quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

PCC está encurralado por 1.300 opositores no maior presídio de MS, segundo o Aquidauana news.

Fonte: Aquidauana news
11/01/2017 - 16:33
PCC está encurralado por 1.300 opositores no maior presídio de MS
Pelo menos 600 integrantes e simpatizantes da facção paulista, isolados no raio I, estariam se armando para enfrentar ataque; Agepen contesta e sindicato defende agentes armados

É tensa a situação dentro da PED (Penitenciária Estadual de Dourados), maior presídio do interior de Mato Grosso do Sul, onde 2.400 homens estão encarcerados. Pelo menos 600 internos ligados ao PCC (Primeiro Comando da Capital) estão isolados no raio I e sob constante ameaça de outros 1.300 presos, que se declararam oposição à facção criminosa paulista.

Após o princípio de motim da semana passada e risco de confronto entre presos ligados às facções, o medo de uma rebelião permanece, segundo funcionários da unidade. Temendo um ataque, membros e simpatizantes do PCC preparam armas artesanais para enfrentar os opositores.

O Sinsap-MS (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de Mato Grosso do Sul) diz que a situação está longe de ser considerada controlada, como afirma a Agepen, e cobra medidas urgentes para evitar um massacre e para garantir a segurança dos servidores. Uniformização dos presos e uso de arma pelos agentes estão entre as medidas propostas.

Nesta quarta-feira (11), o Campo Grande News apurou que detentos ligados a facções opositoras ao PCC, entre elas o Comando Vermelho, que ficam no raio II, receberam o apoio dos internos do raio III, onde permanecem os presos que trabalham e estudam e são considerados os mais “tranquilos”.

“O PCC é uma facção que reprime os demais internos, cobra dinheiro, pressiona. Quem não tem dinheiro tem que cometer algum crime ou assumir algum crime. Isso favorece a formação de oposição. Os opositores se uniram aos poucos membros de outras facções e se tornaram um número muito maior dentro da PED”, afirma um agente penitenciário.

O mesmo agente afirma que o drone flagrado no raio II na semana passada teria feito uma entrega, mas não se sabe ainda se o objeto levou arma, droga ou celular. “Tem imagem de um detento pegando alguma coisa no drone”.

Falta segurança – Procurado pela reportagem, o presidente do Sinsap, André Luiz Santiago, afirma que as medidas adotadas pelo Estado têm sido ineficientes para evitar motins e mortes nos presídios de Mato Grosso do Sul.

Na penitenciária de Dourados, segundo ele, a vigilância das torres continua deficitária, o que facilita a entrada de armas e drogas através da muralha. “Por que o drone não foi abatido? Por que falta vigilância nas torres”, afirmou.

Santiago defende a contratação de mais servidores através de concurso público, a uniformização dos internos e a regulamentação do porte de arma dos agentes penitenciários. “O porte de arma já tem previsão na legislação federal e o uniforme já foi comprado. Não sabemos por que não foi adotado ainda. Também é preciso acabar com as regalias nos presídios”.

Sem controle – Santiago rebate a versão oficial da Agepen de que a situação está controlada nos presídios de MS e cita como exemplos os motins nas cadeias femininas de Três Lagoas e Rio Brilhante, a rebelião na penitenciária de Naviraí e os ataques a agentes penitenciários ocorridos nos últimos dois anos.

“Tivemos o agente Enderson [Enderson Antônio Bogas Severi, 34] que sofreu atentado a tiros, tivemos seis servidores envenenados em Campo Grande, tivemos agentes feitos de reféns em motins e em fevereiro faz dois anos que o agente Carlos Augusto Queiróz de Mendonça foi executado na Capital. Os fatos estão aí para mostrar que a situação está longe de ser considerada sob controle”, afirmou.

Agepen contesta – Através da assessoria de imprensa, o diretor-presidente da Agepen Ailton Stropa Garcia disse que não procede a informação de que detentos do PCC têm sido ameaçados, pois os presos de outras facções já foram transferidos.

“Embora exista um desconforto entre presos faccionados e não faccionados, este, na avaliação da Agepen, não chega, no momento, ao ponto de confronto entre os dois grupos”, diz a nota.

Porte de armas – Sobre a reivindicação de uso de armas pelos agentes, o diretor da Agepen disse que existe legislação federal disciplinando o uso de armas pelos agentes penitenciários e um decreto do governo que permite o porte de fora do serviço.

“O governo já providenciou modificações legislativas para que agentes penitenciários façam a guarda das muralhas e escoltas. A Agepen já providenciou sua dotação de armamento, assim como a autorização para recebimento por doação e aquisição de armas e munições letais e não letais do Exército. As casas de armas foram e estão sendo construídas em todas as unidades prisionais do Estado e a regulamentação que trata da matéria está sendo finalizada e será emitida no tempo oportuno”, afirma a nota.

Muralhas – Sobre o efetivo nas muralhas da PED, Ailton Stropa diz que o aumento já foi providenciado com o comando da Polícia Militar em Dourados, que tem feito rondas externas ostensivas com o grupo tático, Getam e DOF.

“A Agepen informa que a uniformização dos internos já é parcial e gradativamente será estendida a todos os internos da unidade, com a observação dos necessários procedimentos de segurança. A Agepen informa que a unidade não tem dado qualquer tipo de regalia aos internos, apenas lhes propiciando o que lhes é de direito e permitido pela legislação”, encerra a nota.
Campo Grande News

22 comentários:

  1. Jenis tem uma matéria no yahoo com o seguinte título

    Data bomba:Fevereiro de 2017: PCC vai romper trégua com governo de SP:
    Marcola vai seguir na solitária

    Isso é muito grave e horripilante porque, tem mais matérias junto desta sobre o Ministro da Justiça.

    Pessoal leiam antes que sumam com as matérias, o bicho ta pegando: irmão MARCOLA tá tocando o terror.

    ResponderExcluir
  2. Este é o momento ímpar para sermos reconhecidos, valorizados, melhor remunerados; pena que os sindicatos se venderam ao LOURIVAL & CIA ratada imunda.

    ResponderExcluir
  3. Pelo que vejo, as condições precárias de trabalho para os agentes, e regalias aos presos por conta da SAP e Diretores, acontecem em todos os Estados. Essa historia me lembra a Penitenciaria Adriano Marrey, onde os internos usam drogas e celulares a vontade, em 2015 ficou famosa como a cadeia da droga. Por que será de tanta regalia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marrey é conhecido atualmente como: "Adriano Mamey"...E o funcionario cada dia mais oprimido!!!

      Excluir
    2. não vai longe, diadema que já foi considerada umas das cadeias mais disciplinadas hj é conhecida como "diadema bombom" é preso fugindo pela porta da frente, levar preso pro pote? nem pensar, o disciplina não deixa, o ladrão tá tratando os asps como empregados e o chefe? ele já disse que não cai pq tem as costas quentes, e por ai vai.....

      Excluir
    3. "Diadema bombom" kkkkk é isso mesmo, é o zezinho que ta ai ainda?kkkkk, ele é gente boa (com os presos claro)kkkkk

      Excluir
  4. porque se soltarem os presos ,e prederem os diretores talvez melhore as coisas

    ResponderExcluir
  5. A maioria dos diretores só querem uma coisa: que os vagabundos não quebrem a cadeia e eles poderem se manter no cargo, por isso eles aceitam as mordomias dos presos, qual asp não vê que quando os vagabundos exigem alguma coisa logo chega? a culpa é desse sistema nefasto de "cargo de confiança" enquanto isso não mudar será sempre assim, enquanto o fator determinante para se assumir cargos de chefia for "o quanto vc puxa o saco do chefe" e não a meritocracia e competência, vamos continuar reféns desse sistema.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo quarta-feira, janeiro 11, 2017 11:32:00 PM

    Seu boca aberta. Vc deve ser o correria que tomou bonde de alguma cadeia, pois se tem que falar tem que provar quando aponta o dedo alegando que presos usam drogas e celulares a vontade, pois desconheço qualquer situação que tenha acontecido em 2015 que tenham sido publicado ou dito dessa Unidade, pois os funcionários do Marrey mesmo com tantas dificuldade por falta de funcionários, a ordem de disciplina é bem rigorosa, falo como funcionário dessa unidade, onde presencio o dia a dia dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu lixo, você deve ser mais um que tem cargo de chefia pelo mérito de chupar a bola direita do diretor sem babar na esquerda, esta aqui o link rapaz http://noticias.r7.com/record-noticias/videos/detentos-usam-drogas-dentro-de-presidio-em-guarulhos-sp-/idmedia/4e30425e3d14613cbb0cb547.html, não levei bonde, e não te devo satisfação, apenas não sou da tua panelinha, seu lixo.

      Excluir
    2. Voce eh um fanfarrão falar que presos não usam drogas no Adriano Mamei, vc deve ser correria de preso, puxa saco de diretor, todos que tem algum amigo asp trabalhando ai sabe bem como as coisas funcionam, vcs gostam de reprimir funcionários e dar regalias para vagabundo. Por causa de agentes como vc que o sistema piora cada dia mais.

      Excluir
    3. esse defende diretor com unhas e dentes.

      Excluir
    4. assisti ai desinformado, não importa a data, mas sim o fato que segundo amigos acontece ate hj. http://noticias.r7.com/cidade-alerta/videos/presos-vendem-e-usam-drogas-na-penitenciaria-de-guarulhos-sp-20102015

      Excluir
    5. Esse pilantra deve ser o maior lagarto é puxa saco de Diretor... Raça de pilantra.

      Excluir
    6. Anônimo quinta-feira, janeiro 12, 2017 5:58:00 PM

      As imagens são de 2009, e foram apresentadas pelo "Dapena" em 2010.
      Atualize-se... só te dará credibilidade quem for chapeu atolado como você.
      O "Dapena" não valoriza em nada a classe, muito pelo contrario.
      Então, preste atenção seu patife... Suas declarações denigrem a imagem de quem tá no raio e não a do diretor.

      Excluir
    7. Então super asp de trás da mesa, Não vou perder meu tempo com você, qualquer um aqui que tiver amigos que trabalham no raio, tirem suas duvidas da rotina da cadeia da droga. E no mais o diretor esta te esperando para voce dar mais uma mamadinha.kkkkk

      Excluir
    8. O raio eh o reflexo do diretor, não podemos fazer se não tivermos autonomia para trabalhar.

      Excluir
  7. FOI APROVADO O ADICIONAL DE periculosidade NO DIA 11/01/2017 EM Brasilia Para Todos os ASP do Brasil.

    ResponderExcluir
  8. Deixa de ser idiota, foi aprovado em uma comissão apenas, inclusive na de Segurança Pública, é lógico q nessa é aprovado qualquer coisa para força pública, mas falta um monte de comissões, a de finanças por exemplo e depois ser votado no plenário pelos deputados, se chegar a ser votado, cada uma...

    ResponderExcluir
  9. Aqui em Itapecerica tmbm ta uma uva,os presos manda o diretor de disciplina tomar no rabo e até mostra o pau para ele ,e acreditem não aconteceu nada com os presos.não acreditamos que Itapecerica chegou a esse ponto.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.