sábado, 4 de fevereiro de 2017

Penitenciária de Florínea recebe 101 detentos do Comando Vermelho, segundo o Assiscity.

03/02/2017
Penitenciária de Florínea recebe 101 detentos do Comando Vermelho
Os presos que estavam na Penitenciária 1 de Presidente Venceslau foram transferidos para evitar nova carnificina no sistema carcerário brasileiro

O governo do Estado de São Paulo transferiu 101 detentos da facção criminosa Comando Vermelho(CV) do Presídio de Segurança Máxima 1 de Presidente Venceslau para a Penitenciária de Florínea, na região de Assis, nesta semana.

De acordo com agentes penitenciários, as remoções ocorreram às pressas para evitar uma nova carnificina no País, a exemplo do que aconteceu nos presídios de Manaus, AM, Natal, RN, e Boa Vista, RR. Os massacres deixaram 118 mortos nas três unidades prisionais.

A intenção dos amotinados, segundo os agentes penitenciários,era matar os rivais do Comando Vermelho (CV), recolhidos no vizinho raio 3.

A reportagem do AssisCity confirmou junto à Secretaria de Assistência Penitenciária (SAP) que houve o conflito na Penitenciária de Presidente Venceslau, e emitiu a seguinte nota:

"A Secretaria da Administração informa que na noite de 01/02, assim que a Unidade Penal recebeu em trânsito presos oriundos da Capital, habitantes de um dos raios da Penitenciária I de Presidente Venceslau iniciaram um tumulto. Diante disso, o Grupo de Intervenção Rápida (GIR) foi acionado e o tumulto rapidamente controlado e cessado. A unidade opera normalmente, dentro dos padrões de segurança e disciplina", informa a nota enviada pela SAP à imprensa.

Por mais que a SAP informe que a situação esteja controlada, os moradores da redondeza do presídio se assustaram com o tumulto; os agentes de vigilância, posicionados nas muralhas das penitenciárias efetuaram disparos de armas de fogo para conter os detentos.

A equipe do GIR entrou no raio 4 e, durante revista nas celas de integrantes da facção criminosa do Primeiro Comando da Capital (PCC), foram encontrados estiletes e facas improvisadas com pedaços de ferro arrancados de paredes.

O massacre foi evitado com a transferência dos 101 presos do CV para a Penitenciária de Florínea.

Outros 145 detentos do presídio de Florínea foram enviados para a Penitenciária de Paraguaçu Paulista, para dar espaço aos novos detentos do CV.

A SAP, entretanto não desmente e nem confirma a transferência de detentos do CV para outra unidade prisional.

A Penitenciária 1 de Presidente Venceslau é uma unidade que abriga presos de diversas facções.
Presos do PCC e do CV romperam os laços de união depois de 23 anos de aliança. A guerra entre as facções teve início por causa da coligação da facção fluminense com outras organizações criminosas, como a Família do Norte (FDN), e Sindicato do Crime, do Rio Grande do Norte.



Penitenciária de Florínea






Redação AssisCity com acréscimo de informações de Carta Capital / Foto: AssisCity / Edson Lopes Jr.

5 comentários:

  1. Houve transferência de mais de 50 presos ontem no Cpp de Mongaguá, consta que haveria fuga em massa e quebra, quebra lá.
    Não esperem as diretorias informarem nada, busquem suas próprias informações e também não transmitam nada a eles, pq não estão nem aí com o pessoal do fundão.

    ResponderExcluir
  2. florínea é aquela cadeia nova que não tem água? Ah tá! Querem colocar uns presos numa cadeia que nem tem água para evitar uma rebelião? Tá certo... Inteligente esse povo da SAP, ein?

    ResponderExcluir
  3. De vez mandar essas pestes para o fechado dão bonde para outros semi abertos.

    ResponderExcluir
  4. sem agua paredes rachadas, esa cadeia começou errada vai terminar errada, maldição, ou o preso e os funças morrem de sede ou soterrados nos escombros , contru se aparecer fecha . kkkk

    ResponderExcluir
  5. Aqui em Potim era assim no inicio, faltava agua todo dia e aos fins de semana, após a saida de uma diretora, começaram a vir caminhões de agua e depois, de mais de um ano, chegou uma tubulação e resolveu de forma razoavel o problema.Isso sem contar que ficamos vários anos sem asfalto. Sofriamos demais pra chegar la em dias de chuva, virava um "sabão".

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.