segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Revista chama Alckmin de DILETANTE, em artigo sobre o crime organizado nos presídios paulistas.


Fonte: http://www.cartacapital.com.br/revista/771/alckmin-o-diletante-2665.html

Segundo o dicionário, DILETANTE é:
  1. (Obsoleto) aficionado por música
  2. (Extensão de sentido) amante das artes e literatura
  3. quem se ocupa de um assunto por gosto, como amador, e não como especialista
  4. quem muda com muita freqüência o objeto das suas atenções (o que, muitas vezes, está associado à ociosidade); quem não mantém o foco em um assunto ao qual atribui prioridade (ou em poucos deles) e o(s) abandona antes de alcançar objetivos palpáveis.
    • Eça de Queiroz, Correspondência de Fradique Mendes, Obras Completas de Eça de Queiroz vol.XVIII - Círculo de Leitores - Lisboa - 1981, p.61:
      O diletante, com efeito, corre entre as ideias e os factos como as borboletas (a quem é desde séculos comparado) correm entre as flores, para pousar, retomar logo o voo estouvado, encontrando nessa fugidia mutabilidade o deleite supremo.


Alckmin, o diletante

Para que isolar os líderes do PCC se o governador paulista permite o ingresso de celulares nos presídios para monitorar as conversas?


por Wálter Maierovitch — publicado 21/10/2013 04:58


Marcelo Camargo/ABr


Alckmin
Alckmin repete nas mídias, com base em experiência italiana de sucesso no trato penitenciário com os chefões das quatro máfias, ser necessário isolar em presídios de segurança máxima os líderes do crime organizado

Leia também            


Conhecer o fenômeno representado pelo crime organizado é fundamental antes de legislar ou traçar políticas e estratégias para contrastá-lo. Pablo Escobar, o maior narcotraficante de cocaína de todos os tempos e chefão do colombiano e transnacional Cartel de Medellín, mandou fuzilar e matar o ministro da Justiça, Rodrigo Lara Bonilla, e foi corresponsável pela eliminação, em ataque único, da metade dos magistrados da Suprema Corte de Justiça colombiana. Salvatore Totò Riina, o chefe da Cosa Nostra siciliana, dinamitou, num arco de 49 dias, os magistrados italianos antimáfia Giovanni Falcone e Paolo Borsellino. Somente após esses ataques as Nações Unidas começaram a se preocupar com a dimensão e a ousadia dessas organizações. E elas ­atuam sem limitação de fronteiras. Têm controle social e territorial, difundem o medo, movimentam fortunas pelos sistemas bancário e financeiro internacional atentam contra o Estado Democrático de Direito e as garantias fundamentais dos cidadãos.

Em novembro de 1994, a ONU promoveu, em Nápoles, a primeira Conferência Mundial sobre Crime Transnacional. Estavam presentes chefes de Estado, de governo e ministros de 140 dos 189 Estados membros das Nações Unidas. Do do­cumento de encerramento constou a ­recomendação para não se legislar ou executar medidas de contraste sem conhecimento do fenômeno.

Com diletantismo, o governador paulista Geraldo Alckmin fracassa no enfrentamento da organização criminosa denominada Primeiro Comando da Capital (PCC), uma pré-máfia que completou, em julho deste ano, 20 anos de idade. A cada ano, ela se torna mais bem organizada, ousada e poderosa financeiramente. Fatura 120 milhões de reais por ano, segundo o Ministério Público Paulista. Não são necessários os cem olhos do mitológico príncipe de Argo, pintado em famosa tela de Velázquez exposta no madrilenho Museu do Prado, para se perceber a contradição na política e estratégia do governo Alckmin no combate ao PCC.

Alckmin repete nas mídias, com base em experiência italiana de sucesso no trato penitenciário com os chefões das quatro máfias peninsulares, ser necessário isolar em presídios de segurança máxima os líderes do crime organizado. Mas, em flagrante contradição lógica, o governador admite, nos presídios paulistas ditos de segurança máxima, o ingresso e o uso de telefones celulares. Isso abre canal para a crème de la crème da delinquência se comunicar com o exterior e governar o PCC a distância. Essa estratégia consiste em permitir o ingresso de celulares para a polícia colher informações por meio de grampos.

Alckmin ainda não se deu conta dessa contradição lógica de querer isolar sem impedir a comunicação mediante o uso de celulares. No popular, “enxuga-se ­gelo”. Esse tipo de contradição os pretores romanos classificavam como contradictio in adiecto.

Na Itália, por emenda ao artigo 41 do Código Penitenciário, a nata da criminalidade é vigiada 24 horas por dia, em presídios especiais equipados com telecâmeras. Para se ter ideia, o mafioso Salvatore Lo Piccolo conseguiu, na Corte Suprema, uma ordem de retirada da câmera que captava imagens do banheiro da sua cela individual, com foco na privada. Nesses presídios, atuam a polícia ­penitenciária e o seu núcleo de inteligência. As visitas, com vidro blindado a separar nas interlocuções, e comunicação por microfone e equipamento individual de áudio, são vigiadas. Nos presídios não entram celulares e, em razão de bloqueadores de sinal, estes não funcionam.

A propósito de restrições, a Corte Europeia de Direitos Humanos já decidiu no sentido de um longo período de encarceramento, com as restrições voltadas a “desplugar” o mafioso da sua organização criminosa, o que não ofende os direitos fundamentais. Isso quando o encarcerado representa grave perigo à sociedade e ao Estado. Como frisou o juiz Roberto Scarpinato, magistrado responsável por vultoso desfalque ao patrimônio da Cosa Nostra siciliana, o chefão mafioso, no sistema de cárcere-duro e isolado, passa a ter a certeza de não mais ser “chefe de nada”.

Os narcodiálogos grampeados nos presídios de Alckmin não resultam em apreensões significativas e não geram desfalque substancioso no “banco central” do PCC. Não se deve esquecer a vocação do crime organizado de se infiltrar no poder e da sua atuação parasitária, a sugar recursos e a força do Estado.

Num pano rápido, com o diletantismo de Alckmin, em cujo governo já se afirmou ora estar o PCC extinto, ora estar reduzido a poucos membros, ajuda na expansão do PCC, que já colocou o governo de joelhos.

25 comentários:

  1. a Corte Europeia de Direitos Humanos já decidiu no sentido de um longo período de encarceramento,no sistema de cárcere-duro e isolado, passa a ter a certeza de não mais ser “chefe de nada”,o que não ofende os direitos fundamentais. Enquanto isso no Brasil....

    ResponderExcluir
  2. ANO QUE VEM É ELEIÇAO : VOTEM NO NARIGUDO.VOTEM............
    NAO DOU 60 DIAS PRA TER OUTRA MEGA REBELIAO.

    ResponderExcluir
  3. Cadê a notícia sobre o porte de arma que a Dilma enviou? Só seu blog que não noticiou ainda!!!Você perdeu até pro SINDASP!!!Acorda Jenis!!!

    ResponderExcluir
  4. Wálter Maierovitch ,se tem um jurista que sabe o que está falando é este senhor! Não os comentaristas chapa-brancas da Globo!!!
    Há muito tempo eu o acompanho via,blog , Radio Cbn,palestras ,etc..
    Sempre opiniões coerentes e fortes!!!

    ResponderExcluir
  5. Mas mesmo assim sou a favor da extinção dos celulares nas cadeias, simplesmente essas escutas que seria para combater o crime proteger servidores honestos do sistema, os desonestos e trairas estavam usando o meio de escutas para se beneficiarem de uso pessoal, porque se estivessem sendo usado para beneficiar o sistema, nenhum agente seria morto.

    ResponderExcluir
  6. é meus caros, nós agentes sabemos o qto a governo de sp esta envolvido com o pcc. Eles vivem um romance de 20 anos. e os seu filhos estão se multiplicando, sp vai fc pior doque o rio de janeiro. o alkimin tornou o pcc invisivel e os blindou. Nós estamos no óleo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FAÇA IGUAL AO MASSACRE DO CARANDIRU... FAÇA IGUAL AO FLEURY SR. ALCKMIN... POIS É A REALIDADE... O P.C.C. TOMOU UMA PROPORÇÃO QUE TÁ DIFÍCIL MELHOR IMPOSSÍVEL A DESARTICULAÇÃO DESSA FACÇÃO.

      Excluir
  7. no brasilo as leis de execução penal são falhas ,visita intima ,50 presos em uma cela projetada para 12.os presos pelo numero maior e eneficacia do estado em fazer cumprir as leis mandam tanto no interior das unidades e fora das unidades ,garanto que se colocar os de menor crime para cumprimento de pena alternativa e os de maiores crimes para realmente cumprir pena (sem visita intima ,poucos por cela ,broqueador de celular ,telecamereras ,etc>>) sufocaria o crime ,mais os direitos dos manos no brasil trabalha para criminosos poderem viver nas costas da população ,qd naum é roubando ou traficando ,esta comendo as nossas custas e gozando na cadeia !!!

    ResponderExcluir
  8. e tem gp que fica pagando de polícia kkkkkkk. o negócio ta mais feio do que se imagina . esse governo psdb só prestou pra cria isso agora quem paga o pato mais uma vez é o trabalhador . essa pseudo democracia sulamericana, e responsavel por toda essa palhaçada, criamos uma geração de insanos e psicopatas,

    ResponderExcluir
  9. Fico feliz em saber que tem alguem fora do sistema penitenciario que pensa como eu. Já não aguentamos mais essa politica tacanha do governo paulista, uma hora o PCC está extinto, outra esta reduzido a poucos membros . Enquanto isso o crime desorganizado só cresce. Falo desorganizado , porque se fosse organizado no sentido principal da palavra, ja teria até derrubado o Governo do Estado mais rico do país. E do jeito que está não falta muito............

    ResponderExcluir
  10. E o nariz de chuchu é isso mesmo não acredita no que ve acha que esta tudo sob controle graças aos puxa saco que estão com as jacas nas cadeiras em seus gabinetes e salas fazendo relatorios de fuga zero morte zero agressão 01 por cdp só na capita mas isso é fato isolado,contagem deu certo visita fruiu bem então pra ele em cima desses relatorios esta maravilhoso.Muito bom essa comparação da politica italiana com a do brasil

    ResponderExcluir
  11. Amigo Jenis, depois dessa matéria falar o que? Esse é o nosso Governo, temos a oportunidade em 2014 de mudar só depende de nós.

    ResponderExcluir
  12. Quem combate o pcc e o agente da carceragem
    CDVI

    ResponderExcluir
  13. Por favor Jenis, poste em seu blog esta matéria: http://sindespe.org.br/portal/lei-que-extingue-a-familia-sera-em-votada-na-proxima-semana/

    ResponderExcluir
  14. ANONIMO: NO BRASIL, TODOS SE AFEIÇOAM IMEDIATAMENTE AS NOVELAS, BASTA OS PRIMEIROS CAPÍTULOS, ENTÃO: A NOVELA PCC, ACOMPANHADA POR TODO O BRASIL, MAIS PROPRIAMENTE PELO POVO DE SÃO PAULO, AS ESTORIAS DIVERSIFICAM, QUANDO ESCRITAS, VEZ PELO GOVERNO, VEZ PELOS BANDIDOS, ESSA NOVELA JA RENDEU, MUITAS ALEGRIAS AOS ADEPTOS DO PCC E TAMBÉM MUITA TRISTEZA, AOS FAMILIARES DOS NOSSOS IRMÃOS MORTOS, QUANDO TODOS ESPERAVAM O FINAL DA NOVELA, UM DOS ESCRITORES AFIRMAVA EM PÚBLICO QUE O PCC ESTAVA EXTINTO, HAVIAM APENAS 08 REMANESCENTE, E ESTAVAM PRESOS A 7 CHAVES, NUM PRESIDIO SE SEGURANÇA MÁXIMAXISSIMA, SE EXISTE ESTA PALAVRA, KKK, AGORA NOTICIAM NOVOS CAPITULOS, MOSTRANDO LIGAÇÕES TELEFONICAS DE DENTRO DAQUELA MASMORRA INTRANSPONIVEL, QUE DE 08 PASSARAM PARA 35 E O MP AFIRMA TER PEDIDO A PRISÃO DE 135, E AÍ O GOVERNO ESTAVA SENDO ENGANADO POR SEUS SECRETARIOS, OU JÁ SABIA DE TODA ESSA PALHAÇADA ENGENDRADA POLITICAMENTE PARA ENGANAR O POVO, PARA AGARIAR VOTO NAS PRÓXIMA ELEIÇÕES. AGORA PERGUNTO AO POVO, ILUDIDO, DECEPCIONADO, OTÁRIOS QUE SOMOS TODOS NOS; É HORA DE UNIRMOS, MOSTRAR QUE REALMENTE SOMOS GRANDES EM NUMERO E EM CARATER E FAZER COM QUE ESSE GOVERNO HIPOCRITA, NOS CONHEÇA NAS URNAS. OBRIGADO MEUS AMIGOS...ASP COM MUITO ORGULHO.

    ResponderExcluir
  15. O PCC não colocou o governo de joelho, colocou de quatro.

    ResponderExcluir
  16. FALAR OQUE?? TUDO JÁ FOI DITO. ESSE GOVERNO É UMA COMÉDIA DE MAL GOSTO. E NÓS PAGAMOS O ESPETÁCULO.

    ResponderExcluir
  17. Em qualquer país civilizado, a Justiça pode deixar um bandido perigoso isolado do resto do mundo e ninguém se manifesta. Aqui no Brasil, se fizerem uma coisa como essa, os Direitos Humanos (ou Dosmanos, sei lá.....) caem em cima, até com ajuda da mídia !!!! Paizinho comédia esse nosso !!!!!

    ResponderExcluir
  18. Jenis os agente do RJ Ganham mais do SP, por que?

    ResponderExcluir
  19. jenis teve uma reportagem sobre presidios no interior,no programa cqc posta ae para o pessoal dar sua opiniao

    ResponderExcluir
  20. http://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2013/10/nove-chefes-de-faccao-criminosa-do-estado-estao-no-noroeste-paulista.html - Posta ai Jenis materia sobre os chefes d pcc

    Asp Gata PFII tremembé

    ResponderExcluir
  21. O que esta tao dificil de resolver, me digam dessa populaçao carceraria quem pode ser ressocializado, eu duvido que o criminoso ao ver o seu companheiro cumprir de ponta a ponta trabalhando, ninguem vai querer cadeia amigo... Agora cadeia com droga ,celular, visita intima, televisao, bate mas nao pode apanhar, assim velho a cadeia fica cheia mesmo.

    ResponderExcluir
  22. O governo tem a maquina da segurança com homens na sua maioria inteligentes, tem o governo federal com suas policias federal, exercito, vao deixar esse pessoal tomar conta, pelo historico que o jenis postou, uma verdadeira abertura de olhos, voces estao esperando o que....

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.