sexta-feira, 16 de setembro de 2016

LPT e LPTR deve acabar? O que você acha?

Alguns amigos sempre me dizem que não concordam com a LPT e a LPTR, que preferem as permutas.

Eu acredito que a LPT e as LPTRs tem um ótimo propósito, só que infelizmente desagrada muita gente, o problema que vejo também é que tem colegas inscritos há 10 anos na LPT e colegas inscritos há 7 anos nas LPTRs, com isso seria complicado acabar, prejudicaria muita gente que está na espera a muitos anos.

O que você acha? 

Vamos debater o assunto.

90 comentários:

  1. acabar com a ltpr........ltp unica..usando criterios....unidades novas inauguradas o asp tem que ser transferido na mesma graduaçao de forma mais justa não desprezando os companheiros recém chegados...mas a graduaçaõ nos diz ja esta muito tempo na espera para ficar perto de sua familia, critério de porcentagem tanto ltp, uniao de conjugue, açao humanitaria, nas unidades que abre vaga ja inauguradas ltp tambem usando os mesmo criterios de porcentagem e graduaçao como uma forma mais justa....claro que nao agraderemos gregos e troianos mas temos que fazer algo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que deveria acabar é com a união de conjuge, pois passam na frente de muitas pessoas que estão as vezes a 10 anos esperando uma transferência. Não acho justo a união de conjuge, pois pq um esposo, esposa é mais importante que um filho, uma mãe ou um pai?
      Todos nós fazemos o concurso sabendo do risco que corremos de ficar tempo esperando uma transferência, mas temos que todos ter o mesmo critério
      !!!

      Excluir
  2. Sou a favor que se faça como em outros órgãos. Todos os funcionários do estado que queiram remover, de inscrevam em lista única, haja uma classificação e cada um opte por até três unidades. Seria a forma mais democrática.

    ResponderExcluir
  3. Estou a 5 ANOS NA LPTR COM 16 DE SISTEMA AI UM GUARDA COM 1e 8 mezes VAI PRAMINHA CIDADE POR LPT. JUSTO ISSO NE MUITO JUSTO!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Companheiro anonimo com 16 anos de sistema e voce só esta a 5 cinco anos inscrito na LPT, então voce não queria ir para o interior antes, pos a LPT tem muito mais de 5 anos de existencia....

      Excluir
    2. Vc e muito egoista ja teve sua opcao de ir pra perto de casa...agora acha injusto com quem esta a anos em sao paulo longe da familia e pagando aluguel caro e arriscando a vida,so ve o seu proprio r...!!!!!

      Excluir
    3. É incrível como têm pessoas reclamonas. No dia da posse, todos ficam sabendo onde vão trabalhar. Você não é obrigado a se empossar. O local de trabalho é longe? Vai ficar reclamando da vida e enchendo o saco? Então nem tome posse. Mas se souber levar a vida e se adaptar ao novos ares do novo local por uns anos, se inscreva a LPT e saiba esperar. Simples assim.

      Excluir
  4. Percebo isso também, existe um clamor para que tenhamos uma LPTÚnica, inclusive já fiz postagem sobre o assunto há alguns anos, se a maioria concordar podemos incluir nas pautas sindicais, como me sugeriu um amigo.
    LPTÚnica já!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns Jenis, também sou a favor de uma LPT única. Abre uma inscrição hoje por antiguidade, cria se uma classificação, as futuras inscrições inclusive dos mais velhos(caso não tenha se inscrito quando abriu a LPT única para todos ) vão para o final da fila.

      Excluir
    2. jenis a sap tem que acabar com a palhaçada de P.A.D segurar funcionarios mais de dez anos .poderia ser tranferido sim ja que a secretaria é uma só.me tranfere ,e quando for chamado para responder daqui a dez anos ,logico,faço questao de pagar minha passagem. e pago o taxi do juiz tbm

      Excluir
    3. Concordo plenamente com você, o funcionário com PAD hoje, só serve para compor o plantão, não pode ser transferido,fazer DEJEP e ser promovido,ou seja está impedido de várias coisas, menos exercer suas atribuições funcionais.

      Excluir
    4. Ser obrigado a ir para LPT e voltar por LPT, porque LPTR é palhaçada.

      Excluir
  5. À favor de lista única e tempo na última unidade em que está lotado....

    ResponderExcluir
  6. com certeza acabar com tantas listas,,mas de suma importancia voltar as permutas,,quem kiser ir rapido era só pagar,,pois ficava bom para os 2 lados,,e cria-se uma unica lista..

    ResponderExcluir
  7. Simples solução. LPT única e permuta autoriza. E que todos tenham acesso a lista

    ResponderExcluir
  8. Se acabarem com a LTP e as transferencia só for por meio de permuta vai voltar a ser como era antigamente, os antigão da capital vão embora para o interior quando inaugurar unidades novas e depois vende a vaga para os funcionarios mais novo de sistema, e vai começar a mafia tudo de novo......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem isso mesmo amigo. Faço jus as suas palavras.

      Excluir
    2. A máfia não era entre os funcionários, e sim entre os "altos comandos" vc acha que os valores pagos aim só para os funcionários antigão... sabe de nada jóia inocente. As permutas foram proibidas por outros motivos. Vc já deve ter ouvido na imprensa falar sobre "venda de bondes" de presos... simples funcionário não autoriza nem embaça transferencia de preso, nem remoção de funça... tendeu irmão, o verdadeiro motivo.

      Excluir
  9. Fiquei 8 anos inscrito pra Valparaiso, fui transferido este ano mais acabar...será que a SAP nao sabe que muitos estão querendo voltar pra casa...porque eles em vez de acabar não faça convênios com empresas de ônibus, pedágios pra aliviar as desgastantes viagens de companheiros, será que eles acham que servidores gostam de fazer 4 trocas e imendar com a folga pra poder viajar é prazeroso, abraço Jenis...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc. teria que ficar 16 anos na LPT, pois escreve imendar. Tem que existir LPT mas para o sujeito ser transferido seria necessário uma prova de português também.

      Excluir
    2. Essa seria a melhor solução teríamos que passar essa proposta pra frente urgenteee

      Excluir
    3. Vou te cúmunicar kakakakkakakaka

      Excluir
  10. é fácil, juntar as duas usando data e hora de inscrições de ambas, ou seja, quem se inscreveu primeiro sai na frente da lista única, tanto para o que está na LTP ou LPTR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo plenamente com vc,pois sou o 1 em duas unidades a 8 anos na espera.

      Excluir
    2. Infelizmente o coordenador da regiao noroeste prejudicou todo agente seja ASP ou AEVP que estao na LPT a anos,favorecendo aqueles que estao na LPTR a pouco tempo no estado.Sendo que tem agente com 2 anos de estado que foram transferido pela LPTR

      Excluir
    3. Aí eu não concordo. o critério mais justo é o tempo de unidade. Mesmo que ocorra isso hj, quem tem mais tempo na mesma Unidade, deve ter preferência na frente de quem tem menos tempo....

      Excluir
    4. Vi a criaçao da LPT e LPTR,EU eu estava a 300 km de minha casa e nao pude me inscrever por se tratar da mesma coordenadoria, com isso vi muitos que ainda estava no probatorio saindo da capital e ocupando as vagas nas unidades do interior pela LPT, aguardei mais de 11 anos para conseguir chegar perto de minha casa, o erro é ter duas lista, lista de LPT sem criterio de inscriçao, quem se increve primeiro vai na frente. Hoje estou em casa a um ano e meio e 14 anos de casa.

      Excluir
  11. Deveria ter um sistema em que os funcionários conseguissem ver onde têm vagas e pudessem se inscrever em até 5 opções. .. algumas instituições funciona assim

    ResponderExcluir
  12. Aqui na Croeste a LPTR nunca funcionou ...um descaso do coordenador, só é transferido através de conchavos dos diretores, vergonha e injustiça.

    ResponderExcluir
  13. Bom é nem ficar inventando!!!Eles não dão conta do jeito que está,imagina se tiver que se adaptar com o novo!!!!

    ResponderExcluir
  14. vai ter LPTE para Caiua?ou vão usar a LPT?alguem ja sabe de algo?

    ResponderExcluir
  15. REALMENTE DEVERIA ACANBAR. porém deveria acabar aos poucos, transferindo até o último inscrito nessa lista. Além disso, deveria começar a regionalizar o concurso, igual era antigamente. Transfere os pessoal da lista para que interior e vai abrindo concurso para São Paulo.

    ResponderExcluir
  16. Acho que deve acabar a lptr,e todos poderem se inscrever para 5 unidades,com o critério de antiguidade.E consulta aberta.

    ResponderExcluir
  17. É UM ASSUNTO QUE PRECISA SER MUITO BEM DEBATIDO E COM AMPLA TROCA DE IDEIAS E PAUTADO NUMA DECISÃO MAJORITÁRIA. COMO O MARCELO PEREIRA MESMO DISSE EU ENDOSSO: SE FOR APROVADO ALGO NOVO, ELES VÃO SE ENROLAR MESMO E PRECISARIA ESTAR MUITO BEM EXPLICADO PARA NÃO SER AINDA MAIS OBJETO DE BRIGAS.
    PARA LPTR HÁ OCASIÕES ONDE O COORDENADOR PRECISA DE UM FUNCIONÁRIO NUMA DETERMINADA UP E PRA ISSO ELE TEM O DIREITO DE MEXER. ADEMAIS, FORA CASOS COMO ESTE, QUE SE PROCURASSE ALOCAR CADA FUNCIONÁRIO O MAIS PRÓXIMO POSSÍVEL DE SUA RESIDENCIA E PRONTO. (OU SEJA, POR CRITÉRIO DE DISTANCIA DE RESIDENCIA E JÁ ERA). O FUNCIONÁRIO SERIA CONVIDADO A MUDAR, SE NEGASSE, SAIRIA DA CONCORRENCIA POR VAGA.

    ResponderExcluir
  18. Deveria ser LPT UNICA POR TEMPO DE SERVIÇO NA UNIDADE, principalmente na OESTE que não roda nunca. Infelizmente.

    ResponderExcluir
  19. Deveria manter as lpts ,e voltar os concursos regionais ,quem estudar mais passa na sua região , a SAP está na contramão da SSP(PC e PM) que adotaram os concursos regionais ,deixar os Asps nas UPs da capital até serem lotados em alguma unidade por meses ou anos é desumano ,e pior ainda muitos destes Asps quando vão para interior já chegam achando que sabem tudo , chegam cheios de vícios e historias( já chegam querendo ser piolhos precoces!)

    ResponderExcluir
  20. Tem que regionalizar os concursos por coordenadoria aplicar LPTR e aplicar ação humanitária e união de cônjuge dentro da própria coordenadoria.É muita sacanagem o cara faz concurso sabendo das regras e vem criticar a SAP, não está contente saia de São Paulo e venha para o Oeste cortar cana.

    ResponderExcluir
  21. Será que união homoafetiva dá direito a transferência ?

    ResponderExcluir
  22. Tem que acabar sim porquê tem asp que entra na cadeia as 7 e sai às 19 falando de LPT e trampa que é não NECAS!!!!!!!

    ResponderExcluir
  23. Não sei se permuta seria um bom negócio, pois nem todos teriam condições de "pagar" pela "transferência", visto q talvez fossem cobradas quantias abusivas. Acredito q se a movimentação da LPT fosse seguida a risca e de forma transparente, todos nós q já estamos no sistema, ficaríamos satisfeitos, pois será q a SAP não entende q funcionário próximo da família, rende muito mais e melhor, diminuindo assim as tão mal faladas licença-saúde por excesso de trabalho (pagar trocas seguidas) para poder rever a família, num serviço q 12x36 já é extremamente desgastante...imagina 12, 13, 14 hrs por vários dias seguidos??

    ResponderExcluir
  24. LPT única seria uma boa, e na minha opinião, deveria contar tempo de serviço, ou seja dias trabalhados, pois tem alguns casos que o cara mete o loko e se afasta, fica 3 ou 4 anos de atestado e sai a transferência. Eu acho injusto, por que quem está afastado não corre risco de responder sindincia PAD. Então dias trabalhados seria o mais justos. Pois temos muitos ASP com 5 anos de sistemas, e não saiu do probatório. Lembrando que os guardas afastados por realmente ter problemas nada contra. Mas sabemos que a maioria dos afastamentos na SAP, o ASP mete o loko.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, isso é impraticável de se fazer... ao menos com o modelo atual de LPT, já não dão conta do jeito q está, imagina tendo q fazer levantamento de tempo de serviço do caboclo a cada dia??? Isso funciona para LPTE, que é algo esporádico e limitado... Agora se fosse feito concurso de remoção, aí daria para fazer isso sim!!!

      Só não se apegue a isso... meter o louco? não meu caro... louco somos nós que não nos afastamos e trabalhamos nesse sistema falido dando nosso sangue para que essa porcaria falida continue do mesmo jeito que sempre foi! Quem se afasta por bastante tempo é que é o normal nessa história toda...

      Excluir
  25. Uma coisa que deveria ser extinta já a muito tempo. E que está respondendo sindicância ou PAD, não poder ser transferido, isso é ridículo, passa ano, e nunca entra na pauta essa questão. Tá aí um conquista para os sindicatos, pois isso não vai trazer custo algum para o Estado. Aumento pode ser que não venha porque o governo sempre tem a desculpa da arrecadação. Mas melhorias para o ASP e o AEVP não vem tem muita coisa que os sindicatos pode lutar para categoria, só basta querer. Ou seja respeitar a constituição. Não podemos pagar uma coisa que não foi trânsito julgado, tanto a favor como contra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo tem irmao nosso ai que ja era para ter ido embora devido a esta merda ai nao vai ,

      Excluir
  26. Qto tempo demora pra rodar lote? Estou em mairinque e quero ir pra SP.

    ResponderExcluir
  27. Sei lá, é que na verdade só roda uma, a LPT, á LPTR não roda, talvez não seja este o problema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e que lptr vc ja foi para sua regiao lpt os irmaozinhos estao se lascando pr vir pr regiao saco seu fominha ja ta regiao e nao ta bom ,

      Excluir
  28. Não me interessa LPT ou LPTE ou nada semelhante. Eu só quero saber do aumento salarial que não temos/tivemos....isso sim interessa à categoria!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vai chegar nao desanime kkkkkk toma uma pazada de areia joga areia seu guarda kkkkkk

      Excluir
  29. Acho que deveria tem uma Lista unica para coordenadoria.... Ex: quem estivesse em primeiro teria a opção de escolher se queria ir para essa unidade... se caso ele não estivesse interessado passaria para o Segundo assim Sucessivamente até chegar em alguem com interesse e continuaria na sua colocação atual até aparecer algo bom para ele ( como na pm o cara escolhe o batalhão onde o mesmo cuida de mais do que 3 cidades) aumentando assim nossa chance de ir embora... pois onde moro em um raio de 70 km algo que pra mim já estaria bom tem mais do que 3 unidades... aumentando assim a minha chance de ir em bora... passei por uma situação onde um amigo com 6 meses a menos que eu foi embora para uma que estava 10 km a mais da outra que eu escolhi... onde pra mim tbm seria bom...

    ResponderExcluir
  30. Tem que liberar a Permuta, se alguém quiser pagar que pague o $$$ é seu, e se pagar é porque lhe convém, ficar 5, 10 anos longe de casa ou até mais as conquistas pessoais ficam amarradas, o $$$ não dá...

    ResponderExcluir
  31. SAP lixo sindicatos mais lixo ainda

    ResponderExcluir
  32. A SAP DEVERIA MANDAR UM CADA DOS SINDICATOS FAZEREM 03 REUNIOES PARA DEFINIR PAUTAS DE LPT QUE SERIAM AS MAIS VOTADAS. DEPOIS COM CADA PARECER DOS SINDICATOS APÓS AS 03 REUNIOES, A SAP ELABORARIA SUA PAUTA FINAL (UMA PORTARIA) COM BASE NAS MAIS VOTADAS, E DECIDIRIA.
    É UMA FORMA DE TODOS OPINAREM E VER QUAL A PROPOSTA VENCEDORA.
    FICARIA DEMOCRATICO.

    ResponderExcluir
  33. também, estamos de pleno acordo, tem que liberar as bermudas, pois o verão esta chegando, e não é cerveja não kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!

    ResponderExcluir
  34. 1º: CONCURSO REGIONAL
    2º: LPT ÚNICA com os critérios já definidos legalmente (1º- união de conjuges com filhos menores; 2º- união de conjuges; 3º- caráter humanitário; 4º- maior tempo na Unidade, contando como tempo na unidade atual também o tempo de lotação provisória em outras unidades. (estingüir a lptr e lpte, e inaugurar as unidades novas com a LPT Única).

    ResponderExcluir
  35. so sei dizer que fui prejudicado com a tal lpte e lptr estava em maua um ano e meio devido as viagens desgastante no bolso e no cansaço 7 horas de viagens ,me obriguei colocar o nome parauma fora da grande sp pois na minha regiao noroeste tinha duas inaugurações bernadino e taquarituba devido os que foram de lpte pr bernardino muitos deste ja na sequencia foram para taquarituba de lpte de novo ai eu nao etendi nada e fora os da lptr ,agora eu imagino quem ja foi pr sua regiao paciencia temos que ter um objetivo eu estou com o nome so em uma que taquarituba eu nao coloquei o meu nome em outra da regiao para depois colocar na lptr .

    ResponderExcluir
  36. Na Boa LPTR que acontece direto na Oeste e outras somente através de bonde. Funciona assim. Se vc deu trabalho em Mirandópolis eles te mandam para Valparaíso e funciona também ao contrário. Sou a favor de lista única. E mais justa se é LPTR e porque já está próximo de casa. Então nada mais justo que seja uma lista única. Todas as regiões estão em déficit de funcionários. Enquanto os sindicatos bricam por coisa que não vai chegar eu gostaria de ir para casa já era o aumento que preciso. Economizaria 800 reais de transporte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo colega. Os Sindicatos, todos eles, deveriam concentrar seus esforços em algo mais real para esse ano e o ano que vem, mais plausível, e também muito importante para a nossa categoria como um todo.
      Como opinaram acima, fazer concursos regionalizados, começando agora pela Capital, umas 3 mil vagas, para liberar urgente as remoções de pais e mães de famílias.
      fazer uma LPT ÚNICA. Isso ajudaria muito os funcionários e o Governo, pois não causa aumento de gasto ao Governo, mas aumenta a renda, a saúde e a segurança de todos nós. Quantos esse ano já morreram nessas estradas, quantos já ficaram com sequelas nesses acidentes, quantas famílias e servidores adoeceram por estarem longe e distantes por má vontade do Governo e dos nossos sindicatos. Quantos que gastam quase tudo o que ganham para quase que exclusivamente manter uam casas provisória, viagens, e tratamentos decorrente do estresse, não do serviço, mas da separação familiar e da má gestão pessoal do nosso governo. Deveriam todos os sindicatos tomarem vergonha na cara e buscarem defender algo mais real e possível esse ano e o ano que vem, exigir concursos regionalizados quer seja na mesa com o governo, quer seja com ações na justiça, para fazer o governo cumprir com o seu dever proteção da família.

      Excluir
    2. "Ora, certamente inspirado pela diretriz emanada da Carta de 1.988, que impõe ao Estado 'especial proteção' à família (art. 226, 'caput'), o constituinte estadual galgou à garantia constitucional o servidor em se ver transferido para o local de trabalho de seu cônjuge. E o próprio legislador definiu as condições para que essa transferência fosse compulsoriamente efetivada, sob provocação do funcionário: ser o consorte também servidor e desde que houvesse vaga. Claro está, pelo que entendo, que nem mesmo o legislador ordinário poderá estabelecer requisitos adicionais à concessão do benefício, porque o constituinte deu mostras que se quisesse conferir essa delegação, não teria apontado, de forma minudente, os mencionados pressupostos."
      "É certo, não se há negar, que o 'in fine' do art. 130 da CE, faz remissão à lei ('nos termos da lei'), podendo levar o leitor menos avisado a acreditar ser
      possível ao legislador ordinário impor requisitos adicionais à 'transferência por união de cônjuges'. Não entendemos dessa forma: caberá a lei, no caso, apenas
      ditar regras para a tramitação do benefício, como prazos, autoridades competentes a apreciar os pedidos etc." "Note-se que mesmo que se pudesse admitir que o constituinte paulista, como sustentou o impetrado, tenha delegado ao legislador infraconstitucional, a
      faculdade de estabelecer requisitos adicionais para a 'transferência por união de cônjuges', essa concessão por óbvio não chegaria ao ponto de se deferir ao administrador (a quem é dirigido o art. 130 da CE) a mais ampla discricionariedade para a apreciação do pedido, segundo o critério da 'conveniência do serviço'. Aliás, raciocínio diferente feriria de morte o instituto de 'transferência por união de cônjuges', já que ele em nada se distinguiria do singelo 'pedido de transferência', sendo que, tanto num quanto noutro, a autoridade poderia deliberar com a mais absoluta liberdade dentro desta esfera de ampla discricionariedade. Por quê, então, se continuaria a falar do instituto da 'transferência por união de cônjuges', quando o pedido viesse nele fundamentado
      teria idêntico tratamento do simples 'pedido de transferência'?!" "Diante do dispositivo de hierarquia superior (art. 130 da CE), sucumbe a regra inserta no final do art. 235 do Estatuto dos Funcionários Públicos (Lei Estadual 10.261/68), não sendo lídimo ao administrador indeferir o pedido de 'transferência por união de cônjuges', quando, como no caso, existente a vaga no lugar de lotação do marido da apelante, que é igualmente servidor estadual/municipal/federal/autarquico.""E nem se diga que presentes os requisitos constitucionais e não ouvida a autoridade administrativa sobre a 'conveniência' da 'transferência por união de
      cônjuges', poderia este deslocamento ser realizado em afronta ao interesse público (do serviço). Ora, no caso, este interesse é presumido pela norma constitucional, em face da existência de vaga (por que então teria sido criada a vaga se não haveria interesse na sua ocupação?) e mesmo pelo fato de o casal estar labutando proximamente (os transtornos causados pelo deslocamento constante do cônjuge do lugar de seu trabalho ao de sua família, por certo, prejudicariam o seu próprio desempenho profissional)." (AC nº 9.137.524-71.2009.8.26.0000 v.u. j. de
      16.03.09 de que fui Relator). Ou seja, do cotejo entre preceito constitucional estadual e a discricionariedade da Administração, deve prevalecer aquele. "Daí o provimento ao apelo para conceder a ordem a fim de viabilizar a remoção da impetrante para uma das unidades penitenciárias da cidade de São José do Rio
      Preto ou Riolândia" urgente. Apelação 1049395-57.2015.8.26.0053.

      Excluir
    3. LPT é "cabresto" que o governo coloca nos funcionários. Nunca seu objetivo foi dar transparencia ou igualdade nas remoções. E o sindicato, pelegos todos, também tiram vantagem desse cabresto. FIM DAS LPTS, CONCURSOS REGIONALIZADOS JÁ!

      Excluir
  37. Por favor SAP 10 anos em SP, fora de casa... a lpt da oeste ta travada!!!

    ResponderExcluir
  38. Se vc for casado com servidor público (tanto faz se servidor municipal, estadual ou federal), e tiver vaga em presídio próximo, vc pode entrar na justiça. pode demorar de 10 dias à até 2 anos, dependendo do juiz, mas é mais rápido que depender da competência desse governo. Se for filiado, exija que a ação seja feita pelo seu sindicato, vc tem esse direito e é dever do governo a transferencia nesses casos de ambos servidores casados. obs: só estão sujeitos às regras da lpt/lptr/lpte quem é solteiro ou casado com não servidores. PESSOAL, O NEGÓCIO É ENTRAR NA JUSTIÇA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo entrando na justiça vc corre o risco de perder, ao cair no juiz que corre com o estado e acha alguma forma de não dar transferência por união, falo isso por experiência, por isso infelizmente muitos entram com a tal licença "louco".

      Excluir
  39. Se vc for casado com servidor público (tanto faz se servidor municipal, estadual ou federal), e tiver vaga em presídio próximo, vc pode entrar na justiça. pode demorar de 10 dias à até 2 anos, dependendo do juiz, mas é mais rápido que depender da competência desse governo. Se for filiado, exija que a ação seja feita pelo seu sindicato, vc tem esse direito e é dever do governo a transferencia nesses casos de ambos servidores casados. obs: só estão sujeitos às regras da lpt/lptr/lpte quem é solteiro ou casado com não servidores. PESSOAL, O NEGÓCIO É ENTRAR NA JUSTIÇA.

    ResponderExcluir
  40. O NEGÓCIO É ENTRAR NA JUSTIÇA. VEJAM AS DECISÕES JUDICIAIS MANDANDO O GOVERNO TRANSFERIR:
    “Mandado de Segurança. Remoção por união de cônjuges negada. Recurso voluntário da impetrante. Provimento de rigor. Procede o pleito de remoção porquanto atendidos os requisitos do art. 130 da Constituição Estadual e da legislação infraconstitucional. A negativa fundada no prejuízo ao serviço público somente vicejará se este emergir incontroverso e a indicar a descontinuidade de sua prestação ou profunda alteração. Prejuízo não observado no caso presente. Requisitos para a remoção preenchidos. Segurança que se impunha. Precedentes da Corte. R. Sentença reformada. Recurso voluntário provido. Recurso oficial desprovido.” (AC nº 1.000.166-76.2014.8.26.0696 v.u. j. de 21.09.15 Rel. Des. SIDNEY ROMANO DOS REIS).
    “MANDADO DE SEGURANÇA. Pretensão de obter remoção por 'união de cônjuges' DIREITO ASSEGURADO PELA CONSTITUIÇÃO ESTADUAL PRECEITO QUE PREVALECE SOBRE A DISCRICIONARIEDADE DA ADMINISTRAÇÃO Precedentes Segurança concedida na 1ª. instância Sentença mantida Recursos não providos.” (AC nº 0.007.697-59.2012.8.26.0129 v.u. j. de 03.02.14 Rel. Des. LEME DE CAMPOS).
    “MANDADO DE SEGURANÇA - Pedido de Remoção por 'União de Cônjuges' - Art. 130 da CE e 234 do Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado - Requisitos preenchidos - PRECEITO CONSTITUCIONAL ESTADUAL PREVALENTE SOBRE DISCRICIONARIEDADE DO ESTATUTO - Interpretação restrita de dispositivo estatutário - Segurança denegada - Recurso provido.” (AC nº 0.040.238-87.2009.8.26.0053 v.u. j. de 06.12.10 Rel. Des. JOSÉ HABICE).
    “Pretensão de obter remoção por 'união de cônjuges', sendo a esposa também servidora estadual. NORMA ESTATUTÁRIA (ART. 235) INTERPRETADA RESTRITIVAMENTE EM FACE DO DIREITO ASSEGURADO NA CONSTITUIÇÃO ESTADUAL (ART. 130). Recurso provido para conceder a segurança.” (AC nº 9.226.724-26.2008.8.26.0000 v.u. j. de 28.07.08 Rel. Des. OLIVEIRA SANTOS).

    ResponderExcluir
  41. “Agente penitenciário - Pedido de remoção por união de cônjuges negada sob alegação de que a mulher é servidora municipal; e também por defasagem de funcionários na unidade em que serve o impetrante - QUALQUER QUE SEJA O MOTIVO, A SEGURANÇA DEVIA MESMO SER CONCEDIDA EM 1º GRAU - Reexame necessário e recurso de apelação não providos.”Aliás, o fato de a mulher ser servidora municipal impede que ela seja transferida para outro município, MAS O IMPETRANTE É SERVIDOR DO ESTADO E PODE SERVIR EM QUALQUER UNIDADE DESTA ENTIDADE FEDERATIVA.” (AC nº 0.103.815-38.2008.8.26.0000 v.u. j. de 18.08.10 Rel. Des. J. M. RIBEIRO DE PAULA).
    “MANDADO DE SEGURANÇA. Agente de Segurança Penitenciária - Pretensão à remoção por união de cônjuges. Cônjuge que é Servente da Câmara Municipal de Oswaldo Cruz - PROTEÇÃO ESPECIAL À FAMÍLIA - PRECEITO CONSTITUCIONAL ESTADUAL PREVALENTE SOBRE A DISCRICIONARIEDADE DO ESTATUTO - NORMAS ESTATUTÁRIAS, QUE DEVEM SER INTERPRETADAS RESTRITIVAMENTE - Viabilidade do pleito, pela presença dos requisitos legais. Presente o direito líquido e certo, passível de concessão da segurança. Sentença mantida. Recursos oficial e da FESP improvidos” “A CONSTITUIÇÃO PAULISTA USA A EXPRESSÃO “SERVIDOR PUBLICO” NO SEU SENTIDO AMPLO, QUAL SEJA, FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL.” (AC nº 0.000.730-32.2010.8.26.0053 v.u. j. de 16.03.16 Rel. Des. CARLOS EDUARDO PACHI);
    "MANDADO DE SEGURANÇA - Agente de Escolta e Vigilância - Pedido de remoção por união de cônjuges - Possibilidade (Artigos 130 da CE e 234 do Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado) - Art. 16-A, inciso III, da LCE 1.060/2008, que deu nova redação a LCE nº 898/2001, que dispõe sobre a carreira dos agentes de escolta e vigilância penitenciária -Resolução SAP 410, de 29.09.2006, art. 3º - A discricionariedade é inerente ao Poder Público e DEVE SER PAUTADA NOS CRITÉRIOS DA PROPORCIONALIDADE E DA RAZOABILIDADE, QUE IMPÕEM LIMITES A ELA - Embora não haja vaga na Unidade Prisional requerida, HÁ PEDIDO ALTERNATIVO DE TRANSFERÊNCIA PARA CIDADE CONTÍGUA, MAIS PRÓXIMA DA RESIDÊNCIA DO CASAL, onde há déficit de servidores - Pleito de remoção procedente - Precedente desta Câmara - Segurança denegada - Recurso provido." (AC nº 0.046.163-59.2012.8.26.0053 v.u. j. de 16.09.13 Rel.Des. REINALDO MILUZZI).

    ResponderExcluir
  42. SE REALMENTE FOSSEM CRITÉRIOS IGUAIS PRA TODOS, SERIA JUSTO SIM!
    MAS O Q ESTÁ ACONTECENDO É Q TEM ASPS SENDO PROTEGIDOS E PASSANDO NA FRENTE DOS COMPANHEIROS QUE ESTÃO NA "FILA"A MUITO MAIS TEMPO.
    ISSO É Q É RIDÍCULO! OU ACABA COM ESSA TAL "LPT" OU USA CRITÉRIOS JUSTOS E IGUAIS PRA TODO MUNDO!

    ResponderExcluir
  43. Creio que a LPT ÙNICA seria uma boa opção de mudança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem um colega de serviço aí que gosta de desgastar a máquina de churros, já perguntou duas vezes se homossexual vai de união de cônjuges... kkkkkkkk

      Excluir
  44. ACABAR COM TODAS LISTAS E TRANSFERENCIAS,HUMANITARIAS,UNIAO DE CONJUGUE,A BEM DO SERVIÇO,E AI OS CONCURSOS SERIAM POR UNIDADES,FALTA 5 ASP'S AQUI NESSA UNIDADE,FAZ O CONCURSO PARA ESSA UNIDADE SABENDO QUE DELA VC NAO SAI MAIS,QUEM JA TA NO SISTEMA DISPUTA A VAGA DE NOVO COM OUTROS CANDIDATOS,SE FOR BURRÃO NAO VAI PASSAR E CONTINUA TRAMPANDO LONGE DE CASA,AI SE NAO TA BOM EXONERA E VAI TRAMPA EU OUTRA COISA,SÓ RECLAMAÇÕES AKI JENIS,NADA TA BOM,COM ESSA CRISE AO MENOS TEMOS EMPREGO...

    ResponderExcluir
  45. O concurso tem que voltar a ser regionalizado. Acabariam os problemas. Só vai ter espertalhão querendo prestar em lugar distante pela quantidade de vagas, só que não adianta chorar depois.

    ResponderExcluir
  46. LPT – deve continuar, pois seria muito injusto “zerar” para quem está a muitos anos esperando;
    LPTR (Unidades da mesma Coordenadoria), “extinguir” e fazer a inclusão dos que nela constam na LPT (Coordenadorias distintas), criando assim uma “Lista única”, adotando como critério de inclusão as datas de cadastro constantes da LPT antes, observe bem, “antes” do interessado ser transferido para a Unidade atual em que se encontra, preservando a classificação que o mesmo estava.
    Pronto, está formada uma lista Única.
    Não tem como administrar LPT/LPTR, pois ambas têm objetivo comum, porém a LPT tem força de RESOLUÇÃO SAP, criada em setembro de 2006; já a LPTR foi criada em 2009 (três anos depois) por “PORTARIA”; cada qual tem o seu valor jurídico, basta analisar.

    ResponderExcluir
  47. A solução seria unificar as duas listas e classificar a sua ordem pelo tempo de serviço que o funcionário possui em sua última unidade, teor de desempate idade e número de filhos.

    ResponderExcluir
  48. LPT TEM QUE ACABAR POIS SÓ ASSIM O GOVERNO FICARIA DE MÃO ATADAS PARA INAUGURARA CADEIA SEM GUARDA QUE É O QUE NINGUEM TA VENDO OU SEJA VAI PARA O LADO DA CASA TRABLHAR MAS NÃO SE TOCA QUE ONDE TINHA QUE TER 4 ASP SO TEM ELE ENTÃO VEIO NA BOA TEM QUE VOLTAR IGUAL AS ANTIGAS CONCURSO PUBLICO PARA : UNIDADE X, Y, Z E PONTO FINAL QUE QUE NÃO QUE VAI CORTAR CANA .

    ResponderExcluir
  49. Se esta tão ruim, mexam-se prestem outro concurso, ficar apenas reclamando da vida não vai adiantar em nada!. Quando prestaram o concurso sabiam pelo que iam passar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensamento de cortador de cana ignorante que acha que é malandrão!

      Filho, vc já se tocou que até a metade do século passado o povo reclamava demais pq trabalhavam 12 horas por dia ou mais, todo santo dia? Se ninguém reclama e nem faz algo, a coisa continua assim ou piora! Vc acha que quem reclama por seus direitos ou por melhores condições de trabalho e de vida está errado?????? Você é louco?????????????? Na sua mente doentia está errado quem quer melhorar as coisas??? Ah... para com isso!!! E outra coisa, vc acha que todo mundo sabe de antemão como funciona essa patifaria que é o sistema???? NÃO! Uns poucos que tem parentes ou conhecidos no sistema podem ter uma leve noção do que enfrentamos, raros sabem exatamente no que estão se metendo!!!! Desculpa, mas esse argumento seu é extremamente fraco e é usado por covardes, ou seja, nossos dirigentes, que querem a coisa desse jeito para se perpetuarem no poder!

      Excluir
    2. Agora que você sabe a regra do jogo, que tal estudar um pouco pra sair dessa vida?. Melhor não, deixa eu ficar na frente do computador reclamando o do porque não sou transferido, ou porque a vida é injusta com você. Malandro é quem está preso meu caro, sou apenas realista .
      Sem mais
      Ass Um ex Asp que decidiu parar de reclamar e arrumar algo melhor na vida.

      Obs: Te aconselho a fazer o mesmo.

      Excluir
    3. Cortador de cana não foi criado na barra da saia da mãe, não soltou em ventilador.Essa é uma profissão digna, como muitas outras que ninguém reconhece. Nunca fui dessa profissão mas conheço muita gente humilde que depende desse serviço.

      Excluir
  50. Concurso regional ou por Unidade também não é a melhor solução, pois o último candidato classificado de uma determinada região pode ter obtido nota melhor que o primeiro classificado de outra região; o que tá "pegando", é ter duas listas de transferências.

    ResponderExcluir
  51. Que volte a permuta,oras. Mas uma permuta séria, em que ambos os lados comprovassem a necessidade de permutar, (residência e família formada no local desejado, etc). Permutar só por permutar pra ganhar uns trocos a pessoa não conseguiria.

    LPT juntar com LPTR, seria uma boa, mas nunca que fariam isso.


    Concurso regionalizado, é a melhor solução, e daí que o ultimo classificado de uma regiao pode ter nota melhor em outra? Esqueça a outra região, você está prestando concurso para a região que se inscreveu.

    Mas como falaram anteriormente, está insatisfeito, preste outro concurso.

    ResponderExcluir
  52. Regionalizar o concurso não resolve,pois a SAP é uma só, ou seja, Estado de São Paulo, e tem unidades da mesma regional que estão uns "par" de km longe uma da outra, senão vejamos; ex. Ourinhos e Ribeirão Preto (331 km); SJRP e Assis (260 km); viajar todo plantão?!!!!

    ResponderExcluir
  53. Policia Rodoviaria Federal é uma só, Secretária de segurança publica é uma só, etc... todos têm concurso regionalizado.

    A SAP antes era regionalizada, depois deixou de ser, pq? Quase ninguém escolhia regiões metropolitanas, que é a grande defasagem de vagas.

    Hoje se justifica um monte de caipiras desolados na capital clamando por lpt.

    Permuta com regras rigidas e concurso regionalizado resolveria o problema. E o pessoal que já está na lpt há anos? Bom, ou preste outro concurso, se case com alguma prof estadual da terrinha, faça uniao de conjuge, ou espere...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso de deixar o guarda de outras cidades em São Paulo é estratégico, pois o guarda fica pianinho ou melhor largatinho dizendo amém a tudo com medo de responder PA ou SINDICÂNCIA não falta e etc...Depois ele vai embora para a cidade dele louquinho.Será que vcs. não perceberam isto

      Excluir
  54. Concurso de remoção semestral, com classificação por tempo na unidade, na SAP e no estado, com os devidos multiplicadores, contando nível de escolaridade (pontos a mais para quem tem nível de escolaridade superior ao requisitado para o cargo, pois incentiva o sujeito a estudar e evoluir) e com pontuação por ter cônjuge e filhos. Isso é usado na maior pasta do estado e funciona perfeitamente! Para situações pontuais, LPTE e bonde. E todo e qualquer diretor prestando serviços fora de sua unidade de lotação obrigatoriamente tem que ser transferido para onde for ser diretor, assim como asp em desvio de função! Não pode asp trabalhar em orgão central? volta para a unidade de origem e bye bye esquema!

    ResponderExcluir
  55. Que acabe o DEJEP e não as LPTS - sem funcionário se matando para fazer dejeps awe sim podem rodar algumas lpts. Pois awe vai realmente mostrar a cara da unidade. e Sem funcionários dobrando período para ganhar dejep. (isso acabaria com a disputa para ver quem faz mais dejep - pessoal de SP ou do interior).

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.