quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Governo começa a isolar em SP presos de facções do Rio de Janeiro,segundo o radialista e blogueiro Toninho Moré.

Toninho Moré é blogueiro e proprietário de uma rádio em Presidente Venceslau, senhor muito conceituado na cidade.
Mas, é óbvio que esse problema do CV é apenas um engodo, como se o desgoverno quisesse dizer que o problema é do Rio de Janeiro e não em São Paulo.



Comando Vermelho na P1


Toninho Moré25 de outubro de 2016
GUERRA NO CRIME
Governo começa a isolar em SP presos de facções do Rio de Janeiro
PI de Presidente Venceslau recebe presos do Comando Vermelho do Rio de Janeiro

penita-1

O clima é tenso nos presídios de São Paulo. Principalmente na Penitenciária 1 de Presidente Venceslau, a P1, no oeste do Estado, para onde a gestão de Geraldo Alckmim (PSDB) começou a transferir, na última sexta-feira (21/10), presos de facções do Rio de Janeiro.

Ao menos 87 detentos foram removidos para a unidade. Muitos são do CV (Comando Vermelho) e do TC (Terceiro Comando). O último grupo é dissidente do primeiro. Ambos são inimigos.

A SAP (Secretaria Estadual da Administração Penitenciária) não confirma nem desmente as remoções. Em nota enviada à Ponte Jornalismo, a pasta estadual garante que o “sistema penitenciário paulista opera dentro dos padrões de normalidade e segurança”.

Funcionários do sistema prisional afirmam que a SAP agiu rápido e corretamente ao isolar na P1 de Venceslau os presos de facções do Rio de Janeiro. Mas confirmam que o clima é realmente tenso em várias prisões paulistas.

Os presos removidos para a P1 de Venceslau são procedentes de diversos presídios de São Paulo. Estão em celas individuais. Mas não se entendem. Mesmo separados no Pavilhão 1, eles vêm trocando hostilidades e ameaças.

Os outros presos que estavam nesse mesmo pavilhão foram levados para a Penitenciária de Tupi Paulista, também no interior de São Paulo e considerada um barril de pólvora. Pode explodir a qualquer momento.

Agora passaram a cumprir pena lá detentos de diversas facções, como TCC (Terceiro Comando da Capital), ADA (Amigos dos Amigos), Cerol Fininho, SS (Seita Satânica), CRBC (Comando Revolucionário Brasileiro da Criminalidade), Guerreiros do Inferno, entre outras. Todas são inimigas do PCC (Primeiro Comando da Capital).

No pavilhão 2 da P1 de Presidente Venceslau estão os presos neutros, que não pertencem a nenhum grupo criminoso. O pavilhão 3 está em reforma e o pavilhão 4 abriga os integrantes do PCC.

A tensão na P1 de Venceslau aumentou na madrugada de sexta-feira. Um detento, procedente de um presídio federal, desembarcou na unidade na calada da noite, escoltado por agentes federais. Chegou à região em um helicóptero.

O preso ficou escondido na inclusão. Há informações de que ele veio fazer uma delação. Não se sabe ainda se é premiada. O presidiário já foi ouvido e mandado de volta para o presídio federal. Dizem que ele veio delatar autoridades e ex parceiros de crime.

A SAP também nega a apreensão de uma carta de quatro páginas, escrita à caneta com erros de português, nas unidades subordinadas à pasta.

Agentes penitenciários, no entanto, insistem em dizer que cópias da correspondência foram encontradas em presídios de Guarulhos, na Grande São Paulo, Pinheiros, zona oeste da capital e também em Mongaguá, na Baixada Santista, dominados pelo PCC. A carta indica que a organização declarou mesmo guerra aos seus inimigos.

A correspondência, intitulada “Salve Geral”, não revela os nomes dos rivais, mas deixa claro que o PCC vai agir com violência contra as facções que têm matado seus integrantes nas prisões e nas ruas e tomado seus pontos de drogas.

Um trecho da carta traz a seguinte mensagem: “Não nos compactuamos de alguma patifaria que tem crescido nos estados onde uma facção ou outras sem ética tem tomado lojas, morros ou favelas de pessoas que são do crime”.

Lojas na linguagem do PCC significam pontos de droga que pertencem à organização criminosa. Morros e favelas são territórios onde a facção controla o tráfico de entorpecentes.

Na mesma página, algumas linhas adiante, aparece a seguinte advertência: “Contra esses vai toda a nossa fúria. Deixamos claro que respeitaremos aqueles que merecem o respeito do crime”.

Logo na primeira página da carta, o PCC menciona que facções de oposição ao grupo estão matando inocentes nos estados em protesto e por inveja ao crescimento e a expansão da organização criminosa no país.

E cita como exemplos o caso de uma criança de dois anos morta a tiros na Bahia; de uma senhora tetraplégica executada no Mato Grosso porque era mãe de um criminoso; de assassinatos de irmãos de integrantes do PCC no Maranhão.

Em nenhum momento a correspondência menciona o nome do CV. Porém, os relatos da carta coincidem com a informação dada à Ponte Jornalismo na última terça-feira por uma fonte do MPE (Ministério Público Estadual).

Segundo essa fonte, desde o ano passado o PCC está em conflito com o CV porque o grupo de Rio de Janeiro fez alianças com facções inimigas do grupo paulista em estados do Norte e Nordeste e também no Mato Grosso e em Santa Catarina. Em presídios da região Norte já morreram ao menos 22 detentos nos últimos dias.

A fonte disse ainda que o PCC mandou rastrear os integrantes do CV presos nas penitenciárias de São Paulo. Segundo o MPE, eles são cerca de 200 a 300, mas ainda convivem pacificamente com os integrantes do grupo paulista. Uma parte já está na P1 de Venceslau. (Ponte)

14 comentários:

  1. Nossa...como essas pessoas de fora do sistema consegue essas informações sendo que quem está no sistema não sabe, será esses reporteres paranormais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fácil, é só conversar com quem trabalha na Unidade. cidade pequena, todo mundo se conhece

      Excluir
  2. A fonte correta é esta não foi o Toninho que fez a matéria http://ponte.org/guerra-no-crime-governo-comeca-a-isolar-em-sp-presos-de-faccoes-do-rio-de-janeiro/ assinada por Josmar Jozino

    ResponderExcluir
  3. Tem coisa que acontecem dentro de minha Unidade, que vou ficar sabendo através de outras pessoas. (alheias ao serviço penitenciario) Pois existe ainda, um sistema que abomino, de "segredinhos" dentro do sistema penitenciario. E não pensem que é de hoje não, desde 1990 quando entrei no sistema já existia, somente "alguns " sabiam certas coisas na "cadeia". Com o tempo voce vai aprendendo a "pescar" certas coisas e assim voce se situa no que acontece dentro de sua Unidade ou dentro do sistema penitenciario. Este blog do amigo Jenis, é um insrumento útil nesta coleta de informações.Mas se depender de chefia e Direção pra voce saber o que acontece , voce tá f...... , tem que ter malícia, não ser também adepto de abraçar tudo que ouve , selecionar, usar a sua experiencia pra sobreviver nesta selva que é o sistema , esperando chegar a hora de aposentar, com saúde mental e fisica. E fiquem espertos, pois num presídio com vários tipos de presos e tipos de facções, tudo pode acontecer...

    ResponderExcluir
  4. Pelo visto a penitenciária de Tupi Paulista, tem mais facções criminosas que o Congresso Nacional.

    ResponderExcluir
  5. E não sabemos mesmo!! É só analisar colega, quantos estão totalmente de chapéu na sua própria unidade??? Mal sabem oq acontece no seu próprio Plantão ou em outro plantão, como ele vai saber oq acontece em outra unidade?? E se for de outra coordenadoria então....um abraço!! Vai ficar de chapéu mexicano.
    So não sabemos menos pq temos esse blog, so por isso!! Pq é de interesse do governo e dos sindicatos que fiquemos assim, ignorantes e separados!!
    Nos resta lutarmos contra isso, e cada um de nós postarmos aqui oq ocorre em nossas unidades, ou continuarmos ignorantes.
    Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  6. Segundo a rádio gp, essas cartas foram apreendidas no cdpI de Guarulhos e enviadas ao setor de inteligência da sap,porém no fundão do prédio não chega nada,deixam a gente de chapéu,o máximo que chega é ladrão, pra pagar no raio 07 ou 08. Na minha opinião, tem que deixar os pccú e os cúvermelhos se matarem e o guarda assistindo de camarote.

    ResponderExcluir
  7. Dúvido q o ASP "curiosão" num fica sabendo de tudo q acontece na cadeia mesmo pq sempre chega pra ele ou o mesmo procura notícia, concordam?

    ResponderExcluir
  8. AFF! MAIS UMA BALELA DIVULGADA COM MAESTRIA PELO GOVERNADOR PARA TENTAR JUSTIFICAR "AS MAIORES FUGAS EM MASSA DO MUNDO". PARABÉNS LORIVAL, ESSES RECORDES MUNDIAIS SÃO SEUS... BORA LÁ REIVINDICAR O NOME NO "GUINES BOOK".

    ResponderExcluir
  9. P1 de Venças até melhorar p eles

    ResponderExcluir
  10. Desculpa...mas concordo com o colega acima..... de cada 10 no plantão....7 estão de chápeu.
    Fato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se sair de cima do rabo e se interessar mais, talvez fique sabendo do que acontece!!! Segundo um velho diretor diz, DG sabe 30% da cadeia, disciplina 50% e ASP sabe 100%!!! Isso vai do interesse de cada um, mas ficar metendo o pau é mais gostoso.

      Excluir
    2. SÓ SEFOR 100% DA LPT TROCA DJEP FORA ISSO É CONTAR POR O BUMBUM NA CADEIRA E AGUARDAR O 36.FALA MUITO FILIPÃO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  11. Aí a vida do guarda fica pior ainda, sabendo de tudo que acontece na cadeia e sendo comandado por chapéu atolado. Não sei o que é pior.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.