quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Mulheres esquecidas no sistema prisional paulista, e não são presas!

Texto enviado por uma agente penitenciária que está aguardando a escolha de vagas, inclusive já fizemos postagem nesse blog sobre essa situação que as agentes penitenciárias estão vivendo em alguns presídios da região da capital de São Paulo.


Veja o texto enviado pela agente de forma anônima, enviou de forma anônima por motivos óbvios.


Mulheres esquecidas

A felicidade ao passar em um concurso publico é inexplicável. A tal da estabilidade financeira deixa de ser sonho e se torna realidade. O nosso sonho foi adiado pela incerteza de uma escolha de vagas que nunca vem, gerando desse modo angustia e aflição.

O governo não pensou na vida das novas funcionarias da SAP. Somos mulheres batalhadoras: filhas, esposas, mães longe de suas famílias morando muitas vezes aglomeradas em pensões já que fazer um contrato de aluguel é temeroso, todos os dias a tal da convocação para a escolha de vaga pode surgir.

Um ano acabou outro já se iniciou e ainda não fomos tratadas com o respeito e a dignidade que merecemos. O prazo mínimo de seis meses para se inscrever na LPT foram cumpridos, porém não podemos usufruir desse direito.

Estamos na contramão da transferência para casa. Estamos privadas de organizar nossas vidas, traçar novas metas, enfim ancoramos em uma unidade provisória.

SAP queremos apenas nossos direitos garantidos por lei. Cadê nossas vagas? O dilema segue dia após dia, ligações constantes para a SAP sempre com a mesma resposta: não há previsão. 

Continuamos esquecidas e sem esperança.

18 comentários:

  1. Esta Secretaria é uma Piada, LPT´s sem transparência, agentes sendo cassados nas ruas, servidores sendo restritos de seus direitos de escolherem vagas, agentes sendo agredidos nas unidades e Dg´s sendo omissos, Base de escolta provisória com banheiro imundo e alagado, Mais de 30 viaturas paradas sem verbas pra conserto e revisão. Cargos de chefia para quem puxa saco, etc.

    ResponderExcluir
  2. Só posso deixar uma palavra de apoio as companheiras ASPs femininas,ser solidário é o mínimo em momentos como este.Todos nós sabemos da importância das mulheres na equipe de segurança,essas verdadeiras combatentes que inibem e frustram várias tentativas das visitantes que tentam constantemente burlar a segurança e introduzir contravenções para dentro das unidades,sem falar da necessidade da presença feminina no setor de portaria,sub,rol,etc.Naturalmente a mulher é mais honesta,mais intuitiva e mais sensível.Nossa secretaria só perde em dificultar tanto a vida destas batalhadoras,que poderiam contribuir com uma parcela muito maior caso não fossem tão humilhadas e desprezadas.Dá uma força para as meninas,acorda Lourival!!

    ResponderExcluir
  3. poxa mas nao é direito delas se inscreverem, só isso, inscreverem na lista? sera que é tao dificil isso? quem é responsavel por isso na sap? manda elas entrarem com mandado de segurança que logo se mexem

    ResponderExcluir
  4. Uma vergonha para a SAP fazer isso com as agentes.

    ResponderExcluir
  5. É MUITO TRISTE ISSO, E DESEJO QUE EM BREVE TODAS CONSIGAM SEU LUGAR MERECIDO AO LADO DE SUAS FAMÍLIAS, FORÇA GUERREIRAS. NÃO SE ABATAM, SEI O QUANTO É DIFÍCIL, MAS QUANDO DER VONTADE DE DESISTIR E CHUTAR O BALDE, PARE, RESPIREM FUNDO E AGUENTEM MAIS UM POUCO...OSS!!! AGENTE GIR 6

    ResponderExcluir
  6. COMO SE NÃO BASTANTE TODO ESSE DESCASO, QUANDO FINALMENTE CONSEGUEM SE INCREVER NA FAMIGERADA LPT, TEM SUA CLASSIFICAÇÃO ROUBABA, QUE OUTRA EXPLICAÇÃO PARA ESTAR EM PRIMEIRA EM UMA UNIDADE E APÓS ALGUNS MESES CONFIGURAR COMO SEXTA. COLOCADA?

    ResponderExcluir
  7. lixo de secretaria só DEUS pra poder fazer algo .

    ResponderExcluir
  8. Concurso regional e pronto! quem esta inscrito na LPTs e LPTRs acabam ficando a mercê do Sistema falido, trancam 3, 4 raios sem reclamar, porque se não fizerem poderão ser prejudicados na transferência, por essa e outras que esta essa m#&@ as cadeias, se cada um fizer só que é sua atribuição e mais nada te garanto que colocaria esse governo no devido lugar, jogar a batata quente nas mãos dos dirigentes, prestei concurso para trabalhar e não para ser esquema ou escravo desse Desgoverno incompetente e omisso...com a DEGEP não é diferente, quem ira fazer greve porque se fizer seu nome ira para sindicância e vai perder os 170,00...estamos nas mãos do Desgoverno, pensem um pouco nisso companheiros...

    ResponderExcluir
  9. Jenis favor apurar se é verdade que apenas agentes filhas de diretores podem fazer inscrições na lpt, fiquei sabendo disso hoje e estou emprestada e não pude fazer inscrição. Contamos com você.

    ResponderExcluir
  10. A SAP ( Serviço de Apoio ao Preso ) sabe tratar bem os presos, já os funcionários "NÃO QUER NADA NÃO". Vergonha de pertencer a essa secretaria ridícula.

    ResponderExcluir
  11. Trabalhei na sap durante alguns anos e estava descontente com essa desorganização toda. Estudei prestei outros concursos e hj sou funcionário federal. Na pratica não mudou muita coisa, listas de transferências obscuras que ninguém entende como funciona, transferências ajeitadas para "peixinhos", cargos de supervisores e gerentes para os famosos "puxa-sacos". Quando alguém resolve reclamar eh a mesma ladainha "não ta contente faz outro concurso, vai pra empresa privada"... Ou seja enquanto o tal do funcionário publico aceitar tudo de cabeça baixa, e essa
    administração feita na base do apadrinhamento, sempre vai ser difícil. O negocio eh vc se valorizar mais, trabalhar certo e buscar ajuda com as ouvidorias e sindicatos. Em resumo se vc esta contente com a sua profissão não saia, e vc que acha q a saída eh prestar outros concursos repense essa sua opinião.

    ResponderExcluir
  12. De todas as guardas novas apenas uma conseguiu união de cônjuge, todas tiveram pedido negado, mais uma conseguiu, qual o critério usado pela são, era amiguinha????

    ResponderExcluir
  13. Falta de interesse da SAP, dos governantes.
    Eles estão tão preocupados com o serviço que os ASP faz que não os motiva em nada. Será que não enxergam que para desempenhar um bom trabalho precisamos de motivação, se eles mostrassem interesse em fazer algo para que cada ASP estivesse na sua cidade, ou pelo menos perto já não ficariam felizes ? Essa situação em que todos se encontram é lamentável, um verdadeiro descaso.

    ResponderExcluir
  14. Percebo entre os diretores dentro da SAP que ela fica de muita tiração com quem é do interiorzão. Ameaças e outras situações assim partindo de diretores são rotina na vida de quem é ASP do interiorzão. Graças a Deus, sou da capital, mas me revolta esse tipo de tratamento diferenciado. Esse tratamento os diretores não tem com quem é daqui porque sabem que quem é da capital não liga pros "bondes pra outra cadeia" e pode "meter processo" sem medo. Sabem que se ficarem "pesando" no guarda que é da capital, o cara passa a chegar tarde ou "meter o louco" na unidade, coisa que muitos ASPs do interior não tem condições de fazer. Guarda do interior que trabalha aqui em São Paulo sofre demais aqui.

    ResponderExcluir
  15. Estamos esperando uma resposta da sap quanto a esse assunto, cadê o sindicato?

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.