segunda-feira, 30 de março de 2015

Curso de capacitação para diretoria de segurança para ASP e segurança externa para AEVP.



Publicado no diário oficial de 28/03/2015, caderno executivo I, págs 22 e 23
 Esses cursos são para os agentes que queiram possuir o certificado que é necessário para ser designado diretor de centro ou núcleo de segurança, sou totalmente contrário a forma que se designa diretores no sistema prisional paulista, mas se você galga ou almeja uma carreira nesse sistema penitenciário falido e carcomido, se inscreva em um desses cursos, é direito de todo trabalhador almejar promoção na carreira.
 
 
 
Inscrever-se nos links que constam nos textos de ASP e AEVP até o dia 06/04/2015.
Se houver alguma dúvida procure o D.P. da sua unidade.

ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA
DR. LUIZ CAMARGO WOLFMANN



ASP

Comunicado
A Diretora da Escola de Administração Penitenciária, por
intermédio do Centro de Capacitação e Desenvolvimento de
Recursos Humanos, comunica a abertura de inscrições para
a seleção interna de servidores do quadro da Secretaria da
Administração Penitenciária no cargo de Agente de Segurança
Penitenciário para participação no “Curso de Capacitação na
Área de Segurança e Disciplina”.
Objetivo do Curso: Capacitar e atualizar quanto às atribuições
e competências das funções de comando na Área
de Segurança e Disciplina, através de uma visão global do
Sistema Penitenciário Paulista, proporcionando condições de
conhecimento da dinâmica do trabalho, e a busca de um melhor
desempenho profissional na organização.
Dos Requisitos
1. São requisitos para participação na seleção interna:
1.1. Ser Agente de Segurança Penitenciária de classe II a VII;
1.1.1 Quando de classe II, que já tenha cumprido os 1095
dias de efetivo exercício, com a publicação em Diário Oficial
do Estado.
Dos Procedimentos para Inscrição
2. A inscrição do servidor implica no conhecimento e aceitação
das normas e condições estabelecidas neste Comunicado,
em relação ao qual não se poderá alegar desconhecimento.
3. As inscrições deverão ser realizadas somente pela Internet,
no link http://goo.gl/i8tFiJ, no período das 10 horas do dia
28-03-2015 às 15 horas do dia 06-04-2015.
4. Para inscrever-se o servidor deverá no período de inscrição:
4.1.ler atentamente o presente comunicado e preencher a
Ficha de Inscrição, optando por realizar a prova objetiva presencial,
em apenas um dos seguintes locais:
4.1.1. São José do Rio Preto;
4.1.2. Mirandópolis;
4.1.3. Presidente Prudente;
4.1.4. Lucélia
4.1.5. Araraquara;
4.1.6. Pirajuí;
4.1.7. Avaré;
4.1.8. Sorocaba;
4.1.9. Campinas;
4.1.10. Taubaté;
4.1.11. São Vicente;
4.1.12. São Paulo
5. O descumprimento das instruções para inscrição pela
internet implicará no indeferimento da inscrição.
6. Efetivada a inscrição, só será aceito pedido de alteração
de opção para realização da prova objetiva presencial por motivo
de transferência de unidade.
7.Após às 15 horas do dia 06-04-2015 a Ficha de Inscrição
não estará disponível na Internet.
8. Será cancelada a inscrição se, a qualquer tempo, for
verificado o não atendimento a todos os requisitos fixados
neste comunicado.
Das Etapas na Seleção Interna
9. A seleção interna para participação no curso de Capacitação
na Área de Segurança e Disciplina constará de prova
objetiva presencial, de caráter eliminatório e classificatório,
com o objetivo de avaliar o conhecimento do servidor referente
ao desempenho das atribuições e competências do cargo de
Agente de Segurança Penitenciária e versará sobre o Conteúdo
Programático constante no Anexo I.
Da Realização da Prova Objetiva Presencial
10. A Prova objetiva presencial, com nível de dificuldade
correspondente ao ensino médio, será de responsabilidade do
Centro de Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos-
CECAD-RH, quanto à sua elaboração, aplicação e correção:
10.1. Constará de 20 questões objetivas de múltipla escolha
com quatro alternativas cada uma.
Da Realização da Prova Escrita
11.A divulgação da data e do horário da prova objetiva presencial,
bem como as informações sobre local para a realização,
serão publicados, oportunamente, por meio de Comunicado no
Diário Oficial do Estado (D.O.) – Poder Executivo – Caderno I.
12. Caso haja impossibilidade de aplicação da prova nos
municípios estabelecidos no item 4.1, o CECAD-RH, por motivo
justificável, poderá aplicá-la em municípios próximos. As alterações
serão publicadas no D.O. e deverão ser acompanhadas
pelo servidor.
13. Só será permitida a participação do servidor na prova
objetiva na data, horário e local constante da publicação em
Diário Oficial do Estado.
14. Eventualmente, se, o nome do servidor não constar
da publicação, este deverá entrar em contato com a EAP, para
verificar o ocorrido.
15. O servidor deverá comparecer ao local designado para
a respectiva prova, constante da publicação, com antecedência
mínima de 15 minutos, munido de:
15.1. original ou cópia autenticada de um dos seguintes
documentos de identificação com foto e dentro do prazo de
validade: Cédula de Identidade (RG), ou Carteira Nacional
de Habilitação, ou outro documento de identificação com fé
pública e foto;
15.2. caneta de tinta azul ou preta.
16. Somente será admitido na sala de prova, o servidor
que apresentar um dos documentos de identificação descritos
neste comunicado, desde que permita, com clareza, a sua
identificação.
17. Não serão aceitos protocolos ou quaisquer outros documentos
não constantes deste comunicado.
18. Não será admitido no local de prova o servidor que se
apresentar após o horário estabelecido na publicação para o
início das provas, como também se estiver trajando bermuda,
camiseta regata, chinelo, óculos de sol e boné.
19. Não haverá segunda chamada, seja qual for o motivo
alegado para justificar o atraso ou a ausência do servidor,
nem haverá aplicação da prova fora do local, data e horário
preestabelecidos.
20. Durante a aplicação das provas, o servidor deverá
registrar sua assinatura, em campo predeterminado, em lista
de presença.
21. No ato da realização da prova escrita, o servidor receberá
o Caderno de Questões e a Folha de Respostas, nos quais
deverá preencher e assinar no campo apropriado.
22. O servidor deverá transcrever as respostas para a Folha
de Respostas, com caneta de tinta azul ou preta.
23. A Folha de Respostas, cujo preenchimento é de responsabilidade
do servidor, é o único documento válido para a
correção e deverá ser entregue no final da prova, sem emendas
ou rasuras;
24. Não serão computadas questões não respondidas, nem
questões que contenham mais de uma resposta assinalada
(mesmo que uma delas esteja correta), emendas ou rasuras,
ainda que legíveis.
25. Após o término do prazo previsto para a duração da
prova, não será concedido tempo adicional para o servidor continuar
respondendo questão ou procedendo à transcrição para
a Folha de Respostas.
26. O servidor só poderá retirar-se do local de aplicação
das provas depois de decorrido 75% do tempo de duração, não
podendo levar o Caderno de Questões.
27. O servidor que estiver portando qualquer equipamento
eletrônico deverá desligá-lo antes do início da prova.
28. Será excluído da seleção interna o servidor que:
28.1. For surpreendido, durante o período de realização da
prova, utilizando qualquer equipamento eletrônico ou realizando
consultas bibliográficas;
28.2. Ausentar-se da sala de provas sem o acompanhamento
de um representante do CECAD-RH;
28.3. For surpreendido comunicando-se com outro servidor
ou com terceiros, verbalmente, por escrito ou por qualquer outro
meio de comunicação;
28.4. Lançar mão de meios ilícitos para executar a prova;
28.5. Fizer anotação de informações relativas às suas
respostas em qualquer material que não o fornecido pelo
CECAD-RH;
28.6. Não devolver ao fiscal a folha de respostas e o caderno
de questões;
28.7. Perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos;
28.8. O servidor que desrespeitar quaisquer das pessoas
integrantes da aplicação de prova, ou, durante esta, portar-se de
modo inconveniente, será excluído da seleção interna.
Do Julgamento da Prova-Objetiva
29.A Prova objetiva será avaliada na escala de 0 (zero) a 10
pontos. Cada questão terá valor de 0,5 ponto, sendo considerado
habilitado o servidor que obtiver, no mínimo, 06 pontos.
Dos Critérios de Desempate e da Classificação
30. A classificação final na seleção interna será publicada
no Diário Oficial do Estado de São Paulo – Caderno 1, em ordem
decrescente de nota, por meio de Comunicado do CECADR-RH.
31. Em caso de haver empate, terá preferência o servidor
com maior idade.
32. Caberá recurso para a Classificação Final.
33. É de responsabilidade do servidor o acompanhamento
das publicações no Diário Oficial do Estado de São Paulo - Poder
Executivo – Caderno 1, referentes a esta seleção interna.
34. A seleção interna terá validade até que se esgotem as
listas classificatórias.
35. Os casos não previstos serão analisados e decididos
pela diretora da EAP.
Anexo I
Conteúdo Programático
Língua Portuguesa:
- Acentuação gráfica; problemas da norma culta; concordância
nominal; concordância verbal; vícios de linguagem;
interpretação de texto; nova ortografia e comunicação oficial.
Lei de Execução Penal – Lei 7.210/84
Título I - Do objetivo e da Aplicação da lei de Execução
Penal: artigo 1º;
Título II – Do condenado e do internado: artigos 10 a 64;
Título III – Dos órgãos de execução: artigos 65 e 66; artigos
75 a 77;
Título IV – Dos Estabelecimentos penais: artigos 82 a 104;
Título V – Da Execução das penas em espécie: artigos 105
a 146;
Título VII – Dos incidentes de execução: artigos 187 a 193;
198 a 204;
Regimento Interno Padrão – Resolução SAP 144/2010
Título I – da Aplicação do RIP: artigo 1º e 2º;
Título II – Do objeto e das Finalidades das Unidades Prisionais:
artigos 3º a 5º;
Título III – Dos tipos de unidades prisionais: artigo 5º;
Título IV – Das fases evolutivas internas: artigos 6º e 7º;
Título V – Da inclusão e do Regime de Observação do Preso:
artigos 8º a 21;
Título VI – Dos Direitos, dos Deveres e das Recompensas:
artigos 22 a 27;
Título VII – Da disciplina e das Faltas Disciplinares: artigos
35 a 51;
Título VIII – Do procedimento disciplinar, da sanção disciplinar
e da reabilitação: artigos 53 a 92;
Título IX – Das visitas: artigos 93 a 140;
Título X – Das revistas de pessoas, objetos, bens, valores,
veículos e áreas habitacionais: artigos 141 a 165;
Título XIII – Das Disposições Finais e Transitórias: artigos
181 a 189.
(EAP 104)


















AEVP



Comunicado
A Diretora da Escola de Administração Penitenciária, por
intermédio do Centro de Capacitação e Desenvolvimento de
Recursos Humanos, comunica a abertura de inscrições para a
seleção interna de servidores do quadro da Secretaria da Administração
Penitenciária no cargo de Agente de Escolta e Vigilância
Penitenciária para participação no “Curso de Capacitação na
Área de Segurança Externa”.
Objetivo do Curso: Capacitar e atualizar quanto às atribuições
e competências das funções de comando na Área de Segurança
Externa, através de uma visão global do Sistema Penitenciário
Paulista, proporcionando condições de conhecimento
da dinâmica do trabalho, e a busca de um melhor desempenho
profissional na organização.
Dos Requisitos
1. São requisitos para participação na seleção interna:
1.1. ser Agente de Escolta e Vigilância Penitenciária de
nível II a VII;
1.1.1 quando de nível II, que já tenha cumprido os 1095
dias de efetivo exercício, com a publicação em Diário Oficial
do Estado.
Dos Procedimentos para Inscrição
2. A inscrição do servidor interessado implica no conhecimento
e aceitação das normas e condições estabelecidas
neste Comunicado, em relação ao qual não se poderá alegar
desconhecimento.
3. As inscrições deverão ser realizadas somente pela Internet,
no link http://goo.gl/i8tFiJ, no período das 10 horas do dia
28-03-2015 às 15 horas do dia 06-04-2015.
4. Para inscrever-se o servidor interessado deverá no período
de inscrição:
4.1.ler atentamente o presente comunicado e preencher a
Ficha de Inscrição, optando por realizar a prova objetiva presencial,
em apenas um dos seguintes locais:
4.1.1. São José do Rio Preto;
4.1.2. Mirandópolis;
4.1.3. Presidente Prudente;
4.1.4. Lucélia;
4.1.5. Araraquara;
4.1.6. Pirajuí;
4.1.7. Avaré;
4.1.8. Sorocaba;
4.1.9. Campinas;
4.1.10. Taubaté;
4.1.11. São Vicente;
4.1.12. São Paulo
5. O descumprimento das instruções para inscrição pela
internet implicará no indeferimento da inscrição.
6. Efetivada a inscrição, só será aceito pedido de alteração
de opção para realização da prova objetiva presencial por motivo
de transferência de unidade.
7.Após às 15 horas do dia 06-04-2015 a Ficha de Inscrição
não estará disponível na Internet.
8. Será cancelada a inscrição se, a qualquer tempo, for
verificado o não atendimento a todos os requisitos fixados
neste comunicado.
Das Etapas da Seleção Interna
9. A seleção interna para participação no Curso de Capacitação
na Área de Segurança Externa constará de prova
objetiva presencial, de caráter eliminatório e classificatório, com
o objetivo de avaliar o conhecimento do servidor referente ao
desempenho das atribuições e competências do cargo de Agente
de Escolta e Vigilância Penitenciária e versará sobre o Conteúdo
Programático constante no Anexo I.
Da Realização da Prova Objetiva Presencial
10. A Prova objetiva presencial, com nível de dificuldade
correspondente ao ensino médio, será de responsabilidade do
Centro de Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos-
CECAD-RH, quanto à sua elaboração, aplicação e correção:
10.1. constará de 20 questões objetivas de múltipla escolha
com quatro alternativas cada uma.
Da Realização da Prova Escrita
11.A divulgação da data e do horário da prova objetiva presencial,
bem como as informações sobre local para a realização
serão publicados, oportunamente, por meio de Comunicado no
Diário Oficial do Estado (D.O.) – Poder Executivo – Caderno I.
12. Caso haja impossibilidade de aplicação da prova nos
municípios estabelecidos no item 4.1, o CECAD-RH, por motivo
justificável, poderá aplicá-la em outros municípios. As alterações
serão publicadas no D.O. e deverão ser acompanhadas pelo
servidor interessado.
13. Só será permitida a participação do servidor na prova
objetiva na data, horário e local constante da publicação em
Diário Oficial do Estado.
14. Eventualmente, se o nome do servidor não constar
da publicação, este deverá entrar em contato com a EAP, para
verificar o ocorrido.
15. O servidor deverá comparecer ao local designado para
a respectiva prova, constante da publicação, com antecedência
mínima de 15 minutos, munido de:
15.1. original ou cópia autenticada de um dos seguintes
documentos de identificação com foto e dentro do prazo de
validade: Cédula de Identidade (RG), ou Carteira Nacional
de Habilitação, ou outro documento de identificação com fé
pública e foto;
15.2. caneta de tinta azul ou preta.
16. Somente será admitido na sala de prova, o servidor
que apresentar um dos documentos de identificação descritos
neste comunicado, desde que permita, com clareza, a sua
identificação.
17. Não serão aceitos protocolos ou quaisquer outros documentos
não constantes deste comunicado.
18. Não será admitido no local de prova o servidor que se
apresentar após o horário estabelecido na publicação para o
início das provas, como também se estiver trajando bermuda,
camiseta regata, chinelo, óculos de sol e boné.
19. Não haverá segunda chamada, seja qual for o motivo
alegado para justificar o atraso ou a ausência do servidor,
nem haverá aplicação da prova fora do local, data e horário
preestabelecidos.
20. Durante a aplicação das provas, o servidor deverá
registrar sua assinatura, em campo predeterminado, em lista
de presença.
21. No ato da realização da prova escrita, o servidor receberá
o Caderno de Questões e a Folha de Respostas, nos quais
deverá preencher e assinar no campo apropriado.
22. O servidor deverá transcrever as respostas para a Folha
de Respostas, com caneta de tinta azul ou preta;
23. A Folha de Respostas, cujo preenchimento é de responsabilidade
do servidor, é o único documento válido para a correção
e que deverá ser entregue no final da prova, sem emendas
ou rasuras, juntamente com o caderno de questões;
24. Não serão computadas questões não respondidas, nem
questões que contenham mais de uma resposta assinalada
(mesmo que uma delas esteja correta), emendas ou rasuras,
ainda que legíveis.
25. Após o término do prazo previsto para a duração da
prova, não será concedido tempo adicional para o servidor continuar
respondendo questão ou procedendo à transcrição para
a Folha de Respostas.
26. O servidor só poderá retirar-se do local de aplicação
das provas depois de decorrido 75% do tempo de duração, não
podendo levar o caderno de Questões.
27. O servidor que estiver portando qualquer equipamento
eletrônico deverá desligá-lo antes do início da prova.
28. Será excluído da seleção interna o servidor que:
28.1. For surpreendido, durante o período de realização da
prova, utilizando qualquer equipamento eletrônico ou realizando
consultas bibliográficas;
28.2. Ausentar-se da sala de provas sem o acompanhamento
de um representante do CECAD-RH;
28.3. For surpreendido comunicando-se com outro servidor
ou com terceiros, verbalmente, por escrito ou por qualquer outro
meio de comunicação;
28.4. Lançar mão de meios ilícitos para executar a prova;
28.5. Fizer anotação de informações relativas às suas
respostas em qualquer material que não o fornecido pelo
CECAD-RH;
28.6. Não devolver ao fiscal a folha de respostas e o caderno
de questões;
28.7. Perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos;
28.8. O servidor que desrespeitar quaisquer das pessoas
integrantes da aplicação de prova, ou, durante esta, portar-se
de modo inconveniente.
Do Julgamento da Prova Objetiva
29.A Prova objetiva será avaliada na escala de 0 (zero) a 10
pontos. Cada questão terá valor de 0,5 ponto, sendo considerado
habilitado o servidor que obtiver, no mínimo, 06 pontos.
Dos Critérios de Desempate e da Classificação
30. A classificação final na seleção interna será publicada
no Diário Oficial do Estado de São Paulo – Caderno I, em ordem
decrescente de nota, por meio de Comunicado do Cecad-RH.
31. Em caso de haver empate, terá preferência o servidor
com maior idade.
32. Caberá recurso para a classificação final.
33. É de responsabilidade do servidor o acompanhamento
das publicações no Diário Oficial do Estado de São Paulo – Poder
Executivo – Caderno I, referentes a seleção interna.
34. A seleção interna terá validade até que se esgotem as
listas classificatórias.
35. Os casos não previstos serão analisados e decididos
pela diretora da EAP.
Anexo I
Conteúdo Programático
Língua Portuguesa:
- Acentuação gráfica; problemas da norma culta; concordância
nominal; concordância verbal; vícios de linguagem;
interpretação de texto; nova ortografia e comunicação oficial.
Direito Penal:
- Excludentes de ilicitude; crimes contra a Administração
Pública.
Lei de Execução Penal:
- Lei de Execução Penal – 7210/84 e suas alterações;
- Objetivo e aplicação da Lei de Execução Penal;
- Resolução SAP 89 – 24-04-2012;
- Lei Complementar 898/2001;
- Lei Complementar 976/2005;
- Prática de serviço de vigilância.
- Estatuto do servidor público
- Regras de segurança com armamento
Regimento Interno Padrão – Resolução SAP 144/2010:
- Título I – da Aplicação do RIP: artigo 1º e 2º;
- Título II – Do objeto e das Finalidades das Unidades Prisionais:
artigos 3º a 5º;
- Título III – Dos tipos de unidades prisionais: artigo 5º;
- Título IV – Das fases evolutivas internas: artigos 6º e 7º;
- Título V – Da inclusão e do Regime de Observação do
Preso: artigos 8º a 21;
- Título VI – Dos Direitos, dos Deveres e das Recompensas:
artigos 22 a 27;
- Título VII – Da disciplina e das Faltas Disciplinares: artigos
35 a 51;
- Título VIII – Do procedimento disciplinar, da sanção disciplinar
e da reabilitação: artigos 53 a 92;
- Título IX – Das visitas: artigos 93 a 140;
- Título X – Das revistas de pessoas, objetos, bens, valores,
veículos e áreas habitacionais: artigos 141 a 165;
- Título XIII – Das Disposições Finais e Transitórias: artigos
181 a 189.
(EAP 106)

24 comentários:

  1. AÍ SIM É JUSTO, ANTES SÓ OS PUXA QUE ERA INDICADOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu querido, este curso sempre existiu.....vc é que está por fora, procure se informar, o que acontece é que apenas os PUXA SACOS é que ficavam sabendo e se inscreviam e o restante só ficava sabendo quando acabava o período de inscrição(propositalmente). Ter este curso é necessário para os puxa sacos agarrarem esta boquinha de diretor(que eu particularmente acho uma bomba) mas não quer dizer que quem tem o curso será diretor, será diretor o que tiver o curso e que puxar mais o saco dos diretores, tendeu?

      Excluir
    2. vc tem toda razão fazer a prova e passar todos pode mas fazer o curso é outra historia so mesmo puxa saco

      Excluir
  2. 1.1.1 quando de nível II, que já tenha cumprido os 1095
    dias de efetivo exercício, com a publicação em Diário Oficial
    do Estado.

    esses 1095 dias são de ter cumprido desde quando entrou no cargo ou são 1095 dias no nível 2?

    ResponderExcluir
  3. Esses 1095 dias são as saidas do probatório, ou seja, se ja publicou seu nivel 2 em DOE, vc pode fazer o curso.
    Na verdade isso é uma porcaria, pq vc completa os 1095 dias na risca e agora a sap te atrasa mais 6 meses p publicar o termino do probatório e te atrasa no curso.

    ResponderExcluir
  4. todas as unidades divulgaram isso? tem certeza???

    ResponderExcluir
  5. Sem falar que se for "conveniente" pro DG ele indicar alguem e passar na frente de quem fez a inscrição, ele pode...sem falar que se o funcionário fez a prova e não passou, o DG pode intervir...acha pouco??

    ResponderExcluir
  6. Deixa eu entender: são duas fases? presta um concurso interno e depois de habilitado terá outro concurso para aferir quem é o mais puxa saco e assim conseguir a indicação? 1° fase eliminatória e a 2° pelegatória???

    ResponderExcluir
  7. Preciso de uma resposta

    Eu tenho 3 anos e 6 meses(só tive um mês de pedágio), mas meu nome ainda não cantou no Diário.
    Pode fazer o curso ou não vai valer de nada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não pode fazer o curso, somente depois de publicado.

      Excluir
  8. Bom dia, concordo com um dos ''anônimos'' ser chefe é uma bomba, e na unidade que trampo desde completos os meus 1095 dias peço para o diretor informar no mural, verbalmente e etc, mas nunca foi bem divulgado, e quando nos damos conta os famosos puxa saco já estão inclusos. Temos que procurar saber mais sobre nosso trampo porque cadeia é tudo igual, tem gente boa de bem, e muita safadeza, me inscrevi nesse, ser chefe? um dia, e não pra atrasar mas pra juntos tramparmos melhor.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, fico admirado com nossa classe, por isso o Governo nem nos olha. Nem bem começou as inscrições e já esta todo mundo reclamando, dizendo que não vale nada, que é tudo baboseira. Colegas vamos nos unir, quem tem interesse faça a inscrição, faça a prova e depois que realizar o curso, se coloque a disposição do seu Diretor, demonstre interesse, respeito pelos seus pares. Já havia assistido mas segunda assiste novamente o filme Planeta dos Macacos, quando o chimpanzé olha para os seus brigando entre si, ele pega um graveto e quebra, o orangotango pergunta: que isso? ele pega vários gravetos e diz: só somos fracos, juntos somos fortes!.... fica ai o pensamento..... a quem interessa ser o que somos????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se colocar a disposição do diretor??? Que cadeia vc trabalha? Deve ter acabado de sair da escolinha , só pode...veja na greve o que os diretores fizeram com os guardas e depois me fale. Na cadeia só tem 2 lados : dos guardas ou dos lagartos do governo (robozinhos) que vendem a mãe e fodem o asp por conta de dinheiro (prolabore). Escolha seu lado baba ovo.

      Excluir
    2. Discursinho barato que na prática NÃO FUNCIONA.

      Excluir
  10. Este é o Sistema penitenciário... Incompetentes tentando dirigir um buzão sem freios na descida da ladeira. São 23 anos amigos, que eu vejo em todas essas unidades manifestações de esconder a divulgação de cursos. Mas,incompetentes, temem seus carguinhos...Não é mesmo?

    ResponderExcluir
  11. Curso de chefe de c..., é r... estude pra outra coisa, abra um negocio proprio... invista em algo, não queiram ficar nessa secretaria de merda o resto da vida!

    ResponderExcluir
  12. li todos os comentarios;;;;; bando de incompetente,meu nao ta contente sai vai cortar cana .....da lugar pra outro,garanto que todos voces nao sabe mais que abrir um portao.....que pena...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc deve ser mais um safado que vende sua opinião e é capaz de prejudicar colegas para manter -se no cargo ou deve ser um diarista chapéu atolado que desconhece o que a maioria dos que estão em cargos são capazes.

      Excluir
  13. Jenis, de que forma você acha que deveria ser
    designados os diretores?

    ResponderExcluir
  14. Deveria ser por antiguidade,prova de concurso interno e critérios no decorrer de sua caminhada no Sistema.
    Nada de cargo em comissão, embora prevê na constituição.

    ResponderExcluir
  15. O que acho interessante na SAP é que os probatórios estão já chegando mandando, não em critério para promoção, na real é só ser "pelego" que consegue se arrumar nessa.
    Penso que antiguidade é posto, mas na SAP vira dinossauro, incrivel como os que se encontram no poder se acham que são os donos da regras e impõe suas regras como se fossem suas casas!!!
    Tem que padronizar todo Sistema, cartilha procedimentos e diretrizes, cada Unidade que se chega cada uma tem sua cor diferente, ou melhor a gosto de quem está dirigindo...
    Lei Orgânica já!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente não há critério para promoção na SAP, a experiencia não é valorizada como deveria ser, as diretorias são todas por indicação o que torna o processo "estranho", infelizmente não temos uma Lei Orgânica o que obrigaria uma padronização das atividades. Tem um diretor na minha unidade que nem tinha terminado o probatório e já tava como diretor, parece piada, mas acontece, isso prova aonde estamos, mesmo assim considero os funcionários que trabalham nessa secretaria, principalmente os de unidades prisionais fora do comum, pois conseguem dar andamento todos os dias nesse sistema falido, são guerreiros valorosos e anônimos esperando reconhecimento.

      Excluir
  16. Bom dia Jenis. A convocação de AEVPS que saiu dia 08/04 se refere a que chamada?

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.