apreendido.
Uso comum
Em maio do ano passado, a polícia de Pirajuí (SP) investigou o uso de pombos para levar celulares para dentro do presídio existente na cidade. Na época, pelo menos quatro aves foram encontradas com uma espécie 'mochilinha' amarrada ao corpo.

Nas duas últimas ocorrências, foram encontrados dentro do suporte dois celulares e um chip. Segundo informações da polícia, os pombos foram encontrados por agentes de segurança da penitenciária. Uma ave morreu ao trombar com um vidro de uma janela e a outra foi encontrada perto de um alambrado com dificuldade para voar.
Na época, a Secretaria da Administração Penitenciária confirmou que quatro pombos foram encontrados pelos agentes penitenciários. Dois deles portavam celulares e os outros dois apenas invólucros recheados com sabão em barra, o que leva a crer que era um tipo "treinamento" feitos pelos criminosos para uso das aves.

Ainda de acordo a SAP, em todas as ocasiões as aves foram apreendidas diretamente pelos agentes de segurança da unidade, antes de chegarem às mãos de qualquer detento.
  •  
A polícia abriu inquérito para investigar o uso das aves pelos criminosos.  (Foto: Fotos cedidas/ Jornal da Cidade)No ano passado, pombas foram apreendidas em Pirajuí (Foto: Fotos cedidas/ Jornal da Cidade)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.