terça-feira, 1 de março de 2016

Entrevista de ASP ao G1 sobre o CDP Vila Independência



Independente do sindicato que esse colega faz parte, ele foi muito feliz nas declarações ao G1 sobre o ocorrido no CDP de Vila Independência, teve sorte também que aparentemente o jornal foi fiel as suas declarações, já que muitas vezes até as entrevistas concedidas pelos ASPs são deturpadas por essa imprensa que nos taxa de corruptos e torturadores.

Parabéns Jacques!


Esse é o título e sub título da matéria do jornal G1, que deixa em segundo plano os ataques sofridos pelos dois agentes:
Justiça apura se agentes torturaram e deixaram nus detentos em CDP de SP
Mais de 30 presos do CDP Vila Independência alegam ter sido agredidos.
Alguns atacaram 2 funcionários; agentes dizem ter usado força moderada.


Veja a entrevista do ASP Jacques:

"Segundo Jacques, a confusão começou quando o agente penitenciário responsável pela abertura e fechamento das celas do pavilhão 4, conhecido como zelador, foi agredido por mais detentos.“Ele entrou para fazer o fechamento das celas e os presos disseram que não iam entrar. Então, ele disse que ia sair, quando levou uma rasteira e foi agredido por mais de 50 presos”, contou. "Logo após o tumulto, por medida de segurança, os demais pavilhões foram fechados e o GIR veio e trancou os presos que estavam amotinados”.

Ele disse que quando o GIR chegou no pavilhão, os presos haviam feito uma barricada. “Vários presos entraram correndo nas celas. O espaço da passagem é o espaço de uma porta. Imagine 30 [presos] tentando passar ao mesmo tempo, eles mesmos acabam se machucando”.

Cada unidade do GIR entra em ação com 20 homens em média, segundo o diretor do sindicato dos agentes.“Teve [detento] que fez barricada e foi pra cima do GIR quando a tropa entrou e acabou levando bala de borracha”, declarou. “Quando um pavilhão está amotinado, como o caso do pavilhão 4, não tem como fazer o procedimento de fechar o raio sem o uso da força moderada”.

Ele confirmou que foram usadas munições não-letais e bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os detentos e socorrer o funcionário que era espancado. “Os presos estavam com canecas na mão cheias de Maria Louca. Eles estavam visivelmente alterados”, disse Sá Jacques. Maria Louca é nome da bebida alcoólica produzida pelos presos com restos de alimentos, como arroz, dentro das celas.

O diretor do sindicato não soube informar quantos presos acabaram se machucando oficialmente. “Quando o agente era agredido era tanta gente batendo, que uns [detentos] acabam agredindo os outros [presos]. Obviamente que um ou outro acaba se machucando no confronto com os agentes”.

As visitas de familiares aos detentos do CDP Independência devem ser reabertas neste fim de semana."

Veja a matéria na íntegra:


21 comentários:

  1. Obrigado pelo informe , e parabéns pela dedicação .
    Alguem tinha que se manifestar , Obrigado ao companheiro Jacques .

    ResponderExcluir
  2. Senhores, atenção. O governo do estado de São Paulo coloca a PM na rua para fazer muito pior do que isso contra cidadãos, homens, mulheres, idosos, em qualquer lugar, em qualquer circunstância. Há sempre um argumento para tal. Não houve tortura contra detentos amotinados e agressores. Houve retomada da ordem e da disciplina. No caso em questão, dois agentes desse mesmo estado de São Paulo foram covardemente agredidos por bandidos, marginais presos. Qual dessas instituições citadas no artigo requereram os nomes dos presos amotinados, a responsabilização criminal deles e, ainda, quais instituições promoveram a defesa dos agentes do próprio estado? Total inversão de valores, total falta de decência. É graças à essa gente que vivemos o estado de caos vigente.

    ResponderExcluir
  3. Conheço o funcionário que sofreu as agressões ai do Vila e também conheço alguns amigos que integram a equipe do GIR, que por sinal é muito bem treinada e respondem conforme são afrontados, quanto as lesões que alegaram terem sofrido, realmente eles mesmos se machucam: jogando futebol, brigando entre eles devido a diversos tipos de cobranças e depois alegam que foi tudo derivado da intervenção do GIR, Acho que ainda os integrantes do GIR trabalham com muita cautela porque nas próprias unidades têm funcionários querendo queimar o pessoal do GIR, então se fosse levar o que deveria realmente ser feito, era tirar os presos que agrediram o funcionário, arrebentar eles no cacete, meter um comunicado com falta grave, um B.O., mandar pra Bernardes por pelo menos 360 dias e depois mante-los o mais longe da família possível, não agrediram, espancaram e machucaram o funcionário, então que aguentem as consequências, não foram "homens" o suficiente pra agir pelas costas na covardia, então que sejam punidos de tal forma que sirva de exemplo para que os outros pensem três vezes antes de fazer uma merda dessas, Agentes Unidos sempre.....

    ResponderExcluir
  4. Maria lôca na cadeia, tá mamão. tem tatu também ? e o bate piso ?
    me desculpe tem algo de errado nesta cadeia, acho que a mesma tá na mão dos bandidos.Vê Lá na minha cadeia não tem isso não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Possivelmente vc trabalha em Unidade fora da capital e não tem noção do da realidade daqui. Já vi alguns de vcs virem prá cá para ajudar e depois, voltam horrorizados. É assim irmão, aguardamos ASPs igual a ti prá nos ajudar, vem prá cá por favor. Sua coragem, destreza, pontualidade e tudo mais, nos fara muito bem.

      Excluir
    2. Vô pra grupo com vc não. Duvido que conheça uma carceragem

      Excluir
    3. na minha cadeia??? otario

      Excluir
    4. Só falta show da RITA CADILAC

      Excluir
    5. e o jet da cadeia não troca idéia

      Excluir
    6. Será que nessa cadeia após as visitas os visitantes saem com sacolas contendo pacotes de cigarros e caixas de chocolate? Não pode não

      Excluir
    7. meu amigo, respondendo sua pergunta, visitas não saem com pacotes de cigarros e nem com caixas de chocolates do vila não, até porque nem é autorizado entrar caixas de chocolate, isso deve acontecer nas unidade em que voce trabalha

      Excluir
  5. Mídia hipócrita esquerdista que se dispõe a inverter os valores de uma sociedade e converte-la um uma anarquia, um caos; o que mais podia esperar-se de uma "redezinha" que se dedica a propagar sub-culturas que pregam contra a família e os valores dos cidadãos decentes dese país.
    Viva o Brasil!!! Jair Bolsonaro 2018!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jair Bolsa no Aro é o ENÉIAS de antigamente. Em 2018 é LULA novamente

      Excluir
    2. LULA ... é sim, para Presidente, Venceslau II ou Bernardes? Tire a venda dos seus olhos.

      Excluir
    3. Pegaram a força o LULA hoje...

      Excluir
  6. Sá Jacques, parabéns a você pela lucidez e coragem que falta infelizmente a muito, estou em no cadeião de pinheiros e as condições aqui também estão longe de ser boas, desejo que Deus proteja nossos irmão do Vila. e demais unidades prisionais. Forte abraço a todos.

    ResponderExcluir
  7. chocolate e cigarro é moeda de troca na cadeia,as visitas são mulas quando da saida das unidades, esses ilícitos (moedas) são entregues a uma única pessoa fora da cadeia, para quem?

    ResponderExcluir
  8. Jacques valeu sua atitude, aposto que está sofrendo represárias mas tu é muito macho, parabéns mesmo

    ResponderExcluir
  9. A SAP teria que mandar o preso a no mínimo 500 km de distância do domicílio,isso no início da pena, aí sim acabaria essa putaria de agressão a GP.Ladrão longe faz caguetagem para obter reaproximação familiar é mais fácil trabalhar assim.

    ResponderExcluir
  10. As cadeias estão tomadas pelos presos, em especial, o CDP Vila Independência, considerado o pior de todos. Tem que ser pianinho com os caras se não vira mesmo. Cadê o diretor, chegou a que horas para trabalhar nesse dia. Vai ver, tava "pescando". Minha solidariedade aos Asps desse lugar (os bons - são muitos) que estão ali se esforçando a cada dia no cumprimento de seus deveres de ofício mas cujo trabalho é ofuscado pela canalhice dessa SAP.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.