quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Agente de escolta preso por envolvimento em explosão de caixa eletrônico, segundo diário de Marília.

Ficou a dúvida se é AEVP ou se é agente de escolta armada do setor privado.

http://www.diariodemarilia.com.br/noticia/128697/agente-e-preso-por-envolvimento-em-explosao-de-banco-em-echapora


Agente é preso por envolvimento em explosão de banco em Echaporã

Acompanhado de um advogado, o rapaz de 26 anos se entregou à Polícia


ECHAPORÃ - Quadrilha explodiu um caixa eletrônico e fugiu com cerca de R$ 800 - 


O agente de escolta armada Hugo Henrique Machado Clauzen, 26, se entregou na madrugada de ontem à polícia por envolvimento na explosão do caixa eletrônico do Bradesco, em Echaporã. É o quinto envolvido no crime praticado na madrugada de terça-feira (21). Ele compareceu à delegacia de Polícia Civil do município de Echaporã acompanhado pelo seu advogado. De acordo com as informações da polícia, Clauzen mora em Hortolândia e parte de sua família reside em Echaporã, situada há 42 km de Marília.

O delegado João Carlos Domingues que acompanha o caso instaurou inquérito no intuito de esclarecer a participação de outros envolvidos no crime. Domingues solicitou a prisão temporária do agente de escolta pelo prazo de 5 dias. A justiça acatou ao pedido e Clauzen foi removido à penitenciária de Marília. A prisão pode ser prorrogada por outros cinco dias. A polícia procura ainda outro homem identificado como Samuel Cardoso, também suspeito de integrar a quadrilha.

O CASO

O eletricista de automóveis, Rafael Henrique Toledo, 19, Márcio Nery dos Santos, 37, e duas adolescentes de 14 e 16 anos foram presos terça-feira por envolvimento na explosão de um caixa eletrônico do Bradesco em Echaporã. Até uma equipe do GATE (Grupo de Ações Táticas Especiais) foi chamada para acompanhar o caso e detonar explosivo localizado em meio aos escombros.

O crime aconteceu às 2h na região central, Rua São Paulo, 381. Quadrilha explodiu um caixa eletrônico e fugiu com cerca de R$ 800. Após perseguição, os quatros acusados foram localizados e presos. A polícia não conseguiu identificar apenas um criminoso, vulgo “Baianinho”, residente em Campinas e que conseguiu fugir do cerco policial. Levados à delegacia de Echaporã, o delegado João Carlos Domingues ratificou a voz de prisão dada pelos PMs.

Rafael e Márcio foram encaminhados à Penitenciária de Marília. As adolescentes foram entregues aos seus pais, que assumiram a responsabilidade de apresentá-las sempre que houver a solicitação por parte da justiça.

11 comentários:

  1. Realizei uma pesquisa na site http://www.transparencia.sp.gov.br/busca-agentes.html, onde o mesmo não pertence a nenhum quadro de funcionários do estado.
    Essa informação serve para informar e não denegrir a imagem dos nossos companheiro que trabalha seriamente e com muito respeito.Desta forma não levantar falsos testemunhos ou informação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mil desculpas a categoria dos AEVPs que sempre admirei e elogiei, pelo mal entendido.



      Sou agente penitenciário desde março de 1.994, quando entrei no sistema existia fuga nos presídios paulistas quase todo mês, em 2.001 quando foi criado o cargo AEVP, as fugas foram a ZERO, inclusive alguns guerreiros tombaram combatendo o crime e derrubaram alguns presos tentando fugir pulando as muralhas.

      Sempre digo em público ou nas entrevistas que concedo que essa é uma das melhores categorias de trabalhadores do estado de São Paulo, mesmo sem condições de trabalho adequado, fazem um excelente trabalho.

      Postei uma postagem de um jornal de Marília que dizia que um agente de escolta foi preso por explodir caixas eletrônicos, a matéria daquele jornal dizia "Agente é preso por envolvimento em explosão de banco em Echaporã", ao ler a matéria, o jornalista dizia que era um agente de escolta, mas mesmo assim, tive o cuidado de postar comentando "Ficou a dúvida se é AEVP ou se é agente de escolta armada do setor privado".

      Mas como muitas entidades estão preocupadas com nosso trabalho e nosso novo caminho para os servidores penitenciários, diante disso começaram fazer intriga dizendo que a notícia era falsa e que esse blog queria denegrir os AEVPs e que apenas defende ASPs.

      Essa postagem foi postada apenas porque a intenção desse BLOG é divulgar toda e qualquer matéria em que os trabalhadores do sistema prisional forem citados, e nessa matéria do jornal ficou a dúvida se era ou não AEVP, mas recebi vários e-mails de companheiros AEVPs dizendo que ele não é AEVP.

      Portanto, torno a dizer que sempre tive uma admiração gigantesca pelo trabalho dos AEVPs (Agentes de Escolta e Vigilância Penitenciária) e peço mil desculpas a esses trabalhadores, mesmo não tendo denegrido ou achincalhado essa categoria, como alguns opositores tentaram dizer.


      Os AEVPs que me conhecem sabem do que estou dizendo. Esse BLOG está aberto para qualquer comentário sobre esse assunto.
      Peço desculpas aos AEVPs não por medo, nem para dar satisfação aos opositores, ou qualquer outra preocupação, mas sim porque admiro muito o trabalho desses guerreiros e eu mesmo não gostei do mal entendido da matéria jornalística.

      Excluir
  2. Pesquisei o nome Hugo Henrique Machado Clauzen no Diário Oficial de SP e não constou nada que me leve a crer que ele seja funcionário do sistema prisional...menos mal né?!

    ResponderExcluir
  3. Jenis voce devia ter o minimo de bom senso em pesquisar antes de colocar uma noticia destas aqui no site, o cidadão é um VIGILANTE e não AEVP, neste caso voce esta denegrindo uma categoria inteira por falta de comprometimento em checar uma simples noticia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mil desculpas a categoria dos AEVPs que sempre admirei e elogiei, pelo mal entendido.



      Sou agente penitenciário desde março de 1.994, quando entrei no sistema existia fuga nos presídios paulistas quase todo mês, em 2.001 quando foi criado o cargo AEVP, as fugas foram a ZERO, inclusive alguns guerreiros tombaram combatendo o crime e derrubaram alguns presos tentando fugir pulando as muralhas.

      Sempre digo em público ou nas entrevistas que concedo que essa é uma das melhores categorias de trabalhadores do estado de São Paulo, mesmo sem condições de trabalho adequado, fazem um excelente trabalho.

      Postei uma postagem de um jornal de Marília que dizia que um agente de escolta foi preso por explodir caixas eletrônicos, a matéria daquele jornal dizia "Agente é preso por envolvimento em explosão de banco em Echaporã", ao ler a matéria, o jornalista dizia que era um agente de escolta, mas mesmo assim, tive o cuidado de postar comentando "Ficou a dúvida se é AEVP ou se é agente de escolta armada do setor privado".

      Mas como muitas entidades estão preocupadas com nosso trabalho e nosso novo caminho para os servidores penitenciários, diante disso começaram fazer intriga dizendo que a notícia era falsa e que esse blog queria denegrir os AEVPs e que apenas defende ASPs.

      Essa postagem foi postada apenas porque a intenção desse BLOG é divulgar toda e qualquer matéria em que os trabalhadores do sistema prisional forem citados, e nessa matéria do jornal ficou a dúvida se era ou não AEVP, mas recebi vários e-mails de companheiros AEVPs dizendo que ele não é AEVP.

      Portanto, torno a dizer que sempre tive uma admiração gigantesca pelo trabalho dos AEVPs (Agentes de Escolta e Vigilância Penitenciária) e peço mil desculpas a esses trabalhadores, mesmo não tendo denegrido ou achincalhado essa categoria, como alguns opositores tentaram dizer.


      Os AEVPs que me conhecem sabem do que estou dizendo. Esse BLOG está aberto para qualquer comentário sobre esse assunto.
      Peço desculpas aos AEVPs não por medo, nem para dar satisfação aos opositores, ou qualquer outra preocupação, mas sim porque admiro muito o trabalho desses guerreiros e eu mesmo não gostei do mal entendido da matéria jornalística.

      Excluir
  4. Mil desculpas a categoria dos AEVPs que sempre admirei e elogiei, pelo mal entendido.



    Sou agente penitenciário desde março de 1.994, quando entrei no sistema existia fuga nos presídios paulistas quase todo mês, em 2.001 quando foi criado o cargo AEVP, as fugas foram a ZERO, inclusive alguns guerreiros tombaram combatendo o crime e derrubaram alguns presos tentando fugir pulando as muralhas.

    Sempre digo em público ou nas entrevistas que concedo que essa é uma das melhores categorias de trabalhadores do estado de São Paulo, mesmo sem condições de trabalho adequado, fazem um excelente trabalho.

    Postei uma postagem de um jornal de Marília que dizia que um agente de escolta foi preso por explodir caixas eletrônicos, a matéria daquele jornal dizia "Agente é preso por envolvimento em explosão de banco em Echaporã", ao ler a matéria, o jornalista dizia que era um agente de escolta, mas mesmo assim, tive o cuidado de postar comentando "Ficou a dúvida se é AEVP ou se é agente de escolta armada do setor privado".

    Mas como muitas entidades estão preocupadas com nosso trabalho e nosso novo caminho para os servidores penitenciários, diante disso começaram fazer intriga dizendo que a notícia era falsa e que esse blog queria denegrir os AEVPs e que apenas defende ASPs.

    Essa postagem foi postada apenas porque a intenção desse BLOG é divulgar toda e qualquer matéria em que os trabalhadores do sistema prisional forem citados, e nessa matéria do jornal ficou a dúvida se era ou não AEVP, mas recebi vários e-mails de companheiros AEVPs dizendo que ele não é AEVP.

    Portanto, torno a dizer que sempre tive uma admiração gigantesca pelo trabalho dos AEVPs (Agentes de Escolta e Vigilância Penitenciária) e peço mil desculpas a esses trabalhadores, mesmo não tendo denegrido ou achincalhado essa categoria, como alguns opositores tentaram dizer.


    Os AEVPs que me conhecem sabem do que estou dizendo. Esse BLOG está aberto para qualquer comentário sobre esse assunto.
    Peço desculpas aos AEVPs não por medo, nem para dar satisfação aos opositores, ou qualquer outra preocupação, mas sim porque admiro muito o trabalho desses guerreiros e eu mesmo não gostei do mal entendido da matéria jornalística.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem precisaria pedir desculpas. Não vi você, em momento algum, dizer que foi AEVP.

      Excluir
  5. você que se diz neidinha você não passa de uma estupida,ignorante, vai trabalhar e,para de falar merda!.(Eu sei que você não vai postar meu desabafo!)...Se ela têm algum caso mal resolvido com algum AEVP é,problema dela!,a pior coisa do ser humano é,dor de cotovelo!.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois bem, então a ignorante sou eu? Mostre a todos onde que a postagem do Jenis AFIRMA que o bandido é um AEVP.

      Está bem claro a parte que menciona ser um agente de escolta. Se o senhor não sabe que existem pessoas que escoltam valores, por exemplo, então já sabemos quem é o ignorante.

      Ah, se por acaso eu tivesse um caso com AEVP, não seria com alguém semianalfabeto como o senhor.

      Se a senhora está irritadinha, nada como puxar umas doze horas de torre para acalmá-la...

      Excluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.