segunda-feira, 16 de maio de 2016

Itapetininga ultrapassa a marca de 4 mil detentos

Fonte: http://portal.correiodeitapetininga.com.br/noticia/ver/46973/itapetininga-ultrapassa-a-marca-de-4-mil-detentos

Itapetininga ultrapassa a marca de 4 mil detentos
São 4.387 internos dividos em quatro unidades penais, a capacidade é para 2.359. Ou seja, está 86% acima do planejado

por Carla Monteiro
http://portal.correiodeitapetininga.com.br/

Fonte: Secretaria de Administração Penitenciária
Foto: Layout: Mário Bordieri
A superlotação das unidades prisionais é realidade em Itapetininga. Ao todo são 4.387 detentos na cidade, divididos nas penitenciárias I e II, alas de progressão, centro de ressocialização feminino além da Fundação Casa. A capacidade é para 2.359 internos. Ou seja, está 86% acima do planejado. A Secretaria de Administração Penitenciaria (SAP) reconhece o problema e diz que “para atender a demanda de presos do estado, seria necessária a construção de no mínimo uma unidade penal por mês”.
Para fazer o cálculo, a secretaria informou que a população carcerária no Estado, na última terça-feira (10), era de 230,7 mil. E considera que as unidades penais que vem sendo construídas tem capacidade para cerca de 800 presos. Isso para chegar à conclusão da insuficiência de penitenciárias.
Na penitenciária I “Jairo de Almeida Bueno” a capacidade é de 839 detentos, porém a população atual é de 1.861. Na penitenciária II, a capacidade é de 834, e a população atual é de 1.799 presos, ou seja, as duas unidades estão com mais que o dobro das suas capacidades.
No Centro de Ressocialização Feminino há 176 detentas, o local voltou à situação normal, porém no mês de março também registrava superlotação. A Casa Esperança (Fundação Casa) da cidade também está em estado de alerta, hoje o local abriga 64 internos exatamente a sua capacidade.
Mais de 300 pessoas dão entrada por dia nas unidades prisionais do estado, incluindo, nesse cálculo, os finais de semana, feriados e dias santos. Isso torna o sistema penitenciário paulista o maior do país. A SAP informou que 19 presídios estão em construção, para amenizar o problema da superlotação.
Puxadinho
Em março, o Jornal Correio, mostrou a situação das alas de progressão inauguradas em junho do ano passado pelo governo estadual. A reportagem mostrou que as alas estavam superlotadas. As duas repartições juntas têm capacidade para 408 detentos e no mês de março abrigavam 547 presos do regime semiaberto. Hoje o número diminuiu, mas ainda sim segue acima da capacidade, são 487.
Na época, o presidente do Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional de São Paulo (Sifuspesp), Geraldo Arruda, disse que as alas recém-construídas eram um “puxadinho” e desde o início das obras afirmava que não ia resolver o problema da superlotação no município, mas que iria trazer ainda mais presos para Itapetininga.

2 comentários:

  1. E ainda pretendem congelar salarios e acabar com quinquenios por 2 anos, só não se pensa como é trabalhar com uma superlotação desta.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.
Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.