segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Agente é preso ao tentar pôr celular em presídio da baixada santista, segundo A Tribuna.


Fonte: A Tribuna.


Agente penitenciário é preso ao tentar pôr celulares em presídio
Equipamentos foram entregues pelo funcionário público a uma mulher que visitaria um preso em São Vicente
EDUARDO VELOZO FUCCIA 06/09/2015 - 22:05 - Atualizado em 06/09/2015 - 22:25



Denúncia anônima levou a prisão do acusado
Um agente de segurança da Penitenciária Dr. Geraldo de Andrade Vieira, mais conhecida por Penitenciária I (P-I) de São Vicente, foi flagrado por colegas tentando introduzir na unidade três celulares, dois carregadores, dois cabos de conexão e um fone de ouvido.

Apelidado por Robinho, Robson Francisco dos Santos, de 42 anos, tentou colocar os equipamentos de comunicação dentro do estabelecimento prisional com o auxílio de Simone José da Silva, de 33 anos, que iria realizar a visita a um preso no sábado.

Simone e Robinho foram levados à Delegacia de São Vicente, onde o delegado Luiz Evandro de Souza Medeiros os autuou em flagrante. A mulher foi removida à cadeia feminina do 2º DP (Cidade Náutica). O agente aguarda em uma cela da delegacia a sua remoção à Penitenciária II de Tremembé, no Vale do Paraíba.

O flagrante em Robinho não ocorreu por acaso. Segundo explicou na delegacia o diretor administrativo da P-I de São Vicente, Itamar Batista, o agente foi acusado por meio de denúncia anônima de colocar celulares dentro do estabelecimento prisional, que é controlado pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP).

“Para checar a veracidade da informação, a diretoria da P-I montou uma operação sigilosa para monitorar as ações do suspeito”, acrescentou o delegado Medeiros. O plano possibilitou perceber que Robinho entregou um pacote lacrado com fita adesiva para Simone.

A atitude do agente despertou ainda mais a desconfiança de três colegas de trabalho, relacionados na ocorrência como testemunhas, porque Simone recebeu o pacote após ser submetida à rigorosa revista imposta a todos os visitantes de detentos.

No momento da abordagem, a mulher já havia guardado em sua bolsa o conteúdo recebido de Robinho e estava na iminência de ingressar nas alas dos xadrezes. O diretor da P-I informou que na última quarta-feira, durante blitz realizada por agentes na unidade, houve a apreensão de celulares.


O número de telefones achados com os presos não foi divulgado, mas eles queriam ser logo reabastecidos com outros aparelhos, segundo revelou a denúncia. Com capacidade para 1.131 detentos, a P-I de São Vicente abrigava 1.511, conforme a última contagem da SAP, feita na quinta-feira.

9 comentários:

  1. Tantas pessoas do bem querendo uma vaga ai vem um miliante fazer essas maldita corrupção. Sem contar as vidas dos parçeiros
    Isso por que adentra celular adentra outras coisas.

    ResponderExcluir
  2. E nós que trabalhamos corretamente ficamos à mercê de bandidos fantasiados de companheiros de serviço.

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente o sistema ta cheio desses babacas metidos a malandro. Querendo ganhar dinheiro facil. Tinha q levar um côro e ser expulso imediatamente!!

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente o sistema ta cheio desses babacas metidos a malandro. Querendo ganhar dinheiro facil. Tinha q levar um côro e ser expulso imediatamente!!

    ResponderExcluir
  5. Só uma dúvida: em qual crime ele foi enquadrado?

    ResponderExcluir
  6. Lei n. 12.012 de 06.8.2009[4], a qual acrescenta ao Decreto-Lei nº 2.848, de 07 de dezembro de 1940 - Código Penal Brasileiro,

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.