quarta-feira, 8 de março de 2017

SAP selecionará artigos sobre Diversidade, Direitos Humanos e Políticas Específicas entre os servidores.


Será que se eu escrever um artigo sobre tudo o que penso sobre a SAP SP eles publicariam?



ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA
COORDENADORIA DE
REINTEGRAÇÃO SOCIAL E CIDADANIA
DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO
Comunicado
Edital com critérios para publicação de artigos sobre Diversidade,
Direitos Humanos e Políticas Específicas no âmbito do
Sistema Penitenciário Paulista- 2ª edição
(2ª Chamada)
A Coordenadoria de Reintegração Social e Cidadania
(CRSC), por meio do Centro de Políticas Específicas, comunica
abertura de 2ª chamada para seleção de artigos para composição
de publicação sobre Diversidade e Políticas Específicas no
âmbito da Secretaria de Administração Penitenciária.
O Centro de Políticas Específicas (CPE) integra o Grupo
de Ações de Reintegração Social (GARS) da Coordenadoria de
Reintegração Social e Cidadania (CRSC) e criado por meio do
Decreto 54.025 de 16-02-2009, tem como atribuições desenvolver,
implantar e coordenar políticas e ações voltadas aos grupos
de perfil específico tais como idade, gênero, etnia, orientação
sexual, origens, pessoas condenadas por crimes contra a dignidade
sexual e pessoas com deficiências, entre outros em todos
os setores da Secretaria de Administração Penitenciária do
Estado de São Paulo.
Em 2013, o Centro de Políticas Específicas (CPE) disponibilizou
a primeira publicação eletrônica “Diversidade e Políticas
Específicas no Sistema Penitenciário Paulista1”. Nesta 2ª edição
o tema escolhido é “Saberes e práticas: construindo caminhos
metodológicos” e objetiva promover a reflexão crítica sobre
aspectos conceituais, abordagens e demandas dos grupos de
perfil específico no contexto do sistema penitenciário paulista.
1. OBJETIVOS
1. Identificar, selecionar e publicar trabalhos que abordem
aspectos da diversidade humana na perspectiva da valorização
e respeito aos direitos humanos e que possam contribuir com a
reintegração social e promoção da cidadania de pessoas presas,
apenados e seus familiares;
2. Articular diferentes saberes e práticas profissionais;
3. Identificar iniciativas desenvolvidas e incentivar os
servidores da pasta a implementar ações voltadas ao respeito
à diversidade humana, promovendo a equidade na ótica da
universalização de políticas e serviços públicos;
4. Incentivar a produção e disseminação de conhecimento e
favorecer o intercâmbio de experiências;
5. Fortalecer a reflexão sobre o trabalho desenvolvido com
enfoque nas populações de perfil específico.
2. CONDIÇÕES
2.1 A autoria dos trabalhos deverá, impreterivelmente,
contemplar servidores da Secretaria da Administração Penitenci-
ária, ainda que os trabalhos sejam produzidos em parceria com
atores externos à SAP;
2.2 Os trabalhos devem abordar temas correlacionados à
diversidade humana, aos direitos humanos ou políticas para
grupos específicos de idade, gênero, etnia, orientação sexual,
origens, pessoas com deficiência, pessoas condenadas por
crimes contra a dignidade sexual, entre outros e podem apresentar
resultados preliminares ou finais de estudos, pesquisas ou
iniciativas implementadas no âmbito do sistema penitenciário
paulista.
Recomenda-se que os trabalhos referentes aos estudos,
pesquisas, projetos ou iniciativas implementadas contenham
informações sobre:
* Título;
* Autor/ Autores;
* Resumo;
* Palavras chave;
* Conteúdo (Introdução, desenvolvimento textual e conclusão);
o Justificativa;
o Objetivos;
o Metodologia
o Público alvo;
o Características criativas ou inovadoras
* Considerações finais;
* Referenciais teóricos.
IMPORTANTE! Os itens relacionados no item 2.2 devem ser
contemplados na obra para uma referência editorial comum,
porém não precisam estar organizados em tópicos ou seções
específicas a exemplo de um formulário.
2.3 Nesta edição, os autores deverão escolher entre duas
principais áreas temáticas:
* Agressores sexuais;
* Diversidade humana, Direitos Humanos; Grupos especí-
ficos presos.
Os textos apresentados devem primar pela originalidade,
apresentar fundada argumentação lógica, bem como relevância
para o desenvolvimento das temáticas tratadas. Será observado,
ainda, sua contribuição para o aprimoramento das políticas e
serviços voltados aos diferentes grupos populacionais presos e
egressos do Sistema Penitenciário Paulista.
3. COMO APRESENTAR
3.1 Os trabalhos devem ser apresentados em língua portuguesa
e em conformidade com as regras estabelecidas pela
Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT.
Formatação
Folha: Carta (letter);
Margens: Esquerda, Direita, Superior e inferior de 02 cm;
Fonte: Time News Roman, Tamanho 12;
Parágrafo: Espaçamento anterior: 0 ponto; Posterior: 12
pontos; Entrelinhas: Duplo. Alinhamento: justificado
No mesmo arquivo deve ser enviado Página de Rosto
contendo:
Título do Artigo;
Identificação dos autores (nome completo; unidade/setor ao
qual está vinculado; cargo; endereço para correspondência; fone;
fax e Endereço Eletrônico).
3.2 Para fins de seleção, serão consideradas as produções
em formato de artigos; resenhas; comunicações; ensaios e
outros textos.
3.3 Em conformidade ao item 3.2, estabelece-se:
* Para apresentação de Resenhas, Comunicados, Ensaios
e outros textos:
- Limite mínimo de 900 palavras ou aproximadamente 02
laudas;
- Limite máximo de 2300 palavras ou 05 laudas.
* Para apresentação de Artigos:
- Limite mínimo de 2300 palavras ou aproximadamente
05 laudas;
- Limite máximo de 11300 palavras ou 25 laudas.
3.4 Os artigos apresentados são de total responsabilidade
dos autores e o envio dos trabalhos deverá ocorrer acompanhado
de autorização para publicação devidamente assinada pelos
autores, na forma de Termo de Cessão de Direitos.
3.5 O material deverá ser encaminhado à apreciação do
Centro de Políticas Específicas - A/C de Simone Gomide nos
endereços eletrônicos: simonepgsilva@sp.gov.br e politicasespecificas@crsc.sap.sp.gov.br,
respectivamente. Por via postal,
os trabalhos podem ser enviados ao endereço do Centro de
Políticas Específicas, localizado à Rua Líbero Badaró, 600 – 10º
andar, São Paulo, CEP: 01008-000.
3.6 Data final para entrega dos trabalhos: 05-05-2017
4. COMISSÃO DE ANÁLISE E SELEÇÃO
4.1 A Comissão de avaliação será coordenada pela diretoria
do Centro de Políticas Específicas e será integrada por 05 membros
entre servidores da Secretaria da Administração Penitenciária
e convidados externos com reconhecida experiência nas
áreas em questão.
4.2 O resultado será divulgado no dia 05-07-2017, podendo
essa data ser prorrogada.
4.3 A Comissão de Análise e Seleção reserva-se ao direito
de não selecionar e/ ou publicar nenhum dos trabalhos apresentados.
5. DISPOSIÇÕES GERAIS
5.1 As avaliações da Comissão de Análise e Seleção são
irrecorríveis.
5.2 A apresentação de artigos para publicação implica a
cessão dos direitos autorais. Os autores dos trabalhos admitidos
autorizam expressamente o Centro de Políticas Específicas a
utilizar o texto para todos os fins, podendo publicá-lo no sítio da
Coordenadoria de Reintegração Social ou ceder gratuitamente a
terceiros para divulgação.
5.3 Não serão apreciadas teses e monografias acadêmicas.
5.4 Não será concedida qualquer remuneração pela Coordenadoria
de Reintegração Social e Cidadania em razão da
publicação dos trabalhos.
6. INFORMAÇÕES
As informações e esclarecimentos sobre esta 2ª Chamada
para seleção de artigos poderão ser obtidos junto à equipe do
Centro de Políticas Específicas através do telefone:
(11). 3107 1114 – ramais 117 ou 119, pelos meios eletrônicos
oficiais de comunicação:
E-mail: politicasespecificas@crsc.sap.sp.gov.br / simonepgsilva@sp.gov.br
ou pessoalmente em nosso endereço: Rua Líbero
Badaró, 600, Centro, São Paulo – SP – CEP - 01008-000
1 Disponível em http://www.reintegracaosocial.sp.gov.br/
db/crsckyu/archives/6e4a3b0828a276e819df357960f31725.pdf

9 comentários:

  1. ISSO Q MATA A GENTE!!! PELO AMOR DE DEUS!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Só hipocrisia, só demagogia, só palhaçada... isso não enche barriga!!! E correção salarial que é bom nada!

    ResponderExcluir
  3. Eu ñ quero saber de viadagem, preciso de reposição inflacionária e aumento, não tenho nada contra com queima a rosca, ou cola o velcro mas isso tem que ficar somente entre as pessoas que gostam disso.Era só o que faltava numa secretaria com tantos problemas, logo estas políticas estarão voltadas para os presos (sas)

    ResponderExcluir
  4. Pra quem não gosta

    -Que delícia Marcela Temer.

    ResponderExcluir
  5. SAP nao tem nada mais importante pra se preocupar ? q coisa mais inutil,tnc de reajuste ngm fala.

    ResponderExcluir
  6. Eu quero saber é de reajuste salarial, até por que estes artigos escolhidos e demais prêmios, são todos cartas marcadas de baralho, só estrelinha que ganha alguma coisa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou é homem nunca gay, vou ganhar querer premio sobre artigos de viadagem.

      Excluir
  7. A SAP DEVERIA FAZER UM TRABALHO COM OS ASPS QUE PERDEM SEUS CARGOS (CHEFIAS E DIRETORIAS), POIS A MAIORIA FICA "FORA DO AR" POR UM BOM TEMPO. INFELIZMENTE, AS ATITUDES NO CARGO REFLETIRAM QUANDO ESTIVER FORA DELE, MAS OS DEMAIS COLEGAS DEVEM SABER QUE OS "CARAS" CUMPRIAM ORDENS TAMBEM. SE EXTRAPOLARAM, É CHEGADA A HORA DE REFLEXÃO. #FICAADICA. EM TEMPO, EU CONHEÇO ALGUNS QUE PERDERAM SEUS CARGOS E TRABALHAM NORMALMENTE, MAS ISSO É RARIDADE.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.