quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Presos reclamam da falta de água constante em CDP paulista.

Fonte:
http://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/2014/01/presos-reclamam-da-falta-de-agua-constante-no-cdp-de-taubate-sp.html

08/01/2014 11h16 - Atualizado em 08/01/2014 15h23


Presos reclamam da falta de água constante no CDP de Taubaté, SP

Problema de abastecimento estaria acontecendo desde dezembro.
Estado diz que calor faz que consumo seja maior que a oferta de água.





Do G1 Vale do Paraíba e Região (*)

CDP de Taubaté, que estaria superlotado. (Foto: Reprodução/TV Vanguarda)CDP de Taubaté, que estaria superlotado.
(Foto: Reprodução/TV Vanguarda)

Presos do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Taubaté estão sendo afetados pela frequente falta de água na unidade. Familiares dos detentos reclamam que o problema ocorre há cerca de um mês. Atualmente, o local conta com 2.144 detentos.

Essa não é a primeira reclamação envolvendo a estrutura do CDP. A justiça pediu a interdição da unidade por problemas como a superlotação, sujeira e condições precárias.

De acordo com familiares que preferiram não se identificar, no último domingo (5) a unidade ficou sem água do início da manhã até o fim da tarde. “Fui visitar meu marido e não teve nenhum tipo de abastecimento o dia todo. As famílias começaram a reclamar e só ligaram a água às 15h30”, afirmou uma mulher.



Ela conta que, segundo o marido, os problemas de abastecimento na unidade acontecem diariamente. “Estão desligando a água todos os dias às oito horas da manhã e só ligam novamente a meia-noite. As pessoas podem tomar banho e lavar roupa apenas de madrugada e ficam sem beber água”, disse.

Ainda segundo relatos, o problema é antigo e frequente em períodos com aumento do calor. “Sempre falta água nessa época do ano. Em 2012 aconteceu isso e agora está pior. Tudo bem que todos que estão lá cometeram erros, mas não é justo ficar nessas condições”, disse outro parente de preso que também esteve no local durante o fim de semana.

A juíza da 1º Vara de Execuções Criminais de Taubaté, Sueli Zeraik, foi procurada para comentar o caso e informou, por e-mail, que tem conhecimento da falta de água no local. De acordo com a juíza, o problema tem sido constatado nas visitas mensais realizadas ao local e foi um dos fatores que motivaram o pedido de interdição na unidade no início de 2012.

Outro lado
Procurada, a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) informou por meio de nota que não há problemas de abastecimento no CDP de Taubaté e que “em dias mais quentes, a quantidade de água consumida é maior que a recebida”. Segundo SAP no último sábado (4) e domingo (5) a unidade recebeu 1.057 visitantes, o que proporcionou aumento no consumo.

A secretaria também informou que possui uma estação de tratamento de água própria que abastece o CDP e outros quatro presídios. De acordo com a SAP, quando há falha no abastecimento de água a Sabesp é acionada e fornece água em caminhões pipas até a regularização do abastecimento. Em 2012, a SAP chegou a informar que estava racionando a água na unidade para evitar o desabastaecimento.

(*) Colaborou Daniel Corrá

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.