sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Sobre o boato do fim da licença prêmio, por Jenis de Andrade.

Por mais que sabemos que esse governo de São Paulo quer cada vez mais acabar com direitos dos servidores públicos, não é possível sofrermos ainda mais com boatos levantados até por sindicatos, existe um boato nas redes sociais em que é apresentado uma minuta de um projeto de lei que acabaria com a licença prêmio, lembro que o deputado Pedro Tobias elaborou um projeto em 2012 que acabaria com a licença prêmio em pecúnia, mas como você pode ver nesse link "Após pressão dos servidores o deputado retirou o projeto de lei."

Esse boato de um projeto que acaba a licença prêmio é antigo, se existisse mesmo, existiria um número do projeto, ou algum deputado da ALESP saberia.

No dia 12 desse mês, o deputado Carlos Giannazi fez esse pronunciamento sobre esse boato:


"Gostaria ainda de levantar outra questão importante,
referente a um boato que está sendo ventilado e discutido
nas redes sociais. Refiro-me a minutas de decretos e à minuta
de um projeto de lei complementar, extinguindo e alterando a
licença-prêmio dos servidores.
A licença-prêmio é uma conquista histórica dos servidores
do estado de São Paulo, garantida pelo estatuto do funcionalismo
público estadual, que é uma lei de 1968, a qual está em
pleno vigor.
Tivemos acesso a essas minutas, mas não sei se elas são
falsas. Só sei que as entidades representativas de todo o funcionalismo
estão extremamente preocupadas. Afinal, há essa onda
conservadora de retirada de direitos dos trabalhadores. É isso
que está ocorrendo com esse ajuste fiscal que desajusta toda
a sociedade. Tal ajuste acontece tanto em âmbito federal, com
o governo Dilma, quanto em âmbito estadual, com o governo
Alckmin.
Podemos ter perdas. Estamos vendo o arrocho salarial.
Nenhuma categoria está conseguindo nada em São Paulo. O
governo Alckmin está tratando a pão e água todos os servidores
e todas as categorias profissionais. Agora, com essa desculpa
do ajuste fiscal e da queda da arrecadação, o governo coloca
em curso a retirada dos direitos dos trabalhadores e servidores
do estado de São Paulo.
Estamos atentos, vigilantes e preocupados com essa possibilidade
da retirada da licença-prêmio dos servidores do
estado de São Paulo. Peço a atenção de todos os parlamentares
para que possamos vigiar e não autorizar e não votar nenhum
projeto que retire qualquer tipo de benefício ou conquista dos
servidores do estado de São Paulo."

9 comentários:

  1. http://www.pt.org.br/alckmin-pede-suspensao-da-licenca-premio-de-servidores/
    Boato?? Acho que você está errado. Confira no link a página oficial do PT dizendo que o projeto já foi protocolado na Alesp pelo Pinóquio, agora acho que virou realidade o boato. Também tem uma reportagem de um sindicato do poder judiciário falando sobre o fim da licença prêmio.
    Você duvidava da veracidade do boato? Ta aí o link!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual o número do projeto???
      O pior é um partido ou sindicato criar um boato, para depois dizer que o projeto só nao virou realidade por causa da ação desse sindicato ou partido político...

      Excluir
    2. Jenis vamos parar de achar que tudo de errado no país é culpa do PT ou do Sindicato, é só vc ir no google e pesquisar sobre fim da licença prêmio dos funcionários públicos paulista, tem vários sindicatos versando sobre o tema e uma página oficial do PT falando sobre isso. Se vc for pesquisar também, no site da apatej... Associação paulista dos técnicos judiciários tem a minuta do projeto na integra, não tem número de projeto constando ainda, pois foi protocolado há pouco tempo, creio eu ser por isso ainda não constar.
      Dizer que estão plantando a notícia pra depois dizer que lutaram contra e barraram parece um pouco infantil ou leviano, ou vc acredita que o Pinóquio não é capaz de fazer uma maldade dessas?
      Com todo respeito meu caro Jenis, acho que já passou de boato, se eu estiver errado, fico feliz! Se vc não vc não quiser postar minha resposta sem problemas, mas esperobque leiabe pesquise para continuar informando a classe corretamente como sempre o fez.

      Excluir
  2. Jenis sobre outro assunto. Sou AEVP e estou na LPT faz 7 Anos ,estou em 1 para o CDP de Bauru e hoje saiu no diario oficial- Nos termos do art 14-A, inc III, da LC 898/2001, acrescentado
    pela LC 1060/2008 e em cumprimento à sentença exarada
    pela MM. Juíza de Direito da 7ª Vara de Fazenda Pública do Foro
    Central-Fazenda Pública/Acidentes, nos autos do Mandado de
    Segurança 1050482-82.2014.8.26.0053, o cargo de Agente de
    Escolta e Vigilância Penitenciária, Nível de Vencimentos I do
    SQC-III-QSAP, provido por FRANCISCO VICENTE DE FRANCA
    JUNIOR, RG 34.385.367-X, da Penitenciária Feminina Sant´Ana,
    da Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Metropolitana
    de São Paulo para o Centro de Detenção Provisória
    de Bauru, da Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região
    Noroeste do Estado.
    Sera que terei que entrar com mandato de seguranca?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai fica difícil, sem desmerecer esse companheiro que foi embora, não sei por quais meios, mas essa lista é bagunçada. Estou em terceiro pra Bauru também, e não há meios de ir embora. Sou nível III, estou há quase 9 anos aqui em sp, e vou ser obrigado a ir por esse mesmo caminho entrando com um mandato de segurança, porque é uma falta de respeito tremendo com a categoria.

      Excluir
  3. Com apenas um competidor inscrito, terceira etapa do Campeonato Estadual de Tiro Esportivo do Sindasp é cancelada,

    ResponderExcluir
  4. O que é certo é que vai acabar com a possibilidade de venda de um mês da licença prêmio. Até aí vai. Agora, se acabar de vez com a licença prêmio, o índice de faltas injustificadas vai aumentar e muito, já que esse benefício incentiva o funcionário a ser assíduo. Eu mesmo, se acabar com a licença prêmio, vou faltar o dia que achar melhor, já que o governo tirou um incentivo ao meu profissionalismo.

    ResponderExcluir
  5. Ah! No site do PT? Então está explicado! Agora entendi o porquê de ver, mensalmente, um novo decreto assinado pelo governador de SP suspendendo a licença-prêmio. Os boateiros deveriam ser mais criativos, por exemplo, suspender o pagamento, as férias, o décimo terceiro etc. Tem que variar os boatos. Já enjoei desse sobre a licença.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.