segunda-feira, 13 de março de 2017

Porrete escrito 'Pequenas Causas' é achado em presídio de João Pessoa.

Fonte: G1


13/03/2017 15h10 - Atualizado em 13/03/2017 15h10
Porrete escrito 'Pequenas Causas' é achado em presídio de João Pessoa
Pente-fino foi após pacote ser arremessado no presídio em horário de visita.
Agentes penitenciários encontraram vários tipos de armas artesanais.
Do G1 PB

Pedaço de madeira com nome 'Pequenas Causas' foi encontrado no Presídio do Roger, em João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Um pedaço de madeira com a inscrição “Pequenas Causas!!!” foi apreendido durante um pente-fino na Penitenciária Flósculo da Nóbrega, também conhecida como o Presídio do Roger, em João Pessoa, na manhã desta segunda-feira (13).
A vistoria foi feita porque um pacote foi arremessado para dentro do presídio durante o período de visitas. Com o alerta da Polícia Militar, os agentes penitenciários tiraram todos os visitantes do local e fizeram uma operação pente-fino na penitenciária.
“Isso mostra que eles não têm respeito com a Justiça. Outro dia, eu peguei um barrote que tinha o nome VEP, que é Vara de Execuções Penais. Eles não respeitam a Justiça e têm esse tipo de brincadeira, acham bonito”, disse o coordenador da unidade prisional, Robson Neiva.
Neiva explicou que é importante tirar esse tipo de material do alcance dos detentos para evitar que eles se agridam. Entre o material apreendido, havia espetos e facas artesanais, barrotes, porretes, celulares e carregadores.
“Tudo começou pelo fato de que eles não respeitam nem a própria visita. Aqui a gente tem o maior trato com os visitantes, tenta orientar, tudo certinho. Agora o próprio apenado não respeita seu visitante”, comentou Neiva.





Pente fino apreendeu vários tipos de armas artesanais (Foto: Walter Paparazzo/G1)


7 comentários:

  1. Se fosse aqui em são Paulo a secretaria de amor ao preso iria exonerar quem fez este porrete.

    ResponderExcluir
  2. Minha vontade era fazer 2 porretes um pro santo e outro pro cabeça de cotonete

    ResponderExcluir
  3. Pelo que entendi, os próprios sentenciados fizeram e mantinham o porrete (talvez usado para bater em sentenciados com desvios da 'ética' do crime na unidade). Aqui em SP manter pedaços de ferro (só pra bater 'grade') escrever qualquer coisa no vergalhão é burrice.

    ResponderExcluir
  4. Em um CDP do Vale tinha um desses, mas escrito DIPIRONA

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho um porrete com a inscrição "direitos humanos "

    ResponderExcluir
  6. Onde trabalhava tinha um escrito "Atenção" é outro escrito "oportunidade" sempre o ladrão pedia um deles kkkkkkkj

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.