quarta-feira, 29 de julho de 2015

Sobre a cobrança do imposto sindical obrigatório, por Jenis de Andrade.

A cobrança do imposto sindical de forma obrigatória existe há muito tempo para os celetistas, onde todo trabalhador tem descontado no seu holerith o valor de 1 dia de trabalho por ano,  surpreendentemente o Sindasp conseguiu judicialmente através de uma liminar que esse imposto fosse descontado no holerit do mês de agosto desse ano dos agentes de segurança penitenciária de todo o estado, independente se é sócio ou não de um sindicato.

Todo sindicato de servidores públicos sonhou ou sonha com a cobrança desse imposto por enes motivos, inclusive existem projetos de leis no congresso impetrado por deputados a pedido de sindicalistas e centrais sindicais.

Segundo matéria no site do Sifuspesp, o Sifuspesp está tentando derrubar essa liminar, principalmente porque sabemos que existe uma disputa pelos sócios entre os dois sindicatos e para dizer quem mais representa os agentes penitenciários.

Acredito que não resolve apenas blasfemar, xingar ou ofender o Sindasp, até porque o Sindasp entrou com a ação e a justiça concedeu esse direito, mesmo sendo por uma liminar existem ferramentas jurídicas para que não se cobre mais esse imposto sindical, até porque não temos os mesmos direitos que os celetistas e é a primeira vez que é concedido a um sindicato de servidores públicos estatutários, sugiro que formem grupos dentro das unidades e entrem com mandado de segurança através de um advogado, certamente ficará muito barato a ação se formarem grupos de 30, 40 ou 50 servidores.

É óbvio que aquele que é contra pagar essa contribuição obrigatória não deve aguardar a ação do Sifuspesp apenas, já que existe a possibilidade do Sifuspesp requerer também uma fatia desse imposto sindical.

53 comentários:

  1. Respostas
    1. Rosiane! O que o Jenis e o Rinaldi não disse é que não é medida judicial e sim um a decisão do Ministério do Trabalho! Decidindo que o Sindasp é o único representante dos guardas! Sou sindaspiando e não concordo com a cobrança MAS como é legal. Estou fazendo gestão junto ao Daniel e diretoria prá que devolva esse imposto assim que for disponibilizado! Só prá conhecimento o Sindcop entrou com uma ação lá atrás e acham que o Sifuspesp não entrou! Só areia esse sifus... Acredito que precisaremos de mais esclarecimentos MAS não dos pelegos! Ok

      Excluir
    2. sindasp e gov do psdb....juntos contra o asp

      Excluir
    3. deve estar comendo do bolo tb.!, veio falar "M".... oque vcs. conseguiram?...vamos mais recente uma greve furada e acabou de "F" mais ainda o ASP.,

      Excluir
  2. São completamente diferentes os direitos e deveres dos celetistas e estatutários.Eles tem a reposição da inflação de forma automática,fundo de garantia e outros direitos que não temos,então porque nos impor um dever que é inerente as empresas privadas? Manobra jurídica no mínimo desonesta com a categoria,para não fazer uso de palavras ofensivas.

    ResponderExcluir
  3. Balela, balela, balela. Esse judiciário bate-pau de governos atendeu a pedidos do Alcaide. O escroto do SINDASP se deixou usar para o governo nos dar uma prova de força contra a categoria. Todos imundos.

    ResponderExcluir
  4. se o sifuspesp nao tomar posiçao , pois eu sou sindicalizado por eles eu vou me descredenciar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo plenamente. sou a favor od descredenciamento de todos os asps desses sindicatos.

      Excluir
  5. ja nao basta a ausencia de aumento,e a crise no pais q faz a corda estourar no lado mais fraco q somos nos, ainda mais essa? isso vai custar muitas desfiliaçoes...

    ResponderExcluir
  6. É quanto o concurso de 2013 alguma previsão de futuras chamadas

    ResponderExcluir
  7. É quanto o concurso de 2013 alguma previsão de futuras chamadas

    ResponderExcluir
  8. Outros Sindicatos tipo APEOSP não impõem este IMPOSTO SINDICAL???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Negativo, isso é coisa de quem é CLT, de quem ganha FGTS de quem tem direito a seguro desemprego se é demitido, etc.. não temos direito a nada disso... somos estatutários, não celetistas! O único sindicato de servidores estatutários que faz essa maldade é o SINDASP!

      Onde é que eu fui amarrar meu bode.... me tira daqui, vovó!!!!

      Excluir
  9. Juiz sem noção concedeu uma liminar esdrúxula, sem o.mínimo de lógica!! É o sindasp com mais uma das suas artimanhas arrecadatorias sem pensar na categoria e ao menos brigar pela categoria. Ou seja, dinheiro que vai do funcionário sem uma contrapartida o sifuspesp quer derrubar pq não tem sua fatia, pq se tivesse estaria batendo palma TB. É o triste fim de uma classe sofrida, a qual os seu representantes brigam pelo dinheiro e esquecem o ASP.

    ResponderExcluir
  10. reposição salarial 8%.....desconto do sindasp 10%...achei que somente o governo atuasse na surdina...o proprio sindicato entra na justiça contra o salario do asp...SUGESTÃO..desfiliem de todos os sindicatos por uns 2 anos e veremos como eles sobreviverão...afinal de contas o ganho real são apenas para eles(sindicatos)

    ResponderExcluir
  11. ALGUEM SABE ONDE ENTRARAM COM A AÇÃO ESTAMOS MONTANDO UM GRUPO PARA QUESTIONAR ENTRAR COMO 3º Diogo Simionato Alves oab195990

    ResponderExcluir
  12. Tenho que parabenizar o presidente desse sindicato por ter tido a coragem de mostrar a que veio. Essa é a unica razão de sua existência, a ganância pelo dinheiro da categoria, porque no mais é tudo balela, enganação. Não fosse assim não teria tido essa atitude (pra não dizer covarde...ops já disse) de na surdina, furtivamente, essa seria a palavra mais apropriada nos dois sentidos...furtivamente...praticar um acharque dessa natureza no salário da categoria principalmente em tempos de crise onde o próprio sindicato é ineficaz nas justas reivindicações a que temos nossos direitos. confesso que não tenho conhecimento se realmente existe legalidade, se só vale para o trabalhador celetista que conta com direitos e garantias que não temos em troca da estabilidade, mas é no mínimo imoral principalmente pelos tempos em que vivemos. Mais uma vêz tiro meu chapéu pela coragem desse sindicato em dar um tiro não no próprio pé, mas sim no próprio peito com essa atitude.Que assim seja. Só pra lembrar, deixei de ser sindicalizado a mais de 10 anos nos meus 25 de profissão,por essas e muitas outras atitudes ou falta delas em detrimento de nossa honrosa categoria. Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  13. ESPERÁVAMOS O BÔNUS ANUAL , E FOMOS BRINDADOS COM O BÔNUS ANAL.

    ResponderExcluir
  14. Esse país vive de cobrança sobre as classes menos favorecidas. Arquitetam maneiras de como tirar cada vez mais dinheiro. O Sindasp (reconhecidamente o habilitado pra lidar com ASP) vai na mesma toada.
    O que nunca tinha visto era cooptar filiados e ainda cobrar anuidade (caríssima por sinal) de cada um na classe, mesmo sem nenhuma consulta ou a contragosto de muitos no serviço estadual...
    Bom, se os filiados acharem que compensa permanecer nele ou que se fará boa administração deste dinheiro arrecadado, este juízo pertence a cada um.
    Que se faça algo que presta realmente ou seremos apenas mais uma classe enganada pelos abutres de plantão 24h.

    ResponderExcluir
  15. RODRIGO VAMOS VER COM ESSA GRANA TODA SE COMPRA PELO MENOS UM RANCHO NA BEIRA DO PARANAZAO OU EM OUTRO LUGAR OU UMA CASA NA PRAIA PORQUE NAO SE TEM NADA PARA OS AGENTES SE DIVERTIR OU UMA CHACARA COM PISCINA PORQUE COM ESSA GRANA AQUI AONDE MORO COMPRA SE 300 ECTARES DE TERRA COM INFRAESTRUTURA PRONTA JUIZO AOS DIRIGENTES DO SINDASP

    ResponderExcluir
  16. esse desconto é só para ASP ? e mesmo se não for eu ; AEVP já me cansei de sindicato num dia abraça o gerardo e noutro têm contribuição..... me desfiliei do sindaevepe no mes passado ,vamos ver se o nerin têm a decencia de me disfiliar!!!!!o motivo maior foi o fato de a data base ser em março e só em junho eles falam em reposição entre aspas.....porque não começar a briga em janeiro .....(aumento)....é ....depois dessa do grande adolfo .tive a certeza...é só meio de vida!!!!! para eles.

    ResponderExcluir
  17. Vou me desfiliar! É uma forma política de dizer "não"

    ResponderExcluir
  18. CONCORDO COM TODOS E PROCLAMO
    #DESFILIAÇÃOSINDICALJÁ

    ResponderExcluir
  19. RF DA 2ª REGIAO - APELAÇÃO CIVEL – 282044 PROCESSO: 200202010095127 UF: RJ ÓRGÃO JULGADOR: QUINTA TURMA ESPECIALIZADA DATA DA DECISÃO: 22/02/2006
    FONTE DJU - DATA::16/03/2006 - PÁGINA::224 RELATOR(A): DESEMBARGADOR FEDERAL GUILHERME COUTO
    CONTRIBUIÇÃO SINDICAL – SERVIDOR PÚBLICO – PRETENDIDO DESCONTO DE TODOS OS MEMBROS DA CATEGORIA – REPASSE. NÃO HÁ NORMA LEGAL QUE AUTORIZE SINDICATO DE FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS A ENFIAR A MÃO NO BOLSO DE SERVIDORES CIVIS, ABARCADOS PELA CATEGORIA PROFISSIONAL DO SINDICATO, E FORÇAR A UNIÃO FEDERAL PROCEDER A DESCONTO COMPULSÓRIO. HIPÓTESE NA QUAL O SINDICATO AUTOR PRETENDE TRANSPOR PARA OS UMBRAIS PÚBLICOS O TÃO CRITICADO MODELO DO SINDICALISMO MOVIDO A CONTRIBUIÇÕES FORÇADAS, E AO ANTIQUADO IMPOSTO SINDICAL. AUSÊNCIA DE BASE LEGAL, CERTO QUE O MODELO É ASSOCIATIVO, NOS TERMOS DO ARTIGO 37, VI, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL.
    DATA PUBLICAÇÃO
    16/03/2006
    TRF DA 4ª REGIÃO - APELAÇÃO EM MANDADO DE SEGURANÇA PROCESSO: 9704594445 UF: RS ÓRGÃO JULGADOR: TERCEIRA TURMA
    DATA DA DECISÃO: 30/03/2000
    FONTE DJ 03/05/2000 PÁGINA: 145 RELATOR(A): PAULO AFONSO BRUM VAZ
    ADMINISTRATIVO. CONSTITUCIONAL. CONTRIBUIÇÃO SINDICAL. DESCONTO EM FOLHA SEM AUTORIZAÇÃO DO ASSOCIADO. IMPOSSIBILIDADE.
    REVELA-SE ILEGAL O DESCONTO EM FOLHA DAS CONTRIBUIÇÕES SINDICAIS SEM A DEVIDA AUTORIZAÇÃO DO SERVIDOR. AS EXCEÇÕES À POSSIBILIDADE DE DESCONTO DIREITO EM FOLHA- ORDEM JUDICIAL E EXPRESSA DISPOSIÇÃO EM LEI- NÃO ABRANGEM OS VALORES DAS CONTRIBUIÇÕES SINDICAIS. INDEXAÇÃO. ILEGALIDADE, DESCONTO, CONTRIBUIÇÃO SINDICAL, VENCIMENTOS, HIPÓTESE, INEXISTÊNCIA, AUTORIZAÇÃO PRÉVIA, SERVIDOR PÚBLICO. IRRELEVÂNCIA, DECISÃO, ASSEMBLÉIA GERAL.
    DATA PUBLICAÇÃO
    03/05/2000
    TRF DA 3ª REGIÃO - AGRAVO DE INSTRUMENTO – 76360 PROCESSO: 199903000015070 UF: SP ÓRGÃO JULGADOR: TERCEIRA TURMA DATA DA DECISÃO: 02/05/2002
    FONTE DJU DATA:18/09/2002 PÁGINA: 250 RELATOR(A): JUIZ BAPTISTA PEREIRA
    PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO DE INSTRUMENTO. AGRAVO REGIMENTAL. PREJUDICADO. CONTRIBUIÇÃO SINDICAL. SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL.
    1. O INCISO IV, DO ART. 8º, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL ENCERRA DUAS ESPÉCIES DE CONTRIBUIÇÕES SINDICAIS, A FACULTATIVA E A COMPULSÓRIA.
    2. A CONTRIBUIÇÃO COMPULSÓRIA TEM COMO AMPARO O ART. 578 E SEGUINTES DA CLT E CORRESPONDE À REMUNERAÇÃO DE UM DIA DE TRABALHO PARA OS EMPREGADOS, QUALQUER QUE SEJA A FORMA DA REMUNERAÇÃO.
    3. NÃO SE VÊ COMO POSSAM OS SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS EM COTEJO SER ALCANÇADOS PELA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL COMPULSÓRIA, EIS QUE NÃO AFETOS ÀS NORMAS CELETISTAS.
    4. SOBREVINDO O JULGAMENTO DO AGRAVO DE INSTRUMENTO, TEM-SE POR PREJUDICADO O REGIMENTAL.
    DATA PUBLICAÇÃO
    18/09/2002
    3 – NÃO OBSERVÂNCIA DO PRINCÍPIO DA RESERVA LEGAL (LEGALIDADE TRIBUTÁRIA ESTRITA) NA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1/2008 - MTE
    Disciplinando o Sistema Tributário Nacional, assim dispõe a Constituição Federal de 1988:
    TÍTULO VI
    Da Tributação e do Orçamento
    CAPÍTULO I
    DO SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL
    Seção I
    DOS PRINCÍPIOS GERAIS
    (...)
    Art. 146. Cabe à lei complementar:
    (...)
    III - estabelecer normas gerais em matéria de legislação tributária, especialmente sobre:

    ResponderExcluir
  20. a) definição de tributos e de suas espécies, bem como, em relação aos impostos discriminados nesta Constituição, a dos respectivos fatos geradores, bases de cálculo e contribuintes;
    Regulamentando o art. 146, III, “a” da CF/88, assim dispõe o Código Tributário Nacional:
    Art. 97. Somente a lei pode estabelecer:
    (...)
    III - a definição do fato gerador da obrigação tributária principal, ressalvado o disposto no inciso I do § 3º do artigo 52, e do seu sujeito passivo;
    Percebe-se, portanto, que não pode a instrução normativa do Exmo. Sr. Ministro do Trabalho e Emprego definir que os servidores públicos estatutários seriam contribuintes (sujeitos passivos) da contribuição sindical, já que, a definição passiva tributária só pode ser veiculada por lei em sentido material e formal. Ademais, quando o CTN quer se referir a atos normativos infralegais, os trata sob a denominação “Legislação Tributária”, in verbis:
    Art. 96. A expressão "legislação tributária" compreende as leis, os tratados e as convenções internacionais, os decretos e as normas complementares que versem, no todo ou em parte, sobre tributos e relações jurídicas a eles pertinentes.
    Não pode, portanto, uma instrução normativa determinar quem é o sujeito passivo da obrigação tributária, por expressa determinação do CTN, o que deixaria o normativo do MTE maculado pelo vício da ilegalidadeiv.
    Ressalte-se que a definição da sujeição passiva da contribuição sindical já é feita pela própria Consolidação das Leis do Trabalho, in verbis:
    Art. 580. A contribuição sindical será recolhida, de uma só vez, anualmente, e consistirá:
    I - Na importância correspondente à remuneração de um dia de trabalho, para os empregados, qualquer que seja a forma da referida remuneração;
    II - para os agentes ou trabalhadores autônomos e para os profissionais liberais, numa importância correspondente a 30% (trinta por cento) do maior valor-de-referência fixado pelo Poder Executivo, vigente à época em que é devida a contribuição sindical, arredondada para Cr$ 1,00 (um cruzeiro) a fração porventura existente;
    III - para os empregadores, numa importância proporcional ao capital social da firma ou empresa, registrado nas respectivas Juntas Comerciais ou órgãos equivalentes, mediante a aplicação de alíquotas, conforme a seguinte tabela progressiva: (...)
    Evidentemente os servidores públicos estatutários não são empregados, tampouco autônomos ou empregadores, conforme definição da própria CLTv. Ademais, conforme já ressaltado, a relação do servidor com o Estado é qualificada, não se confundindo com as relações dispostas na Legislação Trabalhista, conforme já apontado no item nº 2.
    Cabe ressaltar, ainda, que não pode o intérprete se valer da analogia para promover a exigência da contribuição, por expressa vedação do CTN:
    Art. 108. Na ausência de disposição expressa, a autoridade competente para aplicar a legislação tributária utilizará sucessivamente, na ordem indicada:
    I - a analogia;
    (...)
    1º O emprego da analogia não poderá resultar na exigência de tributo não previsto em lei.
    Portanto, indiscutivelmente, os servidores públicos estatutários não podem ser sujeitos passivos da contribuição sindical, haja vista que, taxativamente, os contribuintes de tal tributo definidos na CLT (lei ordinária federal) são apenas empregados, autônomos e empregadores, figuras estas que não se subsumem à qualificação sui generis dos servidores públicos estatutários. Ademais, não pode a instrução normativa do MTE definir quem são os contribuintes do tributo, matéria esta restrita exclusivamente à disciplina por lei ordinária.
    4 – CONCLUSÃO
    Em razão da flagrante ilegalidade do ato normativo do MTE, da expressa definição dos sujeitos passivos da contribuição sindical na CLT, bem como pela inaplicabilidade da CLT aos servidores públicos estatutários, resta claro que os servidores públicos estatutários não podem ser sujeitos passivos da contribuição sindical.
    Data de elaboração: março/2010

    ResponderExcluir
  21. a greve acaba em um dia e no outro tem ação ganha com desconto ja aprovado em folha, no minimo, estranho!

    ResponderExcluir
  22. Estou me desfiliando deste sindicato que me enganou quando eu estava na EAP fazendo meu curso de formação de Agente de Segurança Penitenciário e convido todos os colegas Filiados a fazerem o mesmo.

    ResponderExcluir
  23. desfiliação em massa já , chega de ser trouxa!

    ResponderExcluir
  24. ( nunca tantos foram roubados por tão poucos )

    ResponderExcluir
  25. OUTRA COISA, DESFILIAÇÃO EM MASSA DE TODOS ESSES SINDICATOS, VAMOS VER SE COM MEIA DUZIA DE FILIADOS, COMO ESSES CARAS VÃO SE VIRAR. PRECISAMOS É QUE EM CADA UNIDADE BUSQUEMOS APOIO DOS COLEGAS PARA QUE JUNTOS POSSAMOS FAZER ALGO.

    ResponderExcluir
  26. PROCEDIMENTO DE DESFILIAÇÃO É SIMPLES.

    À SINDASP- Sindicato dos agentes de segurança penitenciaria do estado de são paulo.


    Eu,_______________ portador do RG:______________, solicito o cancelamento de meu nome junto ao quadro de sócios desta entidade sob o numero________.(esta no holerith ref sindasp 97.___)



    ______________


    _________ de ___________ de 2015


    _ imprima 2 vias reconheça firma e mande uma delas com CARTA +A.R para sindasp de presidente prudente(matriz)

    _ retornando mande o A.R que retornar + outra via da carta para FAZENDA SP
    Secretaria da Fazenda – Av. Rangel Pestana, n.º 300 - 14º andar - Divisão de Estudos e Informações - CEP 01091-900 – São Paulo – SP.

    ResponderExcluir
  27. Sou contra esta cobrança sindical,
    quero entrar com uma ação contra este imposto
    fui sindicalista no final dos anos 90, até 2007,2008
    o Sindicato lutava pela Categoria

    ResponderExcluir
  28. E TEM ALGUÉM LA NA SEDE DO SINDASP PRA ASSINAR A A.R.?
    SE OS CARAS SE ESCONDEREM, QUAL SSRIA A SOLUÇÃO?

    ResponderExcluir
  29. Contribuição sindical é para quem tem FGTS. Algum agente tem FGTS? Vamos processar esse Sindasp SP.

    ResponderExcluir
  30. SINDICALIZADOS DO SINDASP É HORA DE MOSTRAR QUEM MANDA LA, NÃO É O PRESIDENTE, GOVERNO E NEM A JUSTIÇA, SÃO OS ASSOCIADOS, DEEM UMA RESPOSTA A ALTURA A ESTA GANANCIA, DESFILIEM! AS AVES DE RAPINA NÃO SOBREVIVEM SEM PRESAS!

    ResponderExcluir
  31. Os diretores do SINDASP fazem questão de dizer que os beneficios são só para os filiados e agora dão uma dessa. Agora gostaria de saber se vão devolver o dinheiro de quem já é filado e está pagando o sindicato duas vezes.......

    ResponderExcluir
  32. Que vergonha. Por essas e outras que desde o começo deste ano eu me libertei do sindicato.

    Senhores(as), acredito firmemente na suma importância e existência de apenas 1 sindicato. Temos uns 4 hj salvo me engano que se juntar não dá meio.....

    Na última greve, só tivemos alguma coisa por conta da própria categoria. NÃO FOI MÉRITO SINDICAL, mas sim, de nós ASPs.

    A única coisa que os sindicatos serviram foi para ficar brigando entre sí na mesa de negociação, do jeito que o governo gosta (informação privilegiadas que tive).

    Pergunto, aonde foi parar o abono anual? O aumento real? Data base?...

    A única coisa que arrumaram para nós foi essa porcaria de DEJEP fajuta, areia.... Se tem essa verba disponível, que fosse repartida entre a categoria. Será que só eu vejo essa obvialidade?

    Após mais este golpe interno, cada qual aja conforme determina vossas consciências.

    Só para constar (fato verídico):

    1. integrantes de um sindicato pegaram carro bancado por vcs filiados e foram para uma "casa de diversão";

    2. Neste mesmo sindicato, em outra oportunidade, um dirigente pegou o carro comprado com dinheiro de filiados, colocou biscates dentro e sumiu por 4 dias (foi até feito boletim de ocorrências sobre desaparecimento).

    3. Almoços e jantares em garbosas churrascarias de SP foram custeados por filiados durante as visitas à SAP, Câmara dos Deputados e afins. (como vc se sente sabendo que bancou picanha argentina para um dirigente sindical?)

    4. Verba sindical desviada em proveito próprio....

    Se eu que estou de fora sei disso, imagine o que não ficamos sabendo.

    Abram os olhos senhores. Gelo neles (todos). Tá muito fácil.

    PS: Não mencionei nada que aponte qualquer dirigente ou o(s) sindicado(s) que fizeram isso por razões obvias. Apenas os "milagres", não o "santo".

    ResponderExcluir
  33. SINDICALISTAS, POLITICOS, SO LUTAM POR INTERESSE PROPRIO, AINDA TEM GENTE QUE ACREDITA EM PAPAI NOEL, INOCENTES, E BOM MESMO VOCES CONTINUAR A PAGAR O SINDICATO, E FIQUEM NA ILUSAO, POIS A REALIDADE E MUITO RUIM. INOCENTES, SO MESMO OS IPESPES JOIA ACREDITA NISSO. KKKKKK, PAGUEM PAGUEM E PAGUEM.O SINDICATO E MUITO BOM KKKKKKK.

    ResponderExcluir
  34. NA MINHA HUMILDE OPINIÃO ENQUANTO EXISTIR DOIS SINDICATOS CORRENDO EM LADOS OPOSTOS NUNCA A CATEGORIA CHEGARÁ A LUGAR ALGUM. O QUE VEJO SÃO AMBAS ENTIDADES USANDO OS SERVIDORES COMO MASSA DE MANOBRA PARA FINS POLÍTICOS. ACHO AINDA QUE EM AMBOS SINDICATOS AINDA TEM-SE PESSOAS MAIS HAPTOS EM MANEJAR UMA PÁ QUE PROPRIAMENTE UMA CANETA, EMBORA SEJA BEM MAIS LEVE. DIGO ISSO COM CONHECIMENTO DE CAUSA, JÁ VISTA QUE TENHA CONHECIDOS QUE MAL SABEM FAZER A LETRA (O) COM UM COPO.# TAI EU TENHO OPINÃO. ASSINADO: PAULO MISAEL

    ResponderExcluir
  35. para mim ,a greve foi para queimar a categoria,tirar e a forças dos asp,e depois da sena que sindicalista quiz fazer ,foi tudo acertado antes ,com o governo,e depois o desconto em folha de um dia de trabalho,isso é assalto sem arma ,pense para que eles vao querer socios,se podem tirar na mao grande nosso dinheiro,podem desfiliar ,mesmo agora eles nao precisam de socios.os que eles precisam ja conseguiram,os nossos dirigentes

    ResponderExcluir
  36. Vamos lutar para acabar com estes sindicatos que querem nos sugar,não sou contra sindicato que realmente nos represente, mais sim destes que aqui estão tentando nos ferrar, nas greves que tivemos á alguns anos atrás por nos nada fizeram, e deixaram descontar nossos vencimentos e agora fica aí fazendo de conta que estão preocupados conosco.

    ResponderExcluir
  37. BOA NOITE A TODOS... JENIS VC PODERIA NOS INFORMAR O QUE ACONTECEU COM OS VALORES ATRASADOS REFERENTE A PROMOCAO DE 2015 QUE ATE ESTA FOLHA DE ABRIL AINDA NAO CONSTA?...

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.